Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Casa de Cultura Mario Quintana

A Noiva de Cristal estreia temporada na Casa de Cultura Mario Quintana nesta quinta, 16 de novembro

anoivadecristal3_credito_jorgeaguiar

Espetáculo inspirado em uma história real traz Ana Guasque no elenco com direção de Márcio Azevedo

 

Nesta quinta-feira, 16 de novembro, estreia o espetáculo “A Noiva de Cristal’, no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana. Com texto e direção do carioca Márcio Azevedo, traz no elenco Ana Guasque, Joana Izabel, Caroline Vetori, Fabrício Zavareze e locução em off de Marcos Breda.

Inspirado em uma história real de uma familiar, Azevedo reúne fragmentos de textos de Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Florbela Espanca, Machado de Assis, Castro Alves, Luiz de camões, Chico Buarque, Shakespeare, Oscar Wilde, Freud, Bilac, Rimbaud, Miguel de Cervantes, Sócrates e Balzac. “A Noiva de Cristal” conta o drama de Dulce, interna em um hospital psiquiátrico durante os anos 1950, que foi abandonada pelo noivo às vésperas do casamento. “A dramaturgia traz temas como amor, rejeição e traição, questionando os limites das relações amorosas, a loucura, a sanidade, as convenções sociais e o sistema manicomial. A peça é um grande elogio ao amor e à entrega ao sentimento mais nobre de todos”, revela o diretor, que está dirigindo as atrizes Arlete Salles e Débora Duarte, cada uma em um monólogo, que estreiam em breve. Recentemente estreou o espetáculo “Super Moça”, produção que perdeu todo cenário e figurinos no incêndio do Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, em junho deste ano.

No elenco estão a atriz e bailarina Ana Guasque, que participou de novelas como A Força do Querer, Boogie Oogie, Sete Vidas e Haja Coração, da TV Globo, Joana Izabel, Carol Vetori e Fabrício Zavareze.

Após as sessões dos dias 17, 19, 23, 24 e 25, o público poderá participar de bate-papos sobre amor, rejeição traição e saúde psíquica. Na sexta-feira, 17 de novembro,  participam Denise Crawshaw Pellin, Cônsul Honorária Britânica, as antropólogas Maria Helena Nunes e Maria do Carmo Tinoco Brandão e o psicólogo Jeremias Wickert; no dia 18 o diretor Marcio Azevedo fala sobre o processo de criação do espetáculo. No domingo, 19, integram o debate o casal de terapeutas de Constelação Familiar Michelle D’Ávila e Dji D’Ávila; na quinta-feira, 23 de novembro, é a vez das assistentes sociais Sônia Guasque e Pâmela Braz  e a psicóloga Vitória Guasque; no dia 24, dividem a mesa o diretor da Clínica Santa Thecla, Nilson Lemos e o fotógrafo documental Jorge Aguiar. Encerrando a programação no sábado, 25 de novembro, participam Adriana de Melo Ribeiro, Cônsul de Portugal e a psicóloga e Master Coach Mariele Inghes.

As apresentações ocorrem de quinta a sábado às 19h30 e aos domingos às 18h. Ingressos a R$ 40,00 à venda na bilheteria do teatro.

Márcio Azevedo trabalhou como produtor de elenco das novelas Salsa e Merengue, O Amor está no Ar, Pecado Capital, Hilda Furacão, Esplendor, Você Decide, Linha Direta, Brava Gente, Zorra Total e Gente Inocente. No teatro dirigiu espetáculos como Os Versos de Hollanda, musical com a obra de Chico Buarque de Hollanda, Terceiro Sinal Musical e Sarjeta, dirigiu também a peça Corta com Dadá Coelho e Super Moça. Em 2018 estreará um espetáculo de poesias com Inês Galvão e uma montagem dramática com Débora Duarte.

Ana Guasque é atriz, bailarina, produtora e escritora, formada pela Escola de Arte Dramática da USP em São Paulo, participou nas novelas Boogie Oogie, Sete Vidas, Haja Coração e A Força do Querer, na TV Globo. É natural de Porto Alegre, onde desenvolveu parte de sua carreira artística na dança, teatro e cinema. Duas vezes indicada ao Prêmio Açorianos de Melhor Bailarina e Melhor Espetáculo, atuou nos filmes Mãe Monstro e o Prazer do Silêncio, vencedores do kikito de Melhor filme no Festival de Cinema de Gramado.  Em São Paulo atuou em diversos espetáculos, entre eles, realizou o solo Sobre Ancas, contemplado pelo PROAC da Secretaria de Cultura do Estado de SP, dirigiu e atuou em Valsa em Pedaços, de própria autoria, com apoio do Banco do Brasil e CCBB SP. Escreveu o livro Victória, uma saga italiana no interior do Rio Grande, com orelha de capa escrita pela amiga Rosi Campos.

 

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Márcio Azevedo

Elenco: Ana Guasque, Joana Izabel, Caroline Vetori e Fabrício Zavareze

Design de Luz: Bathista Freire e André Winoviski

Cenografia: Zoé Degani

Figurinos: Zoé Degani e Márcio e Azevedo

Fotógrafo: Jorge Aguiar

Assistente de Direção: Fabrício Zavareze  e Caroline Vetori

Trilha Sonora: Márcio Azevedo

Arte Gráfica: Gabriela Cima

Hair Stylist: Adriana Baptaglin Flores

Costuras: Atelier de Costuras Lori Peruzzo

Fonoaudióloga: Lígia Motta

Produção e Realização: Ana Guasque Artes & Entretenimentos e Sete Marias Produções

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Apoiadores: Virgínia Manssan Noivas, Hospital Santa Casa, Móveis do Bem, Zalux Espelhos e Molduras, Corte Zero, Gambrinus, Atelier de Massas, Hotel Palácio, Antiga Casa X, Brick Chic, Claríssima Moda em Branco, Palácio do Buffet, Ingresso Rápido, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e Casa de Cultura Mário Quintana.

 

SERVIÇO

A Noiva de Cristal

De 16 a 26 de novembro

De quinta a sábado, 19h30 | Domingo 18h

Teatro Bruno Kiefer – Casa de Cultura Mario Quintana – Rua dos Andradas, 736

Ingresso: R$ 40,00 | R$ 20, 00 – meia entrada

Promoção: Conte sua história de amor: ingresso a 15,00 (entregar a história por escrito, na bilheteria na compra do ingresso. A história deve estar assinada com os dados de contato do responsável)

correiodopovo_15.06.17.jpg

Exposição Ore Reko Regua no Jornal do Comércio de hoje

jc_18.04.17.jpg

Mostra fotográfica com imagens produzidas por jovens Mbya Guarani inaugura no dia 18 de abril na Casa de Cultura Mario Quintana

 

orerekoregua_divulgacao

Intitulada Ore Reko Regua, exposição reúne 47 obras que apresentam o dia a dia na Tekoa Nhundy – Aldeia da Estiva, localizada em Viamão

 

Inaugura no dia 18 de abril, véspera do Dia do Índio, no Espaço Maurício Rosenblatt, na Casa de Cultura Mario Quintana, a mostra Ore Reko Regua, que reúne 47 imagens produzidas por cerca de 15 jovens da aldeia Mbya Guarani Tekoa Nhundy, localizada no município de Viamão.

O projeto, contemplado no edital #juntospelacultura da Secrataria de Estado da Cultura do RS / FAC, é resultado de seis oficinas de fotografia, ministradas pelo produtor e cineasta Eduardo Piotroski e o mestrando em antropologia, Eduardo Schaan, ao longo de oito meses para crianças e adolescentes da comunidade.

Durante o período, os jovens desenvolveram maneiras de transmitir suas experiências cotidianas e transformá-las em fotografias. O foco do principal, além de instrumentalizar os alunos com as técnicas fotográficas, foi transforma-los em sujeitos realizadores de arte, apresentando seus costumes, brincadeiras e rituais através da fotografia, o seu Ore Reko Regua – seu modo de ser.

O cotidiano e a arte dos Mbya Guarani, quase sempre invisível aos olhos dos juruá kuery, os não indígenas, se colocam como personagem principal da mostra. De acordo com Piotroski, que assina a produção da exposição, o projeto busca descentralizar quem faz arte e como se faz arte: deslocando os indígenas, e os Mbya em particular, que geralmente são objeto de fotografias, em sujeitos das mesmas.

Ore Reko Regua tem inauguração a partir das 18h30 do dia 18, com a presença dos artistas e representantes da aldeia, e segue em cartaz até 22 de maio, com entrada franca. A galeria funciona de terça a sexta, das 09h às 21h e sábados e domingos, das 12h às 21h.

 

Ore Reko Regua

Espaço Maurício Rosenblatt – Casa de Cultura Mario Quintana

De 18 de abril a 22 de maio – entrada franca

De terça a sexta, das 09h às 21h e sábados e domingos, das 12h às 21h.

Fantomaticos na mídia

correiodopovo_25-11-16jc_25.11.16.jpgzh_25-11-16

zh_15-11

Ministério da Cultura e Petrobras apresentam espetáculo infantil Terremota em Porto Alegre e Gravataí

terremota_maria-clara-diniz2

Com apresentações gratuitas, projeto também oferece intérprete de libras nas apresentações e encontro de dramaturgia, que ocorrem no mês de novembro

 

Chega ao Rio Grande do Sul a premiada peça infantil Terremota, de São Paulo, com Jackie Obrigon e Guto Togniazollo. A montagem, escrita e dirigida pelo dramaturgo Marcelo Romagnoli, o mesmo da Bandamirim, conta com o patrocínio do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura, via Lei Rouanet, e tem como objetivo proporcionar a circulação de peças teatrais não inéditas pela Região Sul do país. O público de Porto Alegre e Gravataí poderá conferir as apresentações que ocorrem nos dias 16 e 23 de novembro no Teatro do Sesc, 19 no Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mario Quintana e dia 18 no Sesc Vale do Gravataí.

Terremota conta a história de Maria, menina que mora com seu Tio Bigode e passa muito tempo sozinha com o gato Platão dentro de casa, onde observa o mundo através da janela da sala. Depois que uma tempestade frustra os planos da família de ir à praia, Maria decide, então, proclamar sua própria República – a Terremota – e virar a Maria Terremota Primeira. Ali ela manda, desmanda e conta com a ajuda do tio e do gato na brincadeira.

“Isso revela a relação de poder entre adultos e crianças. Quem ensina quem? Maria realmente questiona o mundo adulto e se torna a dona do apartamento”, conta Romagnoli. Ele acrescenta que a personagem foi inspirada nas personagens Mafalda, do argentino Quino, e Pippi Meialonga, da escritora sueca Astrid Lindgren, por serem “libertárias e revolucionárias”.

Maria é interpretada pela premiada atriz Jackie Obrigon, que há poucos meses esteve em Porto Alegre com o espetáculo adulto Galileu Galilei. Acostumada a atuar para crianças desde o começo de sua carreira, ela acredita que esse é o verdadeiro trabalho de formação de público. “É uma plateia mais sincera, reage na hora, joga junto, você precisa estar inteiro porque eles estão, e não aceitam qualquer coisa”, ressalta a atriz. Terremota já levou os prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte, em 2012, como Melhor Texto, e o Coca-Cola Femsa 2012 – Melhor Atriz e Melhor Texto.

O projeto inclui, ainda, um encontro direcionado a educadores, escritores, dramaturgos, estudantes, atores e interessados. Intitulado Caminhos da dramaturgia para crianças no Brasil, o objetivo é trocar e debater experiências, formas e conteúdos sobre a dramaturgia jovem atualmente feita no Brasil, seus avanços, resultados e dificuldades. A atividade, com entrada franca, tem duração de duas horas e é comandado por Marcelo Romagnoli, Jackie Obrigon e Guto Togniazollo. Em Porto Alegre o evento está agendado para 20 de novembro, das 15h às 18h, na sala Hermes Mancilha na Casa de Cultura Mario Quintana. Inscrições devem ser feitas com inscrições e informações Viviana Schames 519137-1990 vivi.schames@gmail.com. Em Gravataí, o encontro será no dia 17, das 17h às 20h. As inscrições devem ser realizadas através do fone: 51 3497-6174 (falar com Fernanda ou Jhonatan).

Tanto as apresentações quanto o encontro são gratuitos e a peça conta ainda com intérprete de LIBRAS, o que torna o ambiente cultural inclusivo e democrático.

 

Ficha Técnica

TERREMOTA

Texto e direção: Marcelo Romagnoli

Com: Jackie Obrigon e Guto Togniazzolo

Cenário e Luz: Marisa Bentivegna

Figurinos: Cláudia Schapira

Música composta: Tata Fernandes e Dr Morris

Trilha Sonora: Dr Morris

Produção Musical e arranjos: Dr Morris

Adereços: Ivaldo de Mello

Fotos : Maria Clara Diniz 

Stan in:Milena Gasparetti e Fábio D’Arrochella.

Técnico de luz: Jean Marcel

Teacnico de som :Bruno Garcia

Direção de Produção: Jackie Obrigon

Concepção  e realização : Jackie Obrigon e Marcelo Romagnoli

Assessoria de imprensa local: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Duração: 50 minutos

Recomendação etária: livre

 

Sinopse

Maria é uma menina corajosa e esperta que mora com o tio Bigode e o gato Platão. Sua maior diversão é analisar o mundo pela janela. Num feriado, o tio resolve viajar, mas uma forte chuva atrapalha os planos.  A menina fica indignada e prepara uma revolução: inventa um outro mundo na sala de casa e funda a República Terremota.

 

Serviço:

Terremota – Apresentações em Porto Alegre

Teatro do Sesc (Av. Alberto Bins, 665 – Centro)

Apresentações: 16/11 – 15h e 20h | 23/11 – 15h e 20h

 

Teatro Sesc Vale do Gravataí (Rua Anápio Gomes, 1241 – Centro)

Encontro de Dramaturgia – 17/11 das 17h às 20 h – inscrições e informações Viviana Schames 519137-1990 vivi.schames@gmail.com

Apresentações – 18/11 às 15h e 20h

 

Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico)

Apresentação – 19/11 às 16h – Teatro Bruno Kiefer

Encontro de Dramaturgia – 20/11 das 15h às 18h – inscrições e informações Viviana Schames 519137-1990 vivi.schames@gmail.com – Sala Hermes MancilhaTodas as atividades têm entrada franca e serão acompanhadas por intérprete de LIBRAS

zh_13.08.16.jpg

Abobrinhas Recheadas chega a 11ª temporada com apresentações no Teatro Bruno Kiefer entre 07 e 10 de julho

Abobrinhas-Recheadas---Foto-Gui-Malgarizi-(1)

Espetáculo é o único STAND UP DANCE COMEDY do RS

 

Depois de passar por Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga, Abobrinhas Recheadas encerra turnê com apresentações em Porto Alegre a partir de 07 de julho. Com sessões programadas no Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mario Quintana, o único espetáculo de Stand-Up Dance Comedy do RS chega a sua 11ª temporada com diversas novidades. Cada sessão contará com duas participações especiais de nomes da cena cultural da cidade: June Machado, Teté Furtado, Marina Pelle, Tatiana da Rosa, Dani Boff, Douglas Jung e Luciana Paludo integrarão o elenco do espetáculo.

O público poderá conferir a edição DANCE A LETRA nesta temporada. São coreografias criadas a partir da mímica de letras de músicas famosas, que vão de Chico Buarque a Valesca Popozuda, passando por canções como Construção, Beijinho no Ombro, Emoções e Faroeste Caboclo, além dos hits regionais como Amigo Punk e Porto Alegre é Demais!

Tendo recebido quatro indicações ao Prêmio Açorianos de Dança 2009, venceu em duas categorias: Melhor Bailarino (Nilton Gaffrée) e Melhor Espetáculo eleito pelo Júri Popular (Prêmio RBS Cultura). A última temporada aconteceu em janeiro de 2016, no Porto Verão Alegre, com absoluto sucesso de público. Produzido pela Macarenando Dance Concept, Abobrinhas Recheadas explora a união da dança e do humor e colabora na aproximação do público com as artes cênicas.

Segundo o dramaturgista da Macarenando Dance Concept, Gui Malgarizi, “o arranjo coreográfico de elementos comuns da cultura permite explorarmos a comicidade cênica da dança, trazendo diferentes formas de questionamento do corpo, da cultura pop, da mídia, da política. Com humor, aproximamos o público da dança e fomentamos a formação de plateias na área”.

As apresentações acontecem sempre às 20h, no Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mario Quintana (R. dos Andradas, 736). Os ingressos custam R$ 30,00 (50% de desconto para classe artística, estudantes, idosos, e demais situações conforme legislação) e estão disponíveis para compra antecipada online. Também podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, 1h antes das apresentações, conforme disponibilidade.

Abobrinhas Recheadas – O Jogo – Edição Dance a Letra

  • Porto Alegre: 7, 8, 9, 10/jul / 20h / Teatro Bruno Kiefer/CCMQ [R. dos Andradas, 736]

Duração: 60 minutos
Classificação Etária: Livre

Convidados:

  • 07 de julho: Teté Furtado– Ai, se eu te pego (Michel Teló) e Marina Pelle – Necrológio dos Desiludidos do Amor (poema / Carlos Drummond de Andrade)
  • 08 de julho: Tatiana da Rosa– Sou Sua (Adriana Calcanhotto) e Dani Boff – Um Beijo (MC Xuxu)
  • 09 de julho:  June Machado– Pagu (Rita Lee/Zelia Duncan) e Dani Boff – Um Beijo (MC Xuxu)
  • 10 de julho: Douglas Jung– Hino Nacional (Joaquim Osório Duque Estrada/Francisco Manuel da Silva) e Luciana Paludo – Dois pra lá, dois pra cá (João Bosco/Aldir Blanc)

Ingressos

Inteira: R$ 30,00
50% para classe artística, estudantes, idosos e demais situações conforme legislação. Todos os descontos exigem comprovação conforme legislação.

Compra antecipada

Somente online, até às 16h do dia de cada apresentação

Compra na bilheteria

Os ingressos também podem ser adquiridos na bilheteria dos teatros, 1h antes das apresentações, conforme disponibilidade.

Ficha técnica

Direção e coreografia: Diego Mac e Gui Malgarizi
Bailarinos: Daniela Aquino, Diego Mac, Juliana Rutkowski e Nilton Gaffree

Participações especiais: June Machado, Teté Furtado, Marina Pelle, Tatiana da Rosa, Dani Boff, Douglas Jung e Luciana Paludo
Produção: Sandra Santos
Iluminação: Gui Malgarizi e Sandra Santos
Assessoria de imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor
Realização: Macarenando Dance Concept

Vídeos

 Mais informações

http://www.macarenando.com.br/abobrinhasrecheadas
https://www.facebook.com/abobrinhasrecheadas

Blog no WordPress.com.

Acima ↑