Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Brava Gastrobar promove degustação harmonizada de queijos e vinhos do mundo

foto_thiele elissa (7)

 

Evento ocorre na terça, 30 de julho com ingressos pelo sympla – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

 

 

Porto Alegrem 19 de julho de 2019 – Na terça-feira, 30 de julho, às 20h, o Brava Gastrobar promove o evento “Queijos e Vinhos do Mundo”, uma parceria do empreendimento com a importadora Vinhos do Mundo.

O encontro proporcionará uma experiência de harmonização entre as tábuas de queijos e charcutaria do Brava e 13 rótulos de seis países – África do Sul, Argentina, Austrália, Chile, EUA e Uruguai.

O evento também contará com a inauguração de uma mini-exposição, com obras do artista mineiro Rui de Paula, um dos grandes nomes da pintura de seu Estado. Nascido na cidade de Jaboticatubas, ele leva às suas telas o Brasil rural, já tão esquecido, mas que desperta um saudosismo acalentador aos olhos de quem o vê. O público poderá conferir oito telas do artista.

A atividade tem duração de 2h horas e os ingressos custam R$ 130,00 à venda pela plataforma Sympla – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

 

Brava Gastrobar – Inaugurado em abril de 2018, o empreendimento apresenta uma experiência gastronômica única: aquela noite de queijos e vinhos que normalmente costuma acontecer em casa, agora tem um lugar com ambiente ideal para ocorrer. As tábuas com queijos, charcutaria, pães, castanhas e outros acompanhamentos são as protagonistas. Com oito tipos diferentes de tábuas no cardápio, o público encontra produtos premium vindos do Brasil, Itália, Alemanha, França, Dinamarca, Espanha e Holanda, harmonizadas pelo sommelier Vinícius Santiago, com mais de 50 rótulos de vinhos e espumantes e cervejas artesanais das marcas Essência e Heilige, rótulo de Santa Cruz do Sul.

Durante o dia a casa oferece cardápio de sanduíches com os frios disponíveis e também levar para casa as tábuas e os produtos à parte, além das opções de risotos no almoço. Também é possível contratar o serviço de tábuas personalizadas para eventos. A casa funciona de segunda a quarta-feira das 11h às 22h e de quinta-feira a sábado das 11h à meia-noite no Pátio 24 (R. 24 de outubro n°1454). Mais informações: (51) 3307-4331 | facebook.com/BravaGastrobar

 

Queijos e Vinhos do Mundo

30 de julho, terça-feira, 20h

Ingressos: R$ 130,00 – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

Rótulos selecionados:

África do Sul – Cinsault Pinotage Douglas Green

Argentina – Malbec Juan Benegas | Malbec Sottano | Bonarda Clase A Las Acequias

Austrália – Moore’s Creek Tyrrels Syrah

Chile – Carmenère Gran Terroir Los Lingues Casa Silva | Cabernet Sauvignon – Carmenère Orgânico Casa Silva | Petit Verdot Gran Reserva Kenos | Assemblage Reserva Calcu | Cabernet Franc Reserva Especial Calcu

EUA – Zinfandel Cloud  Break | Pinot Noir Gravelly Ford

Uruguai – Tannat Cepas Nobles Bodegas Carrau

 

Brava Gastrobar – R. 24 de outubro n°1454

Carlos Kristensen no caderno Destemperados em Zero Hora de hoje

zh_19.07.19

Macarenando Dance Concept comemora 05 anos de fundação com programação especial no Theatro São Pedro

IMG_2540

Evento com quatro espetáculos e bate-papo com artistas e equipe ocorrem de 09 a 11 de agosto

Nos dias 09, 10 e 11 de agosto a Macarenando Dance Concept chega ao Theatro São Pedro para celebrar seus cinco anos de existência, promovendo um evento com quatro espetáculos do grupo e um bate-papo com artistas e equipe. A Macarenando Dance Concept é uma iniciativa cultural que investe na Dança como linguagem protagonista fundada em 2013 por Diego Mac. Inserida na perspectiva do desenvolvimento cultural e econômico junto à indústria criativa, a companhia aposta no bom humor e em experiências artísticas originais para se aproximar do público, mobilizar pessoas e provocar transformações.

A “Macarena”, nome que batiza o grupo, é uma canção da dupla espanhola Los Del Río, que obteve imenso sucesso durante os anos 1990 após a criação da célebre coreografia por uma bailarina de flamenco, que se espalhou pelo mundo em 1996 como o hit do verão. Por aqui a iniciativa que utilizou o nome da dança “insiste em resgatar, valorizar e reprocessar o que está a nossa volta e também aquilo que nós mesmos criamos e deixamos no mundo”, afirma Mac. Nestes cinco anos, a Macarenando conta com público total de mais de 10 mil pessoas, mais de 500 produções, passando por diversas cidades e espaços culturais e 14 criações em seu repertório.

Para as comemorações no Theatro São Pedro, estão agendadas as apresentações dos espetáculos Abobrinhas Recheadas: Dance a Letra, Abobrinhas Recheadas Rei Roberto, Dance a Letra Grupão Pocket Live Gestos Caetano e Das Tripas Sentimento (2018), além de uma edição especial do projeto Conversas Macarenando.

A programação inicia no dia 09 de agosto, às 21h, com Abobrinhas Recheadas: Dance a Letra. Primeiro espetáculo de Stand-Up Dance Comedy do RS, a obra explora a união da dança e da comédia e apresenta coreografias criadas a partir da pesquisa de gestos literais para letras de músicas brasileiras, que vão de Chico Buarque a Tom Jobim, passando por canções como Construção, Águas de Março, Emoções e Faroeste Caboclo, além dos hits regionais como Amigo Punk, Tertúlia e Porto Alegre é Demais!

No sábado, a Macarenando recebe o público para uma edição do Conversas Macarenando, na Sala de Oficinas do Multipalco Eva Sopher. O bate-papo, uma roda de conversa promovida pela Macarenando Dance Concept e composta por toda e qualquer pessoa interessada em conversar sobre DANÇA e assuntos que dela partem ou que nela chegam, ocorre em diversos espaços trazendo temas relacionados ao mundo da dança. Esta edição especial comemorativa será um encontro de artistas e equipe da companhia para dividir um pouco da história do grupo com o público. A atividade tem entrada franca e as inscrições devem ser feitas pelo formulário até dia 09 de agosto – http://bit.ly/conversas10AGO.

Às 18h, o público poderá conferir o espetáculo Abobrinhas Recheadas: Rei Roberto, uma espécie de versão do espetáculo “Abobrinhas Recheadas: Dance a Letra” somente com músicas da obra do cantor e compositor Roberto Carlos. A performance estreou em 2018 dentro da programação do projeto Ponto de Teatro do Instituto Ling, que promove montagens inéditas de grupos locais com apoio do espaço. Abobrinhas Recheadas: Rei Roberto foi construído a partir de resgates muito pessoais da equipe e que de alguma maneira alcança os mais diversos públicos: “ninguém é imune a Roberto Carlos. Na primeira passada, selecionei quase 300 canções. Precisei de um olhar de fora para controlar o fã”, declara o diretor. Músicas como Além do horizonte, Não vou ficar, Se você pensa, Esse cara sou eu, Todos estão surdos e Eu te darei o céu integram o setlist com 53 canções da performance.

Às 21h é a vez de Dance a Letra Grupão Pocket Live Gestos Caetano, que apresenta um conjunto de coreografias criadas a partir da pesquisa de gestos literais para 30 letras de músicas da obra de Caetano Veloso. Em Dance a Letra Grupão Pocket Live Gestos Caetano, o procedimento Dance a Letra ganha novas camadas por meio do aprofundamento do estudo da literalidade gestual enquanto elemento de composição cênico-coreográfica e da articulação à poética musical do compositor baiano.

“’Dance a Letra…Caetano’ foi criado num Brasil pós-Queer-Museu. Em um tempo tão partido, cheio de partidas e particionamentos, inundado de intolerância, homofobia, machismo, transfobia, racismo, pós-verdades, vítimas silenciadas e humanos despidos de direitos, louco talvez seja aquele que se pensa inteiro sem a arte e sem o artista. E nós continuamos Macarenando e dançando Caetano ao pé da letra.”, diz Gui Malgarizi, diretor do espetáculo junto com Diego Mac.

No domingo, encerrando a mostra, às 18h ocorre a apresentação do mais recente espetáculo da Macarenando, Das Trips Sentimento (2018). Após 18 anos de sua estreia, o espetáculo Das Tripas Sentimento ganhou uma nova versão, estreada em setembro de 2018. Elis Regina é a personagem que inspirou a montagem original e que segue alimentando esta nova versão. Das Tripas Sentimento (2018) objetiva cultivar, através da linguagem da dança, a memória cultural da música brasileira tendo como fonte a forte interpretação da imortal cantora.

“A proposta é resgatar o sentimento Elis através do universo poético que o seu canto nos sugestiona. Sua trajetória marcada por atitudes inflamadas de guinadas estéticas (e políticas) radicais e interpretações transcendentes nos leva a refletir sobre o percurso da linha evolutiva da sociedade em que vivemos. E, no momento atual em que se faz urgente ouvir uma das vozes femininas mais importantes desse país, direção e equipe se unem no desafio de realizar este projeto. Em 2000, homenageamos. Em 2018, reivindicamos a VOZ”, declara June Machado, diretora das duas versões do espetáculo e mãe de Diego.

O título do espetáculo vem de uma frase da artista: “é preciso fazer das tripas sentimento para poder viver neste país”. Nada mais emblemático neste momento em que estamos vivendo. No repertório do espetáculo, 19 canções célebres da carreira de Elis pautam as cenas que contam com a dramaturgia de Gui Malgarizi.

Os ingressos custam R$ 30,00 para qualquer uma das apresentações, com 50% de desconto para estudantes, idosos, classe artística e professores, mediante comprovação e estão à venda pelo site https://vendas.teatrosaopedro.com.br ou na bilheteria do teatro. O evento Macarenando 05 Anos conta com apoio da Casa de Teatro de Porto Alegre e Theatro São Pedro. Mais informações: https://www.facebook.com/macarenando

 

Cinco anos de Macarenando – por Diego Mac e Gui Malgarizi

A Macarenando Dance Concept é uma iniciativa cultural que investe na Dança como linguagem protagonista na criação de conteúdos artísticos, fornecimento de criatividade e oferecimento de cursos e treinamentos. Inserida na perspectiva do desenvolvimento cultural e econômico junto à indústria criativa, opera na simplicidade, no bom humor, na proposição da experiência sensível, na aproximação com o público, na popularização da dança cênica, na formação de plateia, no agenciamento com diferentes setores e mercados, e no desejo de mudar o mundo, mobilizar pessoas e provocar transformações. Completados cinco anos de existência e chegado o momento de celebração, é inevitável imaginar um jeito de tentar resumir essa jornada. Mas “como medir um ano?”, já questionava Jonathan Larson em “Seasons of Love”. Em horas? Em dias? Aulas? Beijos? Em bilheteria? Bom dia? Centímetros? Em coreografias? Desistências? Em dinheiro? Discussões? Emojis? Espectadores? Espetáculos? Festas? Em fitas de linóleo? Fracassos? Gestos? Em lágrimas? Likes? Luas? Movimentos? Músicas? Noites? Obras? Patrocínios? Pores do sol? Em prêmios? Projetos aprovados? Quilômetros rodados? Em risos? Sustos? Títulos? Vídeos? Em xícaras de café? O próprio compositor nos dá um caminho em sua canção: meça com o amor. Pois bem; quem conhece um pouco da jovem história da Macarenando sabe o quanto nos empenhamos arduamente para celebrar a Cultura, Arte e a Dança por meio do nosso trabalho, com a vivacidade mais contundente que podemos ter, num esforço diário para responder à pergunta: O QUE SE FAZ COM O QUE JÁ SE TEM? Essa pergunta não é nada nova para nós. Não à toa, a Macarena dá nome a essa iniciativa, que desde 2013 insiste em resgatar, valorizar e reprocessar o que está a nossa volta e também aquilo que nós mesmos criamos e deixamos no mundo. Pensar no que já se tem e apontar caminhos para a valorização e o reaproveitamento das nossas conquistas são, sim, também, atitudes éticas, poéticas, políticas, empáticas, amorosas e sustentáveis frente aos possíveis desabamentos trágicos que podem aparecer na vida humana em sociedade. Com o olho vivo, com a piada da ponta da língua ao dedo do pé, com o braço firme para o golpe, com o coração aberto e com a cabeça bem feita para os giros, aí estamos, mostrando um pouco do que temos e de como pretendemos seguir em frente.

Serviço – Mostra Macarenando Dance Concept 05 anos

09, 10 e 11 de agosto – Theatro São Pedro

  • [09/ago, 21h] ABOBRINHAS RECHEADAS: DANCE A LETRA
  • [10/ago, 10h] CONVERSAS MACARENANDO: bate-papo com artistas e equipe Macarenando – Sala de Oficinas Multipalco Eva Sopher – inscrições até 09/08 pelo link http://bit.ly/conversas10AGO.
  • [10/ago, 18h] ABOBRINHAS RECHEADAS: REI ROBERTO
  • [10/ago, 21h] DANCE A LETRA…CAETANO
  • [11/ago, 18h] DAS TRIPAS SENTIMENTO (2018)

 

FICHA TÉCNICA | ABOBRINHAS RECHEADAS: DANCE A LETRA

  • Direção e coreografia: Diego Mac e Gui Malgarizi
  • Bailarinos: Daniela Aquino, Diego Mac, Juliana Rutkowski e Nilton Gaffree
  • Produção: Sandra Santos
  • Assistência de produção: Giulia Baptista Vieira e Arthur Bonfanti
  • Iluminação: Gui Malgarizi e Sandra Santos
  • Operação de som: Dani Dutra
  • Fotos: Gui Malgarizi e Dani Dutra
  • Duração: 75 minutos
  • Classificação etária: livre

 

FICHA TÉCNICA | ABOBRINHAS RECHEADAS: REI ROBERTO

  • Direção: Diego Mac e Gui Malgarizi
  • Coreografia: Aline Karpinski Dias, Arthur Bonfanti, Dani Boff, Daniela Aquino, Dani Dutra, Denis Gosch, Diego Mac, Giulia Baptista Vieira, Gui Malgarizi, Juliana Rutkowski, Nilton Gaffree Jr. e Sandra Santos.
  • Produção: Sandra Santos
  • Elenco: Aline Karpinski Dias, Arthur Bonfanti, Daniela Aquino, Dani Dutra, Denis Gosch, Giulia Baptista Vieira, Juliana Rutkowski e Nilton Gaffree Jr.
  • Iluminação: Gui Malgarizi e Sandra Santos
  • Trilha sonora: montagem de Diego Mac e Gui Malgarizi a partir da obra de Roberto Carlos
  • Duração: 60 minutos
  • Classificação etária: livre

FICHA TÉCNICA | DANCE A LETRA…CAETANO

  • Direção: Diego Mac e Gui Malgarizi
  • Coreografia: Diego Mac
  • Produção: Sandra Santos
  • Elenco: Aline Karpinski Dias, Arthur Bonfanti, Daniela Aquino, Dani Dutra, Dani Boff, Denis Gosch, Giulia Baptista Vieira, Juliana Rutkowski e Nilton Gaffree Jr.
  • Iluminação: Gui Malgarizi e Sandra Santos
  • Assistência de produção e iluminação: Arthur Bonfanti e Giulia Baptista Vieira
  • Trilha sonora: montagem de Diego Mac e Gui Malgarizi a partir da obra de Caetano Veloso
  • Fotos: Cintia Bracht e Gui Malgarizi
  • Duração: 45 minutos
  • Classificação etária: livre

 

FICHA TÉCNICA | DAS TRIPAS SENTIMENTO (2018)

  • Direção artística e coreográfica: June Machado
  • Elenco: Cassandra Calabouço, Dani Boff, Denis Gosch, Diego Mac, Joana Amaral, Rossana Scorza, Thais Petzhold
  • Dramaturgia: Gui Malgarizi
  • Direção de pesquisa: Eunice Muniz da Silva
  • Direção de Produção: Sandra Santos
  • Produção e Cenário: Arthur Bonfanti
  • Iluminação: Gui Malgarizi e Sandra Santos
  • Fotografias: Gui Malgarizi e Claudio Etges
  • Gestão do projeto: Diego Mac
  • Duração: 90 minutos
  • Classificação etária: livre

Mostra Macarenando Dance Concept 05 anos

  • Realização: Macarenando Dance Concept
  • Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor
  • Apoio: Casa de Teatro, Theatro São Pedro

“Cartazes: uma história do cinema brasileiro” inaugura em 23 de julho na Cinemateca Capitólio Petrobras

1964_Deus e o diabo na terra do sol

Exposição com cartazes que retratam a história do cinema brasileiro durante 90 anos tem curadoria da historiadora Alice Trusz e integra a programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre

 

Porto Alegre, 17 de julho de 2019 – Inaugura na próxima terça-feira, 23 de julho, na Cinemateca Capitólio Petrobras, a exposição Cartazes: uma história do cinema brasileiro, que acompanha os principais fatos da história do cinema brasileiro entre 1928 (ano da inauguração do Cine-Theatro Capitólio) e 2018, data em que o prédio, onde hoje está sediada a Cinemateca Capitólio Petrobras, completou seu 90º aniversário, por meio de uma narrativa construída a partir de uma seleção de alguns de seus cartazes mais significativos, boa parte deles pertencentes ao acervo da instituição. Cartazes integra a programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre através da Secretaria da Cultura/Coordenação de Cinema e Audiovisual.

 

Com curadoria assinada pela historiadora Alice Trusz, concepção visual da designer Tatiana Sperhacke e expografia a cargo de Andreia Vigo, a exposição é formada por três módulos: o primeiro deles apresenta uma linha do tempo, com 101 cartazes, fotografias e pequenos textos. O segundo módulo exibe um slide-show, que projeta uma seleção de cartazes digitalizados. Já o terceiro e último módulo traz uma projeção de trechos dos filmes representados nos cartazes da exposição.

O público é convidado a percorrer a história do cinema brasileiro em suas distintas temporalidades, valorizando o cartaz como peça fundamental para a divulgação dos filmes, e que por isso mesmo são peças que se constituem como objeto de interesse para o acervo da Cinemateca, tanto por seu valor documental quanto artístico.

“Nesta exposição, os cartazes de cinema são abordados enquanto peças de uma coleção museológica e fatores de cultura. Sob este novo estatuto, eles passam a servir como documentos históricos de práticas culturais, que informam sobre as formas de promoção publicitária do cinema, as mudanças no gosto do público, a história do design gráfico e a história do cinema. Como referências dos filmes, eles permitem evocar a sua lembrança e, assim, ganham um novo valor. Eles são memória e provocam memória, dos filmes e da experiência subjetiva de tê-los assistido”, revela a curadora. Alice contou com a assessoria de pesquisa de Marcus Mello e Rosemeri Iensen.

A abertura ocorre às 19h30 de 23 de julho e a visitação segue com entrada franca até 29 de setembro, de terça a sexta-feira das 09h às 20h30 e sábados, domingos e feriados das 14h às 20h30.

Para Visitas Orientadas, os interessados devem entrar em contato pelo email cdmcapitolio@gmail.com ou pelo telefone (51) 3289 7463.

A Cinemateca Capitólio Petrobras conta, em 2019, com o projeto Cinemateca Capitólio Petrobras programação especial 2019 aprovado na Lei Rouanet/Governo Federal, que será realizado pela FUNDACINE – Fundação Cinema RS e possui patrocínio master da PETROBRAS. O projeto contém 26 diferentes atividades entre mostras, sessões noturnas e de cinema acessível, master classes e exposições.

A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 | http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

 

 

CARTAZES: Uma História do Cinema Brasileiro no Capitólio

 Cartazes de cinema são peças gráficas que representam nossa cultura material, nossos sistemas de ideias e valores, nossas concepções de mundo. Como produtos históricos, eles revelam aspectos da dinâmica social, em suas contradições e transformações. Os cartazes, sendo objetos, possuem uma trajetória social, ao longo da qual desempenham diferentes usos e funções, sendo atribuídos de sentidos. Produzidos para divulgar um filme e atrair o espectador ao cinema, os cartazes podem, a seguir, ser descartados ou guardados por um colecionador privado ou institucional.

Nesta exposição, os cartazes de cinema são abordados enquanto peças de uma coleção museológica e fatores de cultura. Sob este novo estatuto, eles passam a servir como documentos históricos de práticas culturais, que informam sobre as formas de promoção publicitária do cinema, as mudanças no gosto do público, a história do design gráfico e a história do cinema. Como referências dos filmes, eles permitem evocar a sua lembrança e, assim, ganham um novo valor. Eles são memória e provocam memória, dos filmes e da experiência subjetiva de tê-los assistido.

Ao evidenciarmos certos aspectos da história do cinema brasileiro a partir dos cartazes de seus filmes mais relevantes, buscamos oferecer um panorama inicial de um processo histórico muito mais amplo e complexo, daí o caráter apenas exploratório da curadoria. No entanto, esperamos com tal amostra da coleção de cartazes de cinema do Centro de Documentação e Memória da Cinemateca Capitólio Petrobrás despertar a comunidade para a sua importância para além de meios de comunicação comercial, espaços de criação artística e formação estética, fomentando o seu reconhecimento e preservação também como repositórios de nossa memória, documentos de nossa história e formadores de nossa identidade cultural.

Alice D. Trusz

Historiadora e curadora

 

Ficha técnica
Pesquisa e Curadoria: Alice D. Trusz
Expografia: Andreia Vigo
Concepção visual e Design gráfico: Tatiana Sperhacke
Assessoria de pesquisa: Marcus Mello, Rosemeri Iensen
Projeto de mobiliário e Coordenação de montagem: Eduardo Saorin

Edição de vídeo: Kevin Agnes
Produção: Débora Palhares, Juli Fossatti, Paola Mallmann

Macarenando Dance Concept na coluna de Luiz Gonzaga Lopes no Correio do Povo

correiodopovo_14.07.19.jpg

Chef Carlos Kristensen promove vivência gastronômica na Casa Alma

LR_180203_114386

Cozinhando e Contemplando ocorre no sábado, 27 de julho, na Praia da Silveira em Santa Catarina

 

No sábado, 27 de julho, o chef Carlos Kristensen promove uma vivência gastronômica na Casa Alma, na Praia da Silveira, SC. “Cozinhando e Contemplando” é um encontro intimista, como se o chef estivesse em casa cozinhando para os amigos. Em um clima descontraído e acolhedor, Kristensen prepara um cardápio de inverno que traz o melhor dos frutos do mar locais, carnes do Pampa Gaúcho, acompanhados de insumos da horta do local.

Além de poderem experienciar o lugar – a Casa Alma localiza-se em um terreno abraçado pelo mar e a montanha – os participantes poderão acompanhar todo o processo de produção do jantar. “É uma experiência de aproximação com o cozinheiro e os convidados, em uma casa muito especial e uma gastronomia para ficar na memória”, revela o chef. O evento inicia às 17h, para aproveitar o pôr-do-sol e a vista do espaço e também todo o preparo do menu.

O guitarrista Fernando Noronha assina a trilha da noite, promovendo um show com os clássicos do blues e também composições autorais. As vagas são limitadas e os ingressos custam R$ 450,00 e as reservas devem ser feitas pelos telefones (48) 99154.7772 e (51) 99982.7631

 

Carlos Kristensen é um dos maiores defensores e divulgadores dos ingredientes gaúchos no Brasil. Seu projeto Internacionalmente Local estuda os biomas e produtos gaúchos e fomenta o trabalho de dezenas de produtores do RS.

O chef carrega uma extensa lista de premiações, sendo um dos principais nomes do cenário gastronômico do sul do país, e seu restaurante, Hashi, já foi vencedor do guia Veja Comer e Beber Porto Alegre o Melhor Contemporâneo por 08 anos consecutivos.

Seu mais novo empreendimento, o UM Bar&Cozinha, inagurado em setembro de 2017, apresenta um cardápio de comida simples e saborosa, de ingredientes orgânicos e sazonais, onde reúne o trabalho de mais de 80 famílias de pequenos produtores artesanais.

Alguns Reconhecimentos

RESTAURANTE

Guia Veja Comer e Beber Porto Alegre: Melhor Restaurante Contemporâneo: 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 | Melhor Restaurante de Porto Alegre: 2013

Revista Sabores do Sul: Melhor Restaurante Contemporâneo: 2011, 2012, 2013, 2014 e 2017 | Melhor Menu Degustação: 2015 | Melhor Almoço (UM) 2018

CHEF

Guia Veja Comer e Beber Porto Alegre: Chef do Ano: 2009, 2010, 2011, 2013, 2015 e 2018

Revista Sabores do Sul: Chef do Ano: 2017, 2018

facebook.com/carloskristensen | @kristensen

 

Cinemateca Capitólio Petrobras promove Sessão Acessível e Masterclass sobre produção criativa no sábado, 27 de julho

historietas-1

 

Atividades integram a programação especial com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre

 

No sábado, 27 de julho, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove Sessão Acessível e Masterclass sobre produção criativa.  As duas atividades integram a programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Coordenação de Cinema e Audiovisual da Secretaria da Cultura.

A animação Historietas Assombradas é a quarta das dez sessões acessíveis que ocorrem até novembro no Capitólio. Pepe mora com sua avó, uma bruxa fazedora de poções, desde que era um bebê. Após descobrir que seus pais estão vivos, decide sair em busca deles, mas acaba atraindo a atenção de Edmundo, um vilão que precisa de Pepe para alcançar a imortalidade. O filme tem sessão gratuita às 14h e conta com interpretação em Libras feita pela Ovni Acessibilidade Universal, parceira cultural do projeto. As sessões acessíveis da Programação Especial 2019 da Cinemateca Capitólio Petrobras contam com legendagem descritiva, audiodescrição e libras e a bilheteria abre 30 minutos antes da sessão, para distribuição de senhas.

Durante a manhã, das 09h às 12h, ocorre a masterclass Produção Criativa em Cinema, ministrada pelo produtor Rodrigo Teixeira, da RT Features. No Brasil, esteve à frente de longas-metragens como O Cheiro do RaloTim MaiaAlemãoHelenoAbismo Prateado e O Animal Cordial. No mercado internacional, produziu premiados filmes como Me Chame Pelo Seu NomeFrances HaLove e A Bruxa. Teixeira apresenta os segredos por trás dos seus filmes de sucesso e conta os principais aprendizados e desafios da sua carreira como produtor de cinema e curador. As inscrições já estão esgotadas.

A Masterclass faz parte das ações do projeto Cinemateca Capitólio Petrobras – Programação Especial 2019. Tratam-se de duas grandes aulas, nas quais profissionais de cinema de renome internacional irão compartilhar suas experiências de forma crítica e reflexiva. Ambos os cursos, com duração de 3h, abordarão o processo criativo na realização cinematográfica, com ênfase a aspectos particulares de cada profissional convidado.

“As masterclasses ampliam a atuação da Cinemateca como espaço de fruição e reflexão do cinema ao trazer profissionais diretamente envolvidos na concepção e na realização de filmes numa possibilidade muito rica de troca com o público e em especial com estudantes e profissionais de cinema de Porto Alegre. Estamos também muito felizes com a realização da programação acessível que garante a

democratização do acesso e a inclusão de pessoas com deficiências visuais e auditivas à programação da Cinemateca”, afirma Andreia Vigo, Diretora da Cinemateca Capitólio Petrobras.

A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 | http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

Sobre o filme

Sinopse:

Pepe mora com sua avó, uma bruxa fazedora de poções, desde que era um bebê. Após descobrir que seus pais estão vivos, decide sair em busca deles, mas acaba atraindo a atenção de Edmundo, um vilão que precisa de Pepe para alcançar a imortalidade.

 LIBRAS (Ficha técnica)
Intérprete: Regiane Pereira
Revisão: Thaisy Payo
Captação e Edição: Camilla Fuente

Masterclass Produção Criativa de Cinema

O produtor Rodrigo Teixeira apresenta os segredos por trás dos seus filmes de sucesso e conta os principais aprendizados e desafios da sua carreira como produtor de cinema e curador. Rodrigo revela os caminhos para viabilizar projetos audiovisuais de impacto e como torná-los produtos atrativos ao mercado. Cinéfilo e leitor compulsivo, ele conta como a compra de direitos autorais de obras literárias contribuiu para que ele desse saltos exponenciais em sua carreira internacional. Da escolha das histórias até o lançamento nas salas de cinema, o curso acompanha a trajetória do mestre em aulas que trazem cases de sucesso, processos de financiamento, plano de negócios, relação com estúdios, distribuidores, diretores e parceiros.
Rodrigo Teixeira é fundador da RT Features e um dos mais proeminentes produtores brasileiros da atualidade. No Brasil, esteve a frente de longas-metragens como O Cheiro do RaloTim MaiaAlemãoHelenoAbismo Prateado e O Animal Cordial. No mercado internacional, Rodrigo produziu premiados filmes como Me Chame Pelo Seu NomeFrances HaLove e A Bruxa. Desde 2016, é integrante da Academia de Arte e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Com a produção de Me Chame Pelo Seu Nome foi indicado ao Globo de Ouro e disputou quatro estatuetas no Oscar 2018, tendo arrebatado a estatueta de Melhor Roteiro Adaptado.
Em 2018, o produtor emplacou três filmes indicados ao Independent Spirit Awards, principal premiação do cinema independente americano, além de Call me By Your Name, foram indicados Patti Cake$ e A Ciambra. A Ciambra, exibido no Festival de Cannes em 2017, foi o primeiro filme produzido pela parceria de Teixeira com o diretor Martin Scorsese por meio da Sikelia Productions, selo que financia filmes de cineastas emergentes em todo o mundo.Com três filmes selecionados para o Festival de Cannes 2019, ganhou Grand Prix na Un Certain Regard com A Vida Invisível de Eurídice Gusmão de Karim Aïnouz e o prêmio de melhor filme pelos críticos de cinema – FIPRESCI com o The Lighthouse do diretor Robert Eggers, estrelado por Robert Pattinson e Willem Dafoe. Rodrigo está finalizando neste momento o thriller de ficção científica Ad Astra de James Gray com Brad Pitt e Tommy Lee Jones,  Wasp Network de Olivier Assayas estrelado por Penélope Cruz, Gael Garcia Bernal, Wagner Moura e Édgar Ramírez e Alemão 2 do diretor José Eduardo Belmonte

Naira Nawroski Centro de Artes Integradas promove oficina de dança contemporânea para crianças nas férias

cartaz

Ministrado pela bailarina e antropóloga Geórgia Macedo, atividade é voltada para alunos de nova a 12 anos e 13 a 15 anos

 

Porto Alegre, 12 de julho de 2019 – O Naira Nawroski Centro de Artes Integradas promove a partir de 22 de julho a Oficina de Férias de Inverno Arteira – Dança Contemporânea para crianças e adolescentes. Ministrada pela bailarina e antropóloga Georgia Macedo, a atividade é voltada para alunos de nove a 12 anos e 13 a 15 anos.

Essa oficina entende educação como um estado de atenção. Atenção ao nosso corpo em movimento, ao ambiente em que estamos e às pessoas que compartilham esse espaço. Os exercícios que serão trabalhados têm base nos vetores da dança contemporânea, trazendo novas possibilidades de movimentos locomotores e funcionais aos alunos.” A oficina busca incentivar a arteirice do aluno para que crie repertórios, sozinhos e junto com seus colegas, que expressam o que desejam contar com o seu corpo e a partir do lugar que a imaginação deles os leva”, revela Geórgia, que desenvolve pesquisas que cruzam dança e antropologia.

A oficina terá turmas de segunda a quinta-feira das 09h30 às 11h30 (09 a 12 anos) e das 14h às 16h (13 a 15 anos). As aulas ocorrem de 22 a 25 de julho (1ª fase) e de 29 de julho a 01 de agosto (2ª fase). Cada fase custa R$ 180,00, com desconto para os alunos da escola (R$ 150,00). Informações e matrículas (51) 3331-6260 ou naira-nawroski@uol.com.br. O Naira Nawroski Centro de Artes Integradas fica na Rua João Guimarães, 200, Santa Cecília, Porto Alegre – RS.

 

 

Arteira – Dança Contemporânea para crianças e adolescentes – com Geórgia Macedo

1ª Fase – de 22 a 25 de Julho

Turma 09 a 12 anos – das 09h30 às 11h30 (2 horas/aula total de 8 horas a oficina)

Turma 13 a 15 anos  – das 14h às 16h (2 horas/aula total de 8 horas a oficina)

 

2ª Fase – de 29 de Julho a 1 de Agosto

Turma 09 a 12 anos – das 09h30 às 11h30 (2 horas/aula total de 8 horas a oficina)

Turma 13 a 15 anos  – das 14h às 16h (2 horas/aula total de 8 horas a oficina)

 

VALORES:

Curso de 8 horas R$ 180,00

Curso de 6 horas R$ 150,00

Aula Individual    R$ 60,00

Para alunos do Naira Nawroski Centro de Artes Integradas o Curso de 8 horas será de R$ 150,00.

 

Geórgia Macedo vem compondo sua trajetória nos movimentos que circulam entre a dança e a antropologia. Estudou dança clássica por 10 anos no Ballet Vera Bublitz e após, buscando interdisciplinaridade, iniciou aulas de técnicas circenses. Desde 2016 estuda dança contemporânea com Eva Schul. Em 2018 começou a explorar a intersecção entre a dança e a performance com o GEDA; trabalhou com o coletivo Les Gens d’Uterpan (Paris – FR), na performance Pièce en 7 morceaux; e criou Afluência, um espetáculo performático que une a linguagem da dança, da música e das artes visuais. Geórgia é professora da Naira Nawroski Centro de Artes Integradas desde 2017 e também trabalha com antropologia da educação e antropologia visual sendo uma das curadoras e organizadoras da Mostra de Cinema Tela Indígena.

 

Sobre Naira Nawroski Centro de Artes Integradas

Escola fundada há 15 anos em Porto Alegre pela bailaria, coreógrafa e professora especializada no ensino de ballet clássico infantil, Naira Nawroski. Naira é graduada em pedagogia – Habilitação em Educação Pré-Escolar pela PUCRS e pós-graduada em Psicomotricidade Relacional pelo Centro Universitário La Salle de Canoas. Durante os anos 1990, estudou na David Howard School, Martha Graham School e Broadway Dance Center em Nova Iorque. Participou de cursos do Método Royal Ballet com Toshie Kobayashi e integrou programa de intercâmbio na Universidade de Coimbra em Portugal no ano 2000.

O Naira Nawroski Centro de Artes Integradas oferece diversas modalidades de dança, como ballet infantil e adulto, dança contemporânea, flamenco, sapateado americano, dança de salão, jazz, hip-hop, entre outras. Naira desenvolveu ao longo destes anos métodos interdisciplinares oferecendo aulas de artes e teatro integradas com as aulas de dança para crianças – uma inovação didática inédita em Porto Alegre.

Mais informações: facebook.com/ Naira.Centro.de.Artes e Instagram @nairanawroski

 

Projeto Concha na imprensa

jc_12.07.19

 

correiodopovo_12.07.19

 

zh_12.07.19

Blog no WordPress.com.

Acima ↑