Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Casa de Cinema de Porto Alegre disponibiliza 43 títulos gratuitamente por streaming

fernanda2

 

Seleção “Fique na Casa” traz episódios de séries, curtas e longas para estimular o público a ficar em casa durante a quarentena em prevenção ao COVID-19

 

Destaque para as duas temporadas da série “Grandes Cenas”, produzida para o Canal Curta!, que estão disponíveis na íntegra

 

A Casa de Cinema de Porto Alegre disponibilizou 43 títulos para visualização gratuita por streaming, através do canal da produtora no Vimeo, produzidos ao longo de 32 anos de atividades. A ideia é entreter o público que sabe que deve ficar em casa durante a quarentena em prevenção ao COVID-19.

A série Grandes Cenas, produzida para o Canal Curta!, teve as duas temporadas liberadas na íntegra. O projeto, que estreou em 2016, conta com 22 episódios de 17min dirigidos por Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno. A série documental traz a cada episódio, a análise de uma grande cena de filmes brasileiros e latino-americanos. Participam das entrevistas nomes como Fernanda Montenegro, Jorge Furtado, Murilo Salles, Pablo Stoll, Pablo Trapero, entre outros.

A seleção Fique na Casa conta com episódios de séries documentais e de ficção, curtas e longas-metragens, parte deles com legendas (opcionais) em inglês, espanhol e português, incluindo três espetáculos do Grupo Cuidado que Mancha, especialmente destinados às crianças de todas as idades.

Em breve a produtora deverá anunciar a nova data de estreia nos cinemas de Aos Olhos de Ernesto, dirigido por Ana Luiza Azevedo e o lançamento de Verlust, longa-metragem de Esmir Filho. Para mais informações, acesse: http://www.casacinepoa.com.br

 

GRANDES CENAS

GRANDES CENAS
episódio 01: “Pixote, a lei do mais fraco”
(17 min)
https://vimeo.com/401639084

GRANDES CENAS
episódio 02: “Cidade de Deus”
(18 min)
https://vimeo.com/401637545

GRANDES CENAS
episódio 03: “Copacabana me engana”
(18 min)
https://vimeo.com/399292983

GRANDES CENAS
episódio 04: “Clube da lua”
(17 min)
https://vimeo.com/399292690

GRANDES CENAS
episódio 05: “Os cafajestes”
(17 min)
https://vimeo.com/401638848

GRANDES CENAS
episódio 06: “Eles não usam black-tie”
(17 min)
https://vimeo.com/399293287

GRANDES CENAS
episódio 07: “Iracema, uma transa amazônica”
(18 min)
https://vimeo.com/401197453

GRANDES CENAS
episódio 08: “O pântano”
(16 min)
https://vimeo.com/401638663

GRANDES CENAS
episódio 09: “Romance da empregada”
(18 min)
https://vimeo.com/401197872

GRANDES CENAS
episódio 10: “BIcho de sete cabeças”
(16 min)
https://vimeo.com/401637151

GRANDES CENAS
episódio 11: “Terra em transe”
(18 min)
https://vimeo.com/401198085

GRANDES CENAS
episódio 12: “O guardião”
(17 min)
https://vimeo.com/401638430

GRANDES CENAS
episódio 13: “Central do Brasil”
(17 min)
https://vimeo.com/401637353

GRANDES CENAS
episódio 14: “Todas as mulheres do mundo”
(17 min)
https://vimeo.com/401639445

GRANDES CENAS
episódio 15: “Como nascem os anjos”
(18 min)
https://vimeo.com/401637805

GRANDES CENAS
episódio 16: “São Paulo Sociedade ANônima”
(17 min)
https://vimeo.com/401639257

GRANDES CENAS
episódio 17: “A ostra e o vento”
(18 min)
https://vimeo.com/401197665

GRANDES CENAS
episódio 18: “Whisky”
(18 min)
https://vimeo.com/401639616

GRANDES CENAS
episódio 19: “Alma corsária”
(17 min)
https://vimeo.com/401636961

GRANDES CENAS
episódio 20: “Macunaíma”
(17 min)
https://vimeo.com/401638219

GRANDES CENAS
episódio 21: “Abutres”
(18 min)
https://vimeo.com/401636761

GRANDES CENAS
episódio 22: “Eu te amo”
(16 min)
https://vimeo.com/401638009


ATÉ A VISTA

(HD, 18 min, cor, 2011)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp

https://vimeo.com/243215363

 

FANTASIAS DE UMA DONA DE CASA

Episódio 1, “Inicializando”

(HDV, 15 min, cor, 2008-2009)

dir. Ana Luiza Azevedo

https://vimeo.com/240855811

 

O NATAL DE NATANAEL

espetáculo infantil do Grupo Cuidado que Mancha

(DVD, 32 min, cor, 2006)

dir. Ana Luiza Azevedo

https://vimeo.com/399446493

 

A FAMÍLIA SUJO

espetáculo infantil do Grupo Cuidado que Mancha

(DVD, 31 min, cor, 2006)

dir. Ana Luiza Azevedo

https://vimeo.com/399442987

 

A MULHER GIGANTE

espetáculo infantil do Grupo Cuidado que Mancha

(DVD, 40 min, cor, 2006)

dir. Ana Luiza Azevedo

https://vimeo.com/399438821

 

 

UM DOS TRÊS

episódio 01, “Homem-aranha”

(Beta digital, 8 min, cor, 2005)

dir. Márcio Schoenardie

https://vimeo.com/242294379

 

episódio 05, “Presença”

(Beta digital, 8 min, cor, 2006)

dir. Márcio Schoenardie

https://vimeo.com/242296023

 

episódio 06, “Tyson”

(Beta digital, 8 min, cor, 2006)

dir. Márcio Schoenardie

https://vimeo.com/242292428

 

O RESTO É SILÊNCIO

(Beta digital, 28 min, cor, 2005)

Episódio da série “5 Vezes Erico” da RBS TV

dir. Márcio Schoenardie

https://vimeo.com/239639386

 

MEU TIO MATOU UM CARA

(35 mm, 85 min, cor, 2004)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/244319891

 

DONA CRISTINA PERDEU A MEMÓRIA

(35 mm, 13 min, cor, 2002)

dir. Ana Luiza Azevedo

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240478265

 

O SANDUÍCHE

(35 mm, 13 min, cor, 2000)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240198939

 

TRÊS MINUTOS

(35 mm, 6 min, cor, 1999)

dir. Ana Luiza Azevedo

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240196565

 

TRAMPOLIM

(35 mm, 12 min, cor, 1998)

dir. Fiapo Barth

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240164806

 

UM HOMEM SÉRIO

(35 mm, 20 min, cor, 1996)

dir. Dainara Toffoli e Diego de Godoy

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240142849

 

A MATADEIRA

(16 mm, 16 min, cor, 1994)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/238568218

 

VENTRE LIVRE

(16 mm, 48 min, cor, 1994)

dir. Ana Luiza Azevedo

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/239530546

 

ESTA NÃO É A SUA VIDA

(35 mm, 16 min, cor, 1991)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/238459313

 

ILHA DAS FLORES

(35 mm, 12 min, cor, 1989)

dir. Jorge Furtado

legendas: por, ing, esp, fra, ale, ita, rus

https://vimeo.com/238439307

 

BARBOSA

(35 mm, 13 min, cor, 1988)

dir. Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/238074665

 

O DIA EM QUE DORIVAL ENCAROU A GUARDA

(35 mm, 14 min, cor, 1986)

dir. Jorge Furtado e José Pedro Goulart

legendas: por, ing, esp, fra

https://vimeo.com/240817481

 

Sobre a Casa de Cinema de Porto Alegre

A Casa de Cinema de Porto Alegre foi criada em dezembro de 1987 por um grupo de cineastas gaúchos que já trabalhavam em conjunto desde o início dos anos 80. A partir de 1991, a Casa de Cinema de Porto Alegre se tornou uma produtora independente, com 6 sócios, permanecendo o espírito cooperativo e a intenção de continuar contribuindo para a difusão dos filmes produzidos pelo grupo original.

Em seus trinta anos de existência, a Casa produziu dezenas de filmes e vídeos, além de programas de televisão (especiais e séries), cursos de roteiro e de introdução à realização cinematográfica, fóruns de debates e programas eleitorais para a TV.
A Casa de Cinema tem como parceiros e clientes: Chanell 4 (Inglaterra), ZDF (Alemanha),HBO (America Latina), Fox Film do Brasil, Columbia Tristar, Sony, Fundação MacArthur, TV Globo, RBS TV, Canal Futura, Canal Brasil, entre outros.

A capacidade dos profissionais associados, atestada pelos prêmios conquistados em festivais, nacionais e internacionais, transformou a Casa de Cinema de Porto Alegre numa referência do cinema brasileiro contemporâneo.

A  composição atual de sócios da Casa é Ana Luiza Azevedo, Giba Assis Brasil, Jorge Furtado e Nora Goulart.

BABU, projeto solo de Augusto Stern, lança seu segundo single nessa terça, 24 de março

Divulgação Verano 01_créditos Patrícia Barbieri

Projeto intimista e autoral do guitarrista e vocalista da banda Fantomaticos apresenta segunda música

 

A partir desta terça-feira, 24 de março, estará disponível ao público o novo single projeto do compositor e músico Augusto Stern, intitulado Babu. A canção é a balada Verano e segue a linha do lançamento anterior, revelando um universo mais intimista e autoral do artista. Stern é uma figura constante da cena, tanto com seu trabalho junto a banda Fantomaticos como com sua participação no espetáculo “Uma Nova Pele”, do grupo Bruna Paulin e os Esotéricos, além de já ter gravado e produzido diversos músicos da cidade.

Com BABU, seu primeiro trabalho solo, o músico segue buscando um contato mais próximo, ágil e direto com o público. “Cada música será um microuniverso, onde o processo de composição, produção, gravação, mixagem e gravação do clipe será contínuo e rápido. Um pouco como se fosse um fluxo dos meus pensamentos, sem ter aquela espera longa que é o processo de fazer um disco inteiro”, conta.

Nesse projeto, Augusto é o compositor, produtor, grava todos instrumentos e faz as mixagens das músicas em seu próprio estúdio, além de ser responsável pelo material gráfico e a edição dos clipes e vídeos de divulgação. Em ‘Verano’, não foi diferente, assim como os próximos lançamentos – pelo menos seis músicas em estado bruto ainda a serem finalizadas e lançadas.

Assim como o primeiro single, “I Believe Her”, em Verano o violão se destaca como instrumento principal, mas com influências bem diferentes, segundo o autor. “Saio um pouco de Liverpool anos 1960 e do Britpop e vou para o Pampa, vou beber nas águas da estética do frio. Fui pra Jaguarão!”. O clipe da música segue esse clima. Dirigido por Patrícia Barbieri, o vídeo foi filmado durante uma viagem pelo interior do Rio Grande do Sul, passando por Jaguarão até chegar em Montevidéu, no Uruguai, mostrando algumas facetas menos óbvias do verão, um verão mais ao sul.

Verano estará disponível em plataformas como Spotify, iTunes e Deezer e pode ser alcançado pelo link http://trato.red/verano. O clipe estará díponível no Youtube e pode ser visto no canal do artista https://www.youtube.com/channel/UCJy5RF2zqQYeOgxLx0AXuxA

contatodobabu@gmail.com

Longa-metragem “Aos Olhos de Ernesto” na imprensa

correiodopovo_19.03.20

 

 

 

zh_17.03.20

 

 

zh_18.03.20

 

 

zh_21.03.20

“Arte Fora do Sete” tem apresentação adiada

Arte Fora do Sete_Credito Annie Fernandes (5)

O espetáculo Arte Fora do Sete, que teria única apresentação no Teatro do Sesc no domingo, 22 de março, teve sua apresentação adiada por conta das orientações de prevenção ao COVID-19 e a suspensão da programação do local. A produção da Associação Amigos do Theatro Sete de Abril, de Pelotas, é vencedora do edital Pró-Cultura RS FAC #JUNTOSPELACULTURA_2”, e estreou em dezembro de 2019 em Pelotas, passando também por Jaguarão. Com direção de Diego Carvalho, Arte Fora do Sete pretende levar o público ao desconforto como forma de apresentar o teatro como símbolo ausente. Passando por cenas que são fragmentos de uma história que ora valoriza a cultura, ora pouco se importa com ela, a peça foi idealizada como provocação aos atores e espectadores em sua relação com a cultura e com as artes, e também para com os equipamentos culturais.

A produção espera divulgar em breve a nova data.

Estreia de “Aos Olhos de Ernesto” é adiada

AODE_cartaz_p

A produtora Casa de Cinema de Porto Alegre e a distribuidora Elo Company informam o adiamento da estreia do filme “Aos Olhos de Ernesto”, de Ana Luiza Azevedo, que estava marcada para 2 de abril. A decisão foi tomada devido aos acontecimentos mundiais em torno do Coronavirus (COVID – 19). “Aos Olhos de Ernesto” é um filme em defesa da vida. E neste momento em que a orientação é evitar aglomerações e proteger especialmente aqueles que têm mais de 60 anos, a distribuidora e produtora entendem que é uma medida de  responsabilidade e precaução. A nova data de lançamento ainda será definida.

“Aos Olhos de Ernesto” venceu o prêmio da crítica na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo no ano passado e no 23º Festival Internacional de Cine de Punta del Este, que ocorreu em fevereiro deste ano, foi eleito melhor filme pelo voto popular e arrematou o prêmio de melhor ator (o uruguaio Jorge Bolani). Na trama, o ex-fotógrafo Ernesto (Bolani) tenta se reinventar enfrentando os desafios e limitações da idade avançada.

Espetáculo “Arte Fora do Sete” na coluna de Eduardo Conill no Correio do Povo de hoje

correiodopovo_13.03.20

Longa-metragem “Irmã” no Jornal do Comércio de hoje

jc_10.03.20

Espetáculo “Estrela D’Alva, uma jornada clownesca” na coluna Rede Social em Zero Hora de hoje

zh_09.03.20

Restaurante Suprem recebe apresentações do espetáculo “Estrela D’Alva, uma jornada clownesca” nos dias 03 e 04 de abril

Marco_Mafra_II

Solo da atriz e palhaça Eveliana Marques Ekin, do Coletivo das Flor, traz olhar de uma artista sobre os fatos extraordinários e corriqueiros da vida

 

O Restaurante Suprem abre as portas nos dias 03 e 04 de abril às 20h para duas apresentações do espetáculo Estrela D’Alva, uma jornada clownesca. Dirigido por Luciane Panisson, Estrela D’Alva é o solo da atriz Eveliana Marques Ekin que inspirada em músicas que embalaram sua vida, mergulhou em suas memórias e recriou ao lado da diretora uma jornada recheada de humor e poesia.

Com 45 minutos de duração, o espetáculo é uma composição urdida com sutileza e sensibilidade, nele atriz toca, canta e joga com a máscara do nariz vermelho, convidando o público a compactuar dos qui pro cós da trama.

Em tom poético e teatral, o solo fala de vida e morte, dos ídolos, das paixões, frustrações e desafios da profissão de artista. Na cena, a concepção da diretora ganha cores e texturas nos figurinos e objetos cênicos de Margarida Rache e na sensível iluminação de Bathista Freire.

O solo nasce do desejo da atriz Eveliana Marques Ekin de compartilhar o seu olhar sobre a vida através da máscara do nariz vermelho, linguagem que ela domina com maestria.  A parceria da atriz com a diretora Luciane Panisson iniciou em 2015 no Coletivo Das Flor. Uma parceria que rendeu o espetáculo de rua Lombay, desdobrou-se no docfição Sobre Marias e Terezas onde Eveliana atua ao lado de sua mãe e outros moradores do bairro Lomba do Pinheiro. Esse convívio criativo levou a atriz a convidar a diretora para conduzi-la na criação do seu espetáculo solo.  Estrela D’Alva é uma produção independente do Coletivo Das Flor, que conta com o apoio cultural do Circo Híbrido.

As apresentações de Estrela D’Alva abrem a programação cultural do espaço, que promoverá performances teatrais e musicais, além de eventos, cursos e feiras ao longo do ano. Além dos já tradicionais almoços, o Suprem também abrirá as portas para happy hour às sextas-feiras e oferecerá jantares especiais com edições mensais. Os ingressos para as apresentações de “Estrela D’Alva” podem ser adquiridos no local por R$ 40,00 (e meia entrada para idosos, estudantes, professores, classe artística e crianças a partir de 5 anos, mediante comprovação).

> Sinopse

Estrela D’Alva – uma jornada clownesca é um espetáculo vivencial, onde a palhaça Leontina e a atriz Eveliana Marques Ekin, de mãos dadas, se aventuram em uma linguagem que mistura o jogo do clown e a performance. Entre ficção e realidade, a artista convida o público a embarcar nas suas memórias e compartilhar momentos cômicos e sensíveis.

 

> A atriz – Eveliana Marques Ekin

É atriz, professora de teatro, palhaça e graduada no curso de Teatro –Licenciatura, pela UFRGS. Iniciou suas atividades artísticas em 1997 e desde então vem aprofundando seus estudos na arte da palhaçaria. Foi idealizadora, junto com Melissa Dornelles, do projeto Azulão: o clown visitador no tratamento de crianças hospitalizadas (1998 a 2002) com apoio do GPPG do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Em 2004 participou do curso Formação teórico/Prático para Doutores Palhaços – Associação Nariz Vermelho – em Lisboa, Portugal. Estudou com nomes como Ana Elvira Wuo, Pepe Nuñez, Daniela Carmona, Ricardo Puccetti (LUME), Fernando Linares e Esio Magalhães, além de participar dos espetáculos Clownssicos (2004/2005), direção de Daniela  Carmona, Partida (2005) e Quem Procura Acha (2008), direção de Melissa Dornelles, todos utilizando a linguagem do palhaço. Atualmente, ministra oficinas e workshops sobre a técnica de clown e é integrante do Coletivo Das Flor, no qual participou como performer e oficineira no projeto Lombay, uma fábula urbana (2014) e como atriz no doc-ficção Sobre Marias e Terezas (2017/2018). Além do Das Flor, integra o corpo de atores responsável pela formação dos palhaços voluntários da ONG Doutorzinhos.

 

> A diretora – Luciane Panisson

É mestra em Processos de Criação pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e graduada em Licenciatura em Artes Cênicas pela mesma universidade. É diretora e oficineira do Coletivo Das Flor, assinou a direção de espetáculos como Ovelha Negra, Salomé Decapitada, da encenação Lombay, uma fábula urbana, Das Flor, Mergulho e do docficção Sobre Marias e Terezas.

 

> Coletivo Das Flor

O grupo é formado por artistas de teatro, dança, música, artes visuais e cinema, que investigam a fusão dessas linguagens em um objeto concreto escolhido como recurso sensível de criação. Também atuamos como professores, facilitadores e oficineiros, o que reverbera nas criações e molda a nossa metodologia de trabalho. Esses procedimentos passam por espaços de convívio criativos e afetivos, nas saídas de campo, intervenções urbanas e oficinas de artes integradas oferecidas à comunidade e grupos sociais. Procuramos praticar um diálogo antropofágico que possa agregar percepções diversas, de vida e de mundo, para as nossas criações. As nossas montagens já aconteceram em salas multiuso e palcos italianos e também na rua. Com o solo Estrela D’Alva, jornada clownesca, o coletivo atualiza o seu diálogo híbrido.

 

www.dasflor.com.br

instagram @Dasflor

facebook @Coletivodasflor

 

> Ficha técnica – Estrela D’Alva, uma jornada clownesca:

Atuação e Argumento: Eveliana Marques Ekin

Direção e Roteiro: Luciane Panisson

Figurinos e Cenografia: Margarida Rache

Pesquisa de Trilha Sonora: Eveliana Marques Ekin

Iluminação: Bathista Freire

Fotos: Marco Mafra

Produção: Eveliana Marques Ekin

Produção Executiva: Jordan Maia

Realização: Coletivo Das Flor

Apoio: Circo Híbrido

Duração: 45 minutos

Classificação etária: livre

 

Dias 03 e 04 de abril, 21h

Restaurante Suprem – Rua Santo Antonio, 877

Ingressos R$ 40,00

Blog no WordPress.com.

Acima ↑