Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

oglobo_24.05.17.jpg

Androginismo tem única apresentação em Porto Alegre nesta sexta, 26 de maio

androginismo1_creditocaiquecunha

Espetáculo reúne Silvero Pereira (Gisele Almodovar) e Valeria Houston na Casa de Teatro de Porto Alegre

 

Marcando o início da temporada do Coletivo As Travestidas no Rio Grande do Sul, a Quintal Produções traz a Porto Alegre, para única apresentação, o espetáculo Androginismo. A performance conta com Silvero Pereira e Valéria Houston e ocorre nesta sexta-feira, 26 de maio, às 21h30, na Casa de Teatro de Porto Alegre.

Androginismo reúne a transformista cearence Gisele Almodóvar, alter ego de Silvero, e a artista transexual gaúcha Valéria Houston, apresentando um repertório de vários gêneros musicais, da MBP aos hits internacionais. Lançado em 2016 com sucesso em apresentações em Porto Alegre e Rio de Janeiro, o espetáculo é um retrato do universo LGBTTT, não somente a partir de um critério cronológico ou estético, mas principalmente para que o público pudesse interagir com a proposta artística idealizada pelos performers. O título Androginismo é inspirado na canção composta pelos Almôndegas, grupo gaúcho que na década de 1970 emplacou essa canção na vanguarda do questionamento acerca da diversidade sexual, especialmente da travestilidade.

O espetáculo é uma homenagem divertida, festiva e poética, que une esses dois talentos do sul e do nordeste brasileiro, em torno da boa música. Ao percorrerem a fina flor da música brasileira, mas também os clássicos de Nina Simone à Edith Piaf, acompanhadas dos músicos Rodrigo Apolinário (pianio) e Rafael Erê (violão), o que temos é um momento pensado para a celebração da vida em seu estado mais elevado de alegria e emoção.

Pereira, atualmente no ar como Nonato/Elis Miranda na novela de Gloria Perez, A Força do Querer, ficou conhecido na cena teatral nacional com os espetáculos Uma Flor de Dama e BR-TRANS, e vem especialmente à capital para a sessão de Androginismo e a estreia de Quem Tem Medo de Travesti, espetáculo que integra o último final de semana do Palco Giratório SESC/2017. As produções têm assinatura da Quintal Produções, dirigida por Verônica Prates e que tem a coordenação de Valencia Losada, nomes de destaque na cena cultural brasileira. Valencia, até o início de 2015, era Diretora Artística do Theatro São Pedro e integra a equipe da Quintal, fundada por Verônica em 2008, desde junho de 2016.

ANDROGINISMO

Duração: 60 minutos

Com: Silvero Pereira, Valéria Houston, Rafael Erê e Rodrigo Apolinário

Direção Geral: Silvero Pereira

Produção e administração: Quintal Produções Artísticas

Direção Geral de Produção: Verônica Prates

Coordenadora Artística: Valencia Losada

Coordenadora de Planejamento: Maitê Medeiros

Produtor executivo: Thiago Myiamoto

 

Onde: Casa de Teatro de Porto Alegre (Rua Garibaldi, 853)

Ingressos: 30,00 e 20,00 (classe artística, estudantes e idosos)

* vendas 1h antes do espetáculo, sujeito à lotação do espaço.

 

SOBRE OS PERFORMERS

SILVERO PEREIRA

Silvero Pereira, 34 anos, é ator, dramaturgo, produtor cultural, maquiador, iluminador, aderecista, diretor e artista plástico. Concludente do Curso Superior em Artes Cênicas do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE). Começou a sua carreira em 1998 integrando a Cia Dionisyos de Teatro. Em 2000 ingressa para a CIA LUA de Teatro, onde atuaria nos espetáculos “Rosa Escarlate, “Dominus Tecum” e “Não Confirmo Nem Duvido”. No mesmo ano fundou o Grupo Parque de Teatro, por meio da Fundação Parque de Formação Integral do Tapuio na cidade de Aquiraz, onde desenvolveu um trabalho social e voluntário com crianças e jovens usando a arte como mecanismo educacional e social. Entre 2001 a 2004 atuaria no Grupo Bagaceira de Teatro. Já em 2006 fundou a Inquieta Cia. de Teatro, de Fortaleza-CE. Entre 2009 e 2012 foi professor do Curso Princípios Básicos de Teatro do Theatro Estadual José de Alencar, em Fortaleza, onde dirigiu e produziu os quatro espetáculos.

Em 2005 fundou o COLETIVO ARTÍSTICO AS TRAVESTIDAS onde produziu e dirigiu os trabalhos: “UMA FLOR DE DAMA” (2005), “CABARÉ DA DAMA” (2008), “Engenharia Erótica – Fabrica de Travestis” (2012), “BR-TRANS” (2013), “CABARÉ DAS TRAVESTIDAS” (2014) e “QTMT – QUEM TEM MEDO DE TRAVESTI”(2015).

Atualmente desenvolve uma pesquisa sobre o Universo Trans (Travestis, Transexuais e Transformistas) intitulado “Cartografia Artístico e Social do Universo Trans no Brasil” uma pesquisa sobre a travestilidade e transexualidade no Brasil de norte a sul. Atuou em 26 espetáculos e dirigiu 22 trabalhos.

VALÉRIA HOUSTON

Valéria Houston participou do Programa Ídolos (SBT) e foi vencedora do Festival da Canção Francesa, promovido pela Aliança Francesa de Porto Alegre. Em Paris, fez temporadas em várias casas da tradicional boêmia parisiense. Reside em Porto Alegre, onde é uma referência na militância LGBTTT e artista reconhecida por seu talento vocal e performativo.

zh_23.05.17.jpg

Longa-metragem “Legalidade” na capa do Segundo Caderno em Zero Hora de hoje

zh2_22.05.17zh_22.05.17

Vineria Brasil em Zero Hora de hoje

zh3_19.05.17zh2_19.05.17zh_19.05.17

zh_19.05.17

correiodopovo_17.05.17.jpg

30 anos de Rock e Poesia na imprensa

zh_16.05.17.jpg

Blog no WordPress.com.

Acima ↑