Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

jc_18.09.17.jpg

zh_16.09.17.jpg

zh_16.09.17.jpg

Festival Rock Gaúcho – edição Independência’17 ocorre nos dias 23 e 24 de setembro no Auditório Araújo Viana

LOGO_HORIZ_COR

Evento reunirá vinte e duas bandas com o objetivo de recriar a efervescência da cena local do Rock Gaúcho

 

Porto Alegre, 15 de setembro de 2017 – Nos dias 23 e 24 de setembro, o Auditório Araújo Viana recebe o Festival Rock Gaúcho – edição Independência’17. O projeto de Nei Van Soria tem como objetivo recriar a efervescência da cena local realizando um festival que reúna, em um mesmo palco, diferentes gerações do Rock Gaúcho.

“Ao longo das últimas três décadas, o Bom Fim, e em especial, o Auditório Araújo Vianna, foram palco de inúmeros eventos que construíram a identidade musical pela qual somos, hoje, reconhecidos”, afirma o organizador do projeto. Segundo o músico, o Festival Rock Gaúcho – edição Independência’17, é um manifesto: O FRG recria o estilo da nossa música e leva ao centro da cultura gaúcha a trilha sonora de nossas vidas”.

Participam do evento Pouca Vogal, projeto de Humberto Gessinger e Duca Leindecker, que retorna especialmente para o Festival após cinco anos, Armandinho, Nei Van Soria, Nenhum de Nós, Papas da Língua, Cachorro Grande, Vera Loca e Rosa Tattooada, que dividirão o palco com bandas novas, com a curadoria de Van Soria.

Abrindo os dois dias de festival, estão os grupos Poetas e Boêmios e Pedra de Roseta no sábado, e Grandfúria e Dóris Encrenqueira no domingo. Além das bandas de abertura, Van Soria selecionou mais dez que integram a programação do Palco Alternativo: “os músicos se apresentam entre os intervalos das bandas no palco principal, em formato acústico, somente com canções autorais”, revela.

Fazem parte do line-up do Palco Alternativo Fantomaticos, Los Marias, Le Batille, Lara Rossato, Akeem, Theo Dorneles, Calibre, Pondera, 2 Step Flow e Jef. A seleção se deu a partir de  músicas cadastradas pelas próprias bandas no site do FRG, onde os artistas podem inserir vídeos e músicas e interagir com outros grupos. “Foram mais de 150 inscrições, que construíram a nossa linha do tempo desta edição do festival. É uma seleção bem ampla que apresenta diversos estilos e projetos. O site do festival tornou-se um portal onde as pessoas que curtem Rock Gaúcho poderão conhecer, não só as bandas selecionadas, mas tantas outras bandas que têm um trabalho autoral bacana”, conta.

Os ingressos já estão à venda no site do evento, com valores entre R$ 70,00 e R$ 250,00 e em formato físico, sem taxas de conveniência, na Good Music (Rua Coronel Vicente, 397). Há possibilidade de adquirir passaportes para os dois dias de evento, assim como o ticket para Meet and Greet. Para mais informações, acesse:  festivalrockgaucho.com.br

Festival Rock Gaúcho – edição Independência

23 e 24 de setembro, Auditório Araújo Viana – Avenida Osvaldo Aranha, 685

 

23 de setembro – abertura dos portões 17h

18h – Poetas e Boêmios

18h40 – Pedra de Roseta

19h20 – Vera Loca

20h25 – Nei Van Soria

21h30 – Papas da Língua

22h35 – Pouca Vogal

Palco Alternativo:

18h25 – Fantomaticos

19h05 – Los Marias

20h10 – Le Batille

21h10 – Lara Rossato

22h20 – Akeem

 

24 de setembro – abertura dos portões 15h

16h – Grandfúria

16h40 – Dóris Encrenqueira

17h20 – Rosa Tattooada

18h25 – Cachorro Grande

19h30 – Nenhum de Nós

20h35 – Armandinho

Palco Alternativo:

16h25 – Theo Dorneles

17h05 – Calibre

18h10 – Pondera

19h15 – 2 Step Flow

20h20 -Jef

 

Ingressos pelo site festivalrockgaucho.com.br ou na Good Music (Rua Coronel Vicente, 397):

Meet & Greet 2º Dia  – R$ 250,00

Inteira 1º Dia 2º Lote – R$ 140,00

Meia Entrada 1º Dia 2º Lote – R$ 70,00

Inteira 2º Dia 2º Lote – R$ 140,00

Meia Entrada 2º Dia 2º Lote – R$ 70,00

Passaporte para os 2 Dias 2º Lote – R$ 252,00

Promocional (vendas até 21/09) 1° dia 2° lote – R$ 105,00

Promocional (vendas até 21/09) 2° dia 2° lote – R$ 105,00

facebook.com/FestivalRockGaucho

 

Saiba Mais sobre as atrações:

Pouca Vogal – No final de 2008, dois dos principais nomes do rock gaúcho, Humberto Gessinger e Duca Leindecker, se encontraram para viver uma experiência nada convencional e inédita na música pop nacional: um power duo, batizado de Pouca Vogal.

Apesar de serem apenas dois instrumentistas no palco, as músicas eram apresentadas com arranjos complexos. Para conseguir essa façanha com uma formação enxuta, Leindecker, simultaneamente, cantava, tocava instrumentos de corda e percussão com os pés. Enquanto isso, Gessinger também cantava e tocava instrumentos de corda, teclado, baixo com os pés (através de um MIDI Pedalboard) e ainda fazia solos de gaita.

O Pouca Vogal lançou CD e DVD e fizeram uma longa turnê por todo Brasil até o final de 2012, quando Humberto e Duca seguiram em suas respectivas carreiras solos.

Após 5 anos, o Pouca Vogal se reune novamente apenas para esse show mais do que especial no Festival Rock Gaúcho.

https://www.youtube.com/watch?v=qraCU72_C34

https://www.youtube.com/watch?v=2RvsMiVUsic

Armandinho – Em 2002, Armando Antonio Silveira da Silveira, mais conhecido como Armandinho, deu início a sua carreira, e já em seu primeiro álbum ultrapassou 100 mil cópias vendidas. Com base e inspiração na música brasileira, o músico faz uma mistura do reggae ao rock, atingindo assim, um público diversificado. Com seis álbuns lançados, suas composições são sucesso em todo país. Já se apresentou nos EUA, Peru, Argentina, Uruguai, Paraguai e Portugal. Acompanham Armandinho João Coiote (voz e violão), Gordo Lopes (percussão), Lucio Dorfman (teclados), Pedro Porto (baixo), Vini Bondan (bateria), Luciano Granja (guitarra) e Renato Batista (trompete).

https://www.youtube.com/watch?v=wxTRwsZlIv4

https://www.youtube.com/watch?v=sTMRBJS0ofQ

Papas da Língua – Com 23 anos de estrada, os Papas da Língua apresentam o show de comemoração aos 20 anos de carreira da banda que já emplacou uma série de canções em trilhas de novelas e filmes, levando suas músicas ao topo das paradas brasileiras.

Músicas dos Papas foram regravadas por artistas como Paulo Ricardo (RPM), Netinho da Bahia, Pedro Camargo Mariano, também as cantoras Rosana e Dora Vergueiro. Recentemente Bruno e Marrone e a Família Lima, regravaram “Eu Sei”. Com oito álbuns lançados desde 1995, já se apresentaram nos EUA, Portugal, França, Argentina, Áustria, Espanha, Angola, Uruguai e Paraguai. Artistas como Gabriel, o Pensador, Alexandre Carlo, Buchecha, Paula Toler, Adriana Calcanhotto, Dora Vergueiro, DJ Memê e Marcelinho da Lua participaram dos álbuns da banda.

https://www.youtube.com/watch?v=l9LOSCZxR5s

https://www.youtube.com/watch?v=KCKT0CQG_4o

Nei Van Soria – Fundador de duas importantes bandas do Rock Gaúcho, TNT e Cascavelletes, Nei Van Soria desenvolve seu trabalho de carreira solo desde 1992, indicado a diversos prêmios como MTV Video Music Awards e Troféu Açorianos de Música. Com oito discos lançados e um DVD, o cantor, guitarrista e compositor já se apresentou para públicos de todo Brasil e da Argentina, tocando com nomes como Charlie Garcia e Ed Motta. Em 2017 comemora 30 anos de carreira e prepara para lançar ainda este ano um disco de duetos, além de mais dois álbums com versões acústicas e outro de inéditas.

https://www.youtube.com/watch?v=XW-I_IPlaE0

https://www.youtube.com/watch?v=zvsbd3Hf8_4

Nenhum de Nós – Em 2016 o Nenhum de Nós completou 30 anos de carreira. Com mais de um milhão de discos vendidos, participações em grandes festivais, vários prêmios, reconhecimento de público e crítica, e uma fiel legião de fãs espalhados por todo o país, a banda já fez mais de 2000 shows. Mantendo a mesma formação desde seu início, foi pioneiro no rock brasileiro ao incorporar o acordeon entre seus instrumentos. É uma das bandas mais respeitadas do cenário pop-rock brasileiro.

Em outubro de 2016 o Nenhum de Nós lançou um vinho, o NDN Malbec, um livro com sua biografia e relançou o CD e DVD “Acústico Ao Vivo 2” em comemoração ao aniversário da banda. Também estreou o espetáculo “Acústico 1 + 2 = 30”. O show é uma nova montagem desplugada, com arranjos originais, que reúne grande parte do repertório dos dois discos acústicos ao vivo da banda: “Acústico Ao Vivo no Theatro São Pedro” (1994) e “Acústico ao Vivo 2” (2003). Em 2017 a banda segue na estrada com os dois espetáculos: “Sempre é Hoje Tour” e “Acústico 1 + 2 = 30”.

https://www.youtube.com/watch?v=8TwfbBq79e4

https://www.youtube.com/watch?v=Ll7aanpw7ZE

Cachorro Grande – A Cachorro Grande foi formada em 1999, em Porto Alegre, e é atualmente composta por Beto Bruno (vocal), Marcelo Gross (guitarra), Gabriel Azambuja (bateria), Pedro Pelotas (teclados) e Rodolfo Krieger (baixo). De lá pra cá, os gaúchos se tornaram uma referência da música nacional graças às apresentações explosivas em palcos do Brasil afora, mérito reconhecido com o prêmio de melhor show entregue à Cachorro na cerimônia do VMB da MTV, em 2007. A banda, uma das mais icônicas do rock nacional, na estrada há 18 anos, está em tour pelo Brasil com um novo formato de show, de mesmo repertório do primeiro álbum ao vivo, que será lançado ainda neste ano. O álbum “Cachorro Grande Ao Vivo” reúne os principais hits, e foi gravado durante dois shows em São Paulo, no Centro Cultural Rio Verde.

https://www.youtube.com/watch?v=MocqiP6wjdw

https://www.youtube.com/watch?v=SgCOs8lmDW8

Vera Loca – formada na cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, em 2001. A afinidade e a paixão pelo rock reuniram cinco caras e uma ideia fixa em mente: criar, tocar e viver da música. Os integrantes da banda, vindos de cidades diversas como Tupanciretã, Santa Maria, Caxias do Sul e Buenos Aires, ainda não haviam chegado num consenso. Sem muitas alternativas e devido ao tempo que se esgotava depressa, surgiu à ideia de ‘homenagear’ a vizinha moradora do andar debaixo de onde a banda morava e ensaiava. Ela reclamava do barulho 24 horas por dia, enfim, seus espetáculos na janela tornaram-se corriqueiros, gritando para todo o prédio ouvir. A Banda resolveu perguntar ao porteiro qual era o nome dessa vizinha ‘loca’ e ele respondeu: Vera! Aí surgiu o nome da banda: Vera Loca.

https://www.youtube.com/watch?v=Phcl33yApkM

https://www.youtube.com/watch?v=9HOORXF2C5c

Rosa Tattooada – Formada em 1988, estreou abrindo para outra lendária banda gaúcha, Os Cascavelletes, e logo depois se tornou conhecida em todo o país. Influenciada por grandes dinossauros do rock dos anos 1970 como KISS, Led Zeppelin e Black Sabbath, e também pelo boom do hard rock dos anos 1980 – Mötley Crüe, Ratt, Twisted Sister – a ROSA TATTOOADA chegou às rádios com uma demo que trazia os hits “O Inferno Vai Ter que Esperar” – uma das três músicas mais tocadas da história do pop/rock gaúcho, e “Tardes de Outono”.
No início deste ano, a ROSA TATTOOADA lançou uma cerveja artesanal, dando início às comemorações dos 25 anos de estrada. Também lançaram o clip do single “Sonho Bom” e “O Inferno Vai Ter Que Esperar – Rosa Tattooada 25 Anos”, gravado no show de abertura para o KISS, em novembro/2012, no Gigantinho, em Porto Alegre. Atualmente o grupo encontra-se finalizando o novo album, “XXV” (Good Music Records), produzido por Vini Tonello.
https://www.youtube.com/watch?v=dMImjuCxhUY

https://www.youtube.com/watch?v=9t9XIkEVYtQ

Poetas e Boêmios – Formada há 16 anos, a banda iniciou suas atividades musicais com o nome de “Jady Ohana” gravando dois discos, o primeiro intitulado “Caminhos” e o segundo ‘’Na Sua Casa” esse último teve a produção do renomado músico Duca Leindecker. Em 2013 a banda mudou o nome e gravou um DVD intitulado “Poetas e Boêmios” com 16 canções autorais no Teatro da Casa do Povo em Vacaria, RS. Poetas e Boêmios tem um repertório baseado em MPB, Pop, Rock Clássico, Jovem Guarda, artistas como Roberto Carlos, Alceu Valença, Lulu Santos, Caetano Veloso The Beatles, Elvis Presley, Creedence, Jimmy Cliff entre outros.

https://www.youtube.com/watch?v=kOLlQg9MGhs

https://www.youtube.com/watch?v=8SL8VZ8v444

Pedra de Roseta –  banda de São Leopoldo – RS, formada no final de 2014. Tem como principal característica de suas composições, uma mescla de elementos utilizados no rock internacional contemporâneo, aliados à uma sonoridade vintage, que remete ao rock dos anos 1970. Essa mistura proposital, confere uma assinatura ao som da Pedra de Roseta. A ênfase nas levadas, utilizando muitas vezes de compassos alternados, somados a arranjos de guitarras que utilizam os efeitos a favor da composição, contrastam com o vocal “doce” de Léo Trevisol, formando o “DNA” do som da banda. Há uma grande preocupação com o conteúdo das letras, que versam sobre as características psicológicas da sociedade atual e se originam normalmente de vivências dos integrantes da própria banda.

https://www.youtube.com/watch?v=UhXDSPSMMBQ&feature=youtu.be

https://www.youtube.com/watch?v=-pAwGD8Uvnc

Grandfúria – banda que une influências diversas como o rock alternativo, a música nativa rio-grandense, o pop e a música ambiente. O grupo utiliza instrumentos acústicos (como bombo leguero, percussão, violão e acordeão) e elétricos (guitarra, contrabaixo e sintetizadores), com a proposta de realizar uma fusão de estilos contemporâneos, contando com a presença marcante da identidade gaúcha. Originada em Caxias do Sul-RS, a Grandfúria é um sexteto composto por Vinícius Augusto de Lima (voz, violão e guitarra), Maurício Pezzi (sintetizador e voz), Maurício Romani Gomes (bateria e percussão), Bruno Pinheiro Machado (guitarra e voz), Tiago Perini (baixo e voz) e Diego Viecelli de Oliveira (gaita). Em 2017, após dois anos de concepção e gravação, a banda realiza o lançamento de seu mais novo trabalho: O Sopro e o Momento, um disco conceitual contemporâneo e que também abraça raízes, sendo completamente inspirado na obra literária O Tempo e o Vento, de Erico Verissimo.

https://www.youtube.com/watch?v=a1fbyNZUKJM

https://www.youtube.com/watch?v=y5s0bJVBH6g

Dóris Encrenqueira – Formada em 2014 por Pedro Lipatin (guitarra e voz), Henrique Cabreira (guitarra e vocal), Eduardo Hollywood (baixo e vocal) e Eduardo Schuler (bateria e vocal), Dóris Encrenqueira traz um rock’n’roll forte e com energia contagiante. Em 2016 lançou seu primeiro álbum, com produção assinada pela banda com Sebastian Carsin e Fabio Jardim, o álbum chega ao mercado fonográfico um ano e meio após a gravação. Encorpadas pela marcações cerradas do baixo de Eduardo Hollywood e da bateria de Eduardo Schuler, músicas como Nome na lista e Cidade zumbi mostram que Doris Encrenqueira tem o que dizer na língua básica do rock.

https://www.youtube.com/watch?v=h57WZwbCn9s

https://www.youtube.com/watch?v=l6wX1G3Dzkg

pioneiro2_15.09.17.jpg

Espetáculo Uma Nova Pele no Correio do Povo de hoje

correiodopovo2_15.09.17correiodopovo_15.09.17

Teatro Mototóti completa dez anos em setembro e promove programação comemorativa  

 

Histórias do Mundo 03 - foto Karinne Santos de Mattos

Porto Alegre, 14 de setembro de 2017 – O Teatro Mototóti comemora seus dez anos de formação no dia 24 de setembro e promove uma programação comemorativa à primeira década da companhia, que já se apresentou para mais de 500 mil espectadores em todo Brasil, além de plateias na Argentina e Uruguai.

Para comemorar este momento especial, o grupo preparou uma programação comemorativa com oficina, intervenção, piquenique, roda de conversa e edição especial do Circuito Se Essa Rua Fosse Minha. Todas as atividades acontecerão em espaços acessíveis e gratuitos, com exceção da oficina.

No sábado, 23 de setembro, Fernanda Beppler e Carlos Alexandre, fundadores do grupo, ministram uma edição especial da oficina “Teatro Alquímico”. O projeto, desenvolvido desde 2016 pelo casal, é um momento de vivência arte-terapêutica que reúne os benefícios do teatro e da alquimia, para proporcionar aos participantes um momento de encontro e conexão com sua essência, seu Ser. Em 2016 foram realizados quatro encontros: Flamma, Gaia, Aria e Acqua, onde cada vivência teve como tema um elemento sagrado (fogo, terra, água ou ar) e seus arquétipos astrológicos correspondentes. A Vivência “O ANO DE SATURNO”, edição única em 2017, vem com o propósito de nos alinhar com a energia da regência do ano e facilitar nossos processos internos de transformação. “Ação e Libertação são os grandes desafios e, ao mesmo tempo, convites que Saturno nos faz neste ano, buscando uma conexão maior com nossa missão de vida”, revela Fernanda, que além de atriz também é terapeuta holística e alquimista.  A dinâmica é conduzida pelos artistas/terapeutas, trazendo exercícios teatrais, musicais, meditações, rituais de limpeza e purificação, experiências sonoras, aromaterapia, florais e outras práticas. O workshop ocorre das 14h às 17h, no Atelier da Casa 9 (R. São Manoel, 337 – Rio Branco). As inscrições custam R$ 44,00 até 15 de setembro ou R$ 53,00 até o dia da atividade. Inscrições e informações: nandabeppler@gmail.com / 51 981786460 (whatssap).

No domingo, 24 de setembro, o Circuito Se Essa Rua Fosse Minha retorna ao Parque Mascarenhas de Moraes, sede pública do grupo, para uma edição especial de aniversário. O projeto independente de arte de rua, realizado pelo Mototóti há três anos no Bairro Humaitá, tem como objetivo ocupar o parque com atividades regulares, fomentando a formação de plateia a longo prazo e trazendo a comunidade à rua, para conviver em harmonia com a natureza e com os seus vizinhos, tendo a arte como fio condutor deste processo. Em 2015 e 2016 o projeto foi realizado de forma mensal, sempre no último domingo do mês, atendendo um público de mais de 2000 pessoas. Este ano, será realizada uma etapa especial de aniversário, no dia 24 de setembro, com diversas atividades artísticas e complementares, todas gratuitas.

O público poderá conferir Teatro Lambe-Lambe do Coletivo Caixa de Pandora, leituras de Tarot com Fernanda Beppler – Alquimista, aulas de pilates com Bárbara Neumann, distribuição de  mudas de plantas, dança dos bebês e o espetáculo “Histórias do Mundo”, montagem do grupo. Neste espetáculo de Contação de Histórias, que estreou em março deste ano, o Mototóti convida a plateia a fazer uma grande viagem por diversas culturas. Os contadores de histórias do grupo, Mariana Beppler e Geison Aquino, apresentam três contos populares, vindos da África, Estados Unidos e Índia, conduzindo o público a uma divertida aventura. São histórias contadas, cantadas e encenadas, que marcaram gerações pelos cinco continentes, viajaram pelo tempo e hoje compõem o repertório do grupo. As atividades iniciam a partir das 15h.

Encerrando a programação, o grupo recebe o público no sábado, 30 de setembro, para o Piquenique Cultural, no Parque Mascarenhas de Moraes. “Será um encontro aberto ao público para celebrar o aniversário com os amigos em meio a natureza, com alegria, música, comidinhas e muita prosa”, contam. “Será um momento para celebrar nossas conquistas nestes dez anos e  avaliar os desafios e oportunidades que o cenário artístico atual nos apresenta”, revela a atriz Mariana Beppler. A roda de conversa voltada a artistas e amigos do grupo, dispostos a compartilhar um momento de celebração e união, ocorre na sede pública do grupo, o Parque Mascarenhas de Moraes a partir das 15h.

10 ANOS DO TEATRO MOTOTÓTI

TEATRO ALQUÍMICO – Vivência “O Ano de Saturno”
Ministrantes: Fernanda Beppler e Carlos Alexandre
Data: 23/09/17 – sábado | 14h às 17h
Local: Atelier da Casa 9 (R. São Manoel, 337 – Rio Branco)
Vagas limitadas – necessária inscrição prévia | Contato: nandabeppler@gmail.com / 51 981786460 (whatssap) | Valor promocional: R$ 44,00 – até 15/9; ou R$ 53,00 – a partir de 16/9 ou no dia do evento.

CIRCUITO SE ESSA RUA FOSSE MINHA
Edição Comemorativa – Teatro Mototóti 10 anos
Data: 24/09/17 – domingo | 15h
Local: Parque Mascarenhas de Moraes (Av. José Aloísio Filho – Bairro Humaitá)
Evento gratuito (contribuição espontânea no chapéu para atividades artísticas)
Atrações confirmadas:
– Teatro Lambe-lambe (Coletivo Caixa de Pandora)
– Leituras de Tarot (Fernanda Beppler Alquimista)
– Aula de Pilates (Estúdio b by Bárbara Neumann)
– Distribuição de mudas de plantas (Lúcia Beppler)
– Dança dos bebês (aberto ao público)
– Espetáculo “Histórias do Mundo” (Teatro Mototóti)
– Encerramento com o momento do “Parabéns”

PIQUENIQUE CULTURAL
Data: 30/09/17 – sábado | 15h
Parque Mascarenhas de Moraes (Av. José Aloísio Filho, Bairro Humaitá)
Atividade gratuita

Mais informações sobre as atividades no evento do facebook:
https://www.facebook.com/events/111795479497763/
Histórico do grupo:

O Teatro Mototóti é um grupo teatral portoalegrense que comemora em 2017 seu 10º ano de trajetória. Dez anos de uma caminhada intensa, levando a arte de forma sólida e democrática para mais de 200 cidades do Brasil, Uruguai e Argentina, contabilizando um público de 500 mil pessoas através de seus 4 espetáculos em repertório. O grupo destaca-se pela busca de um teatro vivo, encontrando nas raízes do teatro de rua a sua maior expressão, com peças que dialogam com o público e possuem grande poder de comunicação e interatividade. Caminhando sempre para um aprimoramento do seu trabalho, o grupo mantém permanentemente uma extensa pesquisa teatro-musical, com profissionais especializados em cada área, trilhas sonoras criadas especialmente para cada obra e executadas ao vivo em cena.

Seu primeiro espetáculo, O Vendedor de Palavras – Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2008 – já foi assistido por 100 mil espectadores em mais de 300 apresentações. A segunda peça, i-Mundo, recebeu para sua montagem o Prêmio FUNARTE Artes Cênicas na Rua 2010 e estreou em 2011 na capital gaúcha. Ao final de 2012, veio à cena Folia dos Reis, um auto que estreou no Natal Luz de Gramado/RS e há 5 anos encanta espectadores das principais festividades natalinas de todo sul do Brasil. Em 2014, Flor da Vida foi a grande estreia do Teatro Mototóti, tendo recebido o Prêmio FUNARTE Artes na Rua 2013. Além de seu “repertório vivo” de espetáculos, o grupo mantém também a prática de oficinas periódicas, um núcleo de pesquisa no universo da contação de histórias, chamado “Histórias da Bergamotinha” e o Circuito Se Essa Rua Fosse Minha, um projeto independente que leva arte de rua e atividades complementares uma vez por mês ao Parque Mascarenhas de Moraes em Porto Alegre, sede pública do grupo.

Nestes 10 anos de história, a companhia já participou de importantes mostras e festivas em todo território brasileiro, podendo citar como principais: Festival Palco Giratório Recife (PE), Circuito SESC de Artes 2014 (SP), 10º Festival Señores Niños Al Teatro (Córdoba – Argentina), FILO – Festival Internacional de Londrina (PR), Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre (RS), Mostra SESC de Teatro de Rua (SP), Natal Luz de Gramado (RS), Aldeia Palco Giratório (SC), 6ª Mostra de Teatro Lino Rojas (SP), 1º Curitiba Mostra Rueiros (PR), 1º Festival da Cidade de São Mateus (ES),  FESTEM – Festival de Teatro de Matão (SP), III Mostra de Teatro de Rua de Teresópolis (RJ), Festival Popular de Teatro de Fortaleza (CE), FIG – Festival de Inverno de Garanhuns (PE), entre outros.

jc_14.09.17.jpg

Pátio Ivo Rizzo recebe a 18ª edição da Open_Feira de Design no dia 16 de setembro

Cartaz-Imprensa

Rua Félix da Cunha é invadida pelo design independente de mais de 36 expositores

Porto Alegre, 12 de setembro de 2017 – A Open_Feira de Design chega a sua décima oitava edição no dia 16 de setembro, no Pátio Ivo Rizzo. Criada, desenvolvida e realizada pela Maria Cultura, tem como objetivo movimentar o mercado criativo trazendo ao público produtos autorais e de marcas locais, além de opções gastronômicas para uma experiência completa de um evento de rua.

Inspirada nas feiras de design abertas de Palermo, em Buenos Aires, a Open já reuniu desde sua primeira edição um público de 22.000 pessoas e 316 expositores. Todas as edições da feira contam com um designer convidado que assina o padrão gráfico do mês. Em setembro, a GRL PWR Carmell Louize assina a identidade visual do evento. Ilustradora e designer, tem dedicado seu tempo (quase) integralmente à pintura. Gosta muito de trabalhos que envolvem um processo de liberdade total na criação, onde possa mostrar a essência como ilustradora.

A 18ª edição do evento destaca as marcas de design Cris Krug, DOit, Estúdio Terra Mater, Teresinha e Liv Brasil. Serão 39 expositores comercializando peças de moda infantil e adulto, calçados, joias e acessórios, brinquedos, além de objetos de decoração. O evento tem entrada franca e ocorre das 11h às 18h, é pet friendly e tem atividades para toda a família. Em caso de chuva, a Open será transferida.  Fique por dentro da programação:openfeiradesign.com

 

// Manifesto pelo Design //

Queremos design. Queremos produtos que contem histórias e que assim colaborem com as nossas. Queremos estimular o consumo consciente. Queremos causar surpresa com presentes que sejam úteis. E além de tudo queremos incentivar novos criadores abrindo espaço para novos fluxos econômicos. Queremos fazer parte da mudança e conviver com pessoas que também pensem como a gente. // Fale com a gente: open@mariacultura.com.br

 

// Serviço – Open_Feira de Design #18

Onde: Pátio Ivo Rizzo (Félix da Cunha, 1213 – Moinhos de Vento)

Quando: Sábado, 16 de setembro, das 11h às 18h – Entrada gratuita

 

// Mais informações 

http://www.openfeiradesign.com

https://www.facebook.com/openfeiradesign https://www.facebook.com/events/1226911707389869/

 

// Sobre a Maria Cultura 

A Maria Cultura é uma agência cultural que trabalha no desenvolvimento de projetos culturais.              Especializada em áreas da cultura urbana como moda, design, artes visuais em geral, projetos ao ar livre, além de atender marcas como Lojas Pompéia, Unisinos, Duocasa, em função do patrocínio a projetos, faz a gestão da programação do Pátio Ivo Rizzo e tem no currículo iniciativas de sucesso como o carnaval Maria do Bairro, PixelShow, Cut&Paste, Maratona Mude e diversas exposições como Mais Tempo Que lugar (Goethe-Institut Porto Alegre/Usina do Gasômetro), Transfer_cultura urbana_arte contemporânea (Santander Cultural), Italian Genius Now Brasil (Santander Cultural), Vinte(ver)Quintana (Shopping Praia de Belas), Imagina Erico (Shopping Praia de Belas).

Blog no WordPress.com.

Acima ↑