Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Categoria

Releases

ABCCC inaugura Espaço Cultural com documentário de Fagner Almeida na quinta, 22 de agosto

02

Fotógrafo lança série documental “Em Busca do Cavalo Crioulo” na Expointer e em outubro expõe obra no Louvre

 

Na próxima quinta-feira, 22 de agosto, às 18h, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Crioulo, ABCCC, inaugura Espaço Cultural na Expointer, com exibição do episódio 1 da série documental “Em Busca do Cavalo Crioulo”, do fotógrafo Fagner Almeida.

“Em Busca do Cavalo Crioulo” convida a uma viagem além dos redutos tradicionais da raça, mostrando onde e como são os criatórios da Itália, Alemanha, França e Suíça. “Em Busca do Cavalo Crioulo” conta com cinco episódios, cada um tratando especificamente de cada país. Nessa primeira temporada, estamos abordando a criação na Itália, Alemanha, França e Suíça, mais um capítulo específico sobre a Fieri Cavalli. “Para isso, ficamos durante 30 dias, entre outubro e novembro de 2018, percorrendo as cabanas europeias, com uma equipe de três pessoas, incluindo um cinegrafista, uma jornalista e eu, que fiz os registros em fotos e também em vídeos. Conseguimos um material fantástico e até eu fiquei surpreso com as coisas que vi e pudemos registrar. Nunca imaginei que houvesse tanta gente na Europa apaixonada pelos crioulos assim”, conta.

A série tem como objetivo apresentar o cavalo Crioulo fora do seu eixo tradicional, nas mais distintas culturas e nas mais adversas situações de extremos lugares, mostrando a adaptação da raça a qualquer local. “Tenho feito diversos trabalhos fora do estado e em outros países e quero mostrar até onde o Crioulo pode chegar”, revela.

A história de Fagner Almeida em busca do Cavalo Crioulo é uma trajetória de longa data. Em 2020, prestes a completar 10 anos como profissional e de trabalhos com a raça, o fotógrafo já percorreu distâncias que o levaram até Crioulos em territórios como a América do Sul, América do Norte e Europa.  Em 2010 começou a fotografar a Marcha da Resistência, uma das principais modalidades da raça. Fagner também é autor do livro “Marcha de Resistência Cavalo Crioulo – 20 anos Jaguarão”. A partir de 2012 o fotógrafo começou a trabalhar em provas do Freio de Ouro. No ano de 2014 fotografou pela primeira vez o World Equestrian Games (WEG) realizado na Normandia/França. Em 2016 trabalhou nas Olímpiadas, fazendo cobertura das provas de hipismo para a Revista Horse.

Ao final de 2016 é destacado pela imprensa americana no TOP15 melhores fotógrafos equestres do mundo. Na Europa, no ano de 2017, foi fotógrafo na feira de Golegã Lusitano em Portugal e também da Fieracavalli na Itália. Em 2018 Fagner também esteve presente em Tryon, nos Estados Unidos, para outra edição de um dos maiores eventos equestres do mundo: o World Equestrian Games. Recentemente em Lima no Peru, fez toda cobertura do hipismo nos jogos Pan-americanos.

Em outubro o artista embarca para a França, onde uma de suas fotos integra o Salão Internacional de Arte Contemporânea de Paris, que ocorre de 18 a 20 de outubro no Le Carroussel do célebre museu. Almeida foi um dos selecionados pela curadora Lisandra Miguel, que conheceu seu trabalho através de uma pintura de Raquel Fernandes, que usou os cavalos retratados pelo artista em sua obra – inclusive estarão expostos lado a lado em Paris. “Eu nem consigo acreditar ainda. Fico muito feliz em deixar minha marca, e mais orgulhoso ainda por saber que conquistei esse espaço através do Cavalo Crioulo, uma grande paixão desde adolescência.

Sobre o Espaço Cultural ABCCC

Anexo ao restaurante do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, palco da Expointer, o Espaço Cultural da ABCCC vai abrigar exposição de trabalhos de artistas que contam com projetos apoiados pela entidade. Durante a Expointer, as exibições serão com dias e horários pré-definidos. O presidente da ABCCC, Francisco Kessler Fleck, explica que o objetivo do novo espaço é promover a cultura no meio Crioulo. O público terá acesso integral às obras, podendo participar, apoiar e aprender sobre os conteúdos e seus respectivos artistas”, assegura. O primeiro trabalho apresentado ao público é o primeiro episódio do documentário “Em Busca do Cavalo Crioulo”. Nos dias seguintes, o local exibirá trabalhos de artistas como Caé Braga (escultor e artista plástico), Cassio Selaimen (cuteleiro), Felipe Constant (artista plástico), Henrique Fagundes da Costa (escritor e pesquisador), Eduardo Rocha (fotógrafo), Raul Sartor Filho (artista prateiro) e Renato Dalto (jornalista e escritor). A programação completa do Espaço Cultural pode ser conferida no site www. crioulo.org.br

Escola voltada ao ensino de bolsas em couro promove agenda de atividades nos meses de setembro e outubro

Gisele Germany_foto Rodrigo Marroni (2)

 

A Mastri – Bolsas, Memória e Ensino é um empreendimento da designer de moda e modelista de bolsas, Gisele Germany, que durante dez anos trabalhou com marcas de luxo na Itália

 

A Mastri – Bolsas, Memória e Ensino divulga sua agenda de cursos para os meses de setembro e outubro. O espaço, especializado em pelletteria (ofício de fazer bolsas), é um empreendimento da designer de moda e modelista de bolsas, Gisele Germany.

Localizada na Rua Eudoro Berlink, a Mastri é um estúdio de modelagem, consultoria, desenvolvimento e ensino de bolsas e acessórios que busca valorizar os conceitos de memória e ensino através da produção de bolsas. O local oferece diversos cursos e workshops, além de loja com materiais para o artesanato em couro e produtos autorais que refletem a essência da marca. O nome do espaço é uma homenagem aos Mastri Artigiani italianos, que tem como objetivo transmitir os segredos do saber fazer, seja repassando para os alunos os conhecimentos fundamentais da pelletteria, ou pondo em prática os conhecimentos técnicos no desenvolvimento de projetos para outras empresas.

Estão agendadas o curso de Desenho e Coleção de Bolsas, e as oficinas de Carteira de couro, Bordado à mão em couro, montagem artesanal de bolsas e de alpargatas, a partir de 02 de setembro.

O Curso Desenho e Coleção de Bolsas tem 14 encontros, onde o aluno terá um primeiro contato com o universo das bolsas de couro e seus componentes, bem como com as técnicas básicas de desenho e representação de bolsas e acessórios. Aprenderá os aspectos fundamentais da pesquisa e desenvolvimento de uma coleção de bolsas, sendo capaz de ao final do percurso desenvolver uma coleção para um cliente final. Ministrado por Gisele Germany, Bianca Markus e Julia Picolli, ocorre às segundas, quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 17h30 a partir de 02 de setembro.

Na terça-feira, 10 de setembro, Gisele Germany promove a Oficina de Carteira de Couro, que ocorre das 13h30 às 17h30. O participante desenvolve uma carteira de couro, completamente manual. A partir de um molde já pronto, o aluno irá cortar as peças, dublar, fazer o acabamento à fio com tinta para borda italiana, e finalizar com a costura manual da peça, estudando os principais tipos de costura à mão e ferramentas necessárias para o trabalho com o couro.

A designer de moda Bianca Markus ministra nos dias 24 e 26 de setembro, das 14h às 18h30, a Oficina de Bordado à Mão em Couro, onde ensina a perfurar e usar algumas técnicas de bordado à mão, com linha, em couro. Será ensinado a fazer monograma, friso decorativo, desenho e frase em retalhos de couro.

Em outubro é a vez da Oficina de Montagem Artesanal de Bolsas, ministrada por Gisele Germany, que resulta na fabricação manual de uma bolsa de couro. A partir de três modelos disponíveis, o aluno produzirá sua bolsa. O curso ensina desde o corte das peças, passando por dublar, entender o uso de aviamentos metálicos como fivelas, passadores ou botões, fazer o acabamento à fio com tinta para borda italiana, e finalizar com a costura manual da peça. Os encontros ocorrem de 07 a 10 de outubro, das 13h30 às 17h30.

A designer Camila Konradt ministra nos dias 21 a 24 de outubro a Oficina de Alpargatas Artesanais, produzidas em couro pelos alunos. O modelo será confeccionado com técnicas de costura manual e colagem com utilização de poucas ferramentas, perfeito para ser reproduzido em ateliê caseiro. Pensado para ser executado em couros bovino e caprino. Os encontros ocorrem das 13h30 às 17h30.

Para mais informações e inscrições, entre em contato: Rua Eudoro Berlink, 452 – Auxiliadora | (51) 92000-0448 | contato@mastri.me| https://www.mastri.me/

 

AGENDA MASTRI SETEMBRO E OUTUBRO 2019

 

CURSO DESENHO E COLEÇÃO DE BOLSAS

Neste curso, o aluno terá um primeiro contato com o universo das bolsas de couro e seus componentes, bem como com as técnicas básicas de desenho e representação de bolsas e acessórios. Aprenderá os aspectos fundamentais da pesquisa e desenvolvimento de uma coleção de bolsas, sendo capaz de ao final do percurso desenvolver uma coleção para um cliente final.

Carga horária: 56 horas/aula = 14 encontros

Dias: 02/09, 04/09, 06/09, 09/09, 11/09, 13/09, 16/09, 18/09, 23/09, 25/09, 27/09, 30/09, 02/10, 04/10

Horário: Segundas, Quartas e Sextas, 13:30h-17:30hs

Ministrantes: Gisele Germany, Bianca Markus e Julia Picolli

Investimento: R$ 2156 em até 3x no ateliê-escola Mastri ou pelo pagseguro

 

OFICINA CARTEIRA DE COURO

Fabricação de uma carteira de couro, completamente manual. A partir de um molde já pronto, o aluno irá cortar as peças, dublar, fazer o acabamento à fio com tinta para borda italiana, e finalizar com a costura manual da peça, estudando os principais tipos de costura à mão e ferramentas necessárias para o trabalho com o couro.

Carga horária: 4h- 1 encontro

Dia: 10/09 – terça feira

Horário: 13:30-17:30

Materiais: OS MATERIAIS SÃO INCLUSOS

Ministrante: Gisele Germany,

Investimento: R$ 214 no ateliê-escola Mastri ou pelo pagseguro

 

 

BORDADO À MÃO EM COURO
Oficina para aprender a perfurar e usar algumas técnicas de bordado à mão, com linha, em couro. Será ensinado a fazer um monograma, um friso decorativo, um desenho e uma frase em retalhos de couro.
Carga horária: 7h
Dias: 24 e 26/09 – terça e quinta feira
Horário: 14h às 17h30
Materiais: OS MATERIAIS SÃO INCLUSOS  * Alunos que tiverem garfos de perfurar e martelo podem trazer.

Ministrante: Bianca Markus 

Investimento: R$ 372 em 3x no ateliê-escola Mastri ou pelo pagseguro

 

OFICINA MONTAGEM ARTESANAL DE BOLSAS

Fabricação manual de uma bolsa de couro. O aluno poderá escolher entre uma bolsa saco, uma bolsa à tiracolo ou uma bolsa tote. A partir de moldes prontos, iremos cortar as peças, dublar, entender o uso de aviamentos metálicos como fivelas, passadores ou botões, fazer o acabamento à fio com tinta para borda italiana, e finalizar com a costura manual da peça.

Carga horária: 16 horas/aula

Quando: 07, 08, 09 E 10/10 – segunda, terça, quarta e quinta-feira
Horário: 13:30-17:30

Ministrante: Gisele Germany

Investimento: R$ 736 em 3x no ateliê-escola Mastri ou pelo pagseguro

 

OFICINA ALPARGATAS ARTESANAIS

Produção de um par de alpargatas artesanais em couro, inteiramente pelo aluno.

O modelo será confeccionado com técnicas de costura manual e colagem com utilização de poucas ferramentas, perfeito para ser reproduzido em ateliê caseiro.

Pensado para ser executado em couros bovino e caprino.

Carga horária: 16 horas

Dias: 21, 22, 23 e 24 de Outubro

Horário: das 13:30 as 17:30

Ministrante: Camila Konradt

Investimento: R$ 836 em 3x no ateliê-escola Mastri ou pelo pagseguro

 

 

 Sobre as professoras

 Gisele Germany

Após uma temporada  de quase dez anos na Itália trabalhando para marcas Burberry, Givenchy, Dolce&Gabbana, Pringle of Scotland, Tiffany & co, Chloè e Victoria Beckham, a designer de moda e modelista de bolsas Gisele Germany voltou a Porto Alegre para dois novos desafios, que resgatam a tradição da pelletteria (ofício de fazer bolsas): o lançamento do ateliê-escola Mastri e da marca Doppia.G

Gisele Germany é formada em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul, mas foi em Florença, na Itália, que conheceu por acaso a arte de fazer bolsas e trabalhar com couros que acabou mudando a sua vida. Em 2006, ano em que chegou à cidade Italiana, estudou a modelagem de bolsas e artefatos de couro na Alta Scuola di Pelletteria Italiana, curso que abriu as portas para o mercado da região e lhe permitiu colaborar nos quase 10 anos que se seguiram, com marcas de grande importância para a moda internacional como Burberry, Givenchy, Pringle of Scotland, Tiffany & co, Chloè e Victoria Beckham. Em 2012 e 2013 trabalhou na empresa Dolce & Gabbana, em Incisa in Val d’Arno, integrando a equipe de modelistas da Divisione Industriale Calzature e Pelletteria.

Como docente, em Florença, ministrou o curso Handbags Construction Techniques para a Universidade italiana FUA- Florence University of Arts.

Há alguns anos desenvolve um projeto paralelo ao da profissão de modelista, onde estuda mais profundamente as técnicas de trabalho com o couro e a história e a tradição da ‘pelletteria’ – o ofício de fazer bolsas. Este projeto, unido ao seu retorno ao Brasil em 2015, deu forma a diversos cursos de extensão em modelagem e montagem de bolsas, realizados em colaboração com núcleos de ensino e faculdades de moda e design.

Bianca Markus

É formada em Design com Habilitação em Produto – bolsas, calçados e acessórios – pela Universidade Feevale e possui pós-graduação em Moda, Criatividade e Inovação pela FATEC-SENAC. Bianca trabalhou como consultora do Instituto by Brasil para a Assintecal, atendendo empresas de componentes para o setor coureiro calçadista e nos últimos 5 anos esteve à frente de sua marca própria, Lia Marchese, de bolsas, calçados e acessórios especializada em couros exóticos.

Camila Konradt

Designer com mais de 10 anos de experiência no setor calçadista. Professora de modelagem de calçados e confecção de cursos livres, de graduação e de pós-graduação em instituições como UniRitter, Ucpel, UPF e Unisul. Atualmente designer e trader na Oblò Trade Lab exportação de calçados e acessórios.

 

Julia Piccoli 

É formada em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul – UCS e é Mestre em Design e Marketing do Vestuário na Universidade do Minho – Portugal. Atua como docente no Curso de Moda da Universidade Feevale, além de estilista e social mídia no ateliê de vestidos de noiva Solaine Piccoli.

República de La Boca Parrilla Argentina traz novidades no cardápio

parrillada_credito_liviamenger

Restaurante localizado no bairro Petrópolis oferece autêntica experiência gastronômica argentina

 

A República de La Boca Parrilla Argentina divulga novidades no seu cardápio. O restaurante, localizado no bairro Petrópolis e inaugurado em abril deste ano, oferece agora a opção de parrillada completa para duas ou quatro pessoas. O prato, tradicionalíssimo em restaurantes argentinos, inclui chorizo, morcilla, asado de tira, bife de chorizo e matambrito de porco. A versão para quatro pessoas conta com uma porção de entraña.

Também é possível experimentar a Tabla de Achuras, que traz iguarias típicas da parrilla menos comuns ao paladar brasileiro: chinchulines, mollejas e riñones. Outras novidades são a paleta de cordeiro (sob encomenda) e linguiça de cordeiro.

Administrada por Livia Lehugeur e Luciano Griffo, a República de La Boca é uma homenagem ao tradicionalíssimo bairro La Boca, conhecido por suas casas coloridas e a história do tango em Buenos Aires, com toda a decoração carregada de referências portenhas, incluindo as clássicas cores das casas do Caminito e a curiosa jarra de vinho em formato de pinguim, um clássico das famílias argentinas. O casal se conheceu durante a Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre e começou a namorar. O namoro resultou na chegada da pequena Alícia e hoje na República de La Boca.

A República de La Boca Parrilla Argentina fica na Avenida Bagé, 489, e funciona de terça a sexta-feira das 18h30 às 23h, sábado das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30 e domingos das 12h às 15h30. Mais informações: Instagram @republicadelabocapoa | facebook.com/republicadelabocaPOA | https://republicadelaboca.com.br/

Cinemateca Capitólio Petrobras recebe duas Sessões Acessíveis no mês de agosto

IMG_5819

Exibições integram a programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre

 

Público poderá conferir no dia 10 de agosto “Ponto Zero” e no dia 31 “Pela Janela”, com entrada franca

 

Porto Alegre, 06 de agosto de 2019 – Duas Sessões Acessíveis ocorrem no mês de agosto na Cinemateca Capitólio Petrobras. As exibições dos longas-metragens Ponto Zero e Pela Janela integram as dez sessões acessíveis da programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras com patrocínio master da Petrobras e produção cultural da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Coordenação de Cinema e Audiovisual da Secretaria da Cultura. No dia 10 de agosto, às 14h, o público poderá conferir com entrada franca Ponto Zero, de José Pedro Goulart, seguido de bate-papo com a presença de Aletéia Selonk, produtora executiva do filme. Já no dia 31, também às 14h, é a vez de Pela Janela, dirigido por Caroline Leone. As atividades contam com interpretação em Libras feita pela Ovni Acessibilidade Universal, parceira cultural do projeto.

Ponto Zero é o primeiro longa-metragem do cineasta José Pedro Goulart, um dos protagonistas da “Primavera do Curta Brasileiro”, nos anos 1980, quando dirigiu os filmes O Dia em que Dorival Encarou a Guarda (com Jorge Furtado) e O Pulso, ambos premiados em festivais nacionais e estrangeiros. Filmado em Porto Alegre na ordem em que o roteiro foi escrito, Ponto Zero relata as angústias de um garoto de 14 anos, às voltas com o bullying que sofre na escola e que se sente um estranho na própria casa. Estrelado pelo estreante Sandro Aliprandini, o filme conta com Eucir de Souza, Patrícia Selonk e Larissa Tavares no elenco. Recebeu os prêmios de Melhor Montagem e Melhor Som no Festival de Gramado 2015 e foi selecionado para a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e para a Mostra Competitiva do Biffan – Festival Internacional de Filmes Fantásticos na Coreia do Sul.

Pela janela é dirigido pela estreante Caroline Leone. Magali Biff e Cacá Amaral são os protagonistas do filme que ganhou o prêmio Fipresci no Festival de Rotterdam, o Prêmio Especial do Júri no Washington, DC International Film Festival e o Prêmio de Melhor Filme no XIII Panorama Internacional Coisa de Cinema, em Salvador. O filme conta a história de Rosália, uma operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em uma fábrica de reatores, na periferia de São Paulo. Ela é demitida, e, deprimida, é consolada pelo irmão José, que resolve levá-la a Buenos Aires em uma viagem de carro. Na viagem, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana, iniciando uma jornada de libertação e transformação interior.

As sessões acessíveis da Programação Especial 2019 da Cinemateca Capitólio Petrobras contam com legendagem descritiva, audiodescrição e libras. Além desta atividade, o projeto engloba oito mostras de cinema, quatro eventos “Noites na Cinemateca”, duas masterclasses e duas exposições relacionadas ao acervo da Cinemateca. A Cinemateca Capitólio Petrobras conta, em 2019, com o Projeto Cinemateca Capitolio Petrobras – Programação Especial 2019, aprovado na Lei Rouanet/ Governo Federal, realizado pela Fundação Cinema do RS – Fundacine e possui patrocínio master da Petrobras.

“O projeto como um todo reforça a vocação da Cinemateca como um espaço de cinefilia e reflexão crítica do cinema clássico e contemporâneo e como um local de referência na preservação do audiovisual garantindo a difusão do seu acervo ao público. Estamos também muito felizes com a realização da programação acessível que vem ampliar a democratização do acesso à Cinemateca garantindo a inclusão de pessoas com deficiências”, afirma Andreia Vigo, Diretora da Cinemateca Capitólio Petrobras.

A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão, para distribuição de senhas. A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 | http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

Muovere Cia de Dança promove Tóin: dança para bebês no Teatro Eva Herz – Livraria Cultura

Tóin 1 - credito Gui Malgarizi

Apresentações ocorrem nos dias 17 e 18 de agosto

 

No sábado e domingo 17 e 18 de agosto, às 16h, a Muovere Cia de Dança, através do seu projeto Tóin Dancinfância, promove sessões do espetáculo Tóin – Dança para Bebês no Teatro Eva Herz, localizado na Livraria Cultura / Bourbon Shopping Country.

Tóin – Dança para Bebês lançou em 2012 o formato de espetáculo destinado para bebês de 0 a 03 anos e acompanhantes, utilizando a linguagem da dança como motivação.  Inspirado em autores da literatura infantil, como Gláucia de Souza e Eva Furnari, Monteiro Lobato e Mário Quintana, em animações e em memórias de infância dos bailarinos e diretores, incluindo relatos, fotos e dossiês. A equipe de criação do projeto pesquisou um conjunto de referências pautadas no movimento do corpo, como um dos primeiros sinais que o bebê manifesta através de gestos dançados. Por Marcelo Delacroix, a trilha é composta de canções originais como a dança dos palitos, a dança dos dedinhos e das perninhas. Bruno Fernandes, Carini Pereira, Arthur Bonfanti e Aline Karpinski integram o elenco do espetáculo para dançar os personagens Ventania, Papel, Mola e Flor.

Com direção geral e coreográfica de Jussara Miranda e artística de Diego Mac, Tóin já foi apresentado em mais de 150 sessões em todo Brasil, entre festivais, mostras, feiras e escolas. A companhia também participou do programa Game para Bebês da Ana Maria Braga, Rede Globo, como também do importante projeto UM NOVO OLHAR- Festival de Artes para a primeira infância, promovido pelo SESC São Paulo.

A equipe do espetáculo também é composta pelo ensaiador e assistente de direção artística Nilton Gaffree. Os figurinos são de Antonio Rabadan e a trilha sonora original de Marcelo Delacroix e Beto Chedid. Conceito gráfico de Sandro Ka e produção de Ana Paula Reis.

Os ingressos custam R$ 40,00 e tem 50% de descontos para estudantes, idosos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência.

 

TÓIN: dança para bebês

Dias 17 e 18 de agosto (sábado e domingo), às 16 horas.

Duração: 40 minutos

Teatro Eva Herz – Livraria Cultura / Bourbon Shopping Country – Av. Tulio de Rose, 80. Piso 2 – Loja 302. Bairro Passo d’Areia

Ingressos R$ 40,00

Descontos para estudantes, idosos, jovens de baixa renda, pessoas com deficiência.

São considerados doadores regulares de sangue a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

Link para compra de ingressos: https://compre.ingressorapido.com.br/event/61482-2/d/67262/s/348807

UM Bar&Cozinha inaugura sua primeira filial no Barra Shopping Sul

João Tarrago

Empreendimento capitaneado pelo chef Carlos Kristensen e a restaurantrice Luciane Pacheco abre a partir desta segunda, 05 de agosto, em formato soft opening

 

Porto Alegre, 02 de agosto de 2019 – Após quase dois anos de sua abertura, o UM Bar&Cozinha inaugura sua primeira filial, no Barra Shopping Sul. O restaurante capitaneado pelo chef Carlos Kristensen e a restaurantrice Luciane Pacheco inicia o funcionamento a partir de 05 de agosto, em formato de soft opening.

O empreendimento, com capacidade para 60 pessoas e área de 350 metros quadrados, divide espaço com a mesma vizinha que na rua Mariland, uma loja da Grand Cru. A obra é assinada pela Tridi Arquitetura, escritório paulista de arquitetura e design com foco em varejo.

O UM Barra funciona de segunda a domingo, diferente da casa matriz. No shopping o restaurante abrirá de segunda a sexta-feira das 11h45 às 23h, servindo almoço, happy hour e jantar, além dos produtos de seu empório e cafeteria durante a tarde. Aos sábados, a casa abre às 11h com seu tradicional brunch e segue até às 23h. O público também poderá conferir o cardápio de Kristensen aos domingos, das 11h às 17h, com menu de brunch e almoço.

A música também estará na programação do UM da zona sul de Porto Alegre, com shows às quintas-feiras, com os músicos da casa acompanhados de nomes como Anaadi, Nani Medeiros, Rê Adegas, Antonio Villeroy, entre outros.

Um dos diferenciais do UM é que os vinhos da carta, todos da Grand Cru, custam o mesmo preço que na loja, e a cozinha é aberta, onde é possível acompanhar a produção dos pratos pelo salão.

Carlos Kristensen é um dos maiores defensores e divulgadores dos ingredientes gaúchos no Brasil. Seu projeto Internacionalmente Local estuda os biomas e produtos gaúchos e fomenta o trabalho de dezenas de produtores do RS.

O chef carrega uma extensa lista de premiações, sendo um dos principais nomes do cenário gastronômico do sul do país, e seu restaurante, Hashi, já foi vencedor do guia Veja Comer e Beber Porto Alegre o Melhor Contemporâneo por 08 anos consecutivos.

Seu mais novo empreendimento, o UM Bar&Cozinha, inagurado em setembro de 2017, apresenta um cardápio de comida simples e saborosa, de ingredientes orgânicos e sazonais, onde reúne o trabalho de mais de 80 famílias de pequenos produtores artesanais.

Alguns Reconhecimentos

RESTAURANTE

Guia Veja Comer e Beber Porto Alegre: Melhor Restaurante Contemporâneo: 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 | Melhor Restaurante de Porto Alegre: 2013

Revista Sabores do Sul: Melhor Restaurante Contemporâneo: 2011, 2012, 2013, 2014 e 2017 | Melhor Menu Degustação: 2015 | Melhor Almoço (UM) 2018

CHEF

Guia Veja Comer e Beber Porto Alegre: Chef do Ano: 2009, 2010, 2011, 2013, 2015 e 2018

Revista Sabores do Sul: Chef do Ano: 2017, 2018

facebook.com/carloskristensen | @kristensen

facebook.com/umbarecozinha | @umbarecozinha

Projeto Concha divulga programação para o mês de agosto

Paola-Kirst---foto-de-divulgaçao-(1)---CRÉDITO-VITÓRIA-PROENÇA

Atividades do projeto com patrocínio do Natura Musical contam com show com Paola Kirst e Gabriela Lery no dia 15 de agosto, além de oficinas de fotografia e luteria gratuitas exclusivamente para  mulheres

Ingressos à venda no link – http://bit.ly/conchadeagosto

Porto Alegre, 29 de julho de 2019 – A edição de agosto do Projeto Concha 2019 conta com show de Paola Kirst e Gabriela Lery na quinta-feira, 15 de agosto, no Agulha, e duas oficinas gratuitas exclusivamente para mulheres: uma  de fotografia musical, ministrada por Vitória Proença, e lutheria, por Bruna Zanotto.

As atividades integram a programação do projeto que este ano conta com o patrocínio do Natura Musical e promove, além de apresentações de cantoras e compositoras brasileiras, uma residência artística de quinze artistas, que ocorre de abril a dezembro e uma série de oficinas formativas na área de produção cultural para o público feminino.

No dia 15 de agosto, o Agulha recebe dois nomes da nova geração da música local: Paola Krist e Gabriela Lery. Gabriela Lery é musicista, compositora e professora de música. Natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, deu início aos estudos musicais em 2001. Como compositora, trabalhou em parceria com artistas brasileiros, ingleses, malteses e estadunidenses e é baixista na orquestra feminina de bateria e percussão As Batucas, coordena o grupo vocal feminino As Batucas, além de lecionar aulas de canto popular. O show no Agulha marca o pré-lançamento de seu primeiro EP, Coleção, acompanhada de Isabel Nogueira, Julia Pianta e Bruno Vargas.

Natural de Rio Grande, RS, Paola Kirst atua como cantora, compositora e performer. Vencedora do prêmio de melhor intérprete no 32° Festival Moenda da Canção (Santo Antônio da Patrulha/RS) em 2018, ao final do mesmo ano lançou seu primeiro disco, Costuras que me bordam marcas na pele, produzido por Wagner Lagemann e indicado ao Prêmio Açorianos de Música na categoria Revelação do Ano. Paola busca traçar uma trajetória de experimentação para o uso do corpo e da voz como instrumento de expressão poética. Em suas canções aborda o cotidiano vivenciado pelo olhar feminino, experimental e faminto de uma artista.

Duas atividades formativas integram a programação de agosto do Concha, exclusivamente para o público feminino e com entrada franca. Nos dias 15 e 16 de agosto a fotógrafa e designer Vitória Proença ministra o Workshop de Fotografia Musical. A oficina tem como objetivo capacitar a aluna que já tem como pré-requisito noções básicas de fotografia, para atuação na área da fotografia musical, através de conhecimentos técnicos, teóricos e práticos. Conta ainda com uma atividade prática integrada com o show do Projeto Concha de Agosto, realizando a cobertura do evento. As inscrições gratuitas devem ser feitas pelo link – http://bit.ly/2OpqMEx até 10 de agosto. A lista das selecionadas será divulgada no dia 12 de agosto pelas redes sociais do projeto.

Encerrando as atividades deste mês, a luthier Bruna Zanotto oferece a Oficina de Lutheria, onde ensinará às participantes a a fazer pestanas (nut) e rastilhos, regulagem e retífica. Os instrumentos selecionados são instrumentos de corda, como violão, guitarras (com variadas pontes), baixo e cavacoInscrições gratuitas através do formulário online http://bit.ly/310uaad até  23 de agosto e divulgação das selecionadas no dia 25 pelas redes do Concha.

O Projeto Concha foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018 com com Financiamento da Lei de Incentivo à Cultura – Pró-Cultura RS – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul. “Coletivos como o Projeto Concha ampliam a voz de movimentos que buscam maior representatividade dentro e fora do mercado musical”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “De uma forma geral, os coletivos promovem impacto cultural, social e econômico que multiplica o alcance de um patrocínio. A gente investe no coletivo e toda uma rede de pessoas conectada a ele também são impactadas de forma positiva”, completa.

Os ingressos do show no dia 15 custam entre R$ 15,00 e R$ 60,00 e podem ser adquiridos pelo sympla – http://bit.ly/conchadeagosto ou no local, no dia do show, mediante disponibilidade.

Protagonismo no palco

O Projeto Concha é uma iniciativa independente, criada em 2018 pela produtora cultural Alice Castiel. Ao analisar o mercado musical, tanto localmente como em eventos nacionais dos quais participou, ela notou a quantidade e a diversidade de mulheres produzindo, compondo, tocando instrumentos e cantando, mas que muitas vezes, apesar do talento, não tinham acesso a selos, gravadoras ou à programação de festivais. “Em Porto Alegre ou em qualquer cidade do Brasil, a oferta dos principais palcos é majoritariamente protagonizada por homens”, afirma. Como contraponto, Alice propôs uma programação que apresentasse exclusivamente o trabalho de mulheres, a fim de chamar atenção para o que é produzido e muitas vezes ignorado ou preterido pelo circuito oficial da música.

Nas 11 edições do projeto, realizadas no bar Agulha, em Porto Alegre, o público lotou a casa para conhecer o trabalho de mais de 20 mulheres, em apresentações de artistas locais e também de criadoras com projeção na cena nacional, criando um espaço de visibilidade e troca de referências musicais, amparado por uma rede de apoio entre mulheres e conteúdo profissionalizante. Já participaram artistas como Letrux, Juçara Marçal, Luedji Luna, Labaq, Xênia França, Maria Beraldo, Larissa Luz, Juliana Perdigão, intervenções poéticas de Angélica Freitas, Mel Duarte, Luna Vitrolira, Crystal Rocha e as atrações locais Saskia, Raquel Leão, Veña, Pâmela Amaro, Thays Prado, As Aventuras e até uma banda se formou especialmente para uma edição do Concha, batizada de Enxame.

Para mais informações, acesse: facebook.com/projetoconchapoa

Sobre Natura Musical

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. O último edital do programa neste ano selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais.

A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente para a rica e pulsante produção musical brasileira.

 

SERVIÇO

Projeto Concha apresenta Paola Kirst e Gabriela Lery no Agulha

Quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Local: Agulha – Rua Conselheiro Camargo, 300

Horários: O bar abre às 19h e a apresentação começa pontualmente às 22h

Ingressos (à venda  no sympla – http://bit.ly/conchadeagosto)

Lote Promocional limitado – R$ 15 – apenas online;

1º lote Solidário* / Meia-entrada** – R$ 20 – na internet (com opção de boleto bancário);

2º lote Solidário* e na Hora/ Meia-entrada** – Solidário* / Meia-entrada** – R$ 30

* Solidário – Valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível ou itens de higiene pessoal, disponível para qualquer pessoa. As doações deverão ser entregues no Agulha, no momento da entrada ao evento.

 

** Meia-entrada – Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

 

Workshops

Fotografia Musical, com Vitória Proençahttp://bit.ly/2OpqMEx

Dia 15 de agosto, das 9h às 12h e das 13h às 18h – Linha (Av. São Pedro, 540 – Bairro São Geraldo) e das 22h às 00h – Agulha (R. Conselheiro Camargo, 300 – Bairro São Geraldo)

Dia 16 de agosto, das 14h às 18h – Linha (Av. São Pedro, 540 – Bairro São Geraldo)

O objetivo do Workshop de Fotografia Musical | Projeto Concha é capacitar a aluna que já tem como pré-requisito noções básicas de fotografia, para atuação na área da fotografia musical, através de conhecimentos técnicos, teóricos e práticos. Conta ainda com uma atividade prática integrada com o show do Projeto Concha de Agosto, realizando a cobertura do evento.

Vitória Proença é fotógrafa, designer, e sempre foi obcecada em tentar transformar todo estímulo em imagem. Com a música não foi diferente. Atualmente, é coordenadora do núcleo de fotografia do festival Morrostock, participa do projeto Pedra Redonda Estúdio e seu braço audiovisual Na Pedra Redonda, e é idealizadora do projeto Fosso Coletivo.

 

Lutheria, com Bruna Zanottohttp://bit.ly/310uaad

Dia 31 de agosto, das 8h30 às 11h30 e das 13h às 18h – Linha (Av. São Pedro, 540 – Bairro São Geraldo)

Nessa oficina iremos aprender a fazer pestanas (nut) e rastilhos, regulagem e retífica. Os instrumentos selecionados são instrumentos de corda, como violão, guitarras (com variadas pontes), baixo e cavaco. Sendo que com mesmos princípios pode-se aplicar a ukuleles e até mesmos violinos e contrabaixos acústicos.

Bruna Zanotto, nascida numa família de marceneiros, aprendeu os princípios da marcenaria na própria casa, trabalhou na empresa de móveis Voler, e na empresa Preza, que produz óculos de madeira reciclada. Na luthieria, dedicou-se a empresa Évorah, sendo aprendiz dos mestres luthiers Evandro Rosa, André Moraes e Moisés Rodrigues. Seu foco é que o instrumento seja parte do musico, deixando-o conforme cada um o usa, seja macio para os suaves e cheio de timbre para os que tocam pesado, cada regulagem de um instrumento se baseia no como o dono o usa.

República de La Boca Parrilla Argentina promove noite de tango na quarta, 07 de agosto

tango1_consulado argentina_divulgacao

Restaurante localizado no bairro Petrópolis oferece autêntica experiência gastronômica argentina

 

Porto Alegre, 01 de agosto de 2019 – Na próxima quarta-feira, 07 de agosto, a República de La Boca Parrilla Argentina promove uma noite de tango no restaurante. Os bailarinos Rosito e Doris, do grupo Ocho Adelante, farão duas performances, às 20h e 21h30. Esta já é a terceira edição do evento na parrilla, que oferece uma autêntica experiência argentina em Porto Alegre.

Administrada por Livia Lehugeur e Luciano Griffo, a República de La Boca é uma homenagem ao tradicionalíssimo bairro La Boca, conhecido por suas casas coloridas e a história do tango em Buenos Aires, com toda a decoração carregada de referências portenhas, incluindo as clássicas cores das casas do Caminito e a curiosa jarra de vinho em formato de pinguim, um clássico das famílias argentinas. O casal se conheceu durante a Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre e começou a namorar. O namoro resultou na chegada da pequena Alícia e hoje na República de La Boca.

As reservas para a noite de tango devem ser feitas pelo telefone (51) 993881401. A República de La Boca Parrilla Argentina fica na Avenida Bagé, 489, e funciona de terça a sexta-feira das 18h30 às 23h, sábado das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30 e domingos das 12h às 15h30. Mais informações: Instagram @republicadelabocapoa | facebook.com/republicadelabocaPOA | https://republicadelaboca.com.br/

Brava Gastrobar promove degustação harmonizada de queijos e vinhos do mundo

foto_thiele elissa (7)

 

Evento ocorre na terça, 30 de julho com ingressos pelo sympla – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

 

 

Porto Alegrem 19 de julho de 2019 – Na terça-feira, 30 de julho, às 20h, o Brava Gastrobar promove o evento “Queijos e Vinhos do Mundo”, uma parceria do empreendimento com a importadora Vinhos do Mundo.

O encontro proporcionará uma experiência de harmonização entre as tábuas de queijos e charcutaria do Brava e 13 rótulos de seis países – África do Sul, Argentina, Austrália, Chile, EUA e Uruguai.

O evento também contará com a inauguração de uma mini-exposição, com obras do artista mineiro Rui de Paula, um dos grandes nomes da pintura de seu Estado. Nascido na cidade de Jaboticatubas, ele leva às suas telas o Brasil rural, já tão esquecido, mas que desperta um saudosismo acalentador aos olhos de quem o vê. O público poderá conferir oito telas do artista.

A atividade tem duração de 2h horas e os ingressos custam R$ 130,00 à venda pela plataforma Sympla – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

 

Brava Gastrobar – Inaugurado em abril de 2018, o empreendimento apresenta uma experiência gastronômica única: aquela noite de queijos e vinhos que normalmente costuma acontecer em casa, agora tem um lugar com ambiente ideal para ocorrer. As tábuas com queijos, charcutaria, pães, castanhas e outros acompanhamentos são as protagonistas. Com oito tipos diferentes de tábuas no cardápio, o público encontra produtos premium vindos do Brasil, Itália, Alemanha, França, Dinamarca, Espanha e Holanda, harmonizadas pelo sommelier Vinícius Santiago, com mais de 50 rótulos de vinhos e espumantes e cervejas artesanais das marcas Essência e Heilige, rótulo de Santa Cruz do Sul.

Durante o dia a casa oferece cardápio de sanduíches com os frios disponíveis e também levar para casa as tábuas e os produtos à parte, além das opções de risotos no almoço. Também é possível contratar o serviço de tábuas personalizadas para eventos. A casa funciona de segunda a quarta-feira das 11h às 22h e de quinta-feira a sábado das 11h à meia-noite no Pátio 24 (R. 24 de outubro n°1454). Mais informações: (51) 3307-4331 | facebook.com/BravaGastrobar

 

Queijos e Vinhos do Mundo

30 de julho, terça-feira, 20h

Ingressos: R$ 130,00 – http://bit.ly/queijosvinhosdomundo

Rótulos selecionados:

África do Sul – Cinsault Pinotage Douglas Green

Argentina – Malbec Juan Benegas | Malbec Sottano | Bonarda Clase A Las Acequias

Austrália – Moore’s Creek Tyrrels Syrah

Chile – Carmenère Gran Terroir Los Lingues Casa Silva | Cabernet Sauvignon – Carmenère Orgânico Casa Silva | Petit Verdot Gran Reserva Kenos | Assemblage Reserva Calcu | Cabernet Franc Reserva Especial Calcu

EUA – Zinfandel Cloud  Break | Pinot Noir Gravelly Ford

Uruguai – Tannat Cepas Nobles Bodegas Carrau

 

Brava Gastrobar – R. 24 de outubro n°1454

Blog no WordPress.com.

Acima ↑