Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Itália

Garage Vinhos lança rótulos da vinícola italiana Scarpa com exclusividade no Brasil

LA-BOGLIONA-FOTO

Cinco vinhos estão disponíveis nas lojas em Porto Alegre e Curitiba

 

A Garage Vinhos traz com exclusividade para o mercado brasileiro cinco rótulos da vinícola italiana Scarpa. Fundada em 1854, por Antonio Scarpa, a Antica Casa Vinicola Scarpa tem desenvolvido uma imagem distinta de vinícola especializada em vinhedos singulares “Crus”. Adquiriu reputação mundial nos anos 1960 e 1970 graças a Mario Pesce, cujo o pai comprou a vinícola alguns anos antes. Mario foi uma dessas almas que seguia as tradições e a história de sua região, mas era ambicioso o suficiente para pensar que poderia fazer ainda melhor. Para ele, o Monferrato poderia produzir vinhos complexos, dignos de idade e elegantes. Decidido a implementar suas ideias, passou um tempo em Borgonha e Alsácia estudando técnicas francesas, e implementou-as. Como resultado de sua descomprometida “inovação dentro da tradição”, ele passou a ser amplamente respeitado entre os produtores de vinho em todo o Piemonte, inclusive por outros enólogos tão diversos quanto Bruno Giacosa e Angelo Gaja.

A vinha da propriedade está em Castel Rocchero, na província de Asti, e conta com 50 hectares contíguos, dos quais 27 hectares são plantados. O restante são florestas, incluindo florestas de trufas, que Scarpa deixa deliberadamente não plantados para manter a biodiversidade e garantir vinhas saudáveis. A produção anual total é de 100.000 garrafas. Cerca de 40% da produção é Barbera e 80% provêm de vinhas antigas. Todos os vinhos, com exceção dos Barolo, Barbaresco e Nebbiolo D’Alba vêm da vinha da propriedade.

Desde o início do meio do século passado, Scarpa vem comprando uvas de produtores em Barolo e Barbaresco e trazendo-os para sua própria cantina para vinificação e envelhecimento. Scarpa foi um dos primeiros a rotular Barolo, em 1949, e foi um dos fundadores do Consorzio Barolo e Barbaresco. Devido à importância histórica de Scarpa nos vinhos dessas áreas, as regras de DOCG conferem permissão especial para continuar a comprar uvas e fazer Barolo e Barbaresco em sua cantina.

No mercado internacional, a vinícola é conhecida como uma boa fornecedora de “vinhos de leilão”, onde rótulos vintage são adquiridos como investimento. O consumidor brasileiro poderá degustar cinco dos quinze rótulos produzidos: Briccorosa Rouchet, La Selva Di Moirano, La Bogliona, Casa Scarpa e Rosso Scarpa, com valores entre R$ 98,80 e R$ 428,40.

Além das novidades italianas, a Garage promove em suas três lojas em Porto Alegre e Curitiba a Quinta do Produtor, uma ação com suas vinícolas parceiras. A cada quinta-feira, um dos produtores oferece 10% de desconto em seus produtos disponíveis nas lojas. Segundo a gerente de vendas e sommelière, Mariane Pradella, este é um desconto adicional aos benefícios já oferecidos pelo empreendimento. “É o produtor parceiro da Garage apostando no mercado brasileiro, oferecendo mais atrativos para o consumidor descobrir novos sabores e experiências”, afirma.

Sobre a Garage Vinhos

Fundada em 2012, a Garage Vinhos chega ao mercado do Rio Grande do Sul para oferecer o que o mundo tem de melhor em vinhos selecionados, exclusivos e que não são vendidos em locais de consumo massivo.

Todas as vinícolas são familiares, dotadas da máxima tecnologia e estão alinhadas com a filosofia da empresa que busca em um mercado onde cada vez mais impera a padronização dos vinhos – produtos de alta qualidade que expressem a identidade e a história da terra de onde provém.

A Garage trabalha somente com vinhos singulares e de alma única, que valorizam as características e particularidades do solo, do clima e da cultura de cada região.

Por isso tudo, comprar vinhos na Garage é diferente. Cada garrafa representa o melhor de seu tipo em termos de qualidade e preço. E os ambientes especialmente desenvolvidos proporcionam sensações singulares.

Venha viver a experiência Garage!

garagevinhos.com.br

Galeria Mascate inaugura nova exposição no dia 08 de maio

carine_wallauer

Individual de Carine Wallauer e coletiva de artistas do acervo da galeria são as atrações

Inaugura no dia 08 de maio, às 19h, a nova exposição da Galeria Mascate, com mostra individual de Carine Wallauer, Visões Elevadas de Eros, e coletiva de acervo de artistas da galeria, intitulada O melhor de cada um, com 22 participantes do Brasil, Argentina, Inglaterra, Itália, Espanha e Suíça.

“Eros” é uma das quatro palavras gregas para traduzir o amor: amor físico. Na exposição de Carine Wallauer, jornalista e fotógrafa, a artista apresenta uma forma diferente de mostrar esse sentimento, convidando o visitante a entrar em universos sensíveis que refletem os mais profundos sonhos.

A exposição é composta por 36 fotografias analógicas nos mais diferentes formatos: coloridas, p&B, polaroides e imagens pintadas à mão. Seu trabalho retrata sua relação com as pessoas e lugares que ama, convidando o espectador a entrar em seu universo que reformula a realidade e o tempo misturando antigos sonhos com fragmentos de memória individual e coletiva. Suas fotos já foram publicadas em diversos sites e revistas ao redor do mundo, como Impossible ProjectBoys on Film, Trend Hunter, ArtInfo, entre outros. Em 2013 lança seu primeiro fotolivro, Visões elevadas de Eros, e realiza essa sua primeira exposição individual, de mesmo nome.

No térreo, a galeria reúne obras de nomes conhecidos dos frequentadores do espaço na Rua Laurindo, além de novos personagens locais e estrangeiros, como Aida Gobbi, com pinturas miniaturas de paisagens, às vezes impressas dentro de caixas de cigarro: “são obras que tem a cara da Galeria Mascate”, revela Régis Duarte. 

O suporte inusitado e a temática do landscape clichê de Aida dividem com a fotografia contemporânea refinada do inglês Javier Marquerie Thomas. Da Argentina a galeria traz os retratos de Cecília Reynoso. “A mistura de técnicas, conceitos e a completa falta de critérios no que diz respeito à temática em uma mesma mostra muito nos agrada, afirma Tiago Coelho.

Misturar nomes expressivos da arte local, como Magna Sperb, Tridente e Clarissa Motta Nunes, entre os novos, e trazer novidades da veterana Dulce Helena com gravuras fantásticas de insetos, sugere a variedade do acervo da jovem galeria. Os visitantes poderão conferir os melhores cliques do fotógrafo de moda Sérgio Gonçalves, falecido na década de 1990.

A mostra também apresenta obras de Denny Chang, Marco Nedeff, Alfio Tommasini, Alessia Rollo, Arguiñe Escandon, Gui Mohallem, Gustavo Dihel, Tiago Coelho, Régis Duarte, Fernando Schimitt, Gilberto Perin, Angela Farias, Jacqueline Joner e Rochele Zandavalli.

A exposição segue em cartaz até 22 de junho com entrada franca. A Galeria Mascate funciona de terça a sábado, das 14h às 18h, na Rua Laurindo, 332.

Visões Elevadas de Eros

Carine Wallauer

O melhor de cada um

Aida Gobbi

Alessia Rollo (Itália)

Alfio Tommasini (Suíça)

Angela Farias

Arguiñe Escandon (Espanha)

Cecília Reynoso (Argentina)

Clarissa Motta Nunes

Denny Chang

Dulce Helena

Fernando Shimitt

Gilberto Perin

Gui Mohallem

Gustavo Dihel

Jacqueline Joner

Javier Marquerie Thomas (Inglaterra)

Magna Sperb

Marco Nedeff

Régis Duarte

Rochele Zandavalli

Sérgio Gonçalves

Tiago Coelho

Tridente

Dia 08 de maio, 19h, inauguração

Galeria Mascate

Rua Laurindo, 332

De terça a sábado, das 14h às 18h

Entrada Franca

Blog no WordPress.com.

Acima ↑