Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Categoria

Fotografia

correiodopovo_26.03.19

Inscrições abertas para o 3º Prêmio AF de Arte Contemporânea

Post FB IG

Premiação apresentada pelo Ministério da Cidadania e Aliança Francesa Porto Alegre oferece dois meses de residência artística no Centre Intermondes, na França

Porto Alegre, 20 de março de 2019 – Estão abertas as inscrições para o Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2019. Em sua terceira edição, a premiação busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira. As inscrições estão abertas de 19 de março a 31 de maio de 2019.

Para se inscrever, é preciso morar no Rio Grande do Sul. Cada participante pode concorrer com até três obras. Podem participar da seleção as seguintes artes visuais contemporâneas: pintura, gravura, desenho, serigrafia, fotografia, escultura, grafite, vídeo arte, arte performática, vídeo, transmídia e instalação. Os interessados devem fazer sua inscrição no site da Aliança Francesa de Porto Alegre (www.afpoa.com.br), onde podem encontrar o regulamento completo e a ficha de inscrição.

O melhor trabalho será premiado com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8.000,00 como incentivo à produção do artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3.000,00, além de uma  bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto e setembro de 2019.

O segundo e o terceiro lugar também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre. Em 2018, os vencedores foram David Ceccon (1º lugar), Marcelo Armani (2º lugar) e Manoela Cavalinho (3ª colocação).

Ao todo, dez trabalhos serão selecionados. A lista de artistas participantes e os três primeiros lugares será divulgada em 19 de junho. As obras serão expostas em uma Mostra Coletiva, programada para 23 de julho no Porão do Paço Municipal da Prefeitura de Porto Alegre.  A exposição seguirá em cartaz com entrada franca até 04 de outubro.

Essa é a terceira edição do prêmio no Rio Grande do Sul, que é realizado pela Aliança Francesa de Porto Alegre e pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet), com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Aliança Francesa Porto Alegre promove programação gratuita em comemoração ao Dia Internacional da Francofonia

Nina Rouge - creditos Fabio Alt 2018

Diversas atividades ocorrem na sede Moinhos de Vento, a partir de sexta, 15 de março

 

Porto Alegre, 12 de março de 2019 – Para celebrar a volta às aulas e o Dia Internacional da Francofonia, comemorado mundialmente no dia 20 de março, a Aliança Francesa  Porto Alegre promove, a partir desta sexta-feira, 15 de março, diversas atividades gratuitas na sede Moinhos de Vento.

Em cartaz de 15 de março a 24 de maio, a exposição O mundo é minha pátria: a migração haitiana e senegalesa no Brasil propõe um olhar diferente sobre a realidade do RS que, nos últimos anos, recebeu haitianos e senegaleses que tentam se integrar à realidade brasileira. Os fotógrafos Diego Vara, Mateus Bruxel e Tadeu Vilani acompanharam durante dois anos o dia a dia e os desafios desses migrantes que vieram ao Brasil na busca por um futuro.

O resultado desse trabalho fotográfico dá espaço para a discussão das políticas migratórias em terras brasileiras. A língua francesa ressoa hoje com novos sotaques no sul do Brasil. O objetivo desta exposição é mostrar a diversidade dos mundos francófonos, mas, também, mostrar os obstáculos enfrentados diariamente por homens e mulheres que buscam uma vida melhor.

Também no dia 15, às 19h, com realização da AFPOA e Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, e patrocínio da Timac Agro, a sede Moinhos de Vento abre as portas para receber a jornalista, produtora cultural e DJ Nanni Rios com um set muito especial de boas-vindas. Nanni convida o público a uma viagem pela música brasileira de todas as épocas: da Tropicália à novíssima MPB, passando por Bossa Nova, carimbó e manguebeat, tudo temperado com o que há de mais dançante na música francesa contemporânea.

No sábado, 16 de março, às 17h, a  AFPOA  recebe o público para uma tarde de Chanson Francesa, com atrações muito especiais: Nina Rouge, Daniel Debiagi e Philipe Philippsen, vencedores das edições 2018, 2015 e 2013 do Festival da Canção Francesa se apresentam acompanhados dos músicos Jackson Spindler (teclado), Bruno Vargas (baixo) e Otávio Moura (bateria).

Nina foi a grande vencedora da edição 2018 do Festival, onde levou o título nacional em novembro do ano passado. Daniel é cantor e compositor, foi vice-campeão na final nacional do 8º Festival, e recentemente lançou seu primeiro álbum, “Sem Chover em Teus Olhos”. Philipe Philippsen é ator, músico e artista de rua. Em 2013 venceu a etapa RS e em 2018 levou o segundo lugar.

Todas as atividades têm entrada franca. A Aliança Francesa Porto Alegre Sede Moinhos de Vento fica na rua Dr. Timóteo, 752. Mais informações (51) 3222-6070 | recepcao@afpoa.com.br |  (51) 98427-9742

 

 

Dia Internacional da Francofonia

A Francofonia é uma das grandes áreas linguísticas mundiais. Não se limita a um idioma em comum, dado que é também fundamentada na partilha dos valores humanistas que foram veiculados pela língua francesa. São os dois pilares sobre os quais está alicerçada a Organização Internacional da Francofonia.

Criada em 1970, a Organização Internacional da Francofonia (OIF) tem por missão dar corpo a uma solidariedade ativa entre os 80 Estados e governos que a compõem (57 membros e 23 observadores) – ou seja, mais de um terço dos Estados membros das Nações Unidas -, totalizando uma população de mais de 890 milhões de pessoas, 274 milhões das quais são francófonas.

 

Língua francesa

  • Há 300 milhões de francófonos no mundo.

Estima-se em 300 milhões o número de francófonos no mundo, 72 milhões dos quais são locutores francófonos parciais.

  • O francês é a 5ª língua mais falada do planeta e a única, com o inglês, a ser falada nos cinco continentes.
  • É a 2ª língua de negócios no espaço europeu e a 3ª no mundo.
  • O francês é a 4ª língua na Internet.

 

A Francofonia

  • OIF: 88 Estados e governos – A Organização Internacional da Francofonia (OIF) agrupa 88 Estados e governos (dos quais, 27 observadores), repartidos pelos cinco continentes.
  • Francofonia: um bilhão e meio de habitantes – Os 88 Estados e governos da OIF totalizavam um bilhão e meio de habitantes, ou seja, 16% da população mundial.
  • OIF : mais de um terço dos Estados membros da ONU Os 84 Estados e governos da Organização Internacional da Francofonia representam mais de um terço dos membros das Nações Unidas.
  • Em 32 Estados e governos membros ou observadores da OIF, o francês é língua oficial, sozinho ou juntamente com outras línguas.
  • Espaço francófono: 20% do comércio mundial de mercadorias
  • Há 900 000 professores de francês no mundo
  • 125 milhões de pessoas em situação de aprendizagem que envolve o francês
  • 60% dos francófonos têm menos de 30 anos
  • 55% de francófonos na África

Fonte: Site Oficial da Organização Internacional da Francofonia

 

Sobre a Aliança Francesa

A Aliança Francesa está presente no Brasil desde 1885 e é o único curso de ensino da língua francesa reconhecido pelo Ministério da Educação Nacional francês. Seu primeiro centro foi fundado no Rio de Janeiro, apenas dois anos após a criação da sede, em Paris.

Há mais de 50 anos promovendo a língua e a cultura francesas em Porto Alegre, a Aliança Francesa é uma associação sem fins lucrativos, registrada sob o nome de Centro Franco-Brasileiro, reconhecida de utilidade pública pelo decreto estadual nº 22 524 de 13/07/73 e pelo decreto municipal nº 3816 de 23/11/73.

A Aliança Francesa de Porto Alegre propõe cursos para todas as idades e níveis, inclusive nas épocas de férias, com professores especializados e total apoio pedagógico.

Para os adultos, além do curso de francês – com diferentes cargas horárias e novas turmas a cada mês – há diversos cursos específicos e ateliês culturais.

Por fim, única credenciada a realizar os exames para obtenção dos diplomas de proficiência linguística DELF e DALF, é também centro de aplicação de testes e exames internacionalmente reconhecidos.

Em parceria com os agentes culturais gaúchos, a Aliança Francesa organiza durante todo o ano espetáculos de teatro, de circo e de dança contemporânea, mostras de artes plásticas e de cinema, concertos de música erudita e shows de música popular. Também recebe palestrantes da França e de países de língua francesa.

Unidade Moinhos

Rua Dr. Timóteo, 752, Moinhos de Vento | CEP: 90570-040 | Porto Alegre – RS

(51) 3222-6070 | recepcao@afpoa.com.br |  (51) 98427-9742

Pano Pop lança coleção de peças com imagens de cinco cidades

16-02 story 01

 

Marca desenvolve coleções-cápsula com estampas de Porto Alegre desde 2014; Coleção Cidades traz imagens de Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Londres e Nova York a partir desta quinta, 14 de fevereiro

 

Após o sucesso da coleção Porto Alegre Pano Pop, a marca portoalegrense lança a coleção-cápsula “Cidades”, que estará disponível na loja a partir desta quinta, 14 de fevereiro. Com estampas de imagens clicadas pelo sócio da marca, Chico Lisboa, a linha possui apenas 30 peças entre vestidos, blusas e camisetas de Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Londres e  Nova York.

A ideia da coleção com imagens da cidade surgiu em 2014, durante a Copa do Mundo, como uma opção de presente para os visitantes. Desde então, a empresa produz coleções-cápsula de vestuário. “Esse projeto veio com o objetivo de mostrarmos um ponto de vista que muitas vezes passa batido por quem vive aqui, e deixa de ver beleza onde vive. Temos cartões postais lindos em Porto Alegre e essa é uma maneira de redescobrir a cidade”, revelam os proprietários da marca com sede no Bom Fim. Agora é a vez de lugares fora do Estado: “são locais que gostamos  muito de visitar e que renderam ótimos cliques”.

Toda a linha de produção ocorre localmente, desde o desenvolvimento das imagens e curadoria de Chico e Simone Martins, também sócia, passando por modelagem, corte e finalização das peças. “Gostamos de ressaltar que tudo é feito aqui, ou no nosso escritório ou em fornecedores próximos, da ideia ao produto final”, contam.

“Valorizamos a questão da peça única, já que temos uma produção praticamente on demand. Cada imagem vai apenas para uma peça de cada modelo, o que mantem a exclusividade e originalidade”.

A Pano Pop funciona de segunda sábado, das 10h às 19h, na Rua Fernandes Vieira, 656. Para mais informações, acesse: facebook.com/redepanopop | @panopop

 

Sobre a marca

A Pano Pop foi fundada em 2013 por Simone Martins e Chico Lisboa, desenvolvendo peças com estampas exclusivas em vestuário feminino, masculino e infantil além de peças de decoração. A loja conta com acessórios e calçados, sempre valorizando produtores locais e regionais. Sua sede na Rua Fernandes Vieira também conta com o Studio Leo Zamper Bom Fim, duas marcas unidas em um único espaço a serviço da beleza, moda e lifestyle no bairro mais descolado da cidade.

 

 

Sarau da Clara Corleone na contracapa em Zero Hora de hoje

zh_13.12.18.jpg

Pano Pop na coluna Vida Social de Eduardo Bins Ely no Jornal do Comércio de hoje

jc_04.12.18

Exposição Lento Crepúsculo inaugura no dia 04 de dezembro na Pinacoteca Ruben Berta e dia 06 no Paço Municipal com entrada franca

berna reale_cantando na chuva

Mostra reúne 22 obras de 22 artistas com curadoria de Chico Soll, Fernanda Medeiros e Gabriel Cevallos, integrando a programação do 5º Kino Beat

 

Na próxima terça-feira, 04 de dezembro, a partir das 18h30, a Pinacoteca Ruben Berta abre suas portas para a exposição Lento Crepúsculo. Na quinta, dia 06, o Paço Municipal inaugura a segunda parte da mostra, que integra a programação do 5º Kino Beat, reunindo obras de 22 artistas com curadoria de Chico Soll, Fernanda Medeiros e Gabriel Cevallos. O evento, com entrada franca, tem patrocínio master da Oi e patrocínio Stella Artois, apoio cultural do Oi Futuro com financiamento Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul.

Utilizando como ponto de partida o conceito de abundância, a exposição coletiva apresenta obras que abordam a dimensão do termo e que exploram os seus possíveis transbordamentos: de informações, de discursos, de crises, de sentimentos, e até mesmo o reflexo disso no meio-ambiente.

O “lento crepúsculo” foi como o escritor argentino Jorge Luis Borges nomeou o seu longo processo de perda da visão. Em uma série de sete conferências realizadas em 1977 no Teatro Coliseu em Buenos Aires, o autor usou a sétima conferência, La Ceguera, para falar de sua doença congênita. Borges foi perdendo a visão desde o momento em que nasceu, e ao longo de meio século de vida ficou cego de um olho e com a visão parcial do outro. Esse processo inexorável e gradual de cegueira ele nomeou de “lento crepúsculo”. “Aparentemente nessa conferência Borges se afasta do seu estilo mais marcante, o de criar mundos e ficções, e se atém de forma prática a sua condição pessoal. Apenas aparentemente, pois a potência de vida e força das palavras do autor foram suficientes para dar início ao universo desta exposição, a metáfora do lento crepúsculo foi a gênese, o gatilho criador para explorar e experienciar as nossas cegueiras”, revelam os curadores.

“Para nós, cabe investigar a metáfora por trás dessa cegueira lenta e gradual, e dos riscos de ignorar as pressões e os excessos do mundo”, afirmam. “Esta exposição foi concebida no auge de um processo eleitoral denso e traumático, em que sentimentos contraditórios contaminaram as escolhas dos trabalhos”. Integram a mostra 22 obras, entre fotografias, vídeos, livros de artista, obras gráficas e objetos, além de pinturas, que problematizam a questão da abundância no universo das artes visuais, assinadas por Aleta Valente, André Severo, Andressa Cantergiani, Berna Reale, Bill Maynard, Carlos Krauz, Carmela Gross, Coletivo Habitantes, Gisele Beiguelman, Guilherme Dable, Intransferível, Ivan Grilo, Letícia Lopes, Marion Velasco e Adauany Zimovski, Martin Heuser, Leopoldo Plentz, Nicolas Maigret, Regina Silveira, Romy Pocztaruk, Talita Menezes e Tyrell Spencer. A exposição conta com quatro obras do acervo das pinacotecas Ruben Berta e Aldo Locatelli e duas do acervo da Fundação Vera Chaves Barcelos.

“Nos acostumamos com os pontos cegos da nossa existência, mesmo que o principal museu do país queime nas chamas do descaso, ainda sim as labaredas desse horror não serão suficientes para iluminar os nossos caminhos. O comportamento de manada e o tsunami de insensibilidade que transborda das redes sociais, soterra a cada post inflamado com discurso de ódio a utopia do ciberespaço como o local da “civilização da mente”.

Integram a seleção dos curadores as obras “Cantando na chuva”, de Berna Reale, “Odiolândia”, de Giselle Beiguelman –  criada em 2017 e onde reúne comentários publicados nas redes sociais sobre as ações da Prefeitura e do Governo do Estado de São Paulo na Cracolândia entre maio e junho daquele ano, e “The Pirate Cinema”, registro de performance de Nicolas Maigret, que torna a atividade e geografia escondida das transferências Peer-to-Peer visíveis. O projeto é apresentado como vídeo registro  de uma sala de monitoramento, onde são exibidas transferências Peer-to-Peer em tempo real em redes utilizando o protocolo BitTorrent.

O filme “Cidades Fantasmas”, de Tyrell Spencer, vencedor do Festival É Tudo Verdade em 2017, e a performance “Neblina”, de Marion Velasco e Adauany Zimoviski, são alguns dos destaques, assim como a obra inédita “Luzia”, de Letícia Lopes, criada especialmente para a exposição. A obra é composta de uma pintura e um poema do escritor português Herberto Helder (1930 – 2015). A pintura estrutura-se a partir do entendimento de sua própria forma como uma espécie de lápide, onde estão representados um epitáfio e uma imagem do Museu Nacional do Rio de Janeiro em chamas. O poema (apropriado) explícita e enfatiza a intenção da pintura de apontar para os vários e reveladores cruzamentos entre as linguagens verbal (poética/simbólica) e imagética (pictórica/cromática), desdobramentos do processo criativo acionados pela reflexão acerca dos conceitos de luz, fogo, destruição, criação, e,principalmente, da beleza inata às grandes transformações.

A exposição “Lento Crepúsculo” segue em cartaz até 11 de janeiro, nos horários e dias de funcionamento dos dois espaços. Mais informações: facebook.com/kinobeat |kinobeat.com | Instagram @kinobeatfestival

Pano Pop lança coleção de peças com imagens de Porto Alegre na terça, 04 de dezembro

colecaopoapanopop_credito_chicolisboa-(21)

Marca desenvolve coleções-cápsula com estampas da cidade desde 2014

Porto Alegre, 27 de novembro de 2018 – Na próxima terça-feira, 04 de dezembro, das 17h às 20h, a Pano Pop lança mais uma coleção com peças com imagens de Porto Alegre, clicadas pelo sócio da marca, Chico Lisboa. São 60 peças entre vestidos e blusas, camisetas masculinas, além de peças de decoração, entre quadros, placas, caixas e calendário.

A ideia da coleção com imagens da cidade surgiu em 2014, durante a Copa do Mundo, como uma opção de presente para os visitantes. Desde então, a empresa produz coleções-cápsula de vestuário. A novidade neste lançamento são os objetos de decoração com impressões das fotos, que estarão expostas para visitação e venda. São telas de locais como Bom Fim, Centro Histórico, Orla do Guaíba e os parques.

“Esse projeto veio com o objetivo de mostrarmos um ponto de vista que muitas vezes passa batido por quem vive aqui, e deixa de ver beleza onde vive. Temos cartões postais lindos em Porto Alegre e essa é uma maneira de redescobrir a cidade”, revelam os proprietários da marca com sede no Bom Fim.

Toda a linha de produção ocorre localmente, desde o desenvolvimento das imagens e curadoria de Chico e Simone Martins, também sócia, passando por modelagem, corte e finalização das peças. “Gostamos de ressaltar que tudo é feito aqui, ou no nosso escritório ou em fornecedores próximos, da ideia ao produto final”, contam.

“Valorizamos a questão da peça única, já que temos uma produção praticamente on demand. Cada imagem vai apenas para uma peça de cada modelo, o que mantem a exclusividade e originalidade”.

A Pano Pop funciona de segunda sábado, das 10h às 19h, na Rua Fernandes Vieira, 656. Para mais informações, acesse: facebook.com/redepanopop | @panopop

Sobre a marca

A Pano Pop foi fundada em 2013 por Simone Martins e Chico Lisboa, desenvolvendo peças com estampas exclusivas em vestuário feminino, masculino e infantil além de peças de decoração. A loja conta com acessórios e calçados, sempre valorizando produtores locais e regionais. Sua sede na Rua Fernandes Vieira também conta com o Studio Leo Zamper Bom Fim, duas marcas unidas em um único espaço a serviço da beleza, moda e lifestyle no bairro mais descolado da cidade.

28ª Open_Feira de Design ocorre no sábado, 01 de setembro

cartaz-OPEN-#28-1_SETEMBRO

Evento ocorre com entrada franca no Pátio Ivo Rizzo

 

Porto Alegre, 27 de agosto de 2018 – No próximo sábado, 01 de setembro, ocorre a 28ª edição da Open_Feira de Design, no Pátio Ivo Rizzo, com entrada franca, reunindo mais de 40 expositores de vestuário adulto e infantil, acessórios, mobiliário, decoração e brinquedos, além de opções gastronômicas ao ar livre.

“Muito mais do que uma feira, a Open aproxima o universo do design e da indústria criativa do público portoalegrense”, revela Camila Farina, curadora do evento. Criada, desenvolvida e realizada pela Maria Cultura, tem como objetivo movimentar o mercado criativo trazendo ao público produtos autorais e de marcas locais. Inspirada nas feiras de design abertas de Palermo, em Buenos Aires, a Open já reuniu desde sua primeira edição em 2015 um público de mais de 25.000 pessoas e 350 expositores.

O projeto gráfico desta edição foi criado pelo estúdio BSA da designer Bruna Borges, inspirado na primavera e suas flores e cores, apresentando o contraste do azul com o quente do rosa para marcar a dualidade da troca de estação. O nome do estúdio foi inspirado nas siglas dos aeroportos, representando o movimento e a influências de diversas culturas que o design produzido apresenta.

Cinco marcas estreantes integram esta edição do evento: a Auster Sports Wear, marca de roupas e acessórios esportivos, Hummell Óculos Artesanais, com armações em madeira, Transmute – Harmonização Quântica, que produz orgonites com uma combinação de metais de alta condutividade e cristais que unem a ciência e a espiritualidade na busca pela cura energética, Sabonetes 100% Artesanal e Urban Street Wear, marca de calçados e acessórios com sede em Novo Hamburgo.

O evento tem entrada franca e ocorre das 11h às 19h, é pet friendly e tem atividades para toda a família. Em caso de chuva, a Open será transferida.  Fique por dentro da programação: openfeiradesign.com

 

Open_Feira de Design #28

DATA: sábado, 01 de setembro de 2018

HORÁRIO: das 11h às 19h

LOCAL: Pátio Ivo Rizzo (Rua Félix da Cunha, 1213)

 

Marcas confirmadas:

 

2B Comfy Wear

Andarilha

Auster Sports

Bendito Pjama

Bichométrico

Boys Only Kids

Cave

Chamaquitas

Claudia Casaccia

Encactadas

Os Estampados

Estúdio Terra Mater

Fabiane Montemezzo

Feels Bella

Fernanda Sica Comfort Clothing

Fran Fabrique

Giovana Pegorer

Gravurando

HiLo

Hummell Óculos Artesanais

Le Pluie

Libe Store

Lucas Moraes

Melhor Juntos Store

Nó em Pano

O Jardinzinho

ODDO

Pitangália

Pocket Chef

PretaCor

Rafael Bernardes

Sabonetes 100% Artesanal

Spazio Cake

Stock 51

Tanara Mallmann

Transmute – Hamonização Quântica

Urban Street Wear

Vento Livre

Vira Lua

Wara Mujica

Weave

Zeen Studio
Fique por dentro da programação:
www.openfeiradesign.com

Fanpage: facebook.com/openfeiradesign /
Instagram: open_feiradedesign

Um evento:
Maria Cultura

Apoio:
Grafiset
Poke House
Apdesign – Associação dos Profissionais em Design do RS
POA na Rua
Rádio Unisinos FM
A Rádio oficial da OPEN

Convidado de Design (desenvolvimento do cartaz):
Bruna Borges – BSA Design

Assessoria de Imprensa
Bruna Paulin – assessoria de flor em flor

 

// Manifesto pelo Design // OPEN FEIRA DE DESIGN

Queremos design. Queremos produtos que contem histórias e que assim colaborem com as nossas. Queremos estimular o consumo consciente. Queremos causar surpresa com presentes que sejam úteis. E além de tudo queremos incentivar novos criadores abrindo espaço para novos fluxos econômicos. Queremos fazer parte da mudança e conviver com pessoas que também pensem como a gente.

 

// Fale com a gente

open@mariacultura.com.br

// Sobre a Maria Cultura

A Maria Cultura é uma agência cultural que trabalha no desenvolvimento de projetos culturais. Especializada em áreas da cultura urbana como moda, design, artes visuais em geral, projetos ao ar livre, além de atender marcas como Lojas Pompéia, Unisinos, Duocasa, em função do patrocínio a projetos, faz a gestão da programação do Pátio Ivo Rizzo e tem no currículo iniciativas de sucesso como o carnaval Maria do Bairro, Pixel Show, Cut&Paste, Maratona Mude e diversas exposições como Mais Tempo Que lugar (Goethe Institute/Usina do Gasômetro), Transfer_cultura urbana_arte contemporânea(Santander Cultural), Italian Genius Now Brasil (Santander Cultural), Vinte(ver)Quintana (Shopping Praia de Belas), Imagina Erico (Shopping Praia de Belas).

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑