Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

mês

fevereiro 2019

JC_21.02

correiodopovo_20.02

zh_20.02

Longa-metragem “Despedida” tem filmagens em Pelotas e Viamão

Despedia_Lodo_Anaís_Foto de Edu Piotroski

Produção da Pátio Vazio tem roteiro e direção de Luciana Mazeto e Vinicius Lopes

 

Porto Alegre, 19 de fevereiro de 2019 – O segundo-longa metragem da Pátio Vazio, “Despedida”, iniciou as filmagens na última semana em Pelotas. A produção gravará no município até 09 de março, seguindo para o estúdio do TECNA PUCRS em Viamão, onde encerra as gravações no dia 16. O projeto é vencedor de edital de Longa-metragem de baixo orçamento Infantil promovido pela Secretaria do Audiovisual/Ministério da Cultura através do Fundo Setorial do Audiovisual.

Com roteiro e direção de Luciana Mazeto e Vinicius Lopes, “Despedida” conta a história de Ana (Anaís Grala Wegner), uma menina de 11 anos, e sua mãe (Patricia Soso), que retornam depois de muitos anos ao interior do Rio Grande do Sul para o enterro da avó Alma (Ida Celina). Intrigada com os comentários sobre a fama de bruxa da avó, Ana procura pelo fantasma de Alma na floresta, onde encontra seres estranhos e misteriosos, que lembram o carnaval brasileiro.

Escrito para o público infanto-juvenil, “Despedida” traz um universo fantástico para as telas, incluindo cenas com efeitos especiais digitais e práticos, como o encontro da menina com os seres encantados na floresta. “À noite, Ana encontra Boris, o cão falante, seres mágicos e ninfas em um lago misterioso… Mas ao amanhecer, esse universo desaparece. Antes que o carnaval acabe ela precisa desvendar os segredos desse mundo mágico. Ela tem apenas dois dias para vasculhar a casa da família, e duas noites para explorar a floresta em busca de Alma. Entre objetos misteriosos deixados pela avó, portas trancadas na casa e seres traiçoeiros que dificultam seu trajeto à noite, Ana percorre um longo caminho até entender a história de sua família.”, conta a dupla de roteiristas e diretores.

A Produção Executiva do Projeto é de Jaqueline Beltrame e Eduardo Piotroski, Direção de Fotografia de Lívia Pasqual, Direção de Arte de Gabriela Burck e Direção de Produção de Leandro Engelke. Além de Anaís e Ida, integram o elenco principal Sandra Dani e Marielly da Cruz. O filme também contou com o apoio do Edital PRODAV 04, para desenvolvimento de projetos de longa-metragem, do Fundo Setorial do Audiovisual. Em 2017, ainda em desenvolvimento, “Despedida” recebeu o prêmio de Menção Honrosa no CineMundi – International Coproduction Marketing em Belo Horizonte.

As filmagens de Despedida contam com apoio da Locall, TECNA – Tecnopuc Viamão e Hotel Manta. Mais informações, acesse: facebook.com/despedidafilme e no Instagram @despedidafilme

 

Sinopse: Ana, uma menina de 11 anos, explora um mundo de fantasias ao entrar em uma floresta encantada, nos fundos da casa da recém falecida avó, na tentativa de se despedir dela.

Financiamento: Edital Longa B.O. Infantil SAV/MINC/FSA

 

FICHA TÉCNICA:

DIREÇÃO E ROTEIRO: Luciana Mazeto e Vinicius Lopes

PRODUÇÃO: Pátio Vazio e Jaqueline Beltrame

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Jaqueline Beltrame e Eduardo D. Piotroski

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: Lívia Pasqual

DIREÇÃO DE ARTE: Gabriela Burck

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Leandro Engelke

DESENHO DE SOM/SOM DIRETO: Kevin Agnes

TRILHA SONORA ORIGINAL: Caio Amon

PRODUÇÃO DE ELENCO: Laura Leão

PREPARAÇÃO DE ELENCO: João Pedro Madureira

 

ELENCO PRINCIPAL:

Anaís Grala Wegner – Ana

Patricia Soso – Inês

Sandra Dani – Agnes

Ida Celina – Alma

Marielly da Cruz – Madalena

 

1ª ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Daniela Strack

2º ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Erê Carvalho Zimmer

 

CENOGRAFIA: Eder Ramos

FIGURINOS: Gabriela Güez

MAQUIAGEM: Kaká Lima

CONTRA REGRA: Tiago dos Santos Alves

PRODUÇÃO DE ARTE: Éder Ramos e Gabriela Burck

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE OBJETOS: Ana Ogliari

ASSISTENTE DE CENOGRAFIA:  BRVX4 / Jéssica Porciuncula

ASSISTENTE DE FIGURINO: Marina Becker

 

1º ASSISTENTE DE PRODUÇÃO: Gabriela Montezi

2º ASSISTENTE DE PRODUÇÃO: João Fernando Chagas

CONTROLLER: Arthur Ferraz

 

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE ELENCO: Amanda Gatti

 

MONTAGEM: Luciana Mazeto

SUPERVISÃO DE PÓS-PRODUÇÃO: Rafael Duarte

EFEITOS DIGITAIS: Machina Filmes

 

1º ASSISTENTE DE CÂMERA: Juliano Possebon Ferreira

2ª ASSISTENTE DE CÂMERA: Eloisa Soares

LOGGER: Brenda Behncke

CHEFE DE ELÉTRICA/ MAQUINÁRIA: Daniel D.

ELETRICISTA /MAQUINISTA: Dudu Careca

GERADORISTA – Leandro Mercanti Grazziani

 

SOM DIRETO SUBSTITUTO: Lauro Maia

OPERADOR DE BOOM: Gabriel Portela

 

ASSESSORIA JURÍDICA – Patricia Goulart

ASSESSORIA DE IMPRENSA – Bruna Paulin

CONTABILIDADE – Leonardo Melleu

 

ELENCO COADJUVANTE

Frederico Brutschin Machado –  Lucas

Kauã Brutschin Machado – Pedro

Mariah Padoin – Inês Jovem

Leo Maciel – Médico

Clemente Viscaino – Sem rosto

Silvia Duarte – Jussara

André Barros – Esquecido

 

UM Bar&Cozinha promove programação musical às quartas e sábados

nani Medeiros

Atrações de fevereiro contam com nomes como Rê Adegas e Nani Medeiros

 

As já tradicionais noites com música ao vivo no UM Bar&Cozinha trazem programação às quartas e sábados no restaurante comandado pelo chef Carlos Kristensen e a restauranteur Luciane Pacheco. A casa recebe semanalmente atrações da cena local, como Villeroy, Adriana Deffenti, Anaadi, entre outros.

Neste sábado, 16 de fevereiro, Rê Adegas é a atração do UM Piano Bar&Cozinha, que inicia sempre às 20h. A cantora vem acompanhada de Lucas Esvael no baixo, Marquinhos Fê na bateria e Michel Dorfman nos teclados.

Durante a semana, o público pode conferir as atrações do projeto Quarta com Bossa, que trará no dia 20 de fevereiro Phil Fest. O músico norte-americano filho de brasileiros vem acompanhado de Edu Saffi no contrabaixo acústico, Luiz Mauro Filho nos teclados e Marquinhos Fê na bateria, a partir das 19h30.

Aline Stoffel é a atração do dia 23, a partir das 20h, acompanhada de Edu Saffi no contrabaixo acústico, Marquinhos Fê na bateria e Michel Dorfman.

Encerrando a programação de fevereiro, Nani Medeiros se apresenta ao lado de Edu Saffi no contrabaixo acústico, Luiz Mauro Filho nos teclados e Marquinhos Fê na bateria a partir das 19h30.

O Couvert Artístico é de R$ 25,00 e as reservas devem ser feitas pelo número (51) 3239.6751. O UM Bar&Cozinha fica na Av. Mariland, 1388.

UM Piano Bar&Cozinha

16 de fevereiro, 20h – Rê Adegas

 

23 de fevereiro, 20h – Aline Stoffel

 

Quarta com Bossa

20 de fevereiro, 19h30 – Phil Fest

27 de fevereiro, 19h30 – Nani Medeiros

 

Couvert Artístico R$ 25,00

Reservas (51) 3239.6751 | Av. Mariland, 1388

Facebook.com/umbarecozinha | Instagram @umbarecozinha

 

Projeto Concha divulga edital de seleção para Artistas Residentes durante 2019

cartazconcha

As inscrições gratuitas para Residência na Concha estão abertas de 14 de fevereiro a 14 de março

Porto Alegre ,13 de fevereiro de 2019 – Vencedor do edital 2018 do projeto Natura Musical e com Financiamento da Lei de Incentivo à Cultura – Secretaria de Estado da Cultura – Pró-Cultura RS – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul, o Projeto Concha chega a sua segunda edição em 2019 com uma programação estendida, que terá, além das apresentações musicais, um projeto de Residência Artística, que ocorrerá quinzenalmente em Porto Alegre de  abril a dezembro deste ano.

Residência na Concha é um projeto que visa estimular a produção e pesquisa de mulheres do Rio Grande do Sul que trabalham com música, e que selecionará 15 artistas que terão orientação da artista sonora Isabel Nogueira e participarão de Masterclasses com artistas como Juçara Marçal, Alessandra Leão, Angélica Freitas e Bárbara Santos, além de outros nomes que serão confirmados em breve

O edital tem como objetivo selecionar artistas interessadas na construção artística e intercâmbio, no debate sobre a criação individual e coletiva, no espaço para o amadurecimento criativo e principalmente no conhecimento de novas linguagens sonoras. Após o período de residência, as participantes realizarão uma mostra de encerramento com apresentação de seus trabalhos desenvolvidos durante o período.

Programação 2019 será dividida em três eixos – difusão, formação e produção

Projeto Concha é uma iniciativa independente, criada em 2018 pela produtora cultural Alice Castiel. Ao analisar o mercado musical, tanto localmente como em eventos nacionais dos quais participou, ela notou a quantidade e a diversidade de mulheres produzindo, compondo, tocando instrumentos e cantando, mas que muitas vezes, apesar do talento, não tinham acesso a selos, gravadoras ou à programação de festivais. “Em Porto Alegre ou em qualquer cidade do Brasil, a oferta dos principais palcos é majoritariamente protagonizada por homens”, afirma. Como contraponto, Alice propôs uma programação que apresentasse exclusivamente o trabalho de mulheres, a fim de chamar atenção para o que é produzido e muitas vezes ignorado ou preterido pelo circuito oficial da música.

Nas 11 edições do projeto, realizadas no bar Agulha, em Porto Alegre, o público lotou a casa para conhecer o trabalho de mais de 20 mulheres, em apresentações de artistas locais e também de criadoras com projeção na cena nacional, criando um espaço de visibilidade e troca de referências musicais, amparado por uma rede de apoio entre mulheres e conteúdo profissionalizante. Já participaram artistas como Letrux, Juçara Marçal, Luedji Luna, Labaq, Xênia França, Maria Beraldo, Larissa Luz, Juliana Perdigão, intervenções poéticas de Angélica Freitas, Mel Duarte, Luna Vitrolira, Crystal Rocha e as atrações locais Saskia, Raquel Leão, Veña, Pâmela Amaro, Thays Prado, As Aventuras e até uma banda se formou especialmente para uma edição do Concha, batizada de Enxame.

Para 2019, a programação será dividida em três eixos: difusão, formação e estímulo à produção. No eixo difusão, serão realizados shows com artistas nacionais e locais, que acontecerão em oito edições mensais. Como estratégia de ampliação do acesso, parte dos ingressos serão comercializados a preços populares e outra parte será distribuída gratuitamente para mulheres envolvidas com projetos sociais.  A partir dos shows, será gravada uma coletânea de oito músicas, uma de cada artista, que será disponibilizada gratuitamente nas principais redes de compartilhamento musical. Já está confirmada a atração para o lançamento do Projeto Concha 2019 – a cantora e compositora Anelis Assumpçäo, que mistura em seu trabalho vocais sensuais a arranjos irreverentes, pitadas de dub, afrobeat e grooves brasileiros e apresentará seu mais recente álbum, Taurina, lançado em 2018. Filha do falecido cantor e compositor Itamar Assumpçäo, Anelis representa o espírito livre de amarras da vanguarda da música de São Paulo, bem como o toque de originalidade que ela herdou de seu pai. Suas raízes paulistas correm profundas dentro do seu estilo, levando a música pra frente, capturando algo novo, mesmo que ainda mantendo o sabor do vintage/analógico vivo.

Atrações nacionais e locais integram a programação dos shows, que serão divulgadas ao longo dos meses.

“O Projeto Concha preza pela diversidade musical e regional, dando visibilidade a artistas e trabalhos que dificilmente chegariam ao estado, e também dando luz as artistas do RS que estão fortalecendo seus trabalhos”, declara Alice.

No eixo formação, o Projeto Concha oferecerá seis oficinas gratuitas que buscam a formação do mercado técnico e artístico musical, voltadas para mulheres, exclusivamente, com conteúdos e datas a serem divulgados em breve. “A ideia é instrumentalizar para todos os departamentos de produção novas profissionais – precisamos de mulheres trabalhando na sonorização, iluminação, produção de palco, etc”, conta Alice.

Além de pensado através de atrações femininas, o Concha também coloca as mulheres em protagonismo em sua ficha técnica: o projeto é totalmente produzido por mulheres e conta com apenas um nome masculino em sua ficha técnica – em torno de 16 pessoas estarão envolvidas durante a edição de 2019 do projeto.

O eixo produção será o momento da residência artística gratuita, que fornecerá subsídios técnicos e criativos para a fomentar a produção autoral, além de orientação e acompanhamento. As inscrições devem ser enviadas até às 23h59 do dia 14 de março pelo link https://goo.gl/A5YnwU. É necessário ser maior de 18 anos, residente do estado do Rio Grande do Sul, ser mulher, cis, ou trans, possuir trabalhos individuais e autorais já existentes e trajetória artística comprovada e disponibilidade para participar de no mínimo 80% dos encontros e da mostra de encerramento do projeto. Para mais informações, acesse:facebook.com/projetoconchapoa

Residência Artística – Residência na Concha – inscrições de 14 de fevereiro a 14 de  março

Número de vagas: 15 vagas

Abril a dezembro de 2019

Inscrições – https://goo.gl/A5YnwU

  1. de horas aula por encontro quinzenal:8h

Número total de horas/aula:  128h

 Inscrições: via formulário online, com envio de projeto artístico. A curadoria selecionará as residentes com base nos seguintes critérios: produção autoral, relevância artística, originalidade, localidade (ser do estado do RS)

A Residência artística acontecerá durante um período de oito meses e os encontros serão quinzenais. A seleção das 15 artistas participantes se dará através de carta motivacional e projeto musical enviado para uma banca curatorial.

Durante a residência as artistas trabalharão individualmente seus projetos e de forma coletiva colaborando com os projetos das colegas, acompanhadas pela orientadora Isabel Nogueira. Também haverá masterclasses com profissionais da área da poesia, do teatro, da canção popular, entre outras.  (O final da residência se dará com um show de apresentação dos projetos trabalhados, em evento gratuito e aberto ao público.

Orientação: Isabel Nogueira

 Isabel Nogueira é Compositora-performer e musicóloga, doutora em musicologia (UAM/ Espanha) e graduada em piano (UFPel). Professora Titular do Departamento de Música (IA/UFRGS), atuando na graduação e pós-graduação. Coordena o Grupo de Pesquisa em Estudos de Gênero, Corpo e Música (UFRGS), tem trabalhos publicados sobre os temas de música e gênero, performance e criação sonora. Escreve regularmente para a Revista Linda de Cultura Eletroacústica, produziu textos para o Festival de Jazz do SESC/SP em 2018 e coordenou o Simpósio sobre Gênero, Corpo e Som no Congresso da ANPPOM, também em 2018. Participa dos coletivos Medula Experimentos Sonoros (RS), Strana Lektiri (com Leandra Lambert/RJ) e tem um trabalho em duo com a artista sonora Linda O Keeffe (UK).

Masterclass Inaugural (Juçara Marçal)

Esta masterclass será para apresentação dos projetos das residentes e uma conversa mais profunda sobre os caminhos de cada um. A presença da cantora e compositora Juçara Marçal, que em sua obra mistura ancestralidade e contemporaneidade, trabalhando ritmos originários brasileiros com a modernidade da música eletrônica, irá ser de extrema importância para que as artistas reconheçam o caminho que querem seguir durante o ano de residência.

Juçara Marçal é cantora do grupo Metá Metá. Também já integrou os grupos Vésper Vocal e A Barca. Lançou em 2014 o disco solo ENCARNADO, com músicas de Kiko Dinucci, Rodrigo Campos, Tom Zé, entre outros compositores. O disco ganhou o Prêmio APCA – Melhor Álbum de 2014, Prêmio Governador do Estado – Melhor Álbum – Voto do Júri, e Prêmio Multishow de Música Compartilhada, entre outros. Em 2015, lançou ANGANGA, em parceria com Cadu Tenório, músico e experimentador carioca. Em 2017, com Rodrigo Campos e Gui Amabis, lançou o disco Sambas do Absurdo, inspirado no livro de Albert Camus.

Masterclass de escrita/composição (Angélica Freitas)

Nesta Masterclass as residentes irão se encontrar com a poeta pelotense Angélica Freitas que irá trabalhar a escrita e as composições, falando de métrica, rimas e como trabalhar subjetividades nas escolhas de temas. Nesta masterclass as artistas irão exercitar a escrita de uma composição própria para que depois seja musicada coletivamente.

Angélica Freitas é autora dos livros de poesia “Rilke Shake” (vencedor do Best Translated Book Award, nos Estados Unidos, em 2016) e “Um útero é do tamanho de um punho” (Prêmio APCA de poesia em 2012), bem como da graphic novel “Guadalupe”, em colaboração com o artista visual Odyr. Seus poemas apareceram em revistas como Poetry (EUA), Modern Poetry in Translation (Reino Unido), Granta (Reino Unido) e The White Review (França), e sua obra já foi publicada em Portugal, Alemanha, Espanha, Argentina e Estados Unidos. Em 2010, recebeu a Bolsa Petrobrás de criação literária com o projeto para a escrita “Um útero é do tamanho de um punho”, e, em 2011, a Jean-Jacques Rousseau Fellowship, da Academia Schloss Solitude (Stuttgart, Alemanha) para o desenvolvimento de uma performance poética (que se transformou na série “Canções de Atormentar”, realizada com a cantora e multi-instrumentista Juliana Perdigão).

Masterclass expressão corporal (Bárbara Santos)

A Masterclass de expressão corporal será um dia em que as residentes irão se movimentar para trabalhar o corpo e a presença no palco. Muitas artistas ficam limitadas apenas nas questões sonoras e esquecem que quando estão no palco devem criar ligações com o público através de seus movimentos, danças ou postura. A atriz Bárbara Santos irá aplicar exercícios de teatro e dança para que as artistas soltem os movimentos e criem uma consciência maior sobre o próprio corpo.

BÁRBARA SANTOS é atriz, performer, roteirista e realizadora em Teatro e Cinema. Artista convidada do FESTVILA 2018. Divide com Chico César o espetáculo “Camaradas – Fantasia para dueto, camerata, camarim, atentado e passeata”, onde explora ações performativas e os limites expressivos do corpo nu. Integrante do Coletivo Estopô Balaio, tem experiência como atriz de teatro trabalhado com diversos grupos e artistas como Teatro Oficina Uzyna Uzona, Denise Stoklos, Núcleo TUSP de Teatro. Participou como performer de vários saraus poéticos, entre eles o Projeto Ciranda: Jogo da Palavra Falada. Idealizadora da Coletiva Arenga Filmes, realiza seu primeiro filme como roteirista e codiretora, em parceria com Ana Carolina Marinho e Anna Zêpa.

Masterclass Canto Popular (Alessandra Leão)

Alessandra Leão, vinda direto de Pernambuco e trazendo em suas raízes a música tradicional do nordeste como o coco e a ciranda, irá apresentar para as residentes novas formas de cantar, de usar a voz, através de exercícios práticos e de explanações teóricas e históricas a respeito do canto no Brasil. Por estarmos no Rio Grande do Sul, muitas vezes afastadas da cultura popular de outras regiões, esses encontros irão transformar a música que as artistas do Sul estão fazendo, as colocando em contato com outras possibilidades sonoras.

 Alessandra Leão é Compositora, cantora e percussionista, nascida em Pernambuco. Foi uma das integrantes/fundadoras da banda Comadre Fulorzinha. Em 2006, inicia sua carreira solo com CD “Brinquedo de Tambor”, em 2009, lança o CD “Dois Cordões” e mais recentemente a trilogia de EPs “Língua”: composta pelos EPs “Pedra de Sal” (2014), “Aço” (2015) e “Língua” (2015). Entre esses discos, também lançou os CDs dos projetos: “Folia de Santo” (2008) e “Guerreiras – Trilha Sonora Original” (2010).
Nesses 20 anos de carreira, Alessandra Leão atuou ao lado de músicos como: Antônio Nóbrega, Siba, Juçara Marçal, Guilherme Kastrup, Tulipa Ruiz, Cátia de França, Jorge Du Peixe (Nação Zumbi), Anelis Assumpção e Assucena (Bahias e Cozinha Mineira), tem parcerias com Chico César, Kiko Dinucci, Juliano Holanda e Lívia Mattos.

Desde o início dos anos 2000, faz apresentações na Europa, América Latina, América do Norte. Atualmente, circula com os shows: “Língua”, com repertório baseado no seu último trabalho; “LeãoCaçapa”, duo com o músico, arranjador, compositor e produtor Caçapa; e “Punhal de Prata”, com Rafa Barreto, guitarrista e compositor, em um show que celebra os quatro primeiros discos de Alceu Valença, lançados nos anos de 1970.

Curadoria e Coordenação Projeto Concha: Alice Castiel é formada em Produção Audiovisual na PUCRS e trabalha com produção cultural desde 2010 na cidade de Porto Alegre. Depois de produzir alguns shows pontuais na cidade como Metá Metá(SP) e Graveola(MG), direcionou seu trabalho para a música e hoje em dia gerencia criativamente e operacionalmente o Projeto Concha, projeto voltado a sensibilização e a escuta de artistas mulheres. Com 9 meses de vida, o Concha já recebeu artistas como Letrux, Juçara Marçal, Luedji Luna, Xenia França e Maria Beraldo, além de trabalhar diretamente com artistas da cena local. Alice também produz e agencia bandas e projetos da cidade como a instrumental Trabalhos Espaciais Manuais e os cantautores Thays Prado e Pedro Cassel.

Projeto Concha 2019

Idealização, produção e curadoria: Alice Castiel

Produção Executiva: Liege Biasotto

Assistência de Produção: Sofia Lerrer

Arte Gráfica: Silvia Pont

Midias Sociais: Daniele Rodrigues

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin

Orientação residência: Isabel Nogueira

Oficinas: Vitória Proença, Flora Guerra, Carol Zimmer, Alice Castiel, Bruno Zanotto

Masterclasses residência: Juçara Marçal, Alessandra Leão, Angélica Freitas, Bárbara Santos

Fotografia: Elizabeth Thiel

Captação em Video: Lisi Kieling

Pano Pop lança coleção de peças com imagens de cinco cidades

16-02 story 01

 

Marca desenvolve coleções-cápsula com estampas de Porto Alegre desde 2014; Coleção Cidades traz imagens de Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Londres e Nova York a partir desta quinta, 14 de fevereiro

 

Após o sucesso da coleção Porto Alegre Pano Pop, a marca portoalegrense lança a coleção-cápsula “Cidades”, que estará disponível na loja a partir desta quinta, 14 de fevereiro. Com estampas de imagens clicadas pelo sócio da marca, Chico Lisboa, a linha possui apenas 30 peças entre vestidos, blusas e camisetas de Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Londres e  Nova York.

A ideia da coleção com imagens da cidade surgiu em 2014, durante a Copa do Mundo, como uma opção de presente para os visitantes. Desde então, a empresa produz coleções-cápsula de vestuário. “Esse projeto veio com o objetivo de mostrarmos um ponto de vista que muitas vezes passa batido por quem vive aqui, e deixa de ver beleza onde vive. Temos cartões postais lindos em Porto Alegre e essa é uma maneira de redescobrir a cidade”, revelam os proprietários da marca com sede no Bom Fim. Agora é a vez de lugares fora do Estado: “são locais que gostamos  muito de visitar e que renderam ótimos cliques”.

Toda a linha de produção ocorre localmente, desde o desenvolvimento das imagens e curadoria de Chico e Simone Martins, também sócia, passando por modelagem, corte e finalização das peças. “Gostamos de ressaltar que tudo é feito aqui, ou no nosso escritório ou em fornecedores próximos, da ideia ao produto final”, contam.

“Valorizamos a questão da peça única, já que temos uma produção praticamente on demand. Cada imagem vai apenas para uma peça de cada modelo, o que mantem a exclusividade e originalidade”.

A Pano Pop funciona de segunda sábado, das 10h às 19h, na Rua Fernandes Vieira, 656. Para mais informações, acesse: facebook.com/redepanopop | @panopop

 

Sobre a marca

A Pano Pop foi fundada em 2013 por Simone Martins e Chico Lisboa, desenvolvendo peças com estampas exclusivas em vestuário feminino, masculino e infantil além de peças de decoração. A loja conta com acessórios e calçados, sempre valorizando produtores locais e regionais. Sua sede na Rua Fernandes Vieira também conta com o Studio Leo Zamper Bom Fim, duas marcas unidas em um único espaço a serviço da beleza, moda e lifestyle no bairro mais descolado da cidade.

 

 

zh_09.02

Sede da Saldanha recebe Três Marias e 50 Tons de Pretas no sábado, 16 de fevereiro

credito Rogério Soares

Grupos são compostos por cantoras e instrumentistas mulheres

 

No sábado, 16 de fevereiro, a Sede da Saldanha recebe dois dos nomes mais representativos da música local, as bandas Três Marias e 50 Tons de Pretas.

O grupo Três Marias tem como proposta agregar mulheres musicistas e artistas de outras áreas como dança, teatro, poesia, que se dedicam à continuidade e difusão da cultura popular. Composto por Andressa Ferreira, Gutcha Ramil, Thayan Martins, Pâmela Amaro e Tamiris Duarte, traz no repertório composições autorais e passeia por tradições como capoeira angola, jongo, forró de rabeca, bumba meu boi, samba, afoxé e samba de coco. A sonoridade do grupo é composta por vozes, diversos instrumentos de percussão (alfaia, congas, ilu, matracas, ganzá, zabumba, djembe, agê, agogô e pandeiro) e cordas (rabeca, contrabaixo e cavaquinho).

A 50 Tons de Pretas é formada por cantoras e instrumentistas que dão novas cores e texturas para ritmos afro brasileiros. Duas mulheres negras apaixonadas pela música e pela cultura afro brasileira. Artistas que com graça e leveza levam representatividade num balanço que encanta a todos por onde passam. As vocalistas, Dejeane Arruée e Graziela Pires, tem em comum a alegria da música no DNA, e cantam sambas e clássicos da MPB, além de composições autorais. Com magnetismo e carisma, as Pretas garantem momentos inesquecíveis em um show que é impossível ficar parado.

Com realização da Banda Saldanha e Clã Promoções, o evento tem ingressos entre R$ 15,00 e R$ 30,00, à venda pelo site Blueticket e nas lojas Multisom. Para mais informações, acesse: facebook.com/saldanhashow

|| Três Marias ||

O grupo Três Marias tem como proposta agregar mulheres musicistas e artistas de outras áreas como dança, teatro, poesia, que se dedicam à continuidade e difusão da cultura popular. Atualmente o grupo é composto por cinco integrantes: Andressa Ferreira, Gutcha Ramil, Thayan Martins, Pâmela Amaro e Tamiris Duarte.

O repertório apresenta o trabalho autoral do grupo com algumas parcerias e passeia por tradições como capoeira angola, jongo, forró de rabeca, bumba meu boi, samba, afoxé e samba de coco. A sonoridade do grupo é composta por vozes, diversos instrumentos de percussão (alfaia, congas, ilu, matracas, ganzá, zabumba, djembe, agê, agogô e pandeiro) e cordas (rabeca, contrabaixo e cavaquinho)!

 

|| 50 Tons de Pretas ||

A 50 Tons de Pretas é formada por artistas de talento múltiplo que emocionam o público com suas vozes e energia! Bocas negras abrem o espetáculo com uma interpretação pungente de A Carne, de Seu Jorge e parceiros, imortalizada por Elza Soares. Enquanto cantam, trazem solos rasgados de trombone e experimentam na percussão. Impossível ficar parado com tantos estímulos a todos os sentidos. E o público, literalmente, cai no samba.

 

INGRESSOS:

Promocional: 15,00

Lote 2º: 25,00

Lote 3º: 30,00

 

PROMOÇÕES:

♪ Comprando antecipado (https://www.blueticket.com.br/23969/Tres-Marias-e-50-Tons-de-Pretas-Na-Saldanha/) e chegando até 21h ganha 01 acompanhante de graça!

♪ Reservando uma churrasqueira por inbox na página Banda Saldanha e chegando até 21h, ganha 05 cortesias!

♪ Confirmando presença no evento e chegando até 21h paga só R$20.

♪  Aniversariantes de FEVEREIRO entram de graça até 21h e convidados pagam só R$20 até 21h. Manda a LISTA* aqui: através do inbox da Banda Saldanha

*A lista de aniversários é LIMITADA e somente os contatos RESPONDIDOS e validados pela produção estarão na porta no dia da festa.

 

♪ Ingressos NA HORA:

R$20 com nome na lista** até 21h

R$25 sem nome na lista** (lote conforme disponibilidade)

**LISTA: quem confirma presença aqui no evento até 13h do dia 09/02 está automaticamente com nome na lista e paga só R$20 chegando até 21h.

 

PONTOS DE VENDA FÍSICOS

PORTO ALEGRE

Multisom – Horários de funcionamento: Segunda a Sexta 09:00 às 18:30 / Sábado 09:00 às 18:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Rua das Andradas, 1001

 

Multisom – Bourbon Shopping Ipiranga

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 à 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Ipiranga, 5200, Jardim Botânico

 

Multisom – Praia de Belas Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Praia de Belas, 1181

 

Multisom – Shopping Iguatemi

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida João Wallig, 1800 – Loja 109

 

Multisom Barra Shopping Sul –

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Diário de Notícias, 300 – Lojas 1040 a 10

 

CANOAS

Multisom – Canoas Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Rua Guilherme Shell, 6750, Loja 69/70

 

CACHOEIRINHA

Multisom – Shopping do Vale

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Av. Gen. Flores da Cunha, 4001

 

NOVO HAMBURGO

Multisom – Centro

Horários de funcionamento: Segunda a Sexta 9:00 às 19:00 / Sábado 09:00 às 18:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Av. Pedro Adams Filho, 5325 – Centro, Novo Hamburgo – RS

 

Multisom – Bourbon Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Avenida Nações Unidas, 2001, 1º Piso, lojas 1002/1

 

SÃO LEOPOLDO

Multisom – São Leopoldo Bourbon Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Rua Primeiro de Março, 821 – Loja 204

 

Promoção: Radio Saldanha e Facool

Realização: Banda Saldanha e Clã

Blog no WordPress.com.

Acima ↑