Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Noites na Cinemateca

Última edição 2019 do Noites na Cinemateca ocorre no sábado, 02 de novembro

Paulo e Ana Luiza em POA

Cinema & Horror é o tema da quarta edição do projeto de maratonas cinematográficas temáticas na madrugada e integra a programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras 2019

 

Porto Alegre, 25 de outubro de 2019 – A quarta e última edição 2019 do projeto Noites na Cinemateca, que promove maratonas cinematográficas temáticas na madrugada, ocorre no sábado, 02 de novembro, às 23h59. Coincidindo com o Dia de Finados, o tema desta noite será Cinema & Horror, apresentando produções como os longas-metragens A Bruxa de Blair, de Eduardo Sánchez e Daniel Myrick, que celebra 20 anos em 2019, Os Olhos da Cidade são Meus, clássico do terror metalinguístico do espanhol Bigas Luna, e um filme surpresa (o primeiro – e sangrento – longa-metragem de um dos principais nomes de Hollywood). A programação também destaca três importantes curtas-metragens do gênero realizados no Rio Grande do Sul: Paulo e Ana Luiza em Porto Alegre, de Rogério Brasil Ferrari, Ne Pas Projeter, de Cristian Verardi e um filme surpresa.

O Noites na Cinemateca faz parte das ações do projeto Cinemateca Capitólio Petrobras – Programação Especial 2019. Entre os meses de março e novembro deste ano, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove uma programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras através da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal e produção da Fundacine e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal da Cultura/Coordenação Cinema e Vídeo.

O ingresso para o Noites na Cinemateca tem o valor de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), para estudantes e idosos, e é válido para as três sessões da maratona. Entre uma sessão e outra, haverá pequenos intervalos para os espectadores dispostos a atravessarem essa madrugada de terror para poderem recarregar suas energias. Caso haja disponibilidade de lugares, também serão colocados à venda ingressos para quem desejar assistir a apenas parte da programação. A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão.

A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 |http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

 

FILMES

 Paula e Ana Luiza em Porto Alegre

Brasil, 1998, 15 minutos, 35mm

Um simpático casal portoalegrense. Gostam de viagens, discos antigos, gastronomia. Inventam jogos… Jogos estranhos.

 

 A Bruxa de Blair

(The Blair Witch Project)

Estados Unidos, 1999, 105 minutos, HD

Direção: Eduardo Sánchez e Daniel Myrick

 Um grupo de três jovens cineastas desaparece ao entrar em uma floresta de Maryland para gravar um documentário sobre uma lenda local conhecida como A Bruxa de Blair. Anos depois, a câmera que usavam é encontrada.

 

Ne Pas Projeter

Brasil, 2015, 13 minutos, HD

Direção: Cristian Verardi

 

Um projecionista de cinema tem sua rotina afetada de forma drástica após encontrar uma misteriosa lata de película contendo as advertências: “Não abrir. Não projetar”.

 

Os Olhos da Cidade São Meus

(Angustia)

Espanha, 1986, 86 minutos, HD

Direção: Bigas Luna

John é funcionário de uma clínica de oftalmologia, mas acaba perdendo o emprego por causa de sua incompetência profissional. Ele vive sob os domínios de sua estranha mãe, uma velha psicótica e vingativa, que o hipnotiza e ordena que saia pelas ruas coletando olhos humanos. Todos os olhos da cidade serão nossos, ela profetiza. A partir daí, mergulhamos num delirante estudo sobre o poder hipnótico do cinema, quando a violência nas telas confunde-se com acontecimentos da vida real.

 

Curta Surpresa (11 minutos)

Importante curta-metragem de horror produzido no Rio Grande do Sul.

Longa Surpresa (91 minutos)

 O primeiro – e sangrento! – longa-metragem de um dos mais prestigiados diretores de Hollywood, um mestre contemporâneo do cinema de fantasia.

 

GRADE DE PROGRAMAÇÃO

23h59

Paula e Ana Luiza em Porto Alegre + A Bruxa de Blair

02h30

Ne Pas Projeter + Os Olhos da Cidade São Meus

04h30

Curta Surpresa + Longa Surpresa

Terceira edição do “Noites na Cinemateca” ocorre no sábado, 14 de setembro

Movimento à Margem

Projeto de maratonas cinematográficas temáticas na madrugada integra a programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras 2019

 

Porto Alegre, 10 de setembro de 2019 – Neste sábado, 14 de setembro, às 23h59, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove a terceira edição do projeto Noites na Cinemateca, que promove maratonas cinematográficas temáticas nas madrugadas de sábado para domingo. Nesta edição, que coincide com a realização do 26º Porto Alegre em Cena, o tema será Cinema & Dança (os anteriores foram Cinema & Música e Cinema & Erotismo), e terá como atrações um programa de documentários, um filme surpresa (uma produção internacionalmente cultuada, lançada há mais de 30 anos) e o clássico da era de ouro dos musicais hollywoodianos Entre a Loura e a Morena, estrelado por Carmen Miranda.

O Noites na Cinemateca faz parte das ações do projeto Cinemateca Capitólio Petrobras – Programação Especial 2019.  Entre os meses de março e novembro deste ano, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove uma programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras através da Lei Rouanet/Governo Federal e cooperação cultural da Fundacine – Fundação Cinema RS e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal da Cultura/Coordenação Cinema e Vídeo.

O ingresso para o Noites na Cinemateca tem o valor de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), para estudantes e idosos, e é válido para as três sessões da maratona. Entre uma sessão e outra, haverá pequenos intervalos para os espectadores dispostos a atravessarem essa madrugada marcada por muita música e dança para poderem recarregar suas energias. Caso haja disponibilidade de lugares, também serão colocados à venda ingressos para quem desejar assistir a apenas parte da programação. A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão.

A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 |http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

 

PROGRAMAÇÃO

 Documentários de Dança

 Movimento à Margem, de  Lícia Arosteguy e Lucas Tergolina (Brasil, 2018, 20 minutos).

 Localizada na Usina do Gasômetro, a sala 209 foi um espaço público dedicado ao desenvolvimento e difusão da dança contemporânea em Porto Alegre. A partir do relato dos artistas do Coletivo de Dança da Sala 209, o documentário traça um panorama do trabalho desenvolvido nesse espaço e o contexto que levou ao encerramento de suas atividades.

 A Dançarina de Ébano (La Danseuse d’Ébène), de Seydou Boro (França 2002, documentário, 52 minutos).

Documentário sobre uma das maiores personalidades da dança de origem africana, Irène Tassembédo – natural de Burkina Fasso, onde o filme foi inteiramente rodado. Este “retrato filmado” contribui para a restauração de todo um segmento da história da dança, investigando os laços e as tensões existentes entre dois continentes e duas culturas. Irène Tassembédo reside na França há 20 anos. Em 1978, em Burkina Fasso, foi selecionada para freqüentar a escola Mudra-África, fundada por Maurice Béjart em Dacar e dirigida por Germaine Acogny. Conhecer Irène Tassembédo conduz à reflexão sobre um tema essencial: a questão do corpo, tanto em termos dos seus valores como do seu imaginário, e a concepção particular que ele assume para os dançarinos africanos confrontados com a aprendizagem da dança contem.

O Homem que Dança (Homme qui Danse), Rosita Boisseau e Valérie Urréa (França, 2004, documentário, 59 minutos).
Angelin Preljocaj, Christian Bourrigault, Dimitri Chamblas, Mark Tompkins, François Verret, Alain Buffard, Kader Belarbi, Josef Nadj e Philippe Decouflé são alguns dos artistas – todos do sexo masculino – retratados na tela. Amadurecido durante muito tempo, este projeto da crítica de dança Rosita Boisseau e da cineasta Valérie Urréa reúne trechos de espetáculos e entrevistas em torno de uma questão central: o homem e a dança. No documentário, o tema é explorado passo a passo a partir de um mesmo ponto de vista. Ao abrir espaço para que “os homens que fazem viver a dança contemporânea”, ou seja, intérpretes e coreógrafos com sólidas trajetórias profissionais, se expressem sobre uma mesma figura, o homem e a sua identidade.

Filme Surpresa

Uma obra-prima do cinema europeu realizada há mais de três décadas, na qual a dança desempenha papel central. Um filme adorado pelos cinéfilos à época de seu lançamento, permaneceu meses em cartaz em Porto Alegre, mas há anos não é exibido nos cinemas brasileiros. Além de ter colecionado prêmios pelo mundo, foi um êxito tanto de público quanto de crítica.

Entre a Loura e a Morena (The Gang’s is All Here), de Busby Berkeley (EUA, 1943, 103 minutos)

Em sua festa de despedida, jovem sargento prestes a embarcar para a guerra se encanta pela cantora Eadie Allen (Alice Faye), uma moça simples, que não se importa com dinheiro ou status. Ele se apresenta com outro nome e os dois se apaixonam na mesma noite, apesar de ele estar noivo da filha do amigo influente de seu pai, que arranjou o casamento. Anos depois, ao retornar da guerra, seu pai faz um show em sua homenagem e contrata o grupo de Eadie para se apresentar. Ao se reencontrarem, ela descobre a verdade: quem Andy é realmente e que, além disso, tem que disputá-lo com a noiva e com Dorita (Carmen Miranda), outra cantora que vai usar seu charme para tentar conquistar o rapaz. Filme que consagrou a cantora e atriz Carmen Miranda em Hollywood, célebre por seus números musicais. Dirigido por Busby Berkeley, o principal coreógrafo da era de ouro do cinema americano, famoso por assinar coreografias extravagantes, com dezenas de dançarinos em cena.

 

 

GRADE DE HORÁRIOS

23:59 – Documentários de Dança (Movimento à Margem, A Dançarina de Ébano e O Homem que Dança)

02:00 – Filme Surpresa (110 minutos)

04:00 – Entre a Loura e a Morena (The Gang’s is All Here), de Busby Berkeley (EUA, 1943, 10

 “Noites na Cinemateca” ocorre no sábado, 06 de julho

Nicole

 

Na madrugada do dia 06 para o dia 07 de julho, a Cinemateca Capitólio abre as portas da sala de cinema para o Noites na Cinemateca, projeto que a cada dois meses promove maratonas cinematográficas temáticas nas madrugadas de sábado para domingo.

Nesta segunda edição, com início marcado para as 23h59min do dia 06, o tema é Cinema & Erotismo, e tem como grande atração a presença da atriz Nicole Puzzi, musa da pornochanchada e apresentadora do programa Pornolândia no Canal Brasil. Nicole abre a noite e apresenta a sessão do filme Possuídas pelo Pecado, produção de David Cardoso dirigida por Jean Garrett que marcou sua estreia nas telas. A programação segue com o clássico As Mil e uma Noites, de Pier Paolo Pasolini, um filme surpresa (produção internacionalmente cultuada da década de 1970), e um programa de curtas reunindo títulos como Vênus, de Cássio Tolpolar, Vereda Tropical, de Joaquim Pedro de Andrade, além de obras eróticas do período do cinema silencioso.

Os ingressos para o Noites na Cinemateca custam R$ 20,00, com meia entrada para estudantes e idosos e valem para os quatro filmes da maratona.  A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão. A Cinemateca Capitólio fica na Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453

|http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

 

 

ATRIZ HOMENAGEADA

Nicole Puzzi

Uma das principais divas do cinema brasileiro entre os anos 1970 e 1980, Nicole Puzzi estreou no cinema em 1976 com Possuídas pelo Pecado, de Jean Garrett. Já em seu primeiro trabalho, a jovem atriz chamou a atenção pela explosiva combinação de beleza e talento, o que pouco tempo depois a levaria a estrelar seu maior sucesso de bilheteria, Ariella (1980), de John Herbert, se transformando em uma das estrelas mais requisitadas da Boca do Lixo paulistana.

Ao longo de sua trajetória Nicole Puzzi trabalhou com grandes nomes do cinema brasileiro, como Walter Hugo Khouri, que a dirigiu em O Prisioneiro do Sexo, Convite ao Prazer, Eros, o Deus do Amor e Eu, Carlos Reichenbach (Anjos do Arrabalde), Bruno Barreto (Gabriela), Ivan Cardoso (As Sete Vampiras) e Francisco Ramalho Jr. (Filhos e Amantes), entre tantos outros.

Depois de alguns anos afastada das telas, a atriz retornou ao cinema em 2018 com Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg.

Atualmente apresenta o programa Pornolândia, no Canal Brasil.

 

PROGRAMAÇÃO

Possuídas pelo Pecado, de Jean Garret (Brasil, 1976, 90 minutos).
Ao chegar na terceira idade e perceber que não poderá mais ter os filhos que sempre quis, o empresário Leme decide abandonar seu casamento com Raquel para entregar-se a amores passageiros com suas secretárias e ao vício em álcool. Raquel então se envolve com seu motorista e, logo, todos os membros da família acabam presos em uma grande teia de mentiras. Filme que marcou a estreia de Nicole Puzzi no cinema, assinado por um dos diretores mais talentosos da Boca do Lixo paulista, Jean Garrett.

As Mil e uma Noites, de Pier Paolo Pasolini (Itália/França, 1974, 130 minutos).
Um homem começa uma viagem à procura de sua amante, uma bela escrava chamada Zumurrud, que foi raptada por um ser de olhos azuis. No caminho de sua longa busca, seu caminho vai cruzar com uma série de outros personagens envolvidos em traições, cobiças e desejos. Último filme da célebre Trilogia da Vida, maior êxito comercial da carreira do diretor italiano Pier Paolo Pasolini, formada ainda por Decameron (1971) e Os Contos de Canterbury (1972). Vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 1974.

Filme Surpresa (105 minutos)

Filme de culto, um marco da história do cinema erótico, que influenciou outras produções do gênero em diversos países.

Programa de Curtas (60 minutos)

Um programa diversificado, que reúne desde raros registros eróticos das décadas de 20 e 30 do século passado até clássicos do cinema brasileiro como Vereda Tropical, de Joaquim Pedro de Andrade, e produções mais recentes, como o curta gaúcho Vênus, de Cássio Tolpolar.

 

GRADE DE HORÁRIOS

23:59 – Possuídas pelo Pecado, de Jean Garret (Brasil, 1976, 90 minutos)

02:00 – As Mil e uma Noites, de Pier Paolo Pasolini (Itália/França, 1974, 130 minutos)
04:15 – Filme Surpresa (105 minutos)

 

06:00 – Programa de Curtas, vários diretores (60 minutos)

Primeira edição do “Noites na Cinemateca” ocorre no sábado, 27 de abril

let-it-be.jpg

Projeto de maratonas cinematográficas temáticas na madrugada integra a programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras 2019

 

Na madrugada do dia 27 para o dia 28 de abril, a Cinemateca Capitólio Petrobras abre as portas da sala de cinema para a primeira edição do Noites na Cinemateca, projeto que a cada dois meses promoverá maratonas cinematográficas temáticas nas madrugadas de sábado para domingo.

Neste primeiro noitão, com início marcado para a meia-noite, a música é o tema que pauta a seleção de filmes, com a exibição de quatro títulos: o premiado documentário brasileiro Bixa Travesty, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla, sobre a cantora paulista Linn da Quebrada, o mítico documentário inglês Let It Be, sobre as gravações do disco homônimo da banda The Beatles, um filme surpresa (internacionalmente cultuada produção da década de 1970, nunca lançada nos cinemas brasileiros), e o drama russo Verão, sobre a cena roqueira na Rússia durante a década de 1980.

O Noites na Cinemateca faz parte das ações do projeto Cinemateca Capitólio Petrobras – programação especial 2019.  Entre os meses de março a novembro deste ano, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove uma programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras através da Lei Rouanet/Governo Federal e produção cultural da Fundacine – Fundação Cinema RS e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal da Cultura/Coordenação de Cinema e Audiovisual.

Entre cada projeção haverão intervalos de 20 a 30 minutos para os espectadores poderem recarregar as energias. Caso haja disponibilidade de lugares, também serão colocados à venda ingressos para quem desejar assistir a apenas parte da programação.

Os ingressos para o Noites na Cinemateca custam R$ 20,00, com meia entrada para estudantes, idosos e portadores do Cartão Petrobras com acompanhante, além de gratuidade para os funcionários da Petrobras e valem para os quatro filmes da maratona.  A bilheteria abre 30 minutos antes de cada sessão. A Cinemateca Capitólio Petrobras fica na Rua Demétrio Ribeiro 1085 – Esq. com Borges de Medeiros. Mais informações (51) 3289 7453 |http://www.capitolio.org.br | facebook.com/cinemateca.capitolio

 

PROGRAMAÇÃO

Bixa Travesty, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla (Brasil, 2018, 75 minutos)

Linn da Quebrada, cantora transexual negra, é apresentada ao público neste documentário que captura a sua esfera pública e privada, ambas marcadas não apenas pela força de sua presença de palco, mas também por sua incessante luta pela desconstrução de estereótipos de gênero, classe e raça, aliada a um discurso político contundente. Vencedor do Teddy Award de melhor documentário no Festival de Berlim em 2018 e do prêmio do público no último Festival de Brasília, este original retrato de uma das mais potentes artistas surgidas no Brasil em anos recentes – ainda inédito nos cinemas brasileiros – o  ganha sua primeira exibição em Porto Alegre, abrindo a primeira edição do Noitão na Cinemateca.

 

Let It Be, de Michael Lindsay-Hogg (Inglaterra, 1970, 81 minutos)

Quinto filme feito pelo grupo de rock inglês The Beatles, lançado em maio de 1970, um ano após ser gravado junto com o álbum homônimo. Originalmente a ideia do filme era mostrar a banda gravando e criando um álbum em estúdio. Mas quando começaram as gravações os integrantes dos Beatles viviam em meio a uma série de conflitos e quando o filme foi finalmente lançado a banda já havia se separado. O filme ficaria então reconhecido como o documentário sobre o fim da banda. As câmeras captaram discussões, o gradual desinteresse dos músicos e uma briga notória entre Paul McCartney e George Harrison. A artista conceitual Yoko Ono, casada com John Lennon,  acusada como um dos pivôs da separação do grupo, também é vista em várias cenas do filme. A parte final do documentário é um mini-show realizado no telhado do estúdio em Saville Row. As filmagens começaram em 2 de janeiro de 1969 e terminaram no final do mesmo mês. Algumas músicas gravadas durante as filmagens jamais foram lançadas oficialmente pelo grupo.

Filme Surpresa  (98 minutos)

Filme de culto, nunca lançado nos cinemas brasileiros, esta obra única realizada na década de 1970 e assinada por um artista célebre, vai surpreender o público com sua inventividade.

Verão, de Kirill Serebrennikov (Rússia/França, 2018, 126 minutos)

No verão de 1981, o rock underground chegava na Rússia Soviética, mais precisamente em Leningrado, onde hoje localiza-se a cidade de São Petersburgo. Sob a influência de artistas internacionais, como Led Zeppelin e David Bowie, o rock vibrava na cidade, marcando o nascimento de uma nova geração de artistas independentes. O jovem Viktor Tsoi (Teo Yoo) ganhou fama internacional e tornou-se o primeiro grande representante russo do gênero. Além da música, ele também ficou conhecido pelas polêmicas relacionadas a sua vida pessoal, como o triângulo amoroso que viveu junto com o seu mentor musical, Mike, e a esposa dele, Natasha.

 

 

GRADE DE HORÁRIOS

00:00 – Bixa Travesty, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla (Brasil, 2018, 75 minutos)

02:00 – Let It Be, de Michael Lindsay-Hogg (Inglaterra, 1970, 81 minutos)

04:00 – Filme Surpresa (98 minutos)

06:00 – Verão, de Kirill Serebrennikov (Rússia/França, 2018, 126 minutos)

Blog no WordPress.com.

Acima ↑