Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Lançamentos

zerohora_28-11

Guatambu lança três rótulos na ExpoVinis 2015

epico

Vinho Épico, Rastros do Pampa Pinot Noir 2014 e Luar do Pampa Gewüstraminer 2015 estarão disponíveis para apreciação do público

 

Após ser reconhecida entre as vinícolas destaque em 2014, com seu Rastros do Pampa Tannat escolhido como o melhor tinto nacional no Top Ten do evento, a Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, lança, durante a ExpoVinis 2015, que ocorre entre 22 e 24 de abril em São Paulo, três rótulos: os lançamentos Épico e Rastros do Pampa Pinot Noir 2014 e o primeiro vinho da safra 2015, Luar do Pampa Gewüstraminer.

Expoente de mais alta gama da vinícola, o Épico foi elaborado com pequenas reservas de vinhos de quatro diferentes safras (2011, 2012, 2013, e 2014) das melhores parcelas dos vinhedos de Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat e Tempranillo, sendo que todos passaram por carvalho francês e americano.

Segundo a enóloga da vinícola, Gabriela Hermann Pötter, o vinho Épico “é um produto único, ideal para ser consumido em ocasiões especiais”. A bebida de cor rubi intenso e grande profundidade aromática de frutos maduros, ameixas e amoras, com notas de chocolate, côco e delicadas notas de carvalho. Em boca, apresenta enorme untuosidade com taninos firmes e harmônicos, no qual notas de frutas passas completam um final longo e persistente, sobressaindo-se frutos secos, avelãs e nozes.

O nome “Épico” representa a trajetória do projeto da vinícola, iniciado há 12 anos, além do grande período de produção desse rótulo, desenvolvido ao longo de cinco anos e coroando um novo estágio na produção da Guatambu. A arte do rótulo foi inspirada na escultura produzida especialmente para a vinícola pelo artista Paulo Eduardo Dias Lopes, simbolizando um gaúcho a cavalo comemorando uma vitória. O rótulo estará à venda no site da vinícola e em seus pontos de venda – lojas especializadas e restaurantes – a partir de maio.

Os visitantes poderão conhecer também o primeiro varietal Pinot Noir da vinícola, safra 2014, dentro da linha Rastros do Pampa, da qual também faz parte o Rastros do Pampa Tannat, ganhador na categoria Melhor Tinto Nacional do Top Ten da ExpoVinis 2014.

O primeiro rótulo da safra 2015 também estará presente, o Luar do Pampa Gewürztraminer.  Conforme a enóloga Gabriela Hermann Pötter, é um vinho excelente, graças ao clima muito propício às uvas brancas este ano na região.

A Guatambu terá estande no evento com seus produtos disponíveis para degustação e para os interessados conversarem com os proprietários no espaço Vinhos do Brasil. Com o status de maior evento de vinho da América Latina, a 19ª edição do ExpoVinis Brasil traz, mais uma vez, os principais produtores de diferentes continentes, apresentando novas safras, rótulos e os mais esperados lançamentos do mercado.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade.

Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

jornaldocomercio_21.01.14

Guatambu lança primeiros rótulos de 2014

vinhodaestanciabranco

Vinho da Estância Branco 2013 e Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2012 foram produzidos 100% nas instalações da vinícola, em Dom Pedrito – RS

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, lança no mês de janeiro dois novos rótulos: o Vinho da Estância Branco 2013 e o Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2012. Os dois vinhos foram produzidos 100% nas modernas instalações da vinícola.

A união das castas Chardonnay, Gewürztraminer e Sauvignon Blanc, da safra 2013, resultou em um vinho surpreendente pelo frescor e complexidade aromática. Chamado Vinho da Estância Branco, o produto apresenta a moderna “Screwcap”, conhecida como “tampa-rosca”, que substitui o uso da rolha, uma tendência irreversível sobretudo para vinhos brancos jovens, como é o caso deste rótulo da Guatambu, devido a praticidade, higiene e conservação das qualidades intrínsecas do produto.

As uvas foram colhidas manualmente nos vinhedos da Guatambu e após ficaram 24 horas em câmara fria. Na sequência, foram prensadas inteiras na Prensa Pneumática Inertys. A fermentação teve temperatura controlada para no máximo 16°C. Apresentando excelente equilíbrio entre álcool (12% do volume) e acidez (91,73meq/L), o Vinho da Estância é muito agradável para ser consumido a qualquer momento. É ideal para harmonizar com entradas, como canapés, peixes, massas e risotos.

Outra novidade para este ano é o vinho Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon safra 2012, destaque na Avaliação Nacional dos Vinhos, sendo classificado entre os 16 melhores vinhos daquele ano, entre tintos, brancos e espumantes. O Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon marcou a trajetória da vinícola desde o lançamento da sua primeira safra, a 2008, quando arrebatou vários prêmios, assim como nas consecutivas safras.

Vindo do bioma Pampa Gaúcho, na região da Campanha, município de Dom Pedrito, é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas. As mudas Cabernet Sauvignon foram importadas da Itália, e são do clone VCR R5. O vinho é assinado pela enóloga Gabriela H. Pötter, uma das proprietárias da Guatambu, juntamente com o enólogo uruguaio Javier Gonzales e a consultoria de Alejandro Cardozo.

Em lote limitado de 6.500 garrafas numeradas, o vinho foi elaborado com maceração pré-fermentativa a frio por oito dias e maceração pós-fermentativa por 15 dias, e envelheceu em barricas de carvalho francês por três meses.

Apresenta coloração rubi intenso, vivo, com reflexos violáceos. Aroma de boa intensidade, com sutis notas de amora, eucalipto/mentol, cassis, pimenta preta, chocolate, cravo da índia, tostado e café. O paladar tem uma acidez pronunciada, marcante, é agradável e de média estrutura. Os taninos são firmes, marcantes, revelando um bom potencial de envelhecimento. O gosto é agradável, com retrogosto persistente. É perfeito para acompanhar carnes vermelhas, frangos grelhados, animais de caça, massas com molhos e queijos fortes.

Os rótulos estão à venda na loja da vinícola e chegam às lojas até o final do mês, pelo valor de aproximadamente R$ 40,00 (Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon) e R$ 23,00 (Vinho da Estância Branco).

Sobre a Guatambu

A Guatambu Estância do Vinho é uma vinícola boutique de Dom Pedrito, RS. Seu trabalho é realizado através de administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas desde 2003. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

Blog no WordPress.com.

Acima ↑