Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Kino Beat

6º Kino Beat na imprensa

zh_30.11.19

 

correiodopovo_30.11.19

6º Kino Beat no Jornal do Comércio de hoje

jc_29.11.19.jpg

6º Kino Beat na capa do Segundo Caderno em Zero Hora de hoje

zh_28.11.19

 

zh2_28.11.19

6º Kino Beat na imprensa

correiodopovo_26.11.19

 

jc_26.11.19

 

zh_26.11.19

 

 

jc2_26.11.19

6º Kino Beat na coluna Vida Social do Jornal do Comércio de hoje

jc_22.11.19

6ª edição do Kino Beat – Arte em Movimento ocorre a partir de 26 de novembro em Porto Alegre

yonaonestill1

 Festival selecionado pelo edital Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2019, o evento promoverá programação gratuita com diversas atividades.

 

Selecionado pelo edital Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2019, o 6º Kino Beat – Arte em Movimento ocorre de 26 de novembro a 01 de dezembro, com diversas atividades e atrações espalhadas pela cidade. De acordo com o curador do projeto, Gabriel Cevallos, o Kino 2019 se desenvolve a partir de premissas que convidam à reflexão sobre algumas urgências do presente. “Estas ideias iniciais, substituem uma palavra central ou um tema fixo para esta edição, e lançam de forma aberta possibilidades para se sentir o mundo em conjunto – ficção, natureza, percepção, conciliação, território, mutação, esperança, mundos possíveis: estes são alguns dos pontos de partida para se imaginar o festival deste ano”, revela.

A criação da programação passa por diferentes linguagens e suportes, para estabelecer um discurso particular, onde conceitos e intuição, personalizam uma identidade múltipla para o festival. A mudança do subtítulo, de Imagem e Som em Movimento para Arte em Movimento, reforça a natureza incerta do Kino Beat, que abole os termos para expandir ainda mais a suas possibilidades de atuação. “É neste espaço permeável, em que se sonha e propõe arte como um exercício experimental da liberdade, que brotam atividades que não trilham caminhos usuais, e que assumem riscos ao propor aproximações inusitadas”, conta.

Ao estabelecer relações entre um show de funk e o universo das artes visuais, o evento sugere que a produção de sentido e conhecimento pode florescer de qualquer gesto ou objeto, da lacração de uma rima ou de uma obra de arte. O percurso da programação também passa pela subversão e ressignificação de espaços. Ao substituir ofertas publicitárias de grandes outdoors urbanos por imagens oníricas de pequenos cogumelos, a fotógrafa Tuane Eggers revigora a paisagem e desperta a imaginação para outras formas de se reger o mundo. Que não passam apenas pela lógica comercial. Os cogumelos/fungos surgem como uma metáfora para a transformação, ao possibilitarem com sua existência e decomposição, o fluxo da vida. Serão três outdoors com imagens da artista espalhados por diversos pontos da cidade expostos até 26 de dezembro.

A programação do evento inicia na terça-feira, 26 de novembro, às 20h, no Teatro da Unisinos em Porto Alegre com uma apresentação inédita na América do Sul: a performance da Auxuman (abreviação de auxiliar humano) Yona, um avatar virtual que funciona como companheiro digital e performático do processo criativo humano. Obra do tecnólogo e produtor iraniano radicado em Londres Ash Koosha, Yona usa inteligência artificial e ferramentas generativas para escrever, cantar e tocar sua própria música, sintetizando as ideias de produtores e compositores humanos e conectando-as ao público. A performance será seguida com conversa com o artista, medidada pela doutora Adriana Amaral.

No dia 27 é a vez da dupla mxm, de Mirella Brandi e Mueptmo apresentarem no Teatro Unisinos o projeto Axioma.8. A apresentação é disparada pelo som de gravações de um piano, que se somam a sons de outros instrumentos e vozes, manipuladas em tempo real por Mueptmo. A luz criada por Mirella Brandi, intensifica o percurso sensorial, em um diálogo direto com a música, que se transforma em formas e volumes de luz, envolvendo platéia e palco em um ambiente imersivo onde apenas a luz e o som parecem estar presentes.

Além das performances no Teatro Unisinos, será possível conferir com entrada franca uma série de atividades agendadas em diversos espaços da cidade como Agulha, MARGS, Vila Flores, Linha e Teatro da Unisinos. Linn da Quebrada, Rakta, Naves Cilíndricas, DJ TataOgan e o Candombe uruguaio do grupo F5 são algumas das atrações. A programação também contará com obras, atividades e performances com Projeto Sonora, Tomaz Klotzel, Camila Proto, Serraria e Tutti Rodrigues. A programação completa e todas as atrações podem ser conferidas no site kinobeat.com e nas redes sociais do evento: facebook.com/kinobeat | Instagram @kinobeatfestival

O 6º Festival Kino Beat – Arte em Movimento foi selecionado pelo edital de patrocínios culturais incentivados da Oi, conta com o apoio do Oi Futuro e com Financiamento da Lei de Incentivo à Cultura – Pró-Cultura RS –Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Exposição Lento Crepúsculo na contracapa do Jornal do Comércio

jc_17.01.19

5º Kino Beat na contracapa em Zero Hora de hoje

zh_11.01.18.jpg

Festival Kino Beat na contracapa do Jornal do Comércio

jc_09.01.19.jpg

Blog no WordPress.com.

Acima ↑