Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Entrada Franca

Galeria Mascate inaugura quatro mostras individuais nesta quinta-feira, 21 de julho

Ursula Jahn - A la Carte

Exposições reúnem trabalhos de estudantes do Curso de Fotografia da Unisinos

 

Nesta quinta-feira, 21 de julho, a partir das 19h, a Galeria Mascate abre suas portas para a inauguração de quatro mostras sobre autoimagem e autoestima, com trabalhos de quatro estudantes do Curso de Fotografia da Unisinos, que gradua sua primeira turma este ano.

O curso, recente no mercado do RS, vem chamando atenção pela qualidade dos trabalhos que ultrapassam a fotografia clássica dialogando com as artes visuais. Com curadoria de Tiago Coelho, os alunos Matheus Amaral, Michele Geremia, Ursula Jahn e Vanessa Schwartzhaupt, diante de toda efervescência em torno do empoderamento feminino, aproveitaram o processo pessoal delicado que vivenciam e relacionaram seus projetos diretamente com a percepção de autoimagem e autoestima.

Com 30 obras, as mostras Âyo, Corpóreo, À La Carte e Não tem Cabimento, apresentam um profundo questionamento de importante discussão em plena era do espetáculo pessoal de alegria fabricada que vivemos nas redes sociais.

No mesmo dia, Régis Duarte lança nova coleção de sua marca com estampas do chargista Rafael Corrêa, tudo com entrada franca. As quatro exposições seguem em cartaz até 21 de agosto. A Galeria Mascate fica na Rua Laurindo, 332, Bairro Santana, e funciona de segunda a sexta das 14h às 18h.

Saiba Mais

Galeria Mascate

Sentindo a carência na cidade de uma galeria que realmente misturasse arte, fotografia contemporânea, design e moda, Tiago Coelho e Régis Duarte inauguraram a Galeria Mascate em setembro de 2011 e já passaram pelo espaço diversas mostras coletivas e individuais, de artistas locais e internacionais. As obras são apresentadas inseridas nos espaços do Barraco Estúdio, deixando de lado a caixa branca usada tradicionalmente em mostras, museus e galerias, para serem percebidas como parte do ambiente, com um clima de “lá em casa”, como se o visitante estivesse em uma sala de estar, não em um espaço de arte.

“Nossa intenção é fazer com que o distanciamento entre arte e público seja eliminado”, afirma Duarte. O nome Mascate remete a comércio, consumo de uma maneira popular e acessível. O espaço também conta com a Loja de Museu, onde é possível adquirir além das obras à venda na galeria, peças de coleções femininas e masculinas de Régis Duarte, publicações, acessórios, entre outros.

SERVIÇO

Mostras + lançamento coleção Régis Duarte – estampas Rafael Corrêa

À La Carte – Ursula Jahn

Âyo – Matheus Amaral

Corpóreo – Michele Geremia

Não tem Cabimento – Vanessa Schwartzhaupt

 

Inauguração – 21 de julho, 19h

Até 21 de agosto

Entrada Franca

Galeria Mascate – Rua Laurindo, 332 – Bairro Santana – Porto Alegre – RS

De segunda a sexta, das 14h às 18h | Barracoestudio.com.br

Bate-papo sobre fotografia encerra programação da primeira edição do Cultura no Pátio no sábado, 16 de julho

JULHO-EVENTO-batepapo-CAPA

Projeto é patrocinado pelas Lojas Pompéia e tem realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura

 

A primeira edição do projeto Cultura no Pátio encerra no próximo sábado, 16 de julho, com bate-papo sobre fotografia no Pátio Ivo Rizzo. O evento, com patrocínio das Lojas Pompéia e realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura, reuniu desde março deste ano, mais de 4000 pessoas em uma intensa programação gratuita para adultos e crianças.

 O Cultura no Pátio movimentou o bairro Moinhos de Vento com programação que reuniu espetáculos teatrais e circenses, exposições e bate-papos com nomes de referência na cultura local, abordando a moda como manifestação cultural e estética relacionada ao teatro, cinema e ao ambiente urbano.

Os fotógrafos Eduardo Carneiro e Jefferson Bottega integram o evento do final de semana, no bate-papo “Fotografia: Arte & Ofício” mediado pela jornalista Maysa Bonissoni a partir das 16h30. Carneiro é fotógrafo de moda, arte e publicidade há 20 anos, e Bottega trabalha como repórter fotográfico desde 1996, sendo atualmente editor de imagem do jornal Zero Hora.

A exposição Polly Series, com imagens inéditas produzidas para o Cultura no Pátio por Raul Krebs, segue em cartaz até 10 de agosto no Pátio Ivo Rizzo. As atividades do Cultura no Pátio iniciam às 16h e contam com happy hour com chás da Tea Shop Brasil e espumantes da Vinícola Aurora.

O projeto Cultura no Pátio tem patrocínio das Lojas Pompéia, realização do Ministério da Cultura, curadoria e coordenação geral da Maria Cultura e apoio da Itapema FM, Tea Shop Brasil e Vinícola Aurora. Todas as atividades têm entrada franca. Para mais informações e programação, acesse:culturanopatio.com.br | facebook.com/culturanopatio.

 

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral | Maria Cultura

Direção de Produção | Rita Masini

Curadoria | Camila Farina

Produção | Nicole Agra

Assessoria de Imprensa | Bruna Paulin

Programação Visual | Luisa Hilgemann

Técnico de Som e Luz | Magnus Viola

Vídeos | Guilherme Bellini

DJ | Guilherme Guinalli

16/07 – 16h// BATE PAPO/ Fotografia: Arte & Ofício 

Jefferson Botega e Eduardo Carneiro (mediação: Maysa Bonissoni)

Eduardo Carneiro, 43 anos, é natural de Rio Grande.  Fotógrafo de moda, arte e publicidade, tem em Porto Alegre sua base, onde mantém seu estúdio há 20anos.  Periodicamente trabalha em outros países, onde já fotografou em lugares como Islândia, Espanha, Itália, USA, Uruguai, entre outros.  Seus clientes são, na grande maioria, da indústria de calçados e vestuário.  Barra Shopping Sul, Shopping Iguatemi, Paquetá, Pompéia, Gang, Coca Cola Shoes, Capricho Shoes, Spirito Santo e Helen Rodel são algumas das marcas que integram sua carta de clientes.

Jefferson Bottega começou a trabalhar com fotografia em 1987, aos 14 anos, como assistente de fotografia. Formou-se no Curso Superior de Fotografia pela Universidade de Caxias do Sul em 2002, onde também cursou Artes Plásticas. Desde 1996 atua como repórter fotográfico. Atualmente é Editor de Imagem no jornal Zero Hora. Foi professor na Universidade de Caxias do Sul no período de 2005 a 2010, ministrando as disciplinas de Fotojornalismo e Fotografia de Moda.

Seu trabalho já foi publicado em revistas e jornais como Zero Hora, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo, O Tempo, PHOTO francesa, Revista VEJA, Revista ISTO É, Revista Época e Revista Caras. Livros: O melhor do Fotojornalismo Brasileiro, Felipão a Alma do Penta, Imagens.

Recebeu os seguintes prêmios: Vladimir Herzog de Fotografia 2013, Petrobrás de Fotografia 2013, Direitos Humanos de Fotografia 2012 e 1999, Esso de reportagem 2012, Vladimir Herzog de Reportagem 2012, Embratel de Reportagem 2012, Prêmio de Fotografia da Revista PHOTO francesa em 2004, SOS Mata Atlântica 2002, Prêmio RBS de Jornalismo 2007, 2008, 2010 e 2012. Possui registro profissional junto ao Sindicato Dos Jornalistas do Rio Grande do Sul com o número 9015, também é filiado na Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (ARFOC-RS) com o número 210.

Mostra com obras de Raul Krebs inaugura no dia 25 de junho no Pátio Ivo Rizzo

RaulKrebs-PollySeries-06-low

Programação integra projeto Cultura no Pátio que conta com patrocínio das Lojas Pompéia e realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura

 

No próximo sábado, 25 de junho, a partir das 16h, o Pátio Ivo Rizzo ((Félix da Cunha, 1213) recebe a segunda mostra fotográfica da primeira edição do projeto Cultura no Pátio, que desde março está movimentando a programação cultural no bairro Moinhos de Vento, com uma programação cultural para adultos e crianças apresentada pelo Ministério da Cultura e Lojas Pompéia com curadoria da Maria Cultura.

A programação adulta tem trazido bate-papos com grandes nomes relacionados a moda e também exposições com fotógrafos gaúchos que apresentam olhares sobre o vestir e a cidade, acompanhados de happy hours oferecidos pela Vinícola Aurora e Tea Shop.

Nesta edição, Raul Krebs assina uma série de fotografias que mostram a desconstrução humana em retratos que remetem ao mundo dos sonhos, utilizando a linguagem de editoriais de moda. Intitulada Polly Series, a exposição apresenta oito imagens inéditas que, segundo o artista, tiveram como influências diretas os filmes “Marie Antoinette”, dirigido por Sofia Coppola, e “Who are you, Polly Magoo”, do diretor William Klein, além dos clássicos retratos renascentistas. A modelo Mariana Domingues posou para o artista com make up e figurinos assinados por Diego Marcon e Henrique Bauce.

Krebs atua em diversas áreas da fotografia, em diferentes mercados e pesquisa incansavelmente estéticas e linguagens. À frente do Estúdio Mutante, recebeu prêmios e participou de livros e anuários. Trabalha também com imagem em movimento – é diretor de fotografia em comerciais e clipes, além de codirigir vários trabalhos. Desde o início da carreira procurou desenvolver projetos pessoais, mesclando suportes e utilizando-se da fotografia convencional, digital, pinhole, lomografia e polaroid.

Na abertura da exposição, o fotógrafo participará de bate-papo mediado pela jornalista Maysa Bonissoni a partir das 16h30. Polly Series segue em cartaz até 10 de agosto e toda a programação tem entrada franca. O projeto Cultura no Pátio tem curadoria e coordenação geral da Maria Cultura. Para mais informações e programação, acesse: culturanopatio.com.br | facebook.com/culturanopatio.

 

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral | Maria Cultura

Direção de Produção | Rita Masini

Curadoria | Camila Farina

Produção | Nicole Agra

Assessoria de Imprensa | Bruna Paulin

Programação Visual | Luisa Hilgemann

Técnico de Som e Luz | Magnus Viola

Vídeos | Guilherme Bellini

DJ | Guilherme Guinalli

 

25/06// BATE PAPO COM RAUL KREBS

Mediação Maysa Bonissoni

Raul Krebs atua em diversas áreas da fotografia, em diferentes mercados e pesquisa incansavelmente estéticas e linguagens. À frente do Estúdio Mutante, recebeu prêmios e participou de livros e anuários. Os mais importantes são: Winner – NY Photo Awards 2012 – Advertising Single; Honorable Mention – NY Photo Awards 2010 – Advertising Series; finalista Prêmio Conrado Wessel de Fotografia Publicitária – 2005 e 2006; Fotógrafo do Ano Salão da Propaganda ARP – 1996, 2004, 2013 e 2014; finalista no IX New York Festivals – International Advertising Awards 2001. Suas últimas exposições individuais foram: Misantropia, Canela Foto 2015, TRAUM, Galeria Lunara – 2012; Lindas de Morrer, Canela Foto – 2013; Máscara, Galeria Urban Arts – 2013 e Canela Foto 2014. Krebs trabalha também com imagem em movimento – é diretor de fotografia em comerciais e clipes, além de codirigir vários trabalhos. Desde o início da carreira procurou desenvolver projetos pessoais, mesclando suportes e utilizando-se da fotografia convencional, digital, pinhole, lomografia e polaroid. Em 2011 assumiu a produção executiva do Canela Foto Workshops, festival de fotografia anual na Serra gaúcha. Ex-baterista de punk rock, tem na música uma fonte grande de inspiração. Prefere não ter convicções duras sobre fotografia, arte, moda e modos de pensar. Em outras palavras, é um Mutante.

Pátio das Crianças promove teatro de bonecos no dia 04 de junho no Pátio Ivo Rizzo

Divina Comedia-AlexandreMendez

Projeto é patrocinado pelas Lojas Pompéia e tem realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura

 

No próximo sábado, dia 04 de junho, o projeto Cultura no Pátio promove mais uma edição do Pátio das Crianças, com diversas atrações gratuitas a partir das 14h, no Pátio Ivo Rizzo. As atividades contam com patrocínio das Lojas Pompéia, com realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura em uma programação que reúne espetáculos teatrais e circenses, exposições e bate-papos com nomes de referência na cultura local, abordando a moda como manifestação cultural e estética relacionada ao teatro, cinema e ao ambiente urbano.

A programação infantil ocorre sempre no primeiro sábado de cada mês, trazendo espetáculos e atividades recreativas ao ar livre que já se tornaram um sucesso, reunindo mais de 1800 pessoas desde a primeira edição do evento, em março deste ano. Neste final de semana, o público poderá conferir o espetáculo Bonecos de Pau do grupo de teatro gaúcho A Divina Comédia, fundado por Marcelo Tcheli e Ivânia Kunzler há 20 anos.

A partir das 14h, pais e filhos poderão desfrutar de diversas atrações, como atividades promovidas pela Body Tech Porto Alegre, além de pipoca e balões distribuídos pela Pompéia. Às 16h, entram em cena 14 bonecos esculpidos em madeira, que promovem intervenções musicais e interação com a plateia com muita comédia, aventura e romance, além de questões ambientais. Bonecos de Pau utiliza a linguagem não-verbal, sendo de fácil entendimento pelo público de qualquer idade, incluindo pessoas não alfabetizadas ou que possuam deficiência auditiva.

Cada boneco possui um mecanismo surpresa que faz com que chorem, pisquem os olhos, entre outras ações, o que estimula a curiosidade do público. Esculpidos em madeira de diversos tipos, com temática ambiental e cenas típicas do teatro de bonecos popular nas culturas do Brasil, Itália e Inglaterra.Bonecos de Pau já participou de diversos festivais pelo país e em eventos na Tunísia e México.

O projeto Cultura no Pátio tem patrocínio das Lojas Pompéia, realização do Ministério da Cultura, curadoria e coordenação geral da Maria Cultura e apoio da Itapema FM. Todas as atividades têm entrada franca. Para mais informações e programação, acesse: culturanopatio.com.br |facebook.com/culturanopatio.

CULTURA NO PÁTIO – PROGRAMAÇÃO JUNHO

Pátio das Crianças

04 de junho, a partir das 14h

16h // Bonecos de Pau, com A Divina Comédia

Intervenções musicais e interação com a plateia através de 14 bonecos esculpidos em madeira, com muita comédia, aventura e romance!

https://vimeo.com/14834322

 HORÁRIOS

Pátio das Crianças

Abertura do Pátio: 14h

Atividades recreativas conduzidas pela Body Tech Porto Alegre: 14h30 às 15h30

Espetáculo: 16h

Encerramento: 18h

 

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral | Maria Cultura

Direção de Produção | Rita Masini

Curadoria | Camila Farina

Produção | Nicole Agra

Assessoria de Imprensa | Bruna Paulin

Programação Visual | Luisa Hilgemann

Técnico de Som e Luz | Magnus Viola

Vídeos | Guilherme Bellini

DJ | Guilherme Guinalli

Teatro Mototóti realiza apresentações em Santos

Vendedor-de-Palavras-creditocristiannocaetano

Companhia gaúcha de teatro de rua apresenta espetáculos de seu repertório em turnê pelo Sudeste até junho

 

O Teatro Mototóti, companhia gaúcha de teatro de rua, chega a Santos no dia 14 de maio para apresentações dos espetáculos O Vendedor de Palavras e Flor da Vida com entrada franca. As atividades integram uma turnê pelo Sudeste que segue até o mês de junho.

Em O Vendedor de Palavras, o grupo inicia uma jornada no universo do trabalho autoral, comprometido com a arte como um canal de comunicação entre criadores e público. Com versões em português e espanhol, este espetáculo já percorreu o Brasil, Argentina e Uruguai. O grupo já foi assistido por 124.000 espectadores em mais de 450 apresentações, passando por 165 cidades. A montagem é a primeira da companhia, tendo estreado em 2009. O Vendedor de Palavras conta a história de Milho, um menino do interior que sonha em ir para a capital e encontrar sua “amiga” Espiga, que o espera para juntos encherem o mundo de pensamentos, sonhos e palavras. Os avós de Milho, Odete, uma impertinente senhora alemã; e Adam, um grande inventor Inglês, não irão poupar palavras nem artimanhas para manter o jovem sob suas asas, garantindo boas risadas e o humor próprio do teatro popular, feito para a rua.

Flor da Vida é a mais recente produção do grupo, vencedora do prêmio Funarte Artes na Rua 2013. A dramaturgia foi construída a partir de uma tragédia que os atores Fernanda Beppler e Carlos Alexandre viveram. No ano de estreia do primeiro espetáculo do grupo um incêndio avassalador destruiu quase tudo o que eles tinham em casa, exceto o material do teatro. “Flor da Vida é o momento em que transformamos a dor desse triste episódio em riso e em arte”, revelam. A montagem, que estreou em 2014, contou com um processo de pesquisa e criação em Porto Alegre e Campinas. O grupo buscou parceiros mais experientes na área da palhaçaria, assim surgiram os intercâmbios com palhaços gaúchos, uma iniciativa que proporcionou trocar experiências com oito grupos/artistas da capital e interior do Rio Grande do Sul. Mais tarde, se juntou ao trabalho um dos grandes mestres da palhaçaria no Brasil: Ésio Magalhães, responsável pela orientação palhaçística e assistência de direção do espetáculo. Na peça, os palhaços Charle’s Tone e Thalia Thaluda contam a história de amor, superação e perseverança de seus criadores.

Depois de Santos, o grupo se apresenta na X Mostra de Teatro de São Miguel Paulista e nas cidades de Jundiaí, Teresópolis (RJ) e São Paulo. As atividades promovidas pelo grupo no Sudeste ocorrem até 02 de junho, com entrada franca.

 

Turnê Teatro Mototóti São Paulo/SP 2016

SESC Santos

O Vendedor de Palavras: 14 de maio – 17h30 – no saguão do teatro

Flor da Vida: 15 de maio – 17h30 – no saguão do teatro

Entrada franca

Saiba Mais:

Sinopse Flor da Vida: O Teatro Mototóti fala de sua própria jornada ao contar a história de dois palhaços, que se encontram e buscam realizar seu grande sonho: fazer teatro! Provando dos sabores e dissabores da vida de casal, Charle’s Tone e Thalia Thaluda caminham juntos fazendo escolhas dia-a-dia, até que um incêndio arrebatador destrói tudo o que eles têm. Bem, quase tudo. De acordo com a simbologia da Flor da Vida*, cada passo interfere diretamente no desenho de uma história. Qual será o desfecho desses dois? Para onde eles foram quando pensavam já não ter mais para onde ir? Este é um momento de grande alquimia do Grupo, que se vale da linguagem do palhaço para tocar o intangível e contar a história de amor, superação e perseverança de seus criadores.

* Flor da Vida é o nome dado a uma figura geométrica formada por vários círculos sobrepostos, num padrão de flor, representando as formas fundamentais de espaço e tempo. Nesse sentido é uma expressão visual da vida, tecendo ligações entre todos os seres, carregando em si informações básicas de todas as coisas vivas. Acredita-se, desde a mais remota antiguidade, que cada molécula de vida, cada célula em nosso corpo conhece este padrão: ele é o padrão dacriação e da vida em todo lugar. Então não poderíamos ter encontrado uma simbologia melhor para acolher nosso novo trabalho: A Flor da Vida.

Sinopse O Vendedor de Palavras: Há uma grande falta de palavras no mundo e as pessoas ficam repetindo e repetindo as mesmas poucas que têm. Se cada palavra vale um pensamento, quanto mais palavras, mais pensamentos! Essa é a descoberta de Milho, um menino do interior que sonha em ir para a capital e encontrar sua “amiga” Espiga, que o espera para juntos encherem o mundo de pensamentos, sonhos e… palavras!!! Os avós de Milho, Odete, uma impertinente senhora alemã; e Adam, um grande inventor Inglês, não irão poupar palavras nem artimanhas para manter o jovem sob suas asas, garantindo boas risadas e o humor próprio do teatro popular, feito para a rua.

 

O Teatro Mototóti existe há nove anos e já possui quatro espetáculos em seu repertório. Formado pelos atores Carlos Alexandre e Fernanda Beppler em 2007, o grupo vem se destacando no cenário de teatro de rua, atuando em todo o país, tendo como características de trabalho a pesquisa e prática permanentes em teatro de rua e a construção/manutenção de um repertório de espetáculos, com o propósito de colocar em cena trabalhos autorais que dialoguem com o público nos mais diferentes lugares.

O primeiro espetáculo, O Vendedor de Palavras – Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2008 –   já foi assistido por 80 mil espectadores em mais de 270 apresentações e ganhou uma versão em espanhol, para apresentações na Argentina e Uruguai. A segunda montagem do grupo, i-MUndo – Prêmio FUNARTE Artes Cênicas na Rua 2010 – estreou em setembro de 2011 na capital gaúcha e vem realizando participações em importantes mostras e festivais pelo país.  Ao final de 2012, o Grupo comemorou seu quinto ano de atividades, trazendo à cena mais um espetáculo de teatro de rua, “Folia dos Reis”, um auto que conta a história do Natal sob a perspectiva dos três Reis Magos. O espetáculo estreou no Natal luz de Gramado e integra as principais festividades de Natal do Sul do país.

Em 2013 o Grupo trouxe à cena a história da vida e obra de Hermeto Pascoal, com a peça “Hermeto Pascoal: o mago dos sons”, que mescla a linguagem teatral com a contação de histórias. 2014 foi o ano da estreia de Flor da Vida, quarto espetáculo do repertório do Grupo, contemplado com o Prêmio FUNARTE Artes na Rua (Circo Dança e Teatro) 2013. Este trabalho teve orientação de Esio Magalhães (Barracão Teatro – Campinas/SP), referência na linguagem do palhaço no Brasil. Em 2015 o grupo expandiu seu núcleo de contação de histórias, trazendo à cena o espetáculo Histórias da Bergamotinha, em que utiliza diversos elementos teatrais para contar histórias encenadas e musicadas, apresentando um trabalho multilinguagens que resultou em uma contação de histórias altamente teatral.

Desde 2015 o Mototóti promove mensalmente apresentações de espetáculo e atividades gratuitas em sua sede pública, no Parque Mascarenhas de Morais, em Porto Alegre.  O projeto, intitulado Se Essa Rua Fosse Minha, já recebeu mais de 1500 espectadores e ocorre de forma independente, sem patrocínios ou financiamentos.

http://www.motototi.com.br | www.facebook.com/TeatroMotototi

Pátio das Crianças promove programação cultural gratuita no dia 07 de maio no Pátio Ivo Rizzo

12348126_1037951382902820_7404049739708188195_n

Projeto patrocinado pelas Lojas Pompéia com realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura promove apresentação do Homem Banda e contação de histórias com a escritora Paula Taitelbaum

 

Após reunir mais de 1500 pessoas no Pátio Ivo Rizzo em suas duas edições, o Pátio das Crianças, atividade do projeto Cultura no Pátio, promove programação gratuita no próximo sábado, dia 07 de maio. O Cultura no Pátio é patrocinado pelas Lojas Pompéia, com realização do Ministério da Cultura e Maria Cultura.

A   partir das 14h, pais e filhos poderão desfrutar de diversas atrações, como atividades promovidas pela Body Tech Porto Alegre, pipoca e DJ para animar o evento, além do lançamento do novo livro de Paula Taitelbaum, Bichológico. Às 16h, a criançada poderá conferir a divertida apresentação doHomem Banda com Mauro Bruzza, uma banda inteira em um homem só, através de uma parafernália cheia de sonoridades.

Às 16h40, Paula promove uma contação de história e sessão de autógrafos de seu novo livro, Bichológico, escrito e ilustrado pela autora. Nele, Círculos, quadrados, retângulos, triângulos e hexágonos fazem nascer animais divertidos e envolventes. Estes bichos vão surgindo quando as coloridas formas geométricas passam de uma página e outra, acompanhadas de muita rima e criatividade. A publicação terá venda exclusiva no local.

Com cinco meses de atividades, o Cultura no Pátio movimenta o bairro Moinhos de Vento com programação que reúne espetáculos teatrais e circenses, exposições e bate-papos com nomes de referência na cultura local, abordando a moda como manifestação cultural e estética relacionada ao teatro, cinema e ao ambiente urbano. A programação infantil ocorre sempre no primeiro sábado de cada mês, trazendo espetáculos ao ar livre e discotecagem do DJ Guilherme Guinalli, que transforma o Pátio Ivo Rizzo em uma pista de dança. Em junho, a programação está agendada para o dia 04, com apresentação do espetáculo Bonecos de Pau. O público ainda pode conferir a exposição “Um olhar sobre o invisível”, do fotógrafo Alex Ramirez, que segue em cartaz até 05 de junho.

O projeto Cultura no Pátio tem patrocínio das Lojas Pompéia, realização do Ministério da Cultura, curadoria e coordenação geral da Maria Cultura e apoio da Itapema FM. Todas as atividades têm entrada franca. Para mais informações e programação, acesse: culturanopatio.com.br |facebook.com/culturanopatio.

CULTURA NO PÁTIO – PROGRAMAÇÃO MAIO

Pátio das Crianças

07 de maio, a partir das 14h

16h // O Homem Banda, com Mauro Buzza

MauroLauroPaulo é uma banda inteira em um homem só, com uma parafernália cheia de sonoridades!

https://www.youtube.com/watch?v=wudv21Cauos

16h40// Contação de histórias e lançamento + sessão de autógrafos do livro Bichológico, de Paula Taitelbaum

Bichológico é escrito e ilustrado por Paula Taitelbaum. Nele, círculos, quadrados, retângulos, triângulos e hexágonos fazem nascer animais divertidos e envolventes. Estes bichos vão surgindo quando as coloridas formas geométricas passam de uma página e outra, acompanhadas de muita rima e criatividade. A publicação terá venda exclusiva no local.
HORÁRIOS

Pátio das Crianças

Abertura do Pátio: 14h

Atividades recreativas conduzidas pela Body Tech Porto Alegre: 14h30 às 15h30

Espetáculo: 16h

Contação de história + sessão de autógrafos: 16h40

Encerramento: 18h

 

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral | Maria Cultura

Direção de Produção | Rita Masini

Curadoria | Camila Farina

Produção | Nicole Agra

Assessoria de Imprensa | Bruna Paulin

Programação Visual | Luisa Hilgemann

Técnico de Som e Luz | Magnus Viola

Vídeos | Guilherme Bellini

DJ | Guilherme Guinalli

 

// Confira as próximas atrações:

 

PÁTIO DAS CRIANÇAS

04/06

16h // Bonecos de Pau, com Divina Comédia

Intervenções musicais e interação com a plateia através de 14 bonecos esculpidos em madeira, com muita comédia, aventura e romance!

02/07

16h // Assobia e Chupa Cana, com Pinguinho e Serragem

Com muita música, gags e números tradicionais, a dupla mostra a alegria, a delicadeza e a agilidade desse mestre do riso, o palhaço.

Teatro Mototóti realiza turnê em São Paulo a partir de 30 de abril

Flor-da-Vida-(113)_credito_CristiannoCaetano

Companhia gaúcha de teatro de rua apresenta espetáculos de seu repertório em São Paulo, Santos e Jundiaí

 

A partir de 30 de abril, o Teatro Mototóti, companhia gaúcha de teatro de rua, apresenta espetáculos de seu repertório nas cidades de São Paulo, Santos e Jundiaí, em uma turnê que segue até o mês de junho.

Além das apresentações dos espetáculos O Vendedor de Palavras e Flor da Vida, o grupo ministra a oficina A essência do teatro de rua. As atividades ocorrem em diversas unidades do SESC/SP, além de participação na X Mostra de Teatro de São Miguel Paulista.

Em O Vendedor de Palavras, o grupo inicia uma jornada no universo do trabalho autoral, comprometido com a arte como um canal de comunicação entre criadores e público. Com versões em português e espanhol, este espetáculo já percorreu o Brasil, Argentina e Uruguai. O grupo já foi assistido por 124.000 espectadores em mais de 450 apresentações, passando por 165 cidades. A montagem é a primeira da companhia, tendo estreado em 2009. O Vendedor de Palavras conta a história de Milho, um menino do interior que sonha em ir para a capital e encontrar sua “amiga” Espiga, que o espera para juntos encherem o mundo de pensamentos, sonhos e palavras. Os avós de Milho, Odete, uma impertinente senhora alemã; e Adam, um grande inventor Inglês, não irão poupar palavras nem artimanhas para manter o jovem sob suas asas, garantindo boas risadas e o humor próprio do teatro popular, feito para a rua.

Flor da Vida é a mais recente produção do grupo, vencedora do prêmio Funarte Artes na Rua 2013. A dramaturgia foi construída a partir de uma tragédia que os atores Fernanda Beppler e Carlos Alexandre viveram. No ano de estreia do primeiro espetáculo do grupo um incêndio avassalador destruiu quase tudo o que eles tinham em casa, exceto o material do teatro. “Flor da Vida é o momento em que transformamos a dor desse triste episódio em riso e em arte”, revelam. A montagem, que estreou em 2014, contou com um processo de pesquisa e criação em Porto Alegre e Campinas. O grupo buscou parceiros mais experientes na área da palhaçaria, assim surgiram os intercâmbios com palhaços gaúchos, uma iniciativa que proporcionou trocar experiências com oito grupos/artistas da capital e interior do Rio Grande do Sul. Mais tarde, se juntou ao trabalho um dos grandes mestres da palhaçaria no Brasil: Ésio Magalhães, responsável pela orientação palhaçística e assistência de direção do espetáculo. Na peça, os palhaços Charle’s Tone e Thalia Thaluda contam a história de amor, superação e perseverança de seus criadores.

A oficina A Essência do Teatro de Rua é ministrada pelos atores fundadores do grupo, Fernanda Beppler e Carlos Alexandre, que dividem com os alunos saberes e práticas da arte de rua. Os integrantes do Mototóti trabalham com teatro de rua há 18 anos, sendo nove deles desenvolvendo atividades dentro da companhia, ministrando em diversas cidades do país workshops para atores, professores e não atores, a convite de grupos, festivais e instituições. “A rua é um espaço transformador por natureza, onde o pré-estabelecido dá lugar ao inusitado, exigindo de cada um o despojamento, o desapego, a flexibilidade e fluidez tão necessários a essa arte”, afirma Fernanda. Para a atriz, o curso é uma oportunidade de desenvolver novas práticas de atuação, mas também uma experiência pessoal: “são vivências que levamos para a vida pessoal, os relacionamentos e também o trabalho”, conta. A oficina abordará temas como concentração, voz e musicalidade, percepção de espaço, espontaneidade, improvisação, trabalho em grupo, entre outros.

As atividades promovidas pelo grupo em SP ocorrem até 02 de junho, com entrada franca. Informações sobre as apresentações e oficina, confira na programação abaixo.

Turnê Teatro Mototóti São Paulo/SP 2016

SESC Pinheiros

O Vendedor de Palavras         

30 de abril – 12h – Área de convivência da unidade

01 de maio – 12h – Área de convivência da unidade

Entrada franca

SESC Pinheiros

Flor da Vida

07 de maio – 16h – Área de convivência da unidade

08 de maio – 16h – Área de convivência da unidade

Entrada franca

SESC Santos

O Vendedor de Palavras: 14 de maio – 17h30 – no saguão do teatro

Flor da Vida: 15 de maio – 17h30 – no saguão do teatro

Entrada franca

X Mostra de Teatro de São Miguel Paulista

Flor da Vida – 20 de maio – 19h – Praça do Casarão (R. São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Vila Mara / Jardim Helena)

Entrada franca

SESC Jundiaí

Projeto “Cia na Casa”

O Vendedor de Palavras – 28 de maio às 17h – Área de convivência da unidade

Flor da vida – 29 de maio às 11h – Área de convivência da unidade

Flor da Vida – 01 de junho às 10h e às 14h – Área de convivência da unidade

Oficina “A Essência do Teatro de Rua” – de 31 de maio à 02 de junho das 19h às 22h – No teatro da Unidade

Entrada franca

Inscrições para Oficina: SESC Jundiaí – (11) 4583-4900

Saiba Mais:

Sinopse Flor da Vida: O Teatro Mototóti fala de sua própria jornada ao contar a história de dois palhaços, que se encontram e buscam realizar seu grande sonho: fazer teatro! Provando dos sabores e dissabores da vida de casal, Charle’s Tone e Thalia Thaluda caminham juntos fazendo escolhas dia-a-dia, até que um incêndio arrebatador destrói tudo o que eles têm. Bem, quase tudo. De acordo com a simbologia da Flor da Vida*, cada passo interfere diretamente no desenho de uma história. Qual será o desfecho desses dois? Para onde eles foram quando pensavam já não ter mais para onde ir? Este é um momento de grande alquimia do Grupo, que se vale da linguagem do palhaço para tocar o intangível e contar a história de amor, superação e perseverança de seus criadores. https://www.youtube.com/watch?v=TkNz3C-VNWw

* Flor da Vida é o nome dado a uma figura geométrica formada por vários círculos sobrepostos, num padrão de flor, representando as formas fundamentais de espaço e tempo. Nesse sentido é uma expressão visual da vida, tecendo ligações entre todos os seres, carregando em si informações básicas de todas as coisas vivas. Acredita-se, desde a mais remota antiguidade, que cada molécula de vida, cada célula em nosso corpo conhece este padrão: ele é o padrão dacriação e da vida em todo lugar. Então não poderíamos ter encontrado uma simbologia melhor para acolher nosso novo trabalho: A Flor da Vida.

Sinopse O Vendedor de Palavras: Há uma grande falta de palavras no mundo e as pessoas ficam repetindo e repetindo as mesmas poucas que têm. Se cada palavra vale um pensamento, quanto mais palavras, mais pensamentos! Essa é a descoberta de Milho, um menino do interior que sonha em ir para a capital e encontrar sua “amiga” Espiga, que o espera para juntos encherem o mundo de pensamentos, sonhos e… palavras!!! Os avós de Milho, Odete, uma impertinente senhora alemã; e Adam, um grande inventor Inglês, não irão poupar palavras nem artimanhas para manter o jovem sob suas asas, garantindo boas risadas e o humor próprio do teatro popular, feito para a rua. https://www.youtube.com/watch?v=5HqxghRKZrQ

 O Teatro Mototóti existe há nove anos e já possui quatro espetáculos em seu repertório. Formado pelos atores Carlos Alexandre e Fernanda Beppler em 2007, o grupo vem se destacando no cenário de teatro de rua, atuando em todo o país, tendo como características de trabalho a pesquisa e prática permanentes em teatro de rua e a construção/manutenção de um repertório de espetáculos, com o propósito de colocar em cena trabalhos autorais que dialoguem com o público nos mais diferentes lugares.

O primeiro espetáculo, O Vendedor de Palavras – Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2008 –   já foi assistido por 80 mil espectadores em mais de 270 apresentações e ganhou uma versão em espanhol, para apresentações na Argentina e Uruguai. A segunda montagem do grupo, i-MUndo – Prêmio FUNARTE Artes Cênicas na Rua 2010 – estreou em setembro de 2011 na capital gaúcha e vem realizando participações em importantes mostras e festivais pelo país.  Ao final de 2012, o Grupo comemorou seu quinto ano de atividades, trazendo à cena mais um espetáculo de teatro de rua, “Folia dos Reis”, um auto que conta a história do Natal sob a perspectiva dos três Reis Magos. O espetáculo estreou no Natal luz de Gramado e integra as principais festividades de Natal do Sul do país.

Em 2013 o Grupo trouxe à cena a história da vida e obra de Hermeto Pascoal, com a peça “Hermeto Pascoal: o mago dos sons”, que mescla a linguagem teatral com a contação de histórias. 2014 foi o ano da estreia de Flor da Vida, quarto espetáculo do repertório do Grupo, contemplado com o Prêmio FUNARTE Artes na Rua (Circo Dança e Teatro) 2013. Este trabalho teve orientação de Esio Magalhães (Barracão Teatro – Campinas/SP), referência na linguagem do palhaço no Brasil. Em 2015 o grupo expandiu seu núcleo de contação de histórias, trazendo à cena o espetáculo Histórias da Bergamotinha, em que utiliza diversos elementos teatrais para contar histórias encenadas e musicadas, apresentando um trabalho multilinguagens que resultou em uma contação de histórias altamente teatral.

Desde 2015 o Mototóti promove mensalmente apresentações de espetáculo e atividades gratuitas em sua sede pública, no Parque Mascarenhas de Morais, em Porto Alegre.  O projeto, intitulado Se Essa Rua Fosse Minha, já recebeu mais de 1500 espectadores e ocorre de forma independente, sem patrocínios ou financiamentos.

http://www.motototi.com.br | www.facebook.com/TeatroMotototi

Se essa rua fosse minha realiza mais uma etapa no dia 24 de abril

Histórias-da-Bergamotinha---Foto-Fernanda-Beppler-4p

Projeto independente de arte de rua ocupa uma vez por mês o Parque Mascarenhas de Moraes no bairro Humaitá

 

Após sete edições de sucesso em 2015, o Teatro Mototóti retorna ao Parque Mascarenhas de Moraes para a temporada 2016 do projeto independente de arte de rua Se Essa Rua Fosse Minha, no dia 24 de abril. A atividade, programada para o dia 27 de março inicialmente, foi transferida devido ao mau tempo. Com o objetivo de ocupar o parque com atividades regulares, a primeira edição deste ano do projeto promoverá diversas atividades artísticas que contemplam a rua como palco, além de uma programação que conta com aulas de pilates, rodas de chimarrão, entre outras.

Os atores Fernanda Beppler e Carlos Alexandre, fundadores da companhia, são moradores do Humaitá e usam o parque como sua sede pública, onde desenvolvem ensaios e promovem apresentações. “Nosso desejo é fomentar a formação de plateia a longo prazo e trazer a comunidade à rua, para conviver em harmonia com a natureza e seus vizinhos”, declaram.

Em 2015, o Se Essa Rua Fosse Minha recebeu em torno de 1.500 pessoas em sete edições, tanto do Humaitá quanto espectadores de diversos bairros de Porto Alegre e municípios da Região Metropolitana. O grupo apresentou todos os espetáculos de seu repertório, além de aulas de pilates e boxe chinês.

Neste ano, além dos espetáculos do Teatro Mototóti, o Circuito contará com artistas e grupos convidados. Para o dia 24, a programação conta com as apresentações dos espetáculos Histórias da Bergamotinha, Ao Divagar Se Vai Longe e De Bicicleta Mais Ainda… e do Teatro em Miniatura.

Histórias da Bergamotinha é o mais recente trabalho do Teatro Mototóti. O projeto busca atender o público infanto-juvenil, aproximando-o da casa das histórias: o livro. As histórias não são apenas lidas, mas sim contadas, cantadas e encenadas, onde os contadores Geison Aquino e Mariana Beppler se utilizam de elementos teatrais como a música, a encenação, manipulação de objetos, bonecos e instrumentos musicais, para transformar a história em um espetáculo multilinguagem, que encanta a todas as idades.

Abrindo a programação de 2016, está a Trupi di Trapu e seu Teatro em Miniatura. Criado em 2008 por Anderson Gonçalves e Carmen Lima, a Trupi tem trajetória de sucesso no mundo do teatro de animação. O grupo destaca-se por seu trabalho em oficinas com crianças, jovens e educadores, levando a arte do teatro de bonecos de forma democrática aos mais variados públicos no Brasil, Argentina, Peru e Colômbia. Numa incursão mágica pelo mundo do teatro “lambe-lambe”, o grupo se reinventa e se descobre dentro da pequena grande fábrica de sonhos que são as caixas de teatro em miniatura. Como num teatro as caixas são dotadas de som, luzes e, claro, de atores, num local onde ter um espectador é sinal de casa lotada.

Ao Divagar se Vai Longe e de Bicicleta Mais Ainda…, da Cia. UmPéDeDois, conta a história de Camomila e Quindim. Em busca de um lugar perfeito ao encontro de um amor nem tão perfeito assim, descobrem, entre malas e malabarismos, o que sempre esteve ali, bem debaixo dos seus narizes vermelhos: eles se amam e adoram andar de bicicleta!

A programação também conta com aulas de pilates, roda de chimarrão e bate papo com os artistas, tudo com entrada franca. Para mais informações, acesse: www.mototóti.com.br.

Saiba Mais

O Teatro Mototóti existe há oito anos e já possui quatro espetáculos em seu repertório. Formado pelos atores Carlos Alexandre e Fernanda Beppler em 2007, o grupo vem se destacando no cenário de teatro de rua, atuando em todo o país, tendo como características de trabalho a pesquisa e prática permanentes em teatro de rua e a construção/manutenção de um repertório de espetáculos, com o propósito de colocar em cena trabalhos autorais que dialoguem com o público nos mais diferentes lugares.

O primeiro espetáculo, O Vendedor de Palavras – Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2008 –   já foi assistido por 80 mil espectadores em mais de 270 apresentações e ganhou uma versão em espanhol, para apresentações na Argentina e Uruguai. A segunda montagem do grupo, i-MUndo – Prêmio FUNARTE Artes Cênicas na Rua 2010 – estreou em setembro de 2011 na capital gaúcha e vem realizando participações em importantes mostras e festivais pelo país.  Ao final de 2012, o Grupo comemorou seu quinto ano de atividades, trazendo à cena mais um espetáculo de teatro de rua, “Folia dos Reis”, um auto que conta a história do Natal sob a perspectiva dos três Reis Magos. O espetáculo estreou no Natal luz de Gramado e integra as principais festividades de Natal do Sul do país.

Em 2013 o Grupo trouxe à cena a história da vida e obra de Hermeto Pascoal, com a peça “Hermeto Pascoal: o mago dos sons”, que mescla a linguagem teatral com a contação de histórias. 2014 foi o ano da estreia de Flor da Vida, quarto espetáculo do repertório do Grupo, contemplado com o Prêmio FUNARTE Artes na Rua (Circo Dança e Teatro) 2013. Este trabalho teve orientação de Esio Magalhães (Barracão Teatro – Campinas/SP), referência na linguagem do palhaço no Brasil. Em 2015 o grupo expandiu seu núcleo de contação de histórias, trazendo à cena o espetáculo Histórias da Bergamotinha, em que utiliza diversos elementos teatrais para contar histórias encenadas e musicadas, apresentando um trabalho multilinguagens que resultou em uma contação de histórias altamente teatral.

EQUIPE TÉCNICA:

Coordenação: Fernanda Beppler
Curadoria: Fernanda Beppler, Carlos Alexandre, Mariana Beppler e Geison Aquino
Coordenação de Produção: Carlos Alexandre
Produção Executiva: Geison Aquino e Mariana Beppler
Técnico de Som: Vitório Oliveira Azevedo
Apoio: Rogério Bertoldo
Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – assessoria de flor em flor
Iniciativa e Realização: Teatro Mototóti

PARCEIROS:

Trupi Di Trapu, Personal Pilates By Bárbara Neumann, Cia. UmPéDeDois, ES – Soluções em Comunicação Visual.

PROGRAMAÇÃO:

15h – abertura com Teatro Em Miniatura (Trupi di Trapu)
– aula de pilates (Personal Pilates By Bárbara Neumann)
15h30 – Histórias da Bergamotinha (Teatro Mototóti)
16h30 – Ao Divagar Se Vai Longe e De Bicicleta Mais Ainda… (Cia. UmPéDeDois)
17h30 – Roda de Chimarrão e bate papo com todos os artistas envolvidos.
18h – Encerramento

SERVIÇO:

Evento: Circuito Se Essa Rua Fosse Minha – 2016: 1ª edição
Data: 27/03/2016 – domingo
Local: Parque Mascarenhas de Moraes (Rua Palmira Gobbi, Humaitá, Porto Alegre/RS)
Horário: a partir das 15 horas
Ingresso: Gratuito – contribuição espontânea no chapéu para atividades artísticas

Cia Del Puerto promove Mostra de Processo de próximo espetáculo no dia 22 de abril com entrada franca

flamenco_divulgacao

 “Flamenco Imaginário” tem estreia prevista para o mês de junho no Teatro de Arena

 

A Cia Del Puerto promove com entrada franca no dia 22 de abril, a partir das 19h, a Mostra de Processo do espetáculo Flamenco Imaginário, que tem previsão de estreia para o mês de junho, no Teatro de Arena. A montagem inédita da companhia, um espetáculo para crianças, é livremente inspirada na dramaturgia de “O corcunda de Notre Dame”, de Victor Hugo.

O projeto faz parte do Prêmio de Incentivo à Pesquisa em Artes Cênicas do Teatro de Arena de Porto Alegre, recebido pelo grupo em 2015, e conta ainda com uma série de contrapartidas, entre elas oficinas de dança e música, que serão oferecidas gratuitamente durante a temporada de estreia.

Flamenco Imaginário é a primeira montagem de flamenco para crianças do grupo. A proposta é desenvolver um espetáculo lúdico e criativo, com trilha sonora inédita composta especialmente para o projeto por Giovani Capeletti. Concebido por Daniele Zill, tem direção de Denis Gosh e coreografias de Juliana Prestes. No elenco, Daniele, Ana Medeiros, Juliana Kersting e Leonardo Dias.

A Cia Del Puerto foi fundada em 1999 e desde então realiza um intenso trabalho de pesquisa técnica, expressiva e histórico-cultural que envolve a arte Flamenca. O grupo já circulou por todo o país com suas montagens, recebeu prêmios e indicações, entre eles o troféu Açorianos de Melhor Espetáculo por Tablao e Las Cuatro Esquinas.

 

Ficha técnica

Concepção: Daniele Zill

Direção: Denis Gosch

Coreografia: Juliana Prestes

Trilha Sonora Original: Giovani Capeletti

Elenco: Ana Medeiros, Daniele Zill, Juliana Kersting e Leonardo Dias

Percussão e efeitos: Gustavo Rosa

Design e Operação de Luz: Leandro Gass

Técnico de som: José Derly

Figurinos/Cenário: Antonio Rabadan

Produção executiva: Daniele Zill e Juliana Kersting

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin

REALIZAÇÃO: Del Puerto Produções e Prêmio de incentivo à pesquisa em artes cênicas do Teatro de Arena de Porto Alegre

 

Serviço:

 Mostra de Processo Flamenco Imaginário

Data: 22/04/2016

Horário:19h

Local: Teatro de Arena

Entrada Franca

Estacionamento conveniado: Rua Duque de Caxias, 1247 (Safe Park)

www.delpuerto.com.br | facebook.com/flamencoimaginario

-Vídeos:

Promo Las Cuatro Esquinas

https://www.youtube.com/watch?v=yzPYSyLETAo

Teaser Las Cuatro Esquinas

https://www.youtube.com/watch?v=il_MypCzsaw

Teaser 15 Anos Del Puerto

https://www.youtube.com/watch?v=fp_TLTbVPvk

Blog no WordPress.com.

Acima ↑