Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Daniel Colin

Novo espetáculo do Teatro Sarcáustico volta a cartaz em temporada no Teatro Renascença a partir de 30 de março

nosponos1_credito_Qex Bittencourt

Nós Por Nós tem direção de Daniel Colin e Ricardo Zigomático

 

Porto Alegre, 26 de março de 2018 – Completando 14 anos em 2018, o Teatro Sarcáustico reestreia em grande temporada de 30 de março a 22 de abril no Teatro Renascença seu mais recente projeto cênico. Nós por Nós foi construído sobre o mote “O que te afeta e te faz resistir”?, uma obra autoral que se debruça sobre a compreensão dos afetos como possíveis formas de reação, revolução e resistência. “Em tempos em que presenciamos tantos cerceamentos de direitos sobre os corpos, amores, espaços e conhecimentos, fomos buscar o tema do espetáculo através de afetos como resistência política”, declaram os diretores do projeto, Daniel Colin e Ricardo Zigomático.

A dramaturgia cênica original de Nós Por Nós é elaborada a partir de processos autobiográficos dos performers e de como estes processos se afetam entre si, mas também a partir de referenciais diversos, como músicas, textos, matérias jornalísticas, filmes e obras de arte que tratam deste mesmo universo: atos políticos não-violentos.

“Interagir com nossos corpos e confrontar afetamentos significa neste espetáculo performar um terrorismo afetivo que possa nos desacomodar de nosso cotidiano que insiste em nos coagir politicamente. Somos cinco performers em cena que juntos se tornam muitos. Nisso achamos na letra da música Yasuke, do rapper paulista Emicida, o título do espetáculo: “Eu e você juntos somos nós, nós que ninguém desata”, contam.

No elenco, Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn interpretam cenas que foram criadas a partir de referências encontradas em notícias como o caso da senhora de 70 aos que cobre mensagens nazistas em Berlim, mobilizações de pessoas após desastres, beijaço em protesto à agressão a gays, músicas machistas, entre outras. “Fomos nos alimentando dessas histórias que trazem o afeto como arma de resistência e assim construímos um espetáculo que conta muitas histórias, mas sem falas”, revelam. Na questão do verbo, o crítico teatral do site Agora, Renato Mendonça, escreve: “O espetáculo quase não tem palavras, mas ao final é cheio delas. Quase não há falas em Nós Por Nós, mas a montagem é eloquente”.

A performance sonora, assinada por Vitório O. Azevedo, é executada ao vivo, enquanto capta os sons das atrizes e dos atores durante as cenas, construindo uma dramaturgia sonora, juntamente com o design de luz de Casemiro Azevedo, seu irmão, que canta uma das músicas do espetáculo. Antonio Rabadan assina os figurinos, que foram desenvolvidos através de uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul.

As sessões ocorrem de sexta-feira a domingo, às 20h30. Os ingressos custam entre R$ 15,00 e R$ 40,00, com descontos para idosos, estudantes, pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino médio e fundamental, na bilheteria do teatro em dias de espetáculo ou antecipadamente pelo site  www.entreatosdivulga.com.br

 

Nós Por Nós – Ficha Técnica

Direção: Daniel Colin e Ricardo Zigomático

Assistência de Direção: Vitória Titton

Performers: Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn

Performance Sonora: Vitório O. Azevedo

Design de Luz: Casemiro Azevedo

Cenografia: Daniel Fetter, Valquiria Cardoso e Alex Limberger

Assistência Coreográfica: Natasha Villar

Produção: Daniela Lopes / Cardápio Cultural e Ricardo Zigomático

Programação Visual: Ricardo Zigomático

Fotografia de Cena: Qex Bittencourt e Claudio Etges

Em uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul foram desenvolvidos os figurinos e uma produção fotográfica:

Coordenadora do Design: Carolina Bustos

Orientação Code Moda: Fernando Bakos

Figurinista: Antonio Rabadan

Assistência: Vitória Tomé, Frederico Becker, Luiza Tramontina, Maria Eduarda Castro, Giovana Sbardelotto, Isabella Paixão e Guilherme Brenner.

Laboratorista: Mayara Reis

Monitora: Helena Dias

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Realização: Teatro Sarcáustico

Saiba Mais

Sobre o Teatro Sarcáustico

O Teatro Sarcáustico foi fundado por artistas oriundos do curso de Artes Cênicas da UFRGS. Nestes anos de trabalho continuado, o grupo criou espetáculos ousados e impactantes como os sucessos Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá (Prêmios Açorianos e Braskem em Cena de Melhor Espetáculo e Direção, dentre outros) e Breves Entrevistas com Homens Hediondos (Prêmio Braskem em Cena de Melhor Espetáculo). O Sarcáustico tem mais de 10 anos de pesquisa continuada em artes cênicas, cujo trabalho vem se aprofundando nas questões do espaço, dramaturgia original e atmosfera performática. O repertório do grupo conta com espetáculos adultos, infantis, de performances urbanas e performances audiovisuais-transmídia.

Nós por Nós – temporada Teatro Renascença

QUANDO: 30 de março a 22 de abril, sextas, sábados e domingos às 20h30

ONDE: Teatro Renascença (Av. Erico Verissimo, 307) – Estacionamento no local

INGRESSOS

Antecipados:

R$ 30,00 – inteira

Vendas antecipadas pelo site: www.entreatosdivulga.com.br

*Pelo site e por telefone até 2 horas antes do início do espetáculo.

No teatro (1h antes do início do espetáculo):

R$ 40,00 – inteira

Descontos para idosos, classe artística, estudantes, municipários, doadores de sangue

Novo espetáculo do Teatro Sarcáustico estreia dia 18 de novembro no Theatro São Pedro

nospornos_creditoqexbittencourt

Nós Por Nós tem direção de Daniel Colin e Ricardo Zigomático

Completando 13 anos em 2017, o Teatro Sarcáustico estreia seu novo projeto cênico nos dias 18 e 19 de novembro no Theatro São Pedro. Nós por Nós foi construído sobre o mote “O que te afeta e te faz resistir”?, uma obra autoral que se debruça sobre a compreensão dos afetos como possíveis formas de reação, revolução e resistência. “Em tempos em que presenciamos tantos cerceamentos de direitos sobre os corpos, amores, espaços e conhecimentos, fomos buscar o tema do novo espetáculo do grupo através de afetos como resistência política”, declaram os diretores do projeto, Daniel Colin e Ricardo Zigomático.

A dramaturgia cênica original de Nós Por Nós é elaborada a partir de processos autobiográficos dos performers e de como estes processos se afetam entre si, mas também a partir de referenciais diversos, como músicas, textos, matérias jornalísticas, filmes e obras de arte que tratam deste mesmo universo: atos políticos não-violentos.

“Interagir com nossos corpos e confrontar afetamentos significa neste espetáculo performar um terrorismo afetivo que possa nos desacomodar de nosso cotidiano que insiste em nos coagir politicamente. Somos cinco performers em cena que juntos se tornam muitos. Nisso achamos na letra da música Yasuke, do rapper paulista Emicida, o título do espetáculo: “…Eu e você juntos somos nós, nós que ninguém desata…””, contam.

No elenco, Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn interpretam cenas que foram criadas a partir de referências encontradas em notícias como o caso da senhora de 70 aos que cobre mensagens nazistas em Berlim, mobilizações de pessoas após desastres, beijaço em protesto a agressão a gays, músicas machistas, entre outras. “Fomos nos alimentando dessas histórias que trazem o afeto como arma de resistência e assim construímos um espetáculo que conta muitas histórias, mas sem falas”, revelam. Na questão do verbo o crítico teatral do site Agora, Renato Mendonça, que viu um dos ensaios escreve: “O espetáculo quase não tem palavras, mas ao final é cheio delas. Quase não há falas em Nós Por Nós, mas a montagem é eloquente”.

A performance sonora, assinada por Kevin Brezolin, é executada ao vivo, enquanto capta os sons dos atores durante as cenas, construindo uma dramaturgia sonora. Antonio Rabadan assina os figurinos, que foram desenvolvidos através de uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul.

Os ingressos, à venda a partir de 26 de outubro, custam entre R$ 20,00 e R$ 50,00, com descontos para idosos, estudantes, sócios AATSP, pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino médio e fundamental, na bilheteria do teatro ou pelo site https://vendas.teatrosaopedro.com.br/

 

Nós Por Nós – Ficha Técnica

Direção: Daniel Colin e Ricardo Zigomático

Assistência de Direção: Vitória Titton

Performers: Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático e Ursula Collischonn

Performance Sonora: Kevin Brezolin

Assistência Coreográfica: Natasha Villar

Design e Performance de Luz: Casemiro Azevedo

Produção: Daniela Lopes – Cardápio Cultural

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria De Flor em Flor

Fotografia de Cena: Qex Bittencourt

Programação Visual: Ricardo Zigomático

 

Em uma parceria com a Code Moda da ESPM-Sul foram desenvolvidos os figurinos e uma produção fotográfica:

Coordenadora do Design: Carolina Bustos

Orientação Code Moda: Fernando Bakos

Figurinista: Antonio Rabadan

Assistência: Vitória Tomé, Frederico Becker, Luiza Tramontina, Maria Eduarda Castro, Giovana Sbardelotto, Isabella Paixão e Guilherme Brenner.

Laboratorista: Mayara Reis

Monitora: Helena Dias

Realização: Teatro Sarcáustico

Apoio: Theatro São Pedro, Casa de Cultura Mário Quintana, ESPM e Quintal Cultural Produções

 

Saiba Mais

Sobre o Teatro Sarcáustico

O Teatro Sarcáustico foi fundado por artistas oriundos do curso de Artes Cênicas da UFRGS. Nestes anos de trabalho continuado, o grupo criou espetáculos ousados e impactantes como os sucessos Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá (Prêmios Açorianos e Braskem em Cena de Melhor Espetáculo e Direção, dentre outros) e Breves Entrevistas com Homens Hediondos (Prêmio Braskem em Cena de Melhor Espetáculo). O Sarcáustico tem mais de 10 anos de pesquisa continuada em artes cênicas, cujo trabalho vem se aprofundando nas questões do espaço, dramaturgia original e atmosfera performática. O repertório do grupo conta com espetáculos adultos, infantis, de performances urbanas e performances audiovisuais-transmídia.

Serviço:

18 e 19 de novembro – sábado às 21h e domingo às 18h

Theatro São Pedro – Praça Marechal Deodoro, s/n

Ingressos:

Plateia: R$ 50,00
Cadeira extra: R$ 50,00
Camarote central: R$ 40,00
Camarote lateral: R$ 30,00
Galerias: R$ 20,00

Descontos:

50% para idosos com idade igual ou superior a 60 anos;

50% para estudantes em até 40% da lotação do teatro:

– até 15 anos mediante RG;

– acima de 16 anos portando carteira da UGES, UEE, UNE;

50% para jovens entre 16 e 29 anos, pertencentes a famílias de baixa renda, mediante comprovação de matrícula CADÚNICO;

50% para sócios AATSP em 100 ingressos (temporada) ou 30 ingressos (apresentação única);

50% para pessoas com deficiência, inclusive seu acompanhante quando necessário.

50% para professores da rede pública de ensino médio e fundamental (rede municipal e estadual)

 

Ingressos antecipados na bilheteria do Theatro São Pedro:

De segunda a sexta, das 13h às 18h30 ou até o horário de início do espetáculo
Sábados e domingos, das 15h até o horário de início do espetáculo

Vendas online: https://vendas.teatrosaopedro.com.br/

 

 

 

 

 

jc_13.03.17.jpg

“Wonderland e o que M.Jackson encontrou por lá” encerra a Mostra Teatro Sarcáustico 10 Anos nos dias 23 e 24 de agosto no Theatro São Pedro

 wonderland2_credito_claudioetges

Ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro

Encerrando a programação que marcou uma década de existência do Teatro Sarcáustico, o espetáculo Wonderland e o que M.Jackson encontrou por lá, vencedor do prêmio do Açorianos de melhor montagem em 2010, retorna em curta temporada no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, nos dias 23 e 24 de agosto.

O espetáculo dirigido por Daniel Colin foi indicado a nove categorias no Prêmio Açorianos 2010 e venceu em quatro (Melhor Espetáculo, Melhor Diretor, Melhor Figurino e Melhor Produção).

A temática central de Wonderland traz à discussão a questão da formação da identidade do artista: da liberdade conceitual de sua obra até a mercantilização da mesma para a grande massa consumidora. Uma das grandes surpresas da montagem está no elenco, onde três atores e uma atriz interpretam o mesmo personagem, M.Jackson: Rodrigo Shalako, Rodolfo Ruscheinsky, Ricardo Zigomático e Marina Pelle.

Há pelo menos quatro referências literárias que fizeram parte da inspiração da dramaturgia do espetáculo: Peter Pan, de J.M.  Barrie, Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, a biografia de Michael Jackson, de J. Randy Taraborrelli e Roda Vida, de Chico Buarque. Além das referências textuais, o espetáculo utiliza uma fortíssima perspectiva visual, baseada na vida, obra, canções, estética de álbuns e shows de Michael Jackson e Jacksons Five, banda na qual Jackson fazia parte com os irmãos durante sua infância e adolescência.

Para esta montagem, o Teatro Sarcáustico conta com uma brilhante equipe técnica, formada por alguns dos melhores profissionais cênicos do Rio Grande do Sul, alguns deles já antigos parceiros dos espetáculos anteriores do grupo.  Isso demonstra o interesse latente que o grupo tem de cada vez mais profissionalizar seus trabalhos, criando parcerias com artistas altamente qualificados, com produção reconhecida dentro e fora do estado. Para compor a trilha sonora original Arthur de Faria foi convidado pela produção do espetáculo, a preparação vocal é assinada por Simone Rasslan, figurinos de Daniel Lion cenografia de Elcio Rossini e maquiagem de Nikki Goulart, cover de Jackson, conhecido na cena artística portoalegrense.

Os ingressos custam entre R$ 30,00 e R$ 50,00, com descontos de 50% para estudantes, classe artística e idosos. As vendas iniciam no dia 04 de agosto, na bilheteria do teatro. As apresentações ocorrem às 21h no sábado e às 18h no domingo.

 

Saiba Mais 

“Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá” (Prêmio Açorianos 2010 e Braskem 2011 de Melhor Espetáculo)

Dramaturgia: Daniel Colin e Felipe Vieira de Galisteo (Indicação ao Prêmio Açorianos 2010 de Melhor Dramaturgia)

Direção Geral: Daniel Colin (Prêmio Açorianos 2010 e Braskem 2011 de Melhor Diretor)

Assistência de Direção: Tainah Dadda

Elenco: Cassiano Fraga, Cláudio Loimil, Daniel Colin (Indicação ao Prêmio Açorianos 2010 de Melhor Ator Coadjuvante), Denis Gosch, Eder Ramos, Guadalupe Casal, Keka Bittencourt, Lauro Fagundes, Marina Pelle, Renata Teixeira, Ricardo Zigomático, Rodolfo Ruscheinsky, Rodrigo Shalako, Thais Fernandes e Ursula Collischonn  

Participação em vídeo: Zé da Terreira

Trilha Sonora Original: Arthur de Faria, Luciano Mello e Marcão Acosta (Indicação ao Prêmio Açorianos 2010 de Melhor Trilha Sonora)

Preparação Vocal: Simone Rasslan

Coreografias: Diego Mac

Vídeo Designer: Paula Pinheiro

Figurinos: Daniel Lion (Prêmio Açorianos 2010 de Melhor Figurino)

Cenografia: Elcio Rossini (Indicação ao Prêmio Açorianos 2010 de Melhor Cenário)

Maquiagem: Nikki Goulart

Iluminação e Operação de Luz: Maíra Prates 

Design Gráfico: Pedro Gutierres

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Coordenação dos vídeos de divulgação: Thaís Fernandes

Diretor de Produção e Divulgação: Daniel Colin e Guadalupe Casal

Produção Geral: TEATRO SARCÁUSTICO 

Sobre o Teatro Sarcáustico

O Teatro Sarcáustico foi fundado em 2004 por formandos do curso de Artes Cênicas da UFRGS. Nestes 10 anos de trabalho continuado, o grupo criou espetáculos ousados e impactantes como os sucessos Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá (Prêmios Açorianos e Braskem em Cena de Melhor Espetáculo e Direção, dentre outros) e Breves Entrevistas com Homens Hediondos (Prêmio Braskem em Cena de Melhor Espetáculo). Em 2014, o Sarcáustico completa 10 anos de pesquisa continuada em artes cênicas, cujo trabalho vem se especializando em espetáculos realizados em espaços não-convencionais, com dramaturgias originais e atmosferas performáticas. O repertório conta com cinco espetáculos adultos, dois infantis, um projeto de performances urbanas e um performance audiovisual-transmídia. O Teatro Sarcáustico atualmente é um dos grupos residentes do projeto “Usina das Artes” (PM Porto Alegre).

MOSTRA TEATRO SARCÁUSTICO 10 ANOS

WONDERLAND E O QUE M. JACKSON ENCONTROU POR LÁ

23/08 às 21h e 24/08 às 18h

Theatro São Pedro – Praça Marechal Deodoro, s/n

Ingressos entre R$ 30,00 e R$50,00 (desc. 50% para estudantes, artistas e melhor idade). Início das vendas em 04 de agosto, na bilheteria do teatro.

Jogo da Memória na imprensa

correiodopovo_11.08.14 jc_11.08.14 zerohora_11.08.14

zerohora_02.08.14

A Vida Sexual dos Macacos tem apresentações na sala 309 da Usina do Gasômetro

macacos2_credito_patricia_dyonisio(p0

Comédia vencedora do Prêmio Braskem em Cena e Açorianos de Teatro integra a Mostra Teatro Sarcáustico 10 Anos

A comédia “A Vida Sexual dos Macacos” tem apresentações na sala 309 da Usina do Gasômetro nos dias 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de julho, às 20h. A montagem integra a programação da Mostra Sarcáustico 10 Anos, que segue até final de agosto.

O texto original, vencedor do Açorianos de Teatro 2008 de Melhor Dramaturgia é inspirado em ideias de escritores contemporâneos como como Ernest Cline, Nicky Silver, David Foster Wallace, Phillip Roth, Sergí Belbel, entre outros, e transpira criatividade e ousadia.

Daniel Colin (Prêmio Braskem em Cena 2009 de Melhor Ator) interpreta Felipe, um personagem desorientado, tanto moral quanto sexualmente, que vem desnudar seus segredos na frente do público, expondo-se de maneira engraçada, mordaz e surpreendente.

Utilizando eletrodomésticos como liquidificador, televisão e ventilador, Daniel Colin leva a plateia ao êxtase, encenando situações comuns – porém marcantes! – a todos nós, como o primeiro beijo, as mudanças corporais, a primeira transa e o primeiro amor.

Os ingressos custam R$ 30,00 com descontos para classe artística, idosos e estudantes, à venda nos dias de espetáculo, no local.

Para saber mais sobre a programação da Mostra Teatro Sarcáustico 10 Anos, acesse: http://teatrosarcaustico.blogspot.com.br/

 

Saiba Mais

A Vida Sexual dos Macacos

Direção: Felipe Vieira de Galisteo

Dramaturgia original: Daniel Colin e Felipe Vieira de Galisteo – Prêmio Açorianos de Teatro 2008 de Melhor Dramaturgia

Elenco: Daniel Colin (Prêmio Braskem em Cena 2009 de Melhor Ator) e participação especial de Douglas Dias

Iluminação: Felipe Vieira de Galisteo

Trilha sonora original: Leônidas Rübenich 

Figurino, cenário e produção: Daniel Colin

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Realização: TEATRO SARCÁUSTICO

*O espetáculo não é recomendado a menores de 16 anos!

Sobre o Teatro Sarcáustico

O Teatro Sarcáustico foi fundado em 2004 por formandos do curso de Artes Cênicas da UFRGS. Nestes 10 anos de trabalho continuado, o grupo criou espetáculos ousados e impactantes como os sucessos Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá (Prêmios Açorianos e Braskem em Cena de Melhor Espetáculo e Direção, dentre outros) e Breves Entrevistas com Homens Hediondos (Prêmio Braskem em Cena de Melhor Espetáculo). Em 2014, o Sarcáustico completa 10 anos de pesquisa continuada em artes cênicas, cujo trabalho vem se especializando em espetáculos realizados em espaços não-convencionais, com dramaturgias originais e atmosferas performáticas. O repertório conta com cinco espetáculos adultos, dois infantis, um projeto de performances urbanas e um performance audiovisual-transmídia. O Teatro Sarcáustico atualmente é um dos grupos residentes do projeto “Usina das Artes” (PM Porto Alegre).

 

MOSTRA TEATRO SARCÁUSTICO 10 ANOS
A VIDA SEXUAL DOS MACACOS

De 18 a 27 de julho (sexta a domingo), às 20h.
Sala 309 – Usina do Gasômetro – Av. Pres. João Goulart, 551
Ingressos: R$30,00 (50% de desconto para artistas, estudantes e melhor idade)

PORTO: a cidade como palco de uma anti-diáspora na imprensa

osul_12.07.14zerohora_12.07.14
metro_11.07.14 jc_11.07.14

pioneiro_08.07.14

 

 

jc_08.07.14

Blog no WordPress.com.

Acima ↑