Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Copacabana Palace

Guatambu Estância do Vinho é premiada no Rio Food and Wine Festival 2015

Sergio-Queiroz-Marcio-Pavani-Gabriela-Potter-e-Marcelo-Copello-Custom_creditoarykaie

Vinícola da Campanha Gaúcha recebeu o troféu de revelação do ano

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, recebeu na segunda-feira, dia 28 de setembro, o prêmio Revelação Mundus Vini do Rio Wine and Food Festival, que ocorre até o dia 04 de outubro, em diversos espaços, no Rio de Janeiro. A enóloga e sócia-proprietária da vinícola, Gabriela Hermann Pötter, recebeu o troféu Vinha Velha, criado pela artista plástica Ana Lucia Lima, durante o jantar de Abertura Oficinal do evento, no Copacabana Palace.

Seis chefs comandaram um menu harmonizado com dez diferentes rótulos. Os organizadores do RWFF, Marcelo Copello e Sergio Queiroz entregaram os prêmios às personalidades do ano em quatro categorias: Personalidade do Vinho (Mario Geisse), Vinícola Brasileira (Aurora), Mundus Vini 2015 (Guatambu) e Melhor Sommelier (Ramon Justino).

Segundo Gabriela, receber o prêmio de vinícola revelação foi um grande privilégio, “ainda mais sendo promovido pela Baco Multimídia, que sempre valorizou e divulgou o que o Brasil produz de melhor em viticultura. E estamos muito felizes de a premiação ter sido no Copacabana Palace, um dos primeiros empreendimentos do Rio de Janeiro que acreditou em nosso trabalho desde o início do projeto da Guatambu”. Os três restaurantes do hotel oferecem rótulos da vinícola em suas cartas.

De acordo com Marcelo Copello, a escolha dos destaques foi realizada através de indicação por diversos representantes do mercado. A votação para a Guatambu como revelação foi muito expressiva.

A vinícola foi classificada entre os 30% superiores da safra 2015 na XXIII Avaliação Nacional de Vinhos, que ocorreu no último final de semana em Bento Gonçalves, com os vinhos base dos espumantes Guatambu Rosé Brut e Poesia do Pampa Brut.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

Guatambu Estância do Vinho encerra 2014 com aumento de 74% no faturamento

guatambu_credito_leonidstreliaev

Novos rótulos são o destaque para 2015, que terá o lançamento do vinho Épico

A Guatambu Estância do Vinho encerra 2014 comemorando o aumento de 74% no faturamento, em relação às vendas de 2013. A vinícola de Dom Pedrito, RS,  teve nos meses de novembro e dezembro um crescimento recorde na venda de espumantes em 97% mais, comparado com os mesmo período do ano anterior. Esse ano, mais de 8000 visitantes estiveram na sede enoturística do empreendimento, que foi inaugurado em junho de 2013.

O ano foi marcado pelo lançamento de novos produtos, como a linha de brancos Luar do Pampa e o novo rótulo Angus, e o prêmio de Melhor Tinto Nacional do TOP TEN da ExpoVinis 2014 para o Rastros do Pampa Tannat. O evento é um dos mais importantes do setor vitivinícola mundial e que apresenta as tendências e lançamentos do segmento. Em 2015, a Guatambu lançará durante a feira o Épico, um vinho ícone da vinícola, resultado da seleção das melhores parcelas do vinhedo durante quatro safras das uvas tannat, cabernet sauvignon, merlot e tempranillo.

Os rótulos Rastros do Pampa Pinot Noir e o Espumante Angus também estão na lista de novos produtos para 2015. Entre janeiro e março a vinícola abre as portas ao público para a segunda edição da Vindima aberta a visitantes, com programação especial incluindo visita às instalações da vinícola, degustação dos rótulos produzidos, almoço com parrilla e colheita de uvas na Estância Leões. Os eventos promovidos em 2014 mobilizaram visitantes do Brasil e Uruguai.

O reconhecimento da vinícola se firmou em 2014 em outros Estados, em especial no Rio de Janeiro, onde integra a carta de bebidas dos restaurantes Mee e Cipriani, do Copacabana Palace. Em São Paulo, o público encontra dois vinhos da Guatambu no Restaurante Kaá.

Prêmios

Em abril, o vinho Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2012 e o espumante Guatambu Brut Rosé receberam medalha de prata no VII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil.  No mesmo mês, o Tannat foi o destaque entre os tintos brasileiros na ExpoVinis 2014.

Em novembro, o Rosé e o Rastros do Pampa Merlot receberam prêmios na 18ª edição do Concurso Internacional de Vinhos e Licores La Mujer Elige, em Mendoza, na Argentina. O evento tem uma característica especial: apenas mulheres participam do júri. Quarenta e quatro degustadoras, entre elas enólogas, sommeliers, jornalistas e críticas do segmento, avaliaram 505 amostras e premiaram rótulos de 18 países. O espumante recebeu medalha de Ouro Duplo e o tinto medalha de Ouro.

Sustentabilidade é a meta

Até 2016 a vinícola pretende produzir 100% das uvas de forma ecológica. A Guatambu implementou em 2014 um projeto-piloto com uma técnica sustentável e ecológica no controle de doenças fúngicas, com a utilização de micro-organismos que combatem naturalmente os fungos sem o uso de químicos.

A energia solar deve suprir 100% a energia da vinícola, através da ampliação da central geradora fotovoltaica já existente no local. Atualmente, 18 painéis fornecem energia para as instalações. Nos próximos meses 510 placas solares serão instaladas. Além de economia de energia elétrica, o sistema registra a economia na emissão de CO2 e devolverá à rede de energia a produção sobressalente que não for utilizada.  “Nosso consumo no pico é de 20 mil quilowatts por mês. Com a instalação do sistema fotovoltaico, vamos garantir uma economia financeira e de energia”, conta o diretor-proprietário Valter José Pötter. “Nossa trajetória empresarial sempre foi norteada pela inovação e sustentabilidade econômica, social e ambiental dos empreendimentos. No caso da vinícola não poderia ser diferente”, afirma.

A sustentabilidade também é encontrada no fornecimento de água do local. Reservatórios foram construídos para captar água da chuva, que é utilizada para PPCI e irrigação dos jardins. Outra parte segue para estação de tratamento, construída dentro dos padrões da Organização Mundial da Saúde, produzindo 500 litros de água potável por hora, que é utilizada para no complexo industrial e enoturístico.

Saiba Mais

Origem

A origem do empreendimento vitivinícola foi há onze anos, quando foram implantados os primeiros vinhedos, visando diversificar as atividades da Estância Guatambu, do médico veterinário Valter José Pötter. Na época, sua filha Gabriela, formada em Agronomia, motivou a família a fazer um projeto piloto com uvas Cabernet Sauvignon e Chardonnay para aproveitar o excelente clima da região da Campanha (com verões mais secos, com alta insolação, topografia levemente ondulada, inverno adequado para dormência da videira e alta amplitude térmica), extremamente favorável à atividade. Estas características favorecem a produção de uvas com maturação fenólica, taninos maduros, complexidade aromática e gosto aveludado. Com o apoio dos pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho, foi elaborado o primeiro vinho Cabernet Sauvignon da Guatambu em escala industrial em 2008, chamado Rastros do Pampa. A estreia no mercado foi um sucesso de comercialização e arrebatou prêmios internacionais, fato que impulsionou os proprietários a investirem solidamente no ramo.

Produção atual

Atualmente são 23 hectares de área plantada, com uma produção 14 rótulos de tintos, brancos e espumantes, de 150 toneladas de uvas processadas, sendo que 55% das frutas colhidas é destinada à produção de espumantes e 45% de vinhos. Os vinhedos estão localizados na latitude 30º58’ sul – a mesma de países como Argentina, Chile, África do Sul e Austrália, referências na produção de vinhos. A vinícola investiu na produção das uvas Cabernet Sauvignon, Tannat, Tempranillo, Merlot, Pinot Noir, Chardonnay, Sauvignon Blanc e Gewürztraminer. A produção de vinhos é assinada pela Eng. Agrônoma e enóloga Gabriela Hermann Pötter, juntamente com os enólogos uruguaios Alejandro Cardozo e Javier Gonzalez Michelena. “Nossos vinhos e espumantes são elegantes, frutados e macios”, comenta Gabriela.

Guatambu Estância do Vinho integra carta de bebidas do restaurante Cipriani no Rio de Janeiro

Estancia Guatambu_04-11-2013-1578

Rótulos Rastros do Pampa Tannat e Cabernet Sauvignon são os únicos da Campanha Gaúcha a constar no menu do empreendimento

Os vinhos Rastros do Pampa Tannat e Cabernet Sauvignon da Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, foram os escolhidos para integrar a carta de bebidas do Cipriani, principal restaurante do hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

Os rótulos, únicos representantes da produção da Campanha Gaúcha no menu do empreendimento, foram premiados em diversos eventos. O Cabernet Sauvignon já recebeu Medalha de Ouro na Itália, no 6º Concurso Internacioanl “Emozioni del Mondo” e três medalhas de prata do Concurso Internacional de Vinhos do Brasil (V, VI e VII edições). A safra 2012, que integra a carta, também recebeu prata no Concurso Mundial Bruxelas Brasil 2013 e foi listado entre os 16 melhores vinhos da XX Avaliação Nacional de Vinhos.

O Tannat, lançado em junho de 2013, durante a inauguração da sede da vinícola, foi escolhido o melhor tinto nacional no TOP TEN da ExpoVinis 2014, em São Paulo.

Conhecido como um dos melhores restaurantes do Rio, batizado em homenagem ao hotel mais sofisticado de Veneza, o Cipriani oferece pratos excepcionais da culinária do norte da Itália. O menu do chef Luca Orini combina o que há de melhor entre os ingredientes brasileiros e italianos. Pratos inovadores fazem companhia às receitas clássicas pertencentes à família de Orini há gerações.

Sobre a Guatambu

A Guatambu Estância do Vinho é uma vinícola boutique de Dom Pedrito, RS. Seu trabalho é realizado através de administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas desde 2003. A vinícola já conquistou diversas premiações importantes, entre elas o TOP TEN Expovinis 2014, com o vinho Rastros do Pampa Tannat. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

folhadosul2_03.05.14

folhadosul_22.04.14

zerohora_16.04.14

Guatambu Estância do Vinho integra carta de bebidas do novo restaurante do Copacabana Palace

divulgaçãoguatambu

Espumantes Rosé, Nature e Demi-Sec são servidos no Mee

Inaugurado em fevereiro deste ano, o restaurante pan-asiático Mee, do Copacabana Palace, incluiu em sua carta de bebidas três rótulos de espumantes da Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS.

Estão disponíveis na carta de espumantes os rótulos Guatambu Rosé Brut, Nature e Demi-Sec. O Mee funciona no lugar do antigo Bar do Copa e é o primeiro restaurante pan-asiático da cidade. Batizado de MEE (Mi), nome feminino que significa beleza em Coreano, o novo espaço gastronômico ficou seis meses em reforma e teve o cardápio elaborado pelo sino-americano Ken Hom. O renomado chef vive entre a França e a Tailândia, onde comanda o restaurante Maison Chin Bangkok. Vencedor de diversos prêmios culinários, Hom ainda tem seu próprio programa no canal BBC e 36 livros publicados em diversas línguas. O Mee funciona diariamente, das 19h à 01h.

A vinícola boutique é um dos empreendimentos de destaque instalados na Campanha Gaúcha e já arrebatou inúmeras premiações: os espumantes já receberam medalhas de ouro no 8º Concurso Mundial Bruxelas Brasil e no 10º Concurso Internacional La Mujer Elige, realizado em Mendonza, na Argentina.

Sobre a Guatambu

Seu trabalho é realizado através de administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas desde 2003. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

Blog no WordPress.com.

Acima ↑