Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

colheita

folhadosulgaucho_18.01.2013

Guatambu duplica safra de uvas

colheita1_credito_Rodrigo Alves Vieira(p)

Colheita das uvas Chardonnay iniciou na última quinta-feira

Na última quinta-feira (10/01/13), a Guatambu deu a largada na colheita da safra 2013, com uvas Chardonnay, cultivadas em Dom Pedrito, na Campanha gaúcha. Esta semana é a vez das uvas Pinot Noir e Gewürztraminer. As três variedades serão destinadas à elaboração de espumantes superiores, utilizando o método francês champenoise.

Até final de março, a Guatambu espera colher 100 toneladas de uva, entre brancas e tintas de oito variedades viníferas, o dobro do que o ano anterior, devido ao fato deste ano estarem entrando em produção 11 ha a mais de vinhedos. Conforme o diretor geral da empresa, valter José Pötter, a ideia é aumentar gradativamente a produção da vinícola, acompanhando a produção dos vinhedos, até chegar a 170 mil garrafas anuais.

Conforme a engenheira agrônoma e enóloga Gabriela Pötter, uma das proprietárias e  responsável técnica da vinícola, a qualidade das uvas está excelente, tanto em termos de equilíbrio entre açúcar e acidez, quanto em termos de composição de aromas e sanidade. Gabriela explica que esta safra supreendeu os enólogos pela antecipação da maturação em cerca de 20 dias, devido às altas temperaturas registradas na primavera e verão. “A brotação em agosto já foi antecipada devido ao calor, mas não imaginávamos que as uvas estariam prontas para serem colhidas antes da segunda quinzena de janeiro” – complementa.

Além disso, será no final do outono deste ano que a Guatambu inaugura a vinícola enoturística, na beira da BR 293, entre Dom Pedrito e Santana do Livramento. O prédio temático, inserido no contexto do pampa gaúcho, terá restaurante e salão de eventos, e, segundo os proprietários, já existem vários aniversários e casamentos agendados para o ano.

SOBRE A GUATAMBU

É uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha desde 2003. Conforme Valter José Pötter, proprietário da estância Guatambu, o que motivou a família a investir na vinícola foram as premiações internacionais que os primeiros vinhos produzidos com uvas da Guatambu receberam, ao longo dos últimos três anos, o que consolida a região dos pampas como uma das mais promissoras da América para produção de vinhos finos.

Com aptidão de solo e clima privilegiados, a estância produz uma grande diversidade de produtos. Destaca-se pela utilização de tecnologia de ponta, tanto na agricultura quanto na pecuária, sendo suas atividades centradas na integração de ambas. A pecuária de corte é desenvolvida com bovinos Polled Hereford e Braford, em ciclo completo, e ovinos Texel. Os produtos desta atividade são touros reprodutores superiores e carne de alta qualidade proveniente de animais precoces abatidos dos 14 aos 24 meses de idade, além dos cordeiros pampeanos.

Na agricultura, destaca-se a produção de arroz irrigado, milho irrigado com pivô central, soja, sorgo, sementes forrageiras e uvas viníferas.

Guatambu no Informe Econômico de ZH

Destaque na coluna de Maria Isabel Hammes desta quinta:

zerohora_17.01.2013

Blog no WordPress.com.

Acima ↑