Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

Tag

Cia La Plongée

folhadesp_10

Ondas Curtas volta a cartaz a partir de 11 de setembro no Teatro Cemitério de Automóveis

ondascurtas_credito_lucasmayor(1)

Mais recente espetáculo da Cia La Plongée em parceria com Cemitério de Automóveis traz textos inéditos de Jô Bilac, Lucas Mayor e Marcos Gomes

Após temporada de estreia, em julho, o mais recente espetáculo da Cia La Plongèe em parceria com o Teatro Cemitério de Automóveis, “Ondas Curtas”, volta a cartaz no dia 11 de setembro. A montagem, dirigida por Lucas Mayor e Marcos Gomes, é a sexta produção da companhia.

Três cenas, sendo uma delas um texto inédito de Jô Bilac, compõem o espetáculo. Tal como os ‘fait divers’ (fatos diversos), expressão própria do jargão jornalístico que designa acontecimentos pitorescos e algo inexplicáveis, colhidos na rua, as cenas que formam o conjunto da peça poderiam facilmente estampar as manchetes dos jornais e os programas noticiosos do rádio.

Na primeira cena, “Drive-in”, texto inédito de Jô Bilac, um casal assiste à exibição de um filme enquanto repassa as bases do relacionamento. Na sequência, “Drive-Thru”, de Marcos Gomes, uma festa a fantasia agrupa três personagens lidando com questões de identidade, a passagem do tempo e as máscaras sociais. Na última, “Seja bem-vindo, titio Walter”, de Lucas Mayor, um aeroporto serve como um consultório terapêutico para assuntos familiares.

Três lugares de fluxo constante, de passagem. As ondas do rádio. As notícias do jornal. A ‘vida-jornal’, embrulhando frutas na feira, servindo de tapete de esterco para o papagaio da vizinha. A vida dando voltas no quarteirão, sem rumo, assim como um entregador de jornal que sofre de amnésia.

No elenco, Antoniela Canto, Gabriela Fortanell, Luna Martinelli, Marcos Gomes, Mauricio Bittencourt e Pablo Perosa. As apresentações ocorrem às sextas-feiras, às 20h30, até 30 de outubro, com ingressos a R$ 15,00 e R$ 30,00 O Teatro Cemitério de Automóveis fica na Rua Frei Caneca, 384.

FICHA TÉCNICA

TEXTOS Jô Bilac, Lucas Mayor e Marcos Gomes

DIREÇÃO Lucas Mayor e Marcos Gomes

COM Antoniela Canto, Fernando Fecchio, Gabriela Fortanell, Luna Martinelli, Marcos Gomes, Mauricio Bittencourt e Pablo Perosa

TEMPORADA 11 de setembro a 30 de outubro (sempre às sextas)

20h30

[Rua Frei Caneca, 384. Teatro Cemitério de Automóveis.]

Ondas Curtas estreia no dia 19 de julho no Teatro Cemitério de Automóveis

ondascurtas_credito_lucasmayor

Novo espetáculo da Cia La Plongée em parceria com Cemitério de Automóveis traz textos inéditos de Jô Bilac, Lucas Mayor e Marcos Gomes

Estreia no dia 19 de julho o novo espetáculo da Cia La Plongèe em parceria com o Teatro Cemitério de Automóveis, “Ondas Curtas”. A  montagem, dirigida por Lucas Mayor e Marcos Gomes, é a sexta produção da companhia.

Três cenas, sendo uma delas um texto inédito de Jô Bilac, compõem o espetáculo. Tal como os ‘fait divers’ (fatos diversos), expressão própria do jargão jornalístico que designa acontecimentos pitorescos e algo inexplicáveis, colhidos na rua, as cenas que formam o conjunto da peça poderiam facilmente estampar as manchetes dos jornais e os programas noticiosos do rádio.

Na primeira cena, “Drive-in”, texto inédito de Jô Bilac, um casal assiste à exibição de um filme enquanto repassa as bases do relacionamento. Na sequência, “Drive-Thru”, de Marcos Gomes, uma festa a fantasia agrupa três personagens lidando com questões de identidade, a passagem do tempo e as máscaras sociais. Na última, “Seja bem-vindo, titio Walter”, de Lucas Mayor, um aeroporto serve como um consultório terapêutico para assuntos familiares.

Três lugares de fluxo constante, de passagem. As ondas do rádio. As notícias do jornal. A ‘vida-jornal’, embrulhando frutas na feira, servindo de tapete de esterco para o papagaio da vizinha. A vida dando voltas no quarteirão, sem rumo, assim como um entregador de jornal que sofre de amnésia.

No elenco, Antoniela Canto, Gabriela Fortanell, Luna Martinelli, Marcos Gomes, Mauricio Bittencourt e Pablo Perosa. As apresentações ocorrem aos domingos, às 20h, até 09 de agosto, com ingressos a R$ 15,00 e R$ 30,00 O Teatro Cemitério de Automóveis fica na Rua Frei Caneca, 384.

FICHA TÉCNICA

TEXTOS Jô Bilac, Lucas Mayor e Marcos Gomes

DIREÇÃO Lucas Mayor e Marcos Gomes

COM Antoniela Canto, Fernando Fecchio, Gabriela Fortanell, Luna Martinelli, Marcos Gomes, Mauricio Bittencourt e Pablo Perosa

TEMPORADA 19 de julho a 9 de agosto (sempre aos domingos)

20h

[Rua Frei Caneca, 384. Teatro Cemitério de Automóveis.]

“Separações” tem nova temporada a partir de 11 de julho no Teatro Cemitério de Automóveis

separacoes2_creditolucasmayor

Montagem é uma homenagem declarada a Domingos de Oliveira

Depois de grande sucesso de público, “Separações” está de volta a cartaz no Teatro Cemitério de Automóveis, a partir de 11 de julho. Uma homenagem declarada a Domingos de Oliveira, o espetáculo apresenta as histórias de quatro casais envolvidos por questões cotidianas do relacionamento.

Dividido em quatro cenas com textos Mário Bortolotto, Adriana Brunstein, Lucas Mayor e Marcos Gomes, as narrativas revelam intimidades, torradeiras elétricas, inundações, alianças, bebedeiras, relógios quebrados e fechaduras trocadas. No elenco, Antoniela Canto, Eldo Mendes, Luna Martinelli, Walter Figueiredo, Carla Kinzo e Marcos Gomes. Bortolotto, Mayor e Gomes também assinam a direção.

A quinta montagem da Cia La Plongée, segunda em parceria com o Grupo Cemitério de Automóveis, segue a proposta da companhia de projetos com dramaturgia própria e produção independente, sem financiamento ou patrocínio.

A segunda temporada da montagem tem apresentações sempre aos sábados, às 21h30, até 15 de agosto, com ingressos a R$ 15,00 e R$ 30,00. O Teatro Cemitério de Automóveis fica na Rua Frei Caneca, 384.

SEPARAÇÕES

As histórias de quatro casais envolvidos por questões cotidianas do relacionamento. Uma narrativa de torradeiras elétricas, inundações, alianças, bebedeiras, relógios quebrados efechaduras trocadas.

[SEPARAÇÕES é uma homenagem declarada a Domingos Oliveira]

A peça é composta por quatro cenas breves (em sequência):

“Garotas apaixonadas não usam aliança”
TEXTO e DIREÇÃO de Mário Bortolotto
com Eldo Mendes e Luna Martinelli

“Ato fálico”
TEXTO Adriana Brunstein DIREÇÃO Lucas Mayor
com Antoniela Canto e Walter Figueiredo

“Entre nós”
TEXTO e DIREÇÃO de Marcos Gomes
com Carla Kinzo e Marcos Gomes

“Um lugar estranho”
TEXTO Lucas Mayor DIREÇÃO Mário Bortolotto
com  Antoniela Canto e Eldo Mendes

[REESTREIA 11 de julho]

SÁBADOS, 21h30
TEMPORADA: 11 de julho a 15 de junho
LOCAL: Teatro e Bar Cemitério de Automóveis – Rua Frei Caneca, 384.
INGRESSOS: R$30 inteira | R$15 meia-entrada

Antoniela Canto na Veja SP

vejasp_06.12.2014

Novo espetáculo da cia La Plongée estreia no dia 20 de novembro no Cemitério de Automóveis

Patrimu00F4nio-p

“Patrimônio” tem texto de Lucas Mayor e direção de Mário Bortolotto

Estreia no dia 20 de novembro a quarta montagem da cia La Plongée, Patrimônio, no teatro Cemitério de Automóveis. Com texto de Lucas Mayor, a peça é a segunda do grupo dirigida por Mário Bortolotto.

Como a produção anterior da companhia, “Dias e Noites”, Patrimônio é construída por um apanhado de cinco histórias curtas que guardam uma proximidade temática: a família. A família e todas as suas extensões e falências. Ao invés da prática do amor incondicional, um exercício do desafeto, ou do afeto corrompido pelos expedientes comezinhos da vida. Na primeira cena, pai e filha promovem um reencontro depois de um longo tempo afastados. Na segunda, um pai e um filho precisam lidar com a doença da mãe. Na terceira, pai e mãe definem o destino da sua filha. Na quarta, dois irmãos e um tio acertam as contas com o passado. Na quinta, dois irmãos refletem sobre a ausência da mãe.

No elenco, Antoniela Canto,  Francisco Eldo Mendes, Gabriela Fortanell, Mauricio Bittencourt, Nelson Peres e Pablo Perosa. A La Plongée existe desde 2012 e é sócia de Bortolotto no Cemitério de Automóveis, onde lança seus projetos autorais de maneira independente, sem financiamentos. Desde sua criação, a companhia já produziu quatro espetáculos, além do projeto “Quinta em Cena”.

O grupo promove, na última quinta-feira de cada mês, duas cenas curtas e inéditas no teatro. O projeto é uma criação de Antoniela Canto e Mayor, e um sucesso de público. “A nossa intenção é transformar o projeto em um exercício de troca mesmo – ator pode virar diretor, escritor diretor, vale tudo. Até publicitário já teve um dia de dramaturgo”, afirma. Em julho, o “Quinta” apresentou uma cena de Antonio Prata. “Estamos recebendo mais e mais textos a cada mês, de novos e velhos autores. Em setembro vamos para a décima edição e esperamos que tenha vida longa”.

“Patrimônio” segue em temporada até o dia 19 de dezembro, às quintas e sextas-feiras às 21h30. O teatro Cemitério de Automóveis fica na Rua Frei Caneca, 384. Ingressos a R$ 30,00.

Saiba Mais

PATRIMÔNIO (peça inédita)

SINOPSE

As cinco cenas que compõem o conjunto dramático da peça PATRIMÔNIO debruçam-se sobre questões familiares. Os cinco breves contos reunidos aqui, portanto, são independentes, embora vinculados por recortes íntimos da vida em família.

Ficha Técnica

Texto: Lucas Mayor

Direção, sonoplastia e iluminação: Mário Bortolotto

Assistência de direção: Lucas Mayor e Gabriela Fortanell

Concepção cenografia: Antoniela Canto

Realização: OSD WORKS

Figurinos: Antoniela Canto e Lívia Vilela

Programação visual: André Kitagawa

Elenco: Antoniela Canto, Francisco Eldo Mendes, Gabriela Fortanell, Mauricio Bittencourt, Nelson Peres e Pablo Perosa

Blog no WordPress.com.

Acima ↑