Foto por José de Holanda-7513 boa

Atividades do projeto com patrocínio do Natura Musical contam com show de Juliana Perdigão e Iara Rennó no dia 17 de outubro, além de oficina de produção criativa para música com Alice Castiel

Ingressos à venda no link – http://bit.ly/conchadeoutubro

 

Porto Alegre, 04 de outubro de 2019 – A edição de outubro do Projeto Concha 2019 apresenta show de Juliana Perdigão e Iara Rennó no dia 17 de outubro, no Agulha, e oficina gratuita de produção criativa para música, ministrada por Alice Castiel, criadora e curadora do Concha.

As atividades integram a programação do projeto que este ano conta com o patrocínio do Natura Musical e promove, além de apresentações de cantoras e compositoras brasileiras, uma residência artística de quinze artistas, que ocorre de abril a dezembro e uma série de oficinas formativas na área de produção cultural para o público feminino.

Na quinta-feira, 17 de outubro, o Agulha recebe dois dos nomes mais importantes da cena independente brasileira e que dialogam com a palavra escrita, a literatura e a poesia: Juliana Perdigão e Iara Rennó. Juliana Perdigão apresenta as canções do seu último disco FOLHUDA, que traz composições feitas a partir de poemas escritos por poetas como Angélica Freitas, Bruna Bebber, Arnaldo Antunes, Oswald de Andrade e Paulo Leminski. Acompanhada de sua banda, também revisita canções de Jards Macalé, Torquato Neto, Gilberto Gil e Augusto de Campos.

Com Simone Sou na bateria e Aline Falcão nos teclados, Iara Rennó canta e toca guitarra, em um repertório que passeia por seus álbuns (Macunaíma Ópera Tupi, Iara, Arco e Flecha). Cantora e compositora com mais de 100 músicas gravadas, ela tem entre seus intérpretes Elza Soares, Ney Matogrosso, Gaby Amarantos, Jaloo, Ava Rocha, Virgínia Rodrigues e Lia de Itamaracá.

Nos dias 22 e 23 de outubro a produtora cultural Alice Castiel ministra a Oficina de Produção Criativa Para Música, com apoio do IAB-RS (Instituto de Arquitetos do Brasil). A oficina de produção para eventos independentes acontecerá em duas tardes e será guiada de forma temporal baseada nas etapas da criação e construção de um projeto independente. Entre os tópicos trabalhados estão questões como conceito, originalidade, inclusão, vislumbramento de mercado, público-alvo, orçamento, possibilidades de captação, capacitação e formação de equipe eficiente e diversa. Com foco também na prática, a oficina também aborda planilhas de orçamento, construção de projeto e discussão dos projetos das alunas.  As inscrições gratuitas devem ser feitas pelo link – http://tiny.cc/601idz até 14 de outubro. A lista das selecionadas será divulgada no dia 18 de outubro pelas redes sociais do projeto.

O Projeto Concha foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018 com com Financiamento da Lei de Incentivo à Cultura – Pró-Cultura RS – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul. “Coletivos como o Projeto Concha ampliam a voz de movimentos que buscam maior representatividade dentro e fora do mercado musical”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “De uma forma geral, os coletivos promovem impacto cultural, social e econômico que multiplica o alcance de um patrocínio. A gente investe no coletivo e toda uma rede de pessoas conectada a ele também são impactadas de forma positiva”, completa.

Os ingressos do show no dia 17 custam entre R$ 20,00 e R$ 70,00 e podem ser adquiridos pelo sympla – http://bit.ly/conchadeoutubro ou no local, no dia do show, mediante disponibilidade.

Protagonismo no palco

O Projeto Concha é uma iniciativa independente, criada em 2018 pela produtora cultural Alice Castiel. Ao analisar o mercado musical, tanto localmente como em eventos nacionais dos quais participou, ela notou a quantidade e a diversidade de mulheres produzindo, compondo, tocando instrumentos e cantando, mas que muitas vezes, apesar do talento, não tinham acesso a selos, gravadoras ou à programação de festivais. “Em Porto Alegre ou em qualquer cidade do Brasil, a oferta dos principais palcos é majoritariamente protagonizada por homens”, afirma. Como contraponto, Alice propôs uma programação que apresentasse exclusivamente o trabalho de mulheres, a fim de chamar atenção para o que é produzido e muitas vezes ignorado ou preterido pelo circuito oficial da música.

Nas 13 edições do projeto, realizadas no bar Agulha, em Porto Alegre, o público lotou a casa para conhecer o trabalho de mais de 20 mulheres, em apresentações de artistas locais e também de criadoras com projeção na cena nacional, criando um espaço de visibilidade e troca de referências musicais, amparado por uma rede de apoio entre mulheres e conteúdo profissionalizante. Já participaram artistas como Letrux, Juçara Marçal, Luedji Luna, Labaq, Xênia França, Maria Beraldo, Larissa Luz, Juliana Perdigão, intervenções poéticas de Angélica Freitas, Mel Duarte, Luna Vitrolira, Crystal Rocha e as atrações locais Saskia, Raquel Leão, Veña, Pâmela Amaro, Thays Prado, As Aventuras e até uma banda se formou especialmente para uma edição do Concha, batizada de Enxame.

Para mais informações, acesse: facebook.com/projetoconchapoa

Sobre Natura Musical

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. O último edital do programa neste ano selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais.

A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente para a rica e pulsante produção musical brasileira.

 

SERVIÇO

Projeto Concha apresenta Juliana Perdigão e Iara Rennó no Agulha

Quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Local: Agulha – Rua Conselheiro Camargo, 300

Horários: O bar abre às 19h e a apresentação começa pontualmente às 22h

Ingressos (à venda  no sympla – http://bit.ly/conchadeoutubro)

Lote Promocional limitado – R$ 20 – apenas online;

1º lote Solidário* / Meia-entrada** – R$ 25 – na internet (com opção de boleto bancário);

2º lote Solidário* e na Hora/ Meia-entrada** – Solidário* / Meia-entrada** – R$ 35

* Solidário – Valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível ou itens de higiene pessoal, disponível para qualquer pessoa. As doações deverão ser entregues no Agulha, no momento da entrada ao evento.

** Meia-entrada – Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

 

Workshop

Oficina de Produção Criativa Para Músicahttp://tiny.cc/601idz

Dias 22 e 23 de outubro, das 17h às 22h – IAB-RS (R. General Canabarro, 363).

A oficina de produção para eventos independentes acontecerá em duas tardes e será guiada de forma temporal baseada nas etapas da criação e construção de um projeto independente. Entre os tópicos trabalhados estão questões como conceito, originalidade, inclusão, vislumbramento de mercado, público-alvo, orçamento, possibilidades de captação, capacitação e formação de equipe eficiente e diversa. Com foco também na prática, a oficina também aborda planilhas de orçamento, construção de projeto e discussão dos projetos das alunas.

Alice Castiel é formada em Produção Audiovisual na PUCRS e trabalha com produção cultural desde 2010 na cidade de Porto Alegre. Depois de produzir alguns shows pontuais na cidade como Metá Metá(SP) e Graveola(MG), direcionou seu trabalho para a música e hoje em dia gerencia criativamente e operacionalmente o Projeto Concha, projeto voltado a sensibilização e a escuta de artistas mulheres. Com quase dois anos de vida, o Concha já recebeu artistas como Letrux, Juçara Marçal, Luedji Luna, Xenia França, Maria Beraldo, Tássia Reis, Anelis Assumpção, Três Marias, Paola Kirst entre tantas outras artistas. Alice também gerencia a Juba Cultural, produtora com foco em produzir e dar assessoria para bandas autorais e locais como Trabalhos Espaciais Manuais, As Aventuras, B.art e Pedro Cassel.