Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

mês

janeiro 2019

Rasga Coração na imprensa

correiodopovo_22.01.19

zh_22.01.19

Saldanha Show na mídia

correiodopovo_19.01.19

 

zh_19.01.19

Rasga Coração tem sessão comentada na próxima terça-feira, 22 de janeiro, na Cinemateca Capitólio Petrobras

171110-rasga-coração-0006---fábio-rebelo

Atividade contará com a presença do diretor Jorge Furtado às 19h30

 

Na próxima terça-feira, 22 de janeiro, às 19h30, a Cinemateca Capitólio Petrobras (Rua Demétrio Ribeiro, 1085) promove  sessão comentada  de Rasga Coração, com a presença do diretor  Jorge Furtado. A sessão é uma parceria com o Clube de Cinema de Porto Alegre, que completou 70 anos de atividades em 2018 e acaba de receber da ACCIRS, Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul, o prêmio Luiz César Cozzatti – Destaque Gaúcho, destinado à valorização da produção audiovisual e a cultura do RS.

Rasga Coração é uma adaptação da peça homônima de Oduvaldo Vianna Filho, com roteiro do diretor, Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno e conta a história de conta a história de Manguari Pistolão (Marco Ricca), militante anônimo, que depois de quarenta anos de lutas vê o filho Luca (Chay Suede) acusá-lo de conservador. Sem dinheiro para fechar o mês, sofrendo com as dores de uma artrite crônica, e num crescente conflito com Luca, Manguari passa em revista seu passado, e se vê repetindo as mesmas atitudes de seu pai. Intercalando fragmentos de vários momentos da vida de Manguari, o filme atravessa quarenta anos da vida política brasileira. O longa-metragem é uma coprodução da Casa de Cinema de Porto Alegre, Globo Fiilmes e Canal Brasil, com distribuição da Sony Pictures.

O texto original segue tão atual e necessário quanto em seu lançamento, em 1974. Última peça escrita por Vianninha, além de censurada, teve sua encenação e publicação proibidas e mesmo assim recebeu primeiro prêmio no concurso do SNT, por unanimidade da banca, sendo liberada pela Censura apenas cinco anos depois. No prefácio da peça, escrito em fevereiro de 1972, o autor dedicaria ao “lutador anônimo político, aos campeões de lutas populares; preito de gratidão à ‘velha guarda’: à geração que me antecedeu, que foi a que politizou em profundidade a consciência do país”.

No elenco, além de Ricca e Suede, estão Drica Moraes, Luisa Arraes, George Sauma, João Pedro Zappa, Duda Meneghetti, Kiko Mascarenhas, Fabio Enriquez, Nelson Diniz, Anderson Vieira e Cinândrea Guterres. São 20 atores no elenco e 350 figurantes que compõe a ficha de “Rasga Coração”.

As gravações ocorreram em Porto Alegre no final de 2017, com captação em 4K, e com uma equipe composta por 150 profissionais, que que ficaram envolvidos pelo período médio de dois meses de pré-produção e um mês de filmagem, nas dependências do Tecna-Viamão/PUCRS, onde o cenário do apartamento de 170m2 foi construído em 20 dias, mantendo a reprodução de um edifício de Copacabana, selecionado pelos diretores de arte Fiapo Barth e William Valduga.

Aproveitando o espaço da antiga Capela do local, uma equipe de dez marceneiros, dez pintores de arte (vindos de SP),  três serralheiros e dois escultores trabalhou no apartamento de Manguari Pistolão que foi montado nos mínimos detalhes para manter as características das construções do bairro carioca: detalhes da fachada, réplica de persianas antigas e janelas do mesmo tamanho que o prédio original, com uma vista para um chroma de 20m, que foi trabalhado em efeitos na pós-produção integram a cena. Mais de 30 empresas fornecedoras estiveram envolvidas, entre serralheria, vidraçaria, madeireira, tintas, papel de parede, pisos, demolidora, acabamentos, molduras, entre outros, além dos oito profissionais da própria equipe de arte do filme. As externas foram filmadas em Porto Alegre e no Rio de Janeiro.

Rasga Coração tem Produção Executiva de Nora Goulart, Direção de Fotografia de Glauco Firpo, Direção de Arte de Fiapo Barth e William Valduga, Direção de Produção de Bel Merel e Glauco Urbim, Figurinos de Rô Cortinhas, Caracterização de Britney, Música Original de Maurício Nader e Montagem de Giba Assis Brasil.

Rasga Coração teve sua première na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em outubro. O filme também foi exibido no Festival do Rio, na mostra Première Brasil e no X Festival Internacional de Cinema da Fronteira, onde recebeu o prêmio de Melhor Filme pelo Júri Popular.

O filme seguirá em cartaz na Cinemateca Capitólio com sessões às 18h nos dias 24, 26 e 29 de janeiro. Mais informações: facebook.com/RasgaCoracaoFilme

 

Sinopse

Rasga Coração é uma adaptação da peça de Oduvaldo Vianna Filho e conta a história de Manguari Pistolão, militante anônimo que depois de quarenta anos de luta pelo que considera novo e revolucionário, vê o filho Luca acusá-lo de conservador, antiquado e anacrônico. Contando o dinheiro para fechar o mês, sofrendo com as dores de uma artrite crônica e num crescente conflito com o filho, Manguari passa em revista seu passado e se vê repetindo as mesmas atitudes de seu pai. A partir de uma relação entre pai e filho, o filme conta a história de um país partido.

 

Elenco principal

Marco Ricca – Manguari

Drica Moraes – Nena

Chay Suede – Luca

Luisa Arraes – Mil

George Sauma – Lorde Bundinha

João Pedro Zappa – Manguari Jovem

Duda Meneghetti – Nena Jovem

Kiko Mascarenhas – Castro Cott

Fabio Enriquez – Castro Cott Jovem

Nelson Diniz – 666

Anderson Vieira – Camargo Velho

Cinândrea Guterres – Talita

 

Roteiro: Jorge Furtado, Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno.

Direção: Jorge Furtado

Produção Executiva: Nora Goulart

Direção de Fotografia: Glauco Firpo

Direção de Arte: Fiapo Barth e William Valduga

Direção de Produção: Bel Merel e Glauco Urbim

Figurinos: Rosângela Cortinhas

Caracterização: Britney Federline

Produção de Elenco: Laura Leão

Montagem: Giba Assis Brasil

Música original: Maurício Nader

 

SOBRE A CASA DE CINEMA  DE PORTO ALEGRE

A Casa de Cinema de Porto Alegre ganhou em 2015 o Emmy Internacional de Melhor Comédia pela série Doce de Mãe. A produtora foi criada em 1987 por um grupo de cineastas do sul do Brasil. Em 30 anos, a Casa já produziu mais de uma centena de filmes, vídeos, programas de TV e séries. Nossos parceiros e clientes incluem empresas como TV Globo, Globosat, RBS TV, Canal Futura, Canal Brasil, Canal Curta!, a britânica Channel 4, a alemã ZDF, HBO Latin America, as fundações norte-americanas Rockefeller e Macarthur, as distribuidoras Columbia, Elo Company, Imagem Filmes, Espaço Filmes, Fox e a produtora argentina 100 Bares.  A estratégia da Casa de Cinema de Porto Alegre é produzir conteúdo exclusivo com relevância social, com foco no desenvolvimento artístico e cultural.

www.casacinepoa.com.br | https://www.facebook.com/casacinepoa | https://www.youtube.com/user/casacinepoa | https://vimeo.com/casacinepoa | @casacinepoa

 

SOBRE A GLOBO FILMES

Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 250 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, documentários, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como, ‘Tropa de Elite 2’, ‘Minha Mãe é uma Peça 2’ – com mais de 9 milhões de espectadores -, ‘Se Eu Fosse Você 2’, ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, ‘Carandiru’ e ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

SOBRE O CANAL BRASIL

O Canal Brasil tem um papel fundamental na produção e coprodução de longas-metragens, história que começou em 2008 com “Lóki – Arnaldo Baptista”, de Paulo Henrique Fontenelle, que mostrou a vida do eterno mutante. Agora em 2018, o canal atinge a marca de 300 filmes. Sair do campo da exibição e partir também para feitura fez com que o Canal Brasil atingisse em poucos anos uma importância imensurável dentro do cenário do cinema brasileiro recente. Entre os longas recém coproduzidos estão “Animal Cordial” de Gabriela Almeida; “Divinas Divas”, de Leandra Leal; “Não Devore o Meu Coração” de Felipe Bragança e “Pendular” de Julia Murat.

SOBRE A SONY PICTURES

Com presença marcante no mercado nacional, a Sony Pictures distribuiu  e/ou co-produziu no Brasil, 22 dos 25 filmes nacionais lançados na década de 90, momento da retomada. Em 2018, através do investimento em inúmeras produções, apostando em novos talentos e diferentes gêneros ao longo dos últimos anos, a Sony chega à marca de mais de 60 filmes nacionais distribuídos e/ou co-produzidos, entre eles: Deus é Brasileiro, O Auto da Compadecida, Carandiru, Cazuza, 2 Filhos de Francisco, Saneamento Básico, Meu Nome Não é Johnny, Chico Xavier, Xingu, Tainá, Confissões de Adolescente e Um Tio Quase Perfeito.

Exposição Lento Crepúsculo na contracapa do Jornal do Comércio

jc_17.01.19

Brava Gastrobar no caderno Geração E do Jornal do Comércio de hoje

jc_17.01.19.jpg

Clube do Balanço e Marquinho Sathan são as próximas atrações do Saldanha Show

clube

No dia 19/01 evento conta com Clube do Balanço, Dhema, Kadinho canta Senzala e DJ Manoel Canepa

Encerrando o primeiro mês de programação, no dia 26/01, público poderá conferir shows de Marquinho Sathan, Grupo Puro Asthral, Bom Partido e DJ Mau Alves

Os sábados da temporada de verão da Sede da Saldanha contam com nova programação. O Saldanha Show recebe a partir das 15h atrações locais e nacionais em shows, além de DJs, unindo nomes do samba, pop, samba rock, groove e dos tradicionais blocos de carnaval.

Neste próximo final de semana, o público poderá conferir as performances de Clube do Balanço (SP), Dhema (RJ), Kadinho canta Senzala e o DJ Manoel Canepa. Sendo a maior banda de samba rock de São Paulo e provavelmente de todo o Brasil, o Clube do Balanço surgiu diretamente da periferia de São Paulo com a ideia de um baile que além de uma discotecagem tradicional, também tivesse música ao vivo. Atualmente com quatro discos, o Clube do Balanço tem seu estilo próprio de samba junto com algumas pitadas de jazz e soul, fazendo história por onde passa, além de já ter realizado parcerias com os maiores nomes do samba e do pagode.

O cantor, compositor, músico e produtor Dhema começou sua carreira há 30 anos na noite paulistana, onde passou a ser reconhecido no meio artístico pela sua forma eclética de tocar e cantar swing. Seu primeiro álbum, “Clube do Swing”, lançado em 1992, vendeu mais de 500 mil cópias e tem entre seus parceiros de composição nomes como Arlindo Cruz, Luiz Carlos, Nilton Ribeiro, Bedeu, Bebeto, entre outros.

Encerrando o primeiro mês de programação do evento, no sábado, 26 de janeiro, o Saldanha Show receberá Marquinho Sathan, Grupo Puro Asthral, Bom Partido e DJ Mau Alves. Marquinho Sathan ganhou fama nas rodas de samba nos anos 1980, por trás da simpatia típica de carioca. São 24 anos de composição, com 10 CDs gravados e 28 participações em CDs e DVDs de outros artistas, conquistando o reconhecimento do público que o consagrou através de sucessos de sambas como “Falsa Consideração”, “Me Engana Que Eu Gosto” e “Pura Semente”.

A Banda Saldanha surgiu na década de 1970, na Rua Saldanha Marinho, no bairro Menino Deus. A história e o motivo foram muito simples: em outubro de 1975, o jovem Pedro Diogo junto com seu amigo César Unanue comemoram um jogo de futebol com roda de samba, que em pouco tempo atingiu enormes proporções – toda a rua Saldanha! O evento tornou-se anual, e ao longo das décadas, tomou novas proporções, atraindo foliões de todos os cantos da cidade.

Em 2002, o criador da Saldanha Pedro Diogo travou uma luta por um espaço digno para a comunidade do samba no Rio Grande do Sul. Três anos depois, conseguiram conquistar sua área própria, onde foi construída a sede da Banda Saldanha, tornando-se uma referência da cultura popular de Porto Alegre. Nessas quatro décadas de atuação em prol da cultura popular, a Banda Saldanha recebeu centenas de artistas, celebridades e ídolos musicais: Neguinho da Beija-Flor, Arlindo Cruz, Alcione, Diogo Nogueira, Almir Guineto, Reinaldo Príncipe do Pagode, Bebeto, Grupo Fundo de Quintal, Só Pra Contrariar, entre outros, o que tornou a entidade como referência no país como alvo do samba e pagode.

Com realização da Banda Saldanha e Clã Promoções, o evento tem ingressos entre R$ 20,00 e R$ 30,00 e camarotes a R$ 200,00, à venda pelo site Blueticket e nas lojas Multisom. Para mais informações, acesse: facebook.com/saldanhashow

Saldanha Show

Sábado, 19 de janeiro

♦ Clube do Balanço

♦ Dhema

♦ Kadinho canta Senzala

♦ DJ Manoel Canepa

Sábado, 26 de janeiro

♦ Marquinho Sathan

♦ Grupo Puro Asthral

♦ Bom Partido

♦ DJ Mau Alves

Promoção: Radio Saldanha e Facool

Apoio: Ibis Styles

Realização: Banda Saldanha e Clã Promoções

 

SÁBADO, 19 DE JANEIRO

|| Clube do Balanço ||

Sendo a maior banda de samba rock de São Paulo e provavelmente de todo o Brasil, o Clube do Balanço surgiu diretamente da periferia de São Paulo e sua história é bem peculiar, não tem nada em comum com a trajetória de outras bandas, não surgiu numa mesa de bar e nem é resultado de uma reunião de amigos da escola.

A ideia era fazer um baile que além de uma discotecagem tradicional, também, tivesse música ao vivo. A apresentação foi um sucesso e a pista ficou pequena para comportar todos os que queriam dançar. A coisa deu tão certo que logo eles tiveram que procurar novos espaços para tocar, e lá se foram rumo à Vila Madalena – bairro boêmio de São Paulo – com a proposta de fazer uma domingueira. Começaram no Grazie a Dio, onde permaneceram por 2 anos. A partir daí o Clube do Balanço não parou mais, evoluindo para um grupo Samba-rock, sambalanço, samba funk e soul, se apresentando nos mais diferentes bairros de São Paulo.

Atualmente, com quatro discos, o Clube do Balanço tem seu estilo próprio de samba junto com algumas pitadas de jazz e soul, fazendo história por onde passa, além de já ter realizado parcerias com os maiores nomes do samba e do pagode.

|| Dhema (RJ) ||

Cantor, compositor, músico e produtor, Dhema Começou sua carreira há 25 anos atrás na noite paulistana, onde passou a ser reconhecido no meio artístico pela sua forma eclética de tocar e cantar swing.

Gravou seu 1° disco (Long Play), na década de 90 e com o reconhecimento do público pelo seu trabalho bastante dançante, passando a fazer shows acompanhados por sua banda em todo o país. O seu primeiro CD foi o que fez o mercado gravar o seu nome, o“CLUBE DO SWING VOL. 1” vendeu em torno de 500 mil cópias.

|| Kadinho Canta Senzala ||

Kadinho tem a música do Rio Grande do Sul no sangue. Começou sua carreira na música pop gaúcha como cantor da Banda Senzala, uma parceria que durou 5 anos. Durante esse período venderam mais de 500 mil cópias e participaram de grandes eventos como o Planeta Atlântida e o Festival de Verão de Salvador.

O sucesso de Kadinho o levou a abrir grandes shows nacionais como o acústico do Belo, o show do Rodriguinho, Os Travessos e Arlindo Cruz, em grandes casas de espetáculo como a Planet Music Hall e o Pepsi On Stage.

|| Dj Manoel Canepa ||

Em atividade na cidade de Porto Alegre desde o início dos anos 2000, o DJ Manoel Canepa já discotecou em algumas das principais casas da cidade, como Pepsi On Stage, Bar Opinião, Bar Ocidente, Cabaret, Margot, Espaço Cultural 512, Bate, entre outros, além de participações em diversos eventos ao longo do período na cidade e outras localidades, como nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

SÁBADO, 26 DE JANEIRO

|| Marquinho Satã ||

Marquinho Satã ganhou fama nas rodas de samba nos anos 80, por trás da simpatia típica de carioca. Tem uma carreira pautada na aplicação, disciplina e organização somadas ao talento a força da voz e o brilhantismo de talento poli dimensional que chega aos 24 anos de composição, com 10 CDs gravados e 28 participações em CDs e DVDs de outros artistas, conquistando o reconhecimento do público que o consagrou através de sucessos de sambas como “Falsa Consideração”, “Me Engana Que Eu Gosto” e “Pura Semente”.

|| Grupo Puro Asthral ||

O repertório do Grupo Puro Asthral mescla sambas clássicos com os hits dos principais grupos de samba do país. Com o propósito de resgatar e firmar o samba de raiz em Porto Alegre e em todo o Estado, o Grupo Asthral tem agitado o RS durante os últimos 7 anos.

O roteiro musical inclui ainda o que há de melhor na Música Popular Brasileira, o MPB, contemplando todos os gostos sem deixar cair o ritmo do samba.

|| Bom Partido ||

Fundado em 1997 em Florianópolis, o grupo Bom Partido dedica-se a dar vida novamente aos velhos sambas que percorreram a Ilha de Florianópolis nos últimos 50 anos. Tudo em uma grande uma fusão de samba e swing.

|| DJ Mau Alves ||

Publicitário de formação e apaixonado por música desde sempre, Maurício viu o hobby de ser DJ se tornar realidade em sua vida em 2013 quando começou a tocar no Valen Bar. De lá pra cá, essa paixão só cresceu e ele tocou como DJ convidado em diferentes bares da Cidade Baixa, como Bate, Espaço Cultural 512 e Malvadeza Pub e eventos de rua (Tô na Rua, entre outros). Acredita que a música não deve ser estereotipada nem dividida em estilos fechados que não possam se misturar, e que exatamente essa pluralidade de ritmos é o que coloca a galera pra dançar – ao som de SPC a Ariana Grande, de Alabama Shakes a Johnny Hooker, sem rótulos e preconceitos. Black music (com suas vertentes, Samba, Samba Rock, Rap, R&B, Funk, Soul, Disco Music) e a MPB (clássica e contemporânea) são a fonte principal de sua pesquisa de sons e a brasilidade está sempre presente em suas playlists.

|| SOBRE A SALDANHA ||

A Banda Saldanha surgiu na década de 70, na Rua Saldanha Marinho, no bairro Menino Deus. A história e o motivo foram muito simples: em outubro de 1975, o jovem Pedro Diogo junto com seu amigo César Unanue comemoram um jogo de futebol com roda de samba, que em pouco tempo atingiu enormes proporções – toda a rua Saldanha!
O evento tornou-se anual, e ao longo das décadas, tomou novas proporções, atraindo foliões de todos os cantos da cidade.

Em 2002, o criador da Saldanha Pedro Diogo travou uma luta por um espaço digno para a comunidade do samba no Rio Grande do Sul. Três anos depois, conseguiram conquistar sua área própria, onde foi construída a sede da Banda Saldanha, tornando-se uma referência da cultura popular de Porto Alegre.

A partir de 2007, as proporções da banda aumentaram: representando o samba gaúcho no Rio de Janeiro, durante dez anos desfilou em trio elétrico pelas ruas de Copacabana, na zona sul carioca, arrastando multidões. Além disso, mantendo atividades sociais de percussão, gafieira e idiomas de forma gratuita para a comunidade.

Nessas quatro décadas de atuação em prol da cultura popular, a Banda Saldanha recebeu centenas de artistas, celebridades e ídolos musicais: Neguinho da Beija-Flor, Arlindo Cruz, Alcione, Diogo Nogueira, Almir Guineto, Reinaldo Príncipe do Pagode, Bebeto, Grupo Fundo de Quintal, Só Pra Contrariar, entre outros, o que tornou a entidade como referência no país como alvo do samba e pagode.  Passistas e músicos da banda marcaram presença com apresentações antológicas em dois dos principais programas da TV Globo, o Encontro Com Fátima Bernardes (2014) e o dominical Esquenta (2015), apresentado por Regina Casé.

Em julho de 2016, a Câmara Municipal de Porto Alegre concedeu a Comenda Porto do Sol à Banda Saldanha. A honraria foi concedida pelos vereadores por ser “uma instituição de organização e mobilização popular histórica de Porto Alegre.”

A Banda Saldanha conta com um DVD lançado ao vivo, a partir de um show gravado na quadra, com um repertório que mescla sucessos de grandes artistas da música brasileira e que teve a participação de nomes como Leci Brandão, Tonho Crocco, Neguinho da Beija-Flor e Leandro Lehart.

A sede da banda funciona aos sábados e domingos, sempre das 11h30 às 22h. No verão, as portas da quadra abrem de sextas às segundas, até a meia-noite.

INGRESSOS:

1º lote Pista: R$ 20

2º lote Pista: R$ 30

Camarotes  R$ 200,00 com voucher de consumo de R$ 50,00

 

PONTOS DE VENDA FÍSICOS

PORTO ALEGRE

Multisom – Horários de funcionamento: Segunda a Sexta 09:00 às 18:30 / Sábado 09:00 às 18:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Rua das Andradas, 1001

Multisom – Bourbon Shopping Ipiranga

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 à 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Ipiranga, 5200, Jardim Botânico

Multisom – Praia de Belas Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Praia de Belas, 1181

Multisom – Shopping Iguatemi

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida João Wallig, 1800 – Loja 109

Multisom Barra Shopping Sul

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Dinheiro/ Débito/ Crédito (10 x com acréscimo)

Avenida Diário de Notícias, 300 – Lojas 1040 a 10

CANOAS

Multisom – Canoas Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Rua Guilherme Shell, 6750, Loja 69/70

CACHOEIRINHA

Multisom – Shopping do Vale

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Av. Gen. Flores da Cunha, 4001

NOVO HAMBURGO

Multisom – Centro

Horários de funcionamento: Segunda a Sexta 9:00 às 19:00 / Sábado 09:00 às 18:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Av. Pedro Adams Filho, 5325 – Centro, Novo Hamburgo – RS

Multisom – Bourbon Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 ás 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Avenida Nações Unidas, 2001, 1º Piso, lojas 1002/1

SÃO LEOPOLDO

Multisom – São Leopoldo Bourbon Shopping

Horários de funcionamento: Segunda a Sábado 10:00 às 22:00 / Domingo 14:00 às 20:00

Formas de pagamento: Somente Dinheiro

Rua Primeiro de Março, 821 – Loja 204

Saldanha Show na imprensa

correiodopovo_12.01.19diáriogaúcho2_11.01.19

5º Kino Beat na contracapa em Zero Hora de hoje

zh_11.01.18.jpg

Pano Pop no caderno Geração E do Jornal do Comércio de hoje

jc_10.01.19.jpg

Blog no WordPress.com.

Acima ↑