Premio Açorianos

Premiação ocorre dia 09 de dezembro, no Teatro Renascença

 

O teatro gaúcho conhecerá os vencedores do Prêmio Açorianos de Teatro, Tibicuera de Teatro Infantojuvenil e Revelação 2016 nesta sexta-feira, 09 de dezembro, a partir das 20h, no Teatro Renascença. O evento, uma realização da Secretaria da Cultura de Porto Alegre, através da Coordenação de Artes Cênicas, distribuirá prêmios em 31 categorias, sendo três delas o Prêmio de Júri Popular, que tem votação online pelo site da Prefeitura até o meio-dia de sexta.

No Açorianos o espetáculo com maior número de indicações é Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora, concorrendo a prêmios nas 12 categorias, seguido por Movimentos Sobre Rodas Paradas, com sete. Brechó da Humanidade e Como Gostais concorrem a seis prêmios. No Tibicuera de Teatro Infantojuvenil, os espetáculos Andarilho e Flamenco Imaginário são os com maior número de indicações, concorrendo a dez e nove prêmios, respectivamente. No Prêmio Revelação os espetáculos Aos Sãos e Tabataba foram indicados em todas as categorias deste prêmio: ator, atriz, direção e espetáculo.

Os 18 jurados dos prêmios Açorianos e Tibicuera avaliam as produções inscritas nas seguintes categorias: direção, ator, atriz, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, cenografia, figurino, iluminação, trilha sonora, dramaturgia original, produção e espetáculo. Concorrem ao Açorianos de Melhor Espetáculo as montagens Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora, Brechó da Humanidade, Movimentos Sobre Rodas Paradas, Como Gostais e O casal Palavrakis. Ao Prêmio Tibicuera integram a lista de indicados a Melhor Espetáculo Andarilho, Flamenco Imaginário, Missão Água e Era Uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas. No Prêmio Revelação, são três concorrentes a Melhor Espetáculo: Aos sãos, Os Sinos da Candelária e Tabataba.

São homenageados nesta edição o ator e diretor Roberto Oliveira, fundador do Depósito de Teatro, e Nilton Filho, que há mais de 25 anos mantém o Teatro Nilton Filho, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Nilton Filho já exerceu a função de diretor executivo da Federação de Teatro Amador do Rio Grande do Sul (Fetargs) no período entre 1995 a 1997, incentivando a qualidade, vigor e seriedade do teatro amador.

Uma performance da Cia Teatro Novo também integra o evento, em homenagem a Ronald Radde e a outros artistas que faleceram neste ano. O público também poderá conferir uma cena do espetáculo Tempos de Solidão – Missa do Orfanato, do Projeto Ópera na UFRGS, com regência de Diego Schuck e direção de Camila Bauer, além da apresentação da banda Som Central.

Realizados anualmente desde 1977 pela Secretaria da Cultura de Porto Alegre, os prêmios buscam destacar e incentivar a produção das artes cênicas em nossa capital. Aos vencedores é entregue um troféu especialmente criado em 1993, pelo artista plástico Vasco Prado. A entrega do mais tradicional prêmio para as artes cênicas de Porto Alegre inicia no Teatro Renascença às 20h, com entrada franca.

 

Prêmios Açorianos de Teatro, Tibicuera e Revelação 2016

Ficha técnica

Apresentadores Katia Suman, Lauro Ramalho e Amanda Gatti

 

Apresentações artísticas

Performance: Cia Teatro Novo, Homenagem a Ronald Radde e falecidos 2016

Direção: Karen Radde
Mestre de cerimônias: Adriano Cescani
Elenco: Renata Bregagnol, Luciano Pieper, Clarissa Siste, Daniel Anillo, Fabrízio Gorziza, Juliano Passini, Livia Perrone, Karen Radde, Lucas Sampaio, Yuri Duarte Niederauer, Vinicius Mello.

 

Performance: Cena do espetáculo Tempos de Solidão – Missa do Orfanato, do Projeto Ópera na UFRGS

Música de W. A. Mozart.

Regência: Diego Schuck

Preparação vocal: Luciana Kiefer

Direção: Camila Bauer

Texto dramatúrgico: Pedro Bertoldi

Iluminação: Luiz Acosta e Thais Andrade

Cenário: Elcio Rossini e Renan Vilas

Figurino: Daniel Lion (pixação de Fernanda Pujol)

Maquiagem: Luana Zinn

Solista: Carla Knijnik

Elenco: Alessandra Bier, João Caron, Julia Santos, Jussinei Lorde, Laura Hickmann, Luiz Manoel, Mailson Fantiel, Pedro Schilling, Raíza Rolim,

Coro: Amani Chedid, Anderson Vasconcelos, Calisa Dozza, Carla Knijnik, Caroline Schäfer, Daniel Lumertz, Eduardo Francisco, Fabiana Menezes, Guilherme Roman, Raissa Rochadel, Vinicius Fergutz

 

Banda Som Central

Pablo SeeaRasta (teclados, violão, vocais)

Thiago Fejão (bateria)

William Artuso (baixo)

Iluminação Mirco Zanini

Vídeo Mauricio Casiraghi

Figurino dos apresentadores Daniel Lion

Assessoria de imprensa Bruna Paulin – assessoria de flor em flor

Social Media Sue Gotardo

Produção Coordenação de Artes Cênicas

Realização Secretaria da Cultura de Porto Alegre

 

Prêmios Açorianos de Teatro, Tibicuera de Teatro Infantojuvenil e Revelação 2016

09 de dezembro, 20h

Teatro Renascença – Av. Erico Verissimo, 307

Entrada Franca