guatambu-73

Rótulo foi um dos dois produtos nacionais a receber o prêmio

  

O vinho Lendas do Pampa Tannat, da Guatambu Estância do Vinho, recebeu medalha de ouro na VI edição do concurso internacional “Tannat al Mundo Terruño de Oro”, realizado em Montevidéu, no Uruguai. O rótulo foi um dos dois vinhos brasileiros a integrar os produtos vencedores. Os 12 jurados tiveram a missão de avaliar mais de 160 amostras de Tannat oriundas de cinco países.

Lançado no mercado em agosto deste ano, o rótulo integra uma linha ultra premium da Guatambu de três varietais elaborados com as melhores parcelas de cada uva (de plantas de 13 anos de idade), vinificados de forma a extrair o máximo potencial de cada variedade, para expressar por completo o terroir dos vinhedos da estância, localizada na Campanha Gaúcha:  solo de rochas granulíticas, 14º C de amplitude térmica, mais de 2300 horas de sol no verão, topografia levemente ondulada e inverno adequado para dormência da videira. De acordo com a sócia proprietária e enóloga da vinícola, Gabriela Hermann Pötter, “estas características favorecem a produção de uvas com maturação fenólica, taninos maduros, complexidade aromática e gosto aveludado”. Os vinhos estagiaram em barril de carvalho virgem, francês e americano, por 13 meses.

“São vinhos mais encorpados, com muita personalidade e identidade”, conta Gabriela. O nome Lendas foi inspirado em histórias da região, que integram a formação da cultura do Pampa e dos gaúchos, em especial o conto do Baile dos Anastácio, evento que marcou o município de Dom Pedrito no final do século XIX. Esta é a segunda premiação do Lendas do Pampa Tannat, que recebu Medalha de Ouro na Grande Prova Vinhos do Brasil 2016

A organização e o desenvolvimento do “Tannat al Mundo Terruño de Oro” seguem os padrões internacionais indicados pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), premiando no máximo 30% das amostras e reunindo jurados experientes da Argentina, Brasil, Chile e Uruguai para a avaliação. E os enólogos André Peres Jr., diretor da Associação Brasileira de Enologia (ABE), e Dirceu Scottá, presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), estiveram no concurso representando o Brasil.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Desde maio de 2016 funciona com 100% de energia solar, tornando-se o primeiro empreendimento da área na América Latina movida através de energia limpa. estanciaguatambu.com.br | guatambuvinhos.com.br