cabecalholendas

Rótulos Lendas do Pampa tem edição limitada e já chegam ao mercado premiados

 

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, lança novos rótulos de vinhos tintos varietais que chegam ao mercado ainda no final de agosto. A nova linha ultra premium da marca apresenta três produtos: os vinhos Lendas do Pampa Tempranillo, Lendas do Pampa Cabernet Sauvignon e Lendas do Pampa Tannat com no máximo 1.200 garrafas numeradas cada um.

Elaborados com as melhores parcelas de cada uva (de plantas de 13 anos de idade), foram vinificados de forma a extrair o máximo potencial de cada variedade, para expressar por completo o terroir dos vinhedos da estância, localizada na Campanha Gaúcha:  solo de rochas granulíticas, 14º C de amplitude térmica, mais de 2300 horas de sol no verão, topografia levemente ondulada e inverno adequado para dormência da videira. De acordo com a sócia proprietária e enóloga Gabriela Hermann Pötter, “estas características favorecem a produção de uvas com maturação fenólica, taninos maduros, complexidade aromática e gosto aveludado”. Os vinhos estagiaram em barril de carvalho virgem, francês e americano, por 13 meses.

“São vinhos mais encorpados, com muita personalidade e identidade”, conta Gabriela. O nome Lendas foi inspirado em histórias da região, que integram a formação da cultura do Pampa e dos gaúchos, em especial o conto do Baile dos Anastácio, evento que marcou o município de Dom Pedrito no final do século XIX. Segundo registros, o senhor Victor Anastácio, antigo proprietário dos campos onde hoje se situa a Guatambu, foi o anfitrião do maior e mais fantástico baile que ocorreu na região, que durou 30 dias. Na busca de casar as filhas, o estancieiro promoveu um mês de festa, com danças, romances e churrascos e música ao vivo.

Segundo o sócio proprietário e diretor da Guatambu, Valter José Pötter, são histórias como do Baile dos Anastácio que formaram grande parte da cultura local. “Escolhemos o nome e as imagens dos rótulos assinados pela Visual Agência para apresentar um pouco da tradição da nossa terra, que se manifesta até os dias de hoje na região onde produzimos nossos vinhos, o coração do Pampa Gaúcho”. Os rótulos da linha, inspirados no baile, lembram o amor dos gaúchos pela dança e pelas tradições. Os desenhos utilizados são de autoria do artista Vini Albernaz, criados especialmente para a Guatambu.

Dois dos três lançamentos já chegam ao mercado premiados: os vinhos Lendas do Pampa Tannat e Lendas do Pampa Cabernet Sauvignon receberam no dia 03 de agosto, Medalha de Ouro na Grande Prova Vinhos do Brasil 2016, junto com outras três bebidas produzidas pela vinícola. Os vinhos estarão à venda em representantes da Guatambu pelo valor sugerido de R$ 120,00 ou pelo site guatambuvinhos.com.br.

Saiba Mais

O Baile dos Anastácio

O mais fantástico baile que já houve nos Pampas consumiu uma imensidão de novilhas, tonéis de vinho e outras bebidas, resultando em casamentos, romances e muitas histórias. A família Anastácio buscava maridos para suas filhas e para isso promoveu uma festa que durou 30 dias.

O Baile dos Anastácio ocorreu no final do século XIX e foi considerado um fato inédito na região de Dom Pedrito, na época 69ª Freguesia da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Muito festeira, a família de Victor Anastácio – antigo dono das terras onde hoje fica a Estância Guatambu – resolveu organizar um grande baile, evento que entraria para a história como o
mais longo e alegre de todos os tempos.

Anfitriões e convidados dividiam-se em três turnos e tarefas distintas: pela manhã se descansava, à tarde se cozinhava e limpava e à noite o baile recomeçava. O pessoal da casa revezava-se: enquanto uns tomavam conta do baile, dançavam e atendiam os convidados, outros dormiam. O mesmo aconteceu com os músicos, que foram muitos. Para alimentar os participantes da festa, a cada dois dias, no mínimo, se abatia uma res e uma carreta de mantimentos chegava ao estabelecimento todas as semanas.

Segundo a história, uma das filhas adoeceu durante o baile, e ao final dos 30 dias Victor Anastácio teve que entregar seu gado ao dono do armazém, Ramão Torres, como pagamento pela alimentação e bebidas fornecidas.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Desde maio de 2016 funciona com 100% de energia solar, tornando-se o primeiro empreendimento da área na América Latina movida através de energia limpa.

estanciaguatambu.com.br | guatambuvinhos.com.br