lotemaisvalorizado_creditojoseguilhermemartini

Maior evento privado do Cavalo Crioulo ocorreu entre os dias 03 a 05 de março na sede do empreendimento

 

O maior evento privado de comercialização de cavalos da Raça Crioula da América Latina, o Remate da Cabanha São Rafael, chegou a sua 21ª edição, no último sábado, dia 05 de março, no município paranaense de Balsa Nova. O evento alcançou a marca de vendas de quase R$ 2 milhões, comercializando 57 lotes de animais. A cabanha é a quinta maior criadora de cavalos crioulos do mundo.

Esperado por criadores e compradores de todo país, o evento promoveu três dias de atividades. A média geral ficou acima dos R$ 33 mil, refletindo o nível dos animais comercializados. O grande destaque ficou para o lote mais valorizado do leilão: a égua Dalila II do Purunã que foi arrematada por R$ 115.000,00. “O volume de animais vendidos pela liquidez que tivemos é o ponto alto do remate. A média final foi muito expressiva, sem dúvida”, salienta o leiloeiro Marcelo Silva.

O empresário Mariano Lemanski, proprietário da cabanha, aproveitou as boas vendas para promover o lado social do evento: “O país e o mundo vivem um momento muito delicado. E acredito que o papel do cavalo neste sentido é de agregador e transformador social. Por isso, estamos doando 10% do valor das vendas à vista desta noite para projetos sociais apoiados pela São Rafael. Temos o dever de puxar essa fila”, declara.

A programação iniciou na quinta-feira, com a 16ª Credenciadora de Inéditos da Cabanha São Rafael, um grande atrativo para pessoas que querem conhecer a beleza e funcionalidade do Cavalo Crioulo. A atividade faz parte do Calendário Oficial do Freio de Ouro e é a credenciadora mais relevante para animais estreantes. A competição revelou seus vencedores no sábado, onde premiou o primeiro lugar com carro zero km e distribuiu prêmios em dinheiro para os segundo, terceiro e quarto lugares.

O diretor Jayme Monjardim foi o grande vencedor da noite, conquistando o primeiro lugar na categoria fêmeas e terceiro com os machos. Pelo primeiro lugar, recebeu um carro zero KM. Sua esposa, a cantora Tania Mara esteve presente representando o marido, que está filmando seu novo longa, “O Vendedor de Sonhos”. “O Jayme está com o coração na mão de não poder estar aqui, pois ele ama o cavalo crioulo. Já eu, estou muito feliz, pois sou pé-quente”, brinca.

Tânia, que foi acompanhada do irmão, o cantor e ator Rafael Almeida, recebeu os prêmios da ex-BBB Renatinha D’Ávila, que fez a festa do público presente. “Eu adoro vir ao Paraná, a maneira como eles festejam aqui”, afirma.

Lemanski iniciou sua criação de cavalos em 1986, com a aquisição de sete éguas e um garanhão durante a Feira de Outono de Pelotas, sede da ABCCC: “escolhi o Cavalo Crioulo principalmente pela minha identificação com a cultura e tradição do povo gaúcho, e transformei esta paixão em um estilo de vida”, conta. O empresário recebeu os convidados ao lado de sua esposa, a DJ e escritora Bibba Pacheco Lemanski, e sua mãe, Maria Elsa de Almeida Passos. A produção executiva do evento é assinada por Adriane Riecke e a coordenação de comunicação da jornalista Camilla Menezes, filha do treinador Mano Menezes.

 

Saiba Mais

Cabanha São Rafael – 29 anos de respeito e tradição.

Localizada no município de Balsa Nova, Paraná, a Cabanha São Rafael iniciou sua seleção em abril de 1986, com a aquisição de sete éguas e um garanhão, durante a Feira de Outono de Pelotas/RS (sede da A.B.C.C.C). Atualmente, é uma das cabanhas com o melhor plantel da América Latina, sendo uma das três melhores no ranking da Copa dos Criadores.

Inicialmente, o objetivo ao adquirir o lote era obter animais de trabalho para manejo de gado que fossem registrados e garantir a qualidade da raça através de sua rusticidade, resistência e inigualável postura. Aos poucos o entusiasmo pela raça foi crescendo e, o que era para ser somente um animal de trabalho tornou-se uma paixão, um modo de vida, um objetivo.

Com apoio de diversos criadores e técnicos da Associação Brasileira, a São Rafael profissionalizou-se, mantendo a empolgação dos primeiros dias e a paixão pelos cavalos. A partir daí, com a cabana em crescimento, foi preciso investir em material genético e estrutura para abrigar e manejar este material.

Nossa filosofia: A Cabanha São Rafael não mede esforços no aprimoramento de sua criação, buscando sempre investir no que for preciso para selecionar animais competitivos e que valorizem a evolução da Raça Crioula.