0---O-Homem-de-Agrolândia---Foto-de-Daniel-Queiroz

Comédia com Malcon Bauer e direção de Renato Turnes tem patrocínio do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura

 

A La Vaca Companhia de Artes Cênicas, de Florianópolis, chega ao RS no mês de março para turnê por Teutônia e Arroio do Meio patrocinada pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura para oficinas e apresentações do espetáculo “O Homem de Agrolândia”, escrito e atuado por Malcon Bauer e dirigido por Renato Turnes.

Agrolândia é uma cidade de colonização alemã de nove mil habitantes localizada na região do Alto Vale do Itajaí, interior de Santa Catarina. Sem cinemas, shoppings ou teatros, os habitantes se divertem em festas, jogos de futebol ou em bares com amigos. Nesta cidade nasceu o ator Malcon Bauer.

Já em Florianópolis, em 1999, para cursar a faculdade de teatro, Bauer viu-se em uma situação insólita: as pessoas duvidavam da existência de sua terra natal. Percebendo o potencial cômico da situação, Bauer passou a usar a cidade como ponto de partida para a comédia. Usando histórias reais (com pequenas adaptações para fortalecer a comicidade), tornou Agrolândia o foco principal de seus solos, cativando o público com anedotas que pareciam saídas de um universo ficcional e exagerado. Após anos de experimentação, ele resolveu transformar todo o material em um espetáculo que ultrapassasse as fronteiras entre o ator e o personagem.

Assim surgiu “O Homem de Agrolândia”, um solo cômico afetivo que busca, através do viés autobiográfico, apresentar reflexões e observações sobre acontecimentos do cotidiano a partir do ponto de vista do ator/autor Malcon Bauer sobre o modo de vida da “cidade grande” e os relatos de sua vida na pequena Agrolândia.

Através da abordagem cômica e emocional o espetáculo trata de temas como a história da imigração, a cultura dos descendentes, o choque cultural, a transição para a vida adulta, a relação com as origens, o autoconhecimento e a construção de identidades.

A escolha de cidades de pequeno porte e de colonização alemã para esta circulação se dá devido ao alto grau de identificação que os temas, formato e linguagem do espetáculo podem exercer no público.

O espetáculo estreou em fevereiro de 2014 nas cidades de Florianópolis e Agrolândia, contemplado pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, da Fundação Catarinense de Cultura. Foi apresentado nas cidades catarinenses de Joinville e Jaraguá do Sul em temporadas promovidas pelo SESC-SC e em Rio do Sul, em parceria com a Fundação Cultural da cidade.

Contemplado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura, circulará pelas cidades de Teutônia e Arroio do Meio, com uma série de atividades gratuitas: além das apresentações do espetáculo, a companhia promoverá um encontro com grupos teatrais locais e workshop de produção cultural, ministrado pela produtora Milena Moraes, para troca de ideias e aperfeiçoamento de projetos criados por agentes culturais.

A oficina “A Piada está em mim”, ministrada por Bauer, explora os procedimentos utilizados pelo ator na criação do espetáculo. Dividida em dois dias, a atividade se apresenta como um espaço de criação, formação e aperfeiçoamento técnico para atores, artistas e interessados, como forma de contribuir para o fortalecimento das manifestações artísticas locais. No encerramento, os participantes integram o evento “Noites de Comédia”, que apresenta ao público um show de esquetes resultante do trabalho desenvolvido durante a oficina, oferecendo aos participantes uma experiência de contato com o público.

As inscrições devem ser feitas através do email cialavaca@gmail.com. As apresentações de “O Homem de Agrolândia” ocorrem nos dias 04 e 05 de março, às 20h, em Teutônia, no Centro Cívico Municipal. Em Arroio do Meio, as sessões estão agendadas para 09 e 10, também às 20h, no Auditório da Escola Municipal Bela Vista. Os ingressos são distribuídos uma hora antes do espetáculo, no local.

O projeto conta com atividades com acessibilidade. As apresentações do espetáculo contarão com sessões em audiodescrição, com 25 receptores para cegos ou pessoas com alguma deficiência visual, e tradução simultânea em Libras. Para mais informações, os interessados devem entrar em contato pelo email cialavaca@gmail.com.

Serviço:

O Homem de Agrolândia

Teutônia

4 e 5 de março, 20h

Centro Cívico Municipal – Centro Administrativo: Av. Oeste, 878, Bairro Centro Administrativo

Dia 04 – tradução simultânea em Libras

Dia 05 – audiodescrição – 25 receptores disponíveis

 

Arroio do Meio

9 e 10 de março, 20h

Auditório da Escola Municipal Bela Vista: Rua Bela Vista, 936 – Bela Vista

Ingressos no local a partir das 19h

Dia 09 – tradução simultânea em Libras

Dia 10 – audiodescrição – 25 receptores disponíveis.

 

Encontro com grupos e artistas locais, seguido de workshop sobre Produção Cultural

Teutônia

4 de março, 14h

Centro Cívico Municipal – Centro Administrativo

 

Arroio do Meio

9 de março, 14h

Auditório da Escola Municipal Bela Vista

 

Inscrições pelo email cialavaca@gmail.com

____

 A Piada está em Mim (oficina)

 

Teutônia

5 de março, 09 – 12h e 14h – 17h;

6 de março, 13 – 19h

Centro Cívico Municipal – Centro Administrativo

 

Arroio do Meio

10 de março, 09 – 12h e 14h – 17h;

11 de março, 13h – 19h

Auditório da Escola Municipal Bela Vista

Inscrições com breve currículo e motivação para participar da oficina pelo email cialavaca@gmail.com. Para maiores de 13 anos.

____

Noite de Comédia – Espetáculo resultante da oficina

 

Teutônia

6 de março, 20h

Centro Cívico Municipal – Centro Administrativo

 

Arroio do Meio

10 de março, 20h

Auditório da Escola Municipal Bela Vista

Ingressos no local a partir das 19h

 

SINOPSE:

A pequena cidade do interior catarinense é o ponto de partida para os relatos autobiográficos de Malcon Bauer, autor e protagonista dessa comédia afetiva. O solo cômico e confessional, que tem direção de Renato Turnes, é um resgate de origens compartilhado através de um jogo bem-humorado com a plateia.

Duração: 75min.

 

FICHA TÉCNICA:

Criação e interpretação: Malcon Bauer

Direção artística: Renato Turnes

Responsável Técnico: Marco Ribeiro

Arte Gráfica: Camila Petersen

Produção: Milena Moraes

Realização La Vaca Companhia de Artes Cênicas

 

Saiba Mais:

Atividades complementares

> Oficina “A Piada está em mim” – Carga horária 12h

Explorando os procedimentos utilizados para a criação do espetáculo O Homem de Agrolândia, a oficina, ministrada por Malcon Bauer, explora as possibilidades de criação de uma dramaturgia cômica a partir do universo pessoal de cada inscrito. Cada um deve construir uma dramaturgia e desenvolver esquetes cômicos a partir de seus próprios relatos. A organização da dramaturgia biográfica em primeira pessoa será o elemento principal da oficina, além da experimentação com personagens que façam parte dos relatos. Assim o caráter lúdico da performance mescla-se com o relato biográfico. Espetáculo e oficina utilizam o humor como ponto de partida para o pensamento crítico, levando público e performers a refletirem sobre os temas abordados. O papel de agente motivador do pensamento social do humor é fundamental para o desenvolvimento do espetáculo, e consequentemente da atividade proposta. A oficina se apresenta como um espaço de criação, formação e aperfeiçoamento técnico para atores, artistas e interessados das cidades do projeto, como forma de contribuir para o fortalecimento das manifestações artísticas regionais.

Noites de Comédia: Será apresentado ao público um show de esquetes resultante do trabalho desenvolvido durante a oficina. Essa é uma forma de oferecer aos participantes uma experiência de contato com o público através da qual poderão testar seu material e aperfeiçoar suas performances. A atividade tem o objetivo de incentivar a organização dos participantes em torno de um objeto artístico comum possibilitando o desdobramento em ações futuras autogeridas por eles, como a continuidade do espetáculo coletivo ou a criação de solos. Por outro lado, a ação busca chamar a atenção da cidade para seus artistas, colaborando para o fortalecimento da produção cultural das cidades envolvidas.

Tipo: prática

Público: atores, diretores, alunos de teatro e interessados em geral a partir de 13 anos

Vagas: 12

 

> Encontro com grupos teatrais locais e Workshop de Produção Cultural – Carga horária: 4h

Público: produtores teatrais, grupos de teatro e interessados em geral

Encontro seguido de workshop, para troca ideias e aperfeiçoamento de projetos criados por agentes culturais. A ideia é instrumentalizar agentes para elaborar e executar projetos, oferecendo um panorama de possibilidades de viabilização de suas ideias. Workshop ministrado por Milena Moraes.

Malcon Bauer é ator, diretor, dramaturgo e roteirista. Graduado em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Em cartaz atualmente com o espetáculo UZ, de Gabriel Calderón. Foi ator da Cia Persona junto a qual estreou espetáculos como Nem Mesmo a Chuva tem Mãos tão Pequenas (2007); Castelo de Cartas(2004-2005) e F. (2002-2006). Dedica-se à comédia, como ator e autor, em projetos como Teatro de Quinta (2005-2011), comédias do projeto #RiAlto como Do Avesso (2012) e diversos shows de stand-up comedy. Atuou como dramaturgo para o espetáculo “Quase Tudo no Timing (2014). É autor da pesquisa Conta uma Piada! contemplada com o Prêmio Elisabete Anderle 2009, em que analisa processos de criação de personagens para comédia.

Renato Turnes é graduado em Educação Artística com Habilitação em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). É criador da Trilogia Lugosi, série de solos de horror contemplado com o Prêmio Myriam Muniz FUNARTE de Teatro 2009. Diretor de Mi Muñequita, de Gabriel Calderón, Emoções Baratas (ou Eu Te Amo Glória Pires), de Gregory Haertel, solo de Daniel Olivetto. Em 2012 dirige Do Avesso, Cabaret #RiAlto e Kassandra, solo de Milena Moraes a partir do texto de Sergio Blanco, vencedor do Prêmio FUNARTE Myriam Muniz de 2011 e Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2013. Como ator estreia Le Frigô, solo de Copi com direção de Vicente Concilio. Em 2013 estreia Eu faço uma dança que a minha mãe odeia, solo de dança de Karin Serafin contemplado com o Prêmio FUNARTE de Dança Klaus Vianna 2012 e Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2013. Em 2014 estreia O Homem de Agrolândia, de Malcon Bauer e UZ, de Gabriel Calderón, ambos contemplados com o Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2013, e Naquele tempo, solo cômico de Vanderléia Will.

Milena Moraes é atriz e produtora teatral. Desempenha ambas as funções em: UZ (2014), do uruguaio Gabriel Calderón e direção de Renato Turnes – Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura; ODISEO.COM, espetáculo internacional realizado em tempo real em 3 países via Skype, de Marco Antônio de la Parra com direção e concepção espacial de André Carreira – viabilizado através do IBERESCENA e contemplado com o Prêmio Elisabete Anderle de EStímulo à Cultura 2014; Kassandra (2012), solo para espaços não convencionais de autoria do dramaturgo franco-uruguaio Sergio Blanco e direção de Renato Turnes – Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz e Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura; Mi Muñequita (2008-2012), do uruguaio Gabriel Calderón, com direção de Turnes – Prêmio Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Franklin Cascaes, Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, Palco Giratório (SESC); as comédias do Projeto #RiAlto (2011-2015), do qual é idealizadora, (2011-2015); Teatro de Quinta (2005-2011); os solos Santa (2006-2008), de Gilbas Piva, e Uma Mulher Só (2003-2007), de Malcon Bauer.

LA VACA COMPANHIA DE ARTES CÊNICAS

La Vaca é uma companhia brasileira de teatro criada por Milena Moraes e Renato Turnes. Desde 2008 a companhia desenvolve projetos que se caracterizam por apresentar autores da nova cena latino-americana às plateias brasileiras. Os espetáculos da La Vaca investigam linguagens e temáticas contemporâneas, novas dramaturgias, formas alternativas de produção e exploram tanto o palco tradicional quanto espaços não-convencionais no intuito de criar experiências cênicas de impacto, que estabeleçam uma relação viva entre público e artistas.

2008 – estreia Mi Muñequita, do uruguaio Gabriel Calderón.

2012 – estreia Kassandra, do franco-uruguaio Sergio Blanco.

2014 – produz a montagem do solo cômico de Malcon Bauer, O Homem de Agrolândia

2014 – estreia UZ, mais um texto de Gabriel Calderón inédito no Brasil.

Mantém ainda em seu repertório a Trilogia Lugosi, conjunto de solos baseados na adaptação de contos de horror para o teatro.  Produz também comédias como As Felicianas, dentro do projeto #RiAlto