Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

mês

janeiro 2016

Guatambu na imprensa

folhadosul_22.01.2016zh_22

JC_21.01.2016

Espumantes Angus Extra Brut, Guatambu Nature e Guatambu Extra Brut estão entre os melhores do Brasil

1238A-CAMPANHA-CARDS-B

Rótulos da Guatambu integram as listas do renomado Guia Descorchados

Os espumantes Angus Extra Brut, Guatambu Nature e Guatambu Extra Brut, da Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, foram classificados entre os melhores espumantes do ano segundo o Guia Descorchados Brasil 2016. Maior referência em vinhos da América do Sul, o Guia Descorchados chega a 18ª edição este ano. Desde seu surgimento, no Chile, em 1999, o guia representa um ponto de vista diferente no mundo do vinho, baseado em avaliações bem pessoais de sua equipe.

Das 226 amostras de bebidas avaliadas em degustação promovida no Vale dos Vinhedos, 18 foram classificadas entre os melhores do ano, sendo dois deles os rótulos Angus Extra Brut e Guatambu Nature. Os espumantes também integram as categorias de Melhor Método Tradicional do Ano, Melhor Nature do Ano e Melhor Extra Brut do Ano, com Angus e Guatambu Extra Brut, alcançando 91 (Nature e Angus) e 87 pontos (Extra-Brut).

O enólogo consultor da Guatambu, Alejandro Cardozo, é um dos profissionais citados na publicação, pelo destaque das vinícolas em que trabalha na avaliação, “centrado na experimentação com distintos métodos e cepas”.

Mais recente produto disponível no mercado, o Espumante Angus Extra-Brut, é uma parceria com Associação Brasileira de Criadores da Raça Angus. Elaborado com uvas Chardonnay, colhidas manualmente, é produzido pelo processo champanoise. Este é o segundo rótulo produzido pela vinícola para a Associação, que em 2014 lançou o Vinho Angus Tannat.

O espumante Nature é elaborado com uvas chardonnay, a partir de prensagem direta das uvas com 50 % de mosto flor, clarificação estática com frio e fermentação a baixa temperatura. Não teve adição de açúcar, apresentando apenas 1,7g de açúcar residual por litro. O rótulo foi vencedor da Grande Medalha de Ouro do Concurso do Espumante Brasileiro 2015.

O Guatambu Extra Brut já recebeu medalha de prata na Grande Prova Vinhos do Brasil 2015, além de Medalha de Ouro no 10º Concurso Internacional La Mujer Elige na Argentina. Exibe cor verde com tons platinados, perlage fino e abundante em uma coroa cremosa e persistente. Revela aromas finos de frutas de polpa branca, como ameixa branca e pera, dando lugar, em segundo plano, a notas delicadas de pão.

Segundo a sócia-proprietária e enóloga Gabriela Hermann Pötter, esta conquista é um marco na história da vinícola: “estamos muito orgulhosos de estarmos entre os eleitos do Guia Descorchados, referência na América Latina em avaliação de vinhos. Este resultado é reflexo de muito trabalho e dedicação de toda a equipe da vinícola”.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Mais informações, acesse o site: http://www.guatambuvinhos.com.br/

Guatambu Estância do Vinho promove vindima aberta ao público no dia 30 de janeiro

CARD Almoço_jan2016

Atividade integra programação dos já tradicionais almoços harmonizados da vinícola

 

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, iniciará sua vindima da safra 2016 no dia 21 de janeiro, com a colheita das uvas Gewürztraminer. No dia 30, a vinícola promove uma programação aberta ao público. A visitação, já tradicional no calendário da vinícola, conta com passeio pelos vinhedos, acesso às áreas de produção e almoço harmonizado no salão de eventos.

As atividades iniciam às 10h30, com passeio pelos vinhedos, onde será possível acompanhar a medição do grau de açúcar e colheita das uvas Sauvignon Blanc. Em seguida, os visitantes participarão do processamento das primeiras frutas da safra, incluindo os processos de desengace e prensagem, para obtenção do mosto para elaboração do espumante. O público também poderá integrar o tour pelas outras instalações da vinícola, como laboratório e as caves, acompanhando todo o processo do vinho até seu envase.

Às 12h30, o almoço com parrilla será servido. O cardápio conta com entrada, prato principal – entrecot de carne da raça Polled Hereford, produzido na Estância Guatambu, com sabor e maciez únicos – e sobremesa, além de atividades para as crianças.

Os pratos serão harmonizados com os espumantes Brut Rosé (vencedor de Medalha de Ouro Duplo em 2014 na Argentina) e Poesia do Pampa Brut, e os vinhos Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon e Tannat (vencedor do Top Ten da ExpoVinis 2014), além do premiado vinho ícone da vinícola, Épico, Grande Campeão de 2015 do Anuário de Vinhos do Brasil.

 “O evento é uma oportunidade imperdível para os visitantes conhecerem o estilo e charme de nossa arquitetura, além de mergulhar na cultura do vinho e do Pampa Gaúcho, conhecendo todos os processos de elaboração dos nossos rótulos, do vinhedo à taça”, revela a enóloga Gabriela Hermann Pötter. As instalações da construção inspirada no estilo espanhol são um grande atrativo, além da moderna área de produção. Após a degustação dos rótulos no almoço, o público pode visitar a loja da vinícola que disponibiliza seus vinhos e espumantes, além de acessórios.

O ingresso por pessoa é de R$ 180,00 mediante reserva através dos contatos – visita@guatambuvinhos.com.br | 53 3243 3295 e também conta com passeios de charrete, cavalo e pônei.

Cardápio:

Check-in

Queijo temperado com temper cheese de ervas finas e galletitas

Espumante Poesia do Pampa Brut

Entrada

Linguicinha parrillera com pimentões grelhados

recheados com queijo provolone

Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2013

Prato Principal

Cortes de cordeiro e entrecot de carne Hereford na parrilla,

arroz com amêndoas e espumante Poesia do Pampa Brut,

batata dorê, feijão campeiro e saladas especiais

Rastros do Pampa Tannat 2014

Épico (vinho alta gama – uvas Tannat, Cabernet Sauvignon, Merlot e Tempranillo)

Sobremesa

Sorvete de creme com calda de vinho Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon

Guatambu Rosé Brut

Língua Mãe. Mameloschn integra a programação do 17º Porto Verão Alegre

credito_adrianamarchiori

Espetáculo dirigido por Mirah Laline tem apresentações nos dias 26, 26 e 28 de janeiro no teatro do Centro Histórico Cultural Santa Casa

 

Vencedor na categoria Melhor Espetáculo do Prêmio Açorianos de Teatro 2015 e do 10º Braskem Em Cena na categoria melhor atriz para Mirna Spritzer, o espetáculo Língua Mãe.Mameloschn volta em curta temporada integrando a programação do 17º Porto Verão Alegre, entre os dias 26 a 28 de janeiro, no teatro do Centro Histórico Cultural Santa Casa. É a primeira vez que o público poderá conferir a peça fora do Goethe-Institut Porto Alegre, onde cumpriu duas temporadas de sucesso em 2015.

O texto da jovem autora alemã Marianna Salzmann tem direção de Mirah Laline e traz no elenco Ida Celina, Mirna Spritzer, Philipe Philippsen e Valquíria Cardoso. Esta é a sexta vez que Ida e Mirna dividem o palco desde 1983, com “No Natal a gente vem te buscar”.

A montagem, inédita no Brasil, apresenta um texto irreverente que aborda identidade, ideologia e pertencimento, sob a forma de um jogo oscilante, entre a aproximação e distanciamento dos personagens, através do diálogo cáustico de uma família judia.

Três gerações de mulheres com muito em comum: são da mesma família; vivem sob o mesmo teto; possuem a mesma origem cultural. No entanto, se diferenciam no modo com veem o mundo, expressam seus anseios e lidam com suas origens.

O trânsito sutil entre humor e drama agrega uma empatia potencial para as problemáticas que a autora aborda. Os habituais modos de comunicação, como cartas, mensagens de e-mails, jornais e o rádio, paradoxalmente, revelam na obra, toda a carga de incomunicabilidade entre as personagens, materializando sob a cena a distância entre o discurso social e as motivações pessoais.

Rô Cortinhas assina os figurinos, Rodrigo Shalako o cenário e Ricardo Vivian a iluminação. O ator Philipe Philippsen também assina a trilha sonora original. As apresentações no Teatro do Centro Histórico Cultural Santa Casa ocorrem às 21h, com ingressos a partir de R$ 30,00, com descontos para idosos, estudantes, Clube do Assinante e clientes Banricompras.

Saiba Mais

FICHA TÉCNICA

Direção: Mirah Laline

Assistência de direção: Júlia Rodrigues

Texto: Marianna Salzmann

Elenco: Ida Celina, Mirna Spritzer, Valquiria Cardoso e Philipe Philippsen

Figurinos: Rô Cortinhas

Cenário: Rodrigo Shalako

Iluminação: Ricardo Vivian

Trilha sonora original: Philipe Philippsen

Produção: Rodrigo Ruiz

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin Assessoria de Flor em Flor

Classificação: 12 anos

Duração: 90 min

 

Língua Mãe.Mameloschn

26, 27 e 28 de janeiro, 21h

Teatro do Centro Histórico Cultural Santa Casa [Av. Independência, 75]

Informações: atocenica.com/Facebook:linguamae.mameloschn

 

Serviço de Ingressos:

Valores:

No Teatro: R$30 inteira
R$24 Clube ZH e Banricompras
R$15 idoso e estudante

Antecipado: R$25 inteira
R$20 Clube ZH e Banricompras
R$15 idoso e estudante

Observações:
Na compra de ingressos antecipados será aceito dinheiro e Banricompras – débito.
Nos teatros, apenas dinheiro.

Clube do Assinante ZH e Banricompras: desconto válido para titular e um acompanhante
(2 ingressos por peça).

Estudante deve apresentar documento que comprove relação com a instituição de ensino com data de validade, conforme lei da meia-entrada (Lei n° 12.933/2013), detalhada em notícia neste site.

Pontos de Venda:
A compra antecipada dos ingressos pode ser feita em três pontos de venda:

Praia de Belas Shopping – em frente ao GNC Cinemas – de segunda a sábado, das 10h às 22h, domingos das 13h às 19h. No Casarão Verde – loja 133 – do DC Shopping – de segunda a sexta, das 13h às 19h. Na bilheteria do Bourbon Country – de segunda a sábado das 10h às 22h, e domingos e feriados das 14h às 20h.

As vendas também acontecem pela Internet, pelo site http://www.myticket.com.br (com cobrança de uma taxa de 15% sobre o valor do ingresso), e com antecedência de 24 horas em relação à data do espetáculo. As formas de pagamento são cartões de débito e crédito aceitos pelo myticket.

Os ingressos também podem ser adquiridos na bilheteria de todos os teatros, no dia em que acontecem os espetáculos, duas horas antes do horário de início.

Informações completas estarão no site http://www.portoveraoalegre.com.br, e redes sociais: facebook.com/portoverao e @portoverao no Twitter. Também no APP Teatro Brasil, disponível gratuitamente para ser baixado em smarthphones e tablets.

zerohora_18.01

Língua Mãe.Mameloschn na imprensa

JC_14.01.2016.jpg

Teatro Mototóti promove oficina de Teatro de Rua em janeiro

 

motototi_credito_tiemysaito.jpg

“A essência do Teatro de Rua” ocorre entre os dias 25 e 29 com turmas para adultos e adolescentes

 

O Teatro Mototóti promove, pela primeira vez em Porto Alegre, a oficina A Essência do Teatro de Rua – Oficina de Verão do Teatro Mototóti, entre os dias 25 e 29 de janeiro. A dupla de atores Fernanda Beppler e Carlos Alexandre ministra as aulas, que desenvolvem uma imersão de cinco dias, em que os integrantes do grupo dividirão com os alunos saberes e práticas da arte de rua.

Os integrantes do Mototóti trabalham com teatro de rua há 18 anos, sendo nove deles desenvolvendo atividades dentro da companhia, ministrando em diversas cidades do país workshops para atores, professores e não atores, a convite de grupos, festivais e instituições. “A rua é um espaço transformador por natureza, onde o pré-estabelecido dá lugar ao inusitado, exigindo de cada um o despojamento, o desapego, a flexibilidade e fluidez tão necessários a essa arte”, afirma Fernanda. Para a atriz, o curso é uma oportunidade de desenvolver novas práticas de atuação, mas também uma experiência pessoal: “são vivências que levamos para a vida pessoal, os relacionamentos e também o trabalho”, conta.

A oficina abordará temas como concentração, voz e musicalidade, percepção de espaço, espontaneidade, improvisação, trabalho em grupo, entre outros. O Teatro Mototóti existe há oito anos e já possui quatro espetáculos em seu repertório. Formado por Carlos Alexandre e Fernanda Beppler em 2007, o grupo vem se destacando no cenário de teatro de rua, atuando em todo o país, tendo como características de trabalho a pesquisa e prática permanentes em teatro de rua e a construção/manutenção de um repertório de espetáculos, com o propósito de colocar em cena trabalhos autorais que dialoguem com o público nos mais diferentes lugares. Já são mais de 500 apresentações no Brasil e exterior, além do projeto de teatro de rua em Porto Alegre, o Circuito Se Essa Rua Fosse Minha, que uma vez por mês é realizado no Parque Mascarenhas de Morais, no Bairro Humaitá.

Serão duas turmas: adulto, com aulas das 18h às 22h, e adolescentes, das 14h às 17h. O workshop ocorre no Atelier da Casa9 e as inscrições estão abertas através do email teatro@motototi.com.br. Para celebrar o encerramento do curso, os participantes serão convidados a integrar um cortejo cênico-musical no Parque da Redenção, um dos locais mais tradicionais do teatro de rua da cidade, no dia 30 de janeiro.

1ª Oficina de Verão do Teatro Mototóti

Período: 25 a 29 de janeiro de 2016

Local: Atelier da Casa9 (São Manoel, 337 / sala 9)

como chegar: https://goo.gl/maps/VmN8cU4xaeT2

Público alvo / turmas:

  • Adutos: com idade mínima de 16 anos (atores e não atores)

Horário: 18 às 22h (com intervalo para café) Carga Horária: 20h/aula

Ministrantes: Carlos Alexandre e Fernanda Beppler

 

  • Adolescentes: entre 10 e 15 anos (a confirmar mediante preenchimento mínimo das vagas)

Horário: 14 às 17h. Carga Horária: 15h/aula

Ministrantes: Geison Aquino e Mariana Beppler

 

Orientações para os alunos: estar com roupas leves, que não atrapalhem ou impeçam os movimentos. Evitar roupas jeans, por exemplo. A ideia é se soltar, brincar! Então, venha com roupas confortáveis. Ao final da oficina cada aluno receberá um Certificado de Participação.

 

Conteúdo Programático

  • A importância da visão periférica no exercício do teatro de rua
  • O olhar do ator no teatro de rua
  • A concentração no caos – a rua não oferece o conforto e a tranquilidade do teatro feito em salas. Assim, exige do ator uma qualidade diferente de trabalho
  • O corpo do ator no teatro de rua – conhecendo seu corpo, identificando e limpando seus “vícios”, lapidando para encontrar suas potencialidades
  • A voz do ator e a musicalidade para o teatro de rua
  • O ator e a percepção do espaço
  • A triangulação – um elemento da máscara teatral como recurso na construção do trabalho do ator
  • O trabalho em grupo, a cooperação e a criação coletiva
  • A espontaneidade de cada aluno/ator, individualmente e no grupo
  • Improvisação, um elemento fundamental para a criação artística.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑