divulgaçãoguatambu

Poesia do Pampa Brut, Guatambu Nature e Poesia do Pampa Demi-Sec foram os premiados

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, recebeu na última sexta-feira, três medalhas do 9º Concurso do Espumante Brasileiro, realizado em Garibaldi, entre 14 e 16 de outubro. Os espumantes Poesia do Pampa Brut e Guatambu Nature, safra 2014, foram selecionados na categoria Ouro, e o Poesia do Pampa Demi-Sec, recebeu medalha de Prata.

O evento é realizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) e contou com dois dias de degustações, onde 264 amostras provenientes de 70 vinícolas de 10 regiões produtoras do Brasil foram degustadas por 44 enólogos. Os degustadores foram divididos em cinco júris, cada um com amostras diferentes. Os trabalhos seguiram normas da Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE). Foram premiados os espumantes melhores classificados por categoria, respeitando o limite de 30% dos inscritos.

Os espumantes Guatambu são todos elaborados pelo método tradicional, onde a segunda fermentação acontece na própria garrafa, permanecendo no mínimo um ano em contato com as leveduras. As uvas são provenientes de vinhedos próprios da Guatambu, em Dom Pedrito. O Nature é elaborado com 100% de uvas Chardonnay, já o Poesia do Pampa Brut é elaborado com um corte diferenciado: uvas Chardonnay e Sauvignon Blanc. Este rótulo ganhou recentemente outras duas premiações: medalha de Ouro na Grande Prova de Vinhos do Brasil 2015, e Medalha de Bronze no Concurso “TOP Espumantes” do Festival do Espumante 2015 da SBAV de São Paulo. O Demi-sec da Guatambu também se destaca pelo corte de uvas que foge do tradicional: e elaborado com uvas Gewürztraminer e Chardonnay.

Sobre a Guatambu

A Guatambu é uma vinícola boutique que trabalha com administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, desde 2003. Situada no coração do pampa gaúcho, na fronteira com o Uruguai, o cultivo da videira é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos.

A vinícola conta com um complexo enoturístico, que engloba área de produção, auditório, sala de degustação, salão com parrilla para eventos e loja, com referências arquitetônicas voltadas à cultura gaúcha e às estâncias do pampa, sendo considerada referência em estilo, beleza e modernidade. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/