09-Mulher-do-Pai-Maria-Galant-foto-de-Heloísa-Passos

Com direção de Cristiane Oliveira, do premiado curta Messalina (2004) e produção de Aletéia Selonk (As Aventuras do Avião Vermelho), as filmagens serão realizadas em maio e junho

Apresentando a jovem atriz gaúcha Maria Galant , o filme tem Marat Descartes e os uruguaios Verônica Perrota (Wisky) e Jorge Esmoris (Artigas) no elenco principal. Completam o time de atores Amélia Bittencourt, Aurea Baptista, Fabiana Amorim e Liane Venturella

Seguem até 16 de junho as filmagens do longa-metragem Mulher do Pai, dirigido por Cristiane Oliveira. As gravações ocorrem na Vila de São Sebastião, distrito de Torquatro Severo, pertencente ao município de Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha.

Em Mulher do Pai, Nalu é uma adolescente que precisa cuidar do pai cego depois da morte da avó, que os criou como irmãos numa modesta casa perto da fronteira Brasil-Uruguai. Quando Ruben percebe que a filha, aos 16 anos, já é uma mulher, surge uma perturbadora proximidade entre os dois. O estranhamento inicial dá lugar ao ciúme quando Rosario, uma professora uruguaia, ganha espaço na vida de ambos.

Diretora de um dos curtas mais premiados dos anos 2000 (Messalina, 2004), a cineasta porto-alegrense Cristiane Oliveira estreia em longas com Mulher do Pai. Atuou como assistente de direção em diversos curtas, documentários, longas e série para TV. Entre 2005 e 2007, coordenou a produtora gaúcha Clube Silêncio, onde produziu o longa-metragem Ainda Orangotangos, de Gustavo Spolidoro, além de curtas e telefilmes. Trabalhou também como co-roteirista, produtora associada e assistente de direção nos longas Nove Crônicas para um Coração aos Berros e Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, ambos de Gustavo Galvão .

No elenco do filme, a jovem atriz gaúcha Maria Galant e o ator paulista Marat Descartes, reconhecido pela versatilidade e talento em filmes como Quando Eu Era Vivo, Super Nada (Kikito de melhor ator em Gramado) e Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, entre outros. O elenco terá atores uruguaios, dentre eles Verónica Perrota (Whisky e Acné) e Jorge Esmoris (Rincón de Darwin e Artigas).

A direção de fotografia é assinada por Heloísa Passos, nome de destaque no cenário nacional por seu olhar inovador. Premiada no Festival do Rio 2009 pelos longas Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo, de Karim Aïnouz e Marcelo Gomes (Festival de Veneza, mostra Orizzonti) e O Amor Segundo B. Schianberg, de Beto Brant, ela alia a sensibilidade artística à experiência de muitos anos em cinema, TV e publicidade.

Raúl Locatelli assina a captação de som. Profissional uruguaio reconhecido internacionalmente com extensa experiência em longas-metragens tendo atuado em mais de uma dezena de filmes no Uruguai, México e Colombia, teve seu trabalho em evidência a partir do premiadíssimo Luz Silenciosa, do mexicano Carlos Reygadas.

A produção está a cargo de Aletéia Selonk, da Okna Produções. Aletéia tem em seu currículo diferentes projetos audiovisuais. Entre eles destacam-se, recentemente, o longa-metragem de animação As Aventuras do Avião Vermelho (direção Frederico Pinto e José Maia), lançado comercialmente no Brasil em dezembro de 2014; o primeiro longa-metragem do diretor Fabiano de Souza, A Última Estrada da Praia e o documentário Walachai (direção Rejane Zilles). Além da Okna Produções, Aletéia coordena a implantação do Tecna – Centro Tecnológico Audiovisual do RS, iniciativa da PUCRS, Fundacine e Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Mulher do Pai tem coprodução com o Uruguai através da produtora Transparente Filmes, capitaneada por Diego Parker. Com base em Montevidéu, a Transparente tem se consolidado no mercado audiovisual desde 2003, ao produzir filmes para cinema e publicidade, conteúdos para televisão e ainda prestando serviços para produções internacionais.

O filme se passa próximo à fronteira do Brasil com o Uruguai e tem histórico de premiações já na fase de projeto. Em 2009, recebeu o Prêmio Santander Cultural / Prefeitura de Porto Alegre / APTC para o desenvolvimento do projeto. Já com uma primeira versão do roteiro, a produtora Aletéia Selonk e a diretora Cristiane Oliveira foram selecionadas para participar do concorrido Produire au Sud (Nantes – França), em 2010, com o Mulher do Pai. No ano seguinte, foi a vez do Talent Project Market, do Festival de Berlim, selecionar o projeto para a sua rodada de inserção de produtores no mercado internacional e estímulo à coprodução. A participação em Berlim, rendeu ainda ao Mulher do Pai o prêmio VFF Pitch Highlight, que também investiu recursos no desenvolvimento da iniciativa.

A partir da coprodução com o Uruguai, o projeto foi contemplado pelo Edital de Coprodução Brasil-Uruguai, promovido pela Ancine (Brasil) e pelo ICAU (Uruguai), e pelo Ibermedia (programa de apoio à produção ibero-americana). Em dezembro de 2014, Mulher do Pai foi premiado também no FSA pela linha PRODECINE 05/2014 (voltada para filmes de longa-metragem autorais), o que garantiu a viabilização da obra.

No mês de abril, foram captadas as primeiras tomadas do filme, com cenas externas das principais locações, a fim de preservar a paisagem com os traços do início de outono. O período principal de filmagens acontece agora, entre os dias 20 de maio e de 16 de junho de 2015.

Equipe técnica principal

Roteiro e direção: Cristiane Oliveira

Produção: Aleteia Selonk

Coprodução: Diego Parker

Produção Executiva: Graziella Ferst e Gina O´Donnell

Produtor Associado: Gustavo Galvão

Direção de Produção: Gina O´Donnel

Direção de Fotografia: Heloísa Passos

Direção de Arte: Adriana Borba

Captação de som: Raúl Locatelli

Montagem: Tula Anagnostopoulos

Figurino: Coca Serpa

Maquiagem: Nancy Marignac