borralheira_credito_daltonvalerio

Depois de apresentar o premiado musical “O barbeiro de Ervilha”, adaptação para crianças da ópera “O Barbeiro de Sevilha” – de Gioacchino Rossini, nas cidades de Recife, São Paulo e Salvador, a Petrobras agora apresenta nas cidades de Belo Horizonte e Porto Alegre outra premiada adaptação infantil do célebre compositor: “A Borralheira, uma opereta brasileira”.

O espetáculo é uma adaptação para crianças da famosa ópera cômica italiana La Cenerentola ossia La bontà in trionfo (A Cinderela ou O triunfo da bondade).  Sucesso de público e de críticas recebeu sete indicações ao Prêmio Zilka Sallaberry 2012 (A mais importante premiação de Teatro Infantil na cidade do Rio de Janeiro organizado pelo CEPETIN – Centro de Pesquisa e Estudo do Teatro Infantil) nas categorias: Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Produção, Melhor Música, Melhor Cenário, Melhor Figurino e Melhor Iluminação, recebendo os prêmios de Melhor Produção e Melhor Música. Além disso, foi recomendado pela revista Veja Rio como um dos melhores espetáculos em cartaz na cidade do Rio de Janeiro no ano de 2012.

Adaptado por Vanessa Dantas (que também adaptou “O barbeiro de Ervilha” para os palcos infantis) e dirigido por Fabianna de Mello e Souza (integrante da consagrada companhia francesa Le Théâtre du Soleil entre os anos de 1997 e 2006), o espetáculo conta aproximadamente 60 minutos de duração e classificação livre. Sua concepção artística transpõe a obra original para o contexto da cultura popular brasileira. De Salerno, Itália, a história é adaptada para uma cidade fictícia do Sertão de Minas Gerais. A ambientação mineira tem como propósito trazer à cena uma atmosfera onírica operística popular enquanto a melodia de Rossini, grande mestre na arte de emocionar, guia-nos às mais densas emoções.

A direção musical – mantendo-se fiel aos temas melódicos de Rossini – sugere o encontro entre música clássica e popular, associando arranjos da ópera com os ritmos da música popular brasileira e mineira. O elenco é composto por sete atores-cantores, que interpretam as personagens principais, e sete atores-cantores-músicos, que interpretam o belíssimo Coro (Grande responsável pela força da música e por acentuar os pontos mais emocionantes da dramaturgia). Os números musicais são tocados e cantados ao vivo ao som de diversos instrumentos: violão, violoncelo, viola, acordeão, xilofones, clarinete, flauta doce e transversa, tambores do divino, alfaia, xequerês e outros instrumentos de percussão.

O cenário e os figurinos inspirados na Europa do final do século XVIII e começo do XIX, mas trazidos para o Brasil no estilo do barroco mineiro e do rococó, trazem à baila a mesma qualidade das grandes e luxuosas produções operísticas. Os cenários, traçados como se fossem grandes croquis, são retratados através de desenhos, pinturas e esculturas inspirados nas obras de Mestre Ataíde e de Aleijadinho. Os figurinos, em unidade com o cenário, são trabalhados artesanalmente com bordados e pinturas feitas à mão.

Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 e estão à venda na bilheteria do teatro. As apresentações ocorrem às 20h nos dois dias de temporada.

SERVIÇO

A Borralheira, uma opereta brasileira

Dias 04 e 05 de outubro, às 20h

Local: Theatro São Pedro

Pc Mal Deodoro, s/n

Informações: : 3227 5100 / 3227 5300

Valor: R$20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

Capacidade: 600 lugares

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Ficha Técnica

“A Borralheira, uma opereta brasileira”

Adaptação Teatral do Libreto e Concepção Artistica Vanessa Dantas

Direção Fabianna de Mello Souza

Direção Musical e Arranjos Wladimir Pinheiro

Direção de Movimento Marcia Rubin

Elenco

Anna Bello, Julia Gorman, Hugo Kerth, Marino Rocha, Vanessa Dantas, Marcello Sader, Wladmir Pinheiro, Arthur Rozas, Gustavo Sabatiê, Kiko do Valle, Rafael Tavares, Saulo Vignoli, Thomas Nogueira

Cenografia, Objetos de Cena, Esculturas e Desenhos Glauco Bernardi

Figurinos, Adereços Heloisa Frederico

Iluminação Aurélio de Simoni

Preparação Vocal Marcello Sader

Supervisão Vocal Mirna Rubim

Assistente de Dir. Musical Marcello Sader

Design de Som Marcelo Claret

Fotografia Dalton Valério

Administração / Coordenação e Produção Verônica Prates

Equipe Porto Alegre

Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Cenotécnica – responsável local: Iuri Wander

Sonorização: responsável técnico local: Rodrigo Rheinheimer

Apoio Cultural: Porto Seguro