Busca

Bruna Paulin

Assessoria de Flor em Flor

mês

janeiro 2014

Doce de Mãe na imprensa

oglobo2_19.01.2014

oglobo_19.01.2014

 

oglobo_20.01

 

estadao_20.01

zerohora_20.01

zerohora_20..01

Guatambu lança primeiros rótulos de 2014

vinhodaestanciabranco

Vinho da Estância Branco 2013 e Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2012 foram produzidos 100% nas instalações da vinícola, em Dom Pedrito – RS

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, RS, lança no mês de janeiro dois novos rótulos: o Vinho da Estância Branco 2013 e o Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2012. Os dois vinhos foram produzidos 100% nas modernas instalações da vinícola.

A união das castas Chardonnay, Gewürztraminer e Sauvignon Blanc, da safra 2013, resultou em um vinho surpreendente pelo frescor e complexidade aromática. Chamado Vinho da Estância Branco, o produto apresenta a moderna “Screwcap”, conhecida como “tampa-rosca”, que substitui o uso da rolha, uma tendência irreversível sobretudo para vinhos brancos jovens, como é o caso deste rótulo da Guatambu, devido a praticidade, higiene e conservação das qualidades intrínsecas do produto.

As uvas foram colhidas manualmente nos vinhedos da Guatambu e após ficaram 24 horas em câmara fria. Na sequência, foram prensadas inteiras na Prensa Pneumática Inertys. A fermentação teve temperatura controlada para no máximo 16°C. Apresentando excelente equilíbrio entre álcool (12% do volume) e acidez (91,73meq/L), o Vinho da Estância é muito agradável para ser consumido a qualquer momento. É ideal para harmonizar com entradas, como canapés, peixes, massas e risotos.

Outra novidade para este ano é o vinho Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon safra 2012, destaque na Avaliação Nacional dos Vinhos, sendo classificado entre os 16 melhores vinhos daquele ano, entre tintos, brancos e espumantes. O Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon marcou a trajetória da vinícola desde o lançamento da sua primeira safra, a 2008, quando arrebatou vários prêmios, assim como nas consecutivas safras.

Vindo do bioma Pampa Gaúcho, na região da Campanha, município de Dom Pedrito, é marcado por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas. As mudas Cabernet Sauvignon foram importadas da Itália, e são do clone VCR R5. O vinho é assinado pela enóloga Gabriela H. Pötter, uma das proprietárias da Guatambu, juntamente com o enólogo uruguaio Javier Gonzales e a consultoria de Alejandro Cardozo.

Em lote limitado de 6.500 garrafas numeradas, o vinho foi elaborado com maceração pré-fermentativa a frio por oito dias e maceração pós-fermentativa por 15 dias, e envelheceu em barricas de carvalho francês por três meses.

Apresenta coloração rubi intenso, vivo, com reflexos violáceos. Aroma de boa intensidade, com sutis notas de amora, eucalipto/mentol, cassis, pimenta preta, chocolate, cravo da índia, tostado e café. O paladar tem uma acidez pronunciada, marcante, é agradável e de média estrutura. Os taninos são firmes, marcantes, revelando um bom potencial de envelhecimento. O gosto é agradável, com retrogosto persistente. É perfeito para acompanhar carnes vermelhas, frangos grelhados, animais de caça, massas com molhos e queijos fortes.

Os rótulos estão à venda na loja da vinícola e chegam às lojas até o final do mês, pelo valor de aproximadamente R$ 40,00 (Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon) e R$ 23,00 (Vinho da Estância Branco).

Sobre a Guatambu

A Guatambu Estância do Vinho é uma vinícola boutique de Dom Pedrito, RS. Seu trabalho é realizado através de administração familiar, em pequena escala, somente com uvas próprias, lotes limitados e garrafas numeradas desde 2003. Mais informações, acesse o site:http://www.guatambuvinhos.com.br/

Guatambu na revista Adega Angeloni

adegaangeloni1_jan2014 adegaangeloni2_jan2014

Galeria Mascate na Imprensa

 

 

 

 

osul_09.01.14zerohora_16.01.14 zerohora_14.01.14

zerohora_16.01.14

anoite_jan2014

diariogaucho_11.01.jpg

Blog no WordPress.com.

Acima ↑