valterjosepotter_credito_eduardorocha(p)

Estância de Dom Pedrito é a primeira colocada na categoria Raças Taurinas

A Estância Guatambu, de Dom Pedrito, RS, recebeu na última terça-feira, dia 26 de novembro, o prêmio As Melhores da Dinheiro Rural, promovido pela revista Dinheiro Rural, da Editora Três, em São Paulo. A Guatambu ficou em primeiro lugar na categoria Raças Taurinas.

O prêmio As Melhores da Dinheiro Rural é o primeiro no País a avaliar aspectos qualitativos da gestão das empresas do agronegócio, seguindo a mesma linha editorial do tradicional ranking As Melhores da Dinheiro, existente há 10 anos. Nesta primeira edição, cinco melhores empresas foram selecionadas entre as inscritas, além de 17 campeãs setoriais, avaliadas a partir de uma avaliação de seu desempenho financeiro.

Para o ranking Melhores da Pecuária a organização do prêmio contou com a colaboração de dez programas de melhoramento genético, três programas de qualidade de carne, seis empresas leiloeiras, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e da Associação Nacional de Confinadores (Assocon).

SOBRE A ESTÂNCIA GUATAMBU

 

Situada em Dom Pedrito, no coração do pampa gaúcho, a Estância Guatambu é uma empresa familiar dedicada a gerar produtos primários e agroindustriais.

Com aptidão de solo e clima privilegiados, a estância produz uma grande diversidade de produtos. Destaca-se pela utilização de tecnologia de ponta, tanto na agricultura quanto na pecuária, sendo suas atividades centradas na integração de ambas. A pecuária de corte é desenvolvida com bovinos Polled Hereford e Braford, em ciclo completo, e ovinos Texel. Os produtos desta atividade são touros reprodutores superiores e carne de alta qualidade proveniente de animais precoces abatidos dos 14 aos 24 meses de idade, além dos cordeiros pampeanos.

Na agricultura, destaca-se a produção de arroz irrigado, milho irrigado com pivô central, soja, sorgo, sementes forrageiras e uvas viníferas. Em 2009 a Guatambu intensificou suas atividades na vitivinicultura, iniciada em 2003, estreando na produção de vinhos finos com o lançamento do vinho Rastros do Pampa.