credito_simone_buttelli

Monólogo com Evandro Soldatelli tem direção de Ramiro Silveira e dramaturgia de Ismael Caneppele

Encerra temporada de estreia no dia 20 de outubro o espetáculo A Mulher do Padeiro, com direção de Ramiro Silveira, dramaturgia de Ismael Caneppele e concepção e atuação de Evandro Soldatelli. O texto original, de Marcel Pagnol, publicado em 1938, também conta com uma versão para o cinema, filme que inspirou Soldatelli neste projeto. Nessa montagem, baseada no roteiro original, a traição da mulher e seu amante é contada pelo ponto de vista do padeiro que deixa de fazer pães para os habitantes de sua vila após a fuga de sua esposa. A montagem é o primeiro espetáculo adulto com Soldatelli no elenco em Porto Alegre depois de sete anos.

Há 20 anos, o ator assistiu a produção de Pagnol. O desejo de montar o texto do dramaturgo e cineasta francês surgiu há três anos, quando buscava materiais para um teste de elenco: “Passei um bom tempo em busca do filme e foram alguns meses de trabalho para a tradução. O desafio depois do texto em mãos era transformar uma obra dos anos 1930 em uma linguagem mais contemporânea, que se aproximasse de mim e do que buscava artisticamente no momento”, revela. Após longo período de pesquisas de linguagem, Soldatelli afirma que esse processo de criação de personagem foi o mais rico e produtivo de sua carreira. “Nunca reuni tantas referências e tanto material para um diretor trabalhar”.

O diretor Ramiro Silveira revela: “A clássica obra de Marcel Pagnol, La Femme du Boulanger, foi um ponto de partida para redescobrirmos sensações, experimentadas por alguém que é abandonado. E navegando por diversas camadas de percepção, um alguém que se permite estar nos três papéis que definem esta história: o marido, a mulher e o amante”.

A dramaturgia se deu através do processo de pesquisa. O escritor e ator Ismael Caneppele integrou o projeto, construindo o texto através da concepção de pesquisa de Soldatelli. A temporada de estreia conta com o workshop O ator autor, ministrado por Caneppele. A atividade visa exercitar a autonomia do ator na criação dramatúrgica, através de exercícios práticos onde cada participante desenvolverá a sua própria narrativa.

A Mulher doPadeiro tem sessões de sexta a domingo, às 21h, na Cia de Arte. Ingressos a R$ 20,00, com 50% de desconto para idosos, estudantes e classe artística.  

 

A Mulher do Padeiro

De 04 a 20 de outubro

Sextas, sábados e domingos, 21h

Cia de Arte – Rua dos Andradas, 1780

Ingressos a R$ 20,00 – descontos de 50% para idosos, estudantes e classe artística