Cartaz Brecht

Com o tema “O espectador criativo: colisão e diálogo”, evento inédito no Brasil chega a Porto Alegre

Porto Alegre recebe, pela primeira vez e no ano da Alemanha no Brasil, o 14º Simpósio da International Brecht Society, durante os dias 20 a 23 de maio, com o tema O Espectador Criativo: Colisão e Diálogo. O evento é organizado pelo Departamento de Arte Dramática e Programa de Pós-Graduação em Artes em Cênicas do Instituto de Artes da UFRGS, dividido em dois grandes setores: a programação acadêmica, que conta com o apoio do Instituto Goethe e do Governo do Estado do RS, e a programação cultural, promovida em parceria com o SESC – RS, com apoio do Ieacen.

A programação acadêmica inclui conferências, workshops e mesas de comunicação, reunindo pesquisadores de vários países e perspectivas, como o diretor Miguel Rubio Zapata, fundador do grupo peruano Yuyachkani, que conta com 40 anos atividades, a escritora e Docente do Programa de Pós-Graduação em Artes da Escola de Comunicações e Artes da Universidade São Paulo – ECA-USP, Ingrid Koudela, Nikolaus Müller-Schöll, professor de teatro e performance da Universidade de Hamburgo e Hans-Thies Lehmann, professor de Estudos Teatrais da Universidade Johann Wolfgang Goethe, em Frankfurt am Main e reconhecido internacionalmente como um dos mais importantes teóricos da estética teatral e do teatro contemporâneo.

A programação cultural, promovida pelo Festival Palco Giratório SESC 2013 em parceria com UFRGS, conta com espetáculos, intervenções urbanas e uma oficina-performance do coletivo La Pocha Nostra, Exercises for Rebel Artists. A prática pedagógica é uma linha de ação importante do coletivo, que promove workshops em diversos países, reunindo artistas de diferentes nacionalidades e disciplinas, em um exercício de transgressão de todo tipo de fronteiras e limites. A oficina prevê duas performances públicas como finalização do processo.

Durante a programação do Palco Giratório, quatro espetáculos integram o Simpósio: Os Bárbaros: Extreme Fashion Show do La Pocha Nostra, uma história de apropriação de formas da cultura popular como dioramas de museus, raves ou reality shows, subvertendo-as através de uma reescrita política; She She Pop is the Marquise of O, do coletivo de teatro experimental She She Pop da Alemanha, que se propõe a explorar os limites sociais e cênicos da comunicação entre performers e espectadores; O Patrão Cordial, da Cia do Latão, de São Paulo, uma comédia sobre a cordialidade brasileira que tem como ponto de partida o estudo Raízes do Brasil, Sérgio Buarque de Holanda, e a peça O senhor Puntila e seu criado Matti, do dramaturgo alemão Bertolt Brecht; e a performance Todo Mundo pode ser Brecht!, do Coletivo de Performance Heróis do Cotidiano, também de São Paulo. Vestidos de super-heróis e acompanhados por um cineasta, os performers do Coletivo andarão pelas ruas de Porto Alegre com malas cheias de figurinos, maquiagem, material cenográfico e panfletos que contêm poemas e trechos de textos teatrais de Brecht. Durante o passeio, os Heróis abordam os transeuntes e propõem a eles que representem teatralmente os textos de Brecht, escolhendo figurino, maquiagem e cenografia da leitura, dando uma interpretação pessoal ao texto e tecendo comentários sobre o mesmo.

As inscrições para ouvintes do simpósio estão abertas até 10 de maio através do site http://brechtportoalegre.com. A inscrição garante certificado de participação no evento. Interessados em acompanhar as palestras e painéis gratuitamente, poderão participar, de acordo com as vagas disponíveis no horário do evento, sem comprovante de participação.

Saiba Mais

Hans-Thies Lehmann (Berlim/Alemanha)

Após completar seus estudos de Alemão e Filosofia, Lehmann foi professor assistente no Departamento de Literatura Comparada da Universidade Livre de Berlim. Foi também professor na Universidade de Artes de Berlim, na Universidade de Amsterdam, e na Universidade de Giessen, sendo que nessa última colaborou no estabelecimento de um programa de Estudos Teatrais Aplicados. Em 1988, concluída sua habilitação, foi nomeado professor de estudos teatrais na Universidade Goethe, em Frankfurt/Main, onde criou a ênfase em Teatro, Cinema e Estudos de Mídia. Já trabalhou como professor convidado em Paris (Sorbonne, St. Denis, e Nanterre), na Lituânia (Universidade de Kaunas), na Cracóvia (Universidade Jagellonen), e nos Estados Unidos (Universidade da Virginia, Universidade de Wisconsin). Com várias obras publicadas, dois importantes livros seus têm edição brasileira: Teatro Pós-Dramático (Cosacnaify, 2007) e Escritura Política no Texto Teatral (Perspectiva, 2009). É o presidente atual da International Brecht Society.

Ingrid Dormien Koudela (São Paulo)

Diretora, escritora e pesquisadora. Formada em Teatro pela ECA/USP, em 1972, onde fez Mestrado e Doutorado. Livre Docente pela ECA/USP, orienta atualmente teses de Mestrado e Doutorado no Departamento de Artes Cênicas. Com bolsas de estudo da Fapesp e CNPq, desenvolveu projetos artístico-educativos com profissionais de teatro; alunos de pós-graduação; professores do ensino fundamental e médio com crianças, jovens e leigos em teatro.

Tem vários livros publicados no Brasil e no exterior, sendo introdutora do método de Viola Spolin entre nós. É tradutora e estudiosa de Bertold Brecht, com ênfase no seu projeto com a Peça Didática. Atualmente vem expandindo seu trabalho de ensino e pesquisa através de projetos ligados à Secretaria Municipal de Educação (SP) e da FEUSP Faculdade de Educação, dando continuidade à formação de professores de Arte, realizando consultoria e pesquisa na área de Teatro.

É coordenadora do Grupo de Trabalho em Pedagogia do Teatro e Teatro na Educação da ABRACE (Associação Brasileira de Artes Cênicas), através do qual vem promovendo o encontro e a troca de experiências de especialistas na área.

Jorge Dubatti (Argentina)

Professor universitário, crítico e historiador teatral. Entre suas principais contribuições para a teatrologia são propostas teóricas encontradas nas disciplinas Filosofia do Teatro e Teatro Comparado e Cartografia Teatral, área em que é pioneiro. Desenvolve suas atividades de docência e investigação na Universidade de Buenos Aires. Coordena do departamento de História e Teoria Teatral do Centro Cultural Ricardo Rojas desde 1998. Fundou e dirige desde 2011 a Escola de Espectadores de Buenos Aires.

Miguel Rubio Zapata (Peru)

Membro fundador e diretor do grupo Yuyachkani, onde postula um teatro de criação e investigação a partir do material que os atores produzem, sua experiência tem como base a investigação da cultura peruana e sua aplicação nas expressões artísticas contemporâneas. Formado na Faculdade de Ciências Sociais Inca Garcilazo de La Vega, já ministrou cursos em Porto Rico, no MIT nos EUA, Insituto Superior de Arte de La Habana, em Cuba, Universidade de Bolonha, na Itália, e diversas vezes no Brasil. É Doutor Honoris Causa em Arte pela Universidade de La Habana, Cuba. Dentre suas publicações, destaque para os títulos  “Notas sobre teatro”, “El cuerpo ausente”, “Raíces y semillas, maestros y caminos del teatro en América Latina”.

Nikolaus Müller-Scholl (Hamburgo/Alemanha)

Professor de Estudos Teatrais na Universidade de Hamburgo, dramaturgo freelance, tradutor e crítico, professor de Estudos Teatrais no Departamento de Estudos de Teatro, Cinema e Mídias da UniversidadeGoethe/Frankfurt aM, lecionou em diferentes universidades da Alemanha, França, Holanda e Estados Unidos. Possui numerosas publicações acerca da tensão entre teatro, teoria, literatura e política. Dentre suas publicações estão: Das Theater des “Konstruktiven Defaitismus“. Benjamin, Brecht, Heiner Müller [o Teatro do “Derrotismo Construtivo” – em Walter Benjamin, Bertolt Brecht e Heiner Müller] (2002); “Aisthesis” (2005); “Event” (2003); Politik der Vorstellung. Theater und Theorie [Políticas da representação. Teatro e Teoria] (com Gerst Joachim Meier, Berlin, Theater der Zeit, 2006); Heiner Müller Sprechen (com Heiner Goebbels, Berlin, Theater der Zeit, 2009).

Programação:

20/05

8h às 10h – Chegada e Cadastramento

10h às 10h30min – Cerimônia de Abertura – com a presença do Reitor da UFRGS

10h às 12h – Conferência de abertura – Miguel Rubio Zapata (Peru)

Brecht: interlocutor indispensable del teatro latinoamericano contemporáneo

12h às 14h – Intervalo de almoço

14h às 15h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

15h30min às 16h – Coffee Break

16h às 17h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

14h às 18h – Workshop: Gesto e Narração: experiência e criação ficcional para o trabalho do ator  | Local: Departamento de Arte Dramática – Sala Alziro Azevedo

18h às 19h30min – Cocktail

21h – Espetáculos

Cia do Latão – O patrão cordial (Brasil) – Local: Teatro do SESC

La Pocha Nostra – Os bárbaros – an extreme fashion show (EUA /Brasil) – Local: Museu do Trabalho

 

21/05

10h às 12h – Conferência – Ingrid Dormien Koudela (Brasil)

O jogo Teatral em Brecht

12h às 14h – Intervalo de almoço

12h às 14h – Intervenção cênica – Departamento de Arte Dramática/UFRGS

14h às 15h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

15h30min às 16h – Coffee Break

16h às 17h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

14h às 18h – Workshops:

Spectators as Masses and Individuals – Local: Goethe Institut

Canções de Brecht e Sambas de Breque – Local: Departamento de Arte Dramática -Sala Alziro Azevedo

18h às 19h30min – Brecht e a América do Sul –  Andrés Grumann Sölter – “Anfiteatro Estadio Nacional: entre deporte, arte escénico y política”. 

21h – Espetáculos

Cia do Latão – O patrão cordial (Brasil) – Local: Teatro do SESC

La Pocha Nostra – Os bárbaros – an extreme fashion show (EUA/Brasil) – Local: Museu do Trabalho

22/05

10h às 12h – Conferência – Nikolaus Müller-Schöll (Alemanha)

Brecht incommensurable fragments “Fatzer” and “Messingkauf”

12h às 14h – Almoço e Intervenção – Performance teatral BALL – ÁQIS – Núcleo de Pesquisa Sobre Processos de Criação Artística

14h às 15h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

15h30min às 16h – Coffee Break

16h às 17h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

14h às 18h – Workshops:

The Avatar-Lehrstücke Workshop – Local: Goethe Institut

Canções de Brecht e Sambas de Breque – Local: Departamento de Arte Dramática – Sala Alziro Azevedo

18h às 19h30min – Brecht e a América do Sul  – Jorge Dubatti – “El teatro de Bertolt Brecht en la Argentina: observaciones de Teatro Comparado”.

21h – Espetáculo – She She Pop (Alemanha) – Local: Teatro Bruno Kieffer

 

23/05

10h às 12h – Conferência – Hans-Thies Lehmann (Alemanha)

Brecht’s Learning Plays: the motif of non-rationality

12h às 14h – Almoço e Intervenção Urbana – Heróis do Cotidiano – Todo mundo pode ser Brecht  (PPG Artes Cênicas / UNIRIO)

14h às 15h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

15h30min às 16h – Coffee Break

16h às 17h30min – Mesas de Comunicações – Campus Central da UFRGS

14h às 18h – Workshops:

Experimentação prática do conceito de Espect-ator de Augusto Boal – Introdução ao Teatro-Fórum – Local: Departamento de Arte Dramática – Sala Alziro Azevedo

Cuidados poéticos de si e da cidade – Local: Redenção

18h às 19h30min – Brecht e a América do Sul  – Cia do Latão (São Paulo) e Ói Nóis Aqui Traveiz (POA) – “O legado De Brecht em dois grupos de teatro brasileiros”.

21h – Espetáculos – She She Pop (Alemanha) – Local: Teatro Bruno Kieffer

14º Simpósio da International Brecht Society

De 20 a 23 de maio, Porto Alegre

Locais

Salão de Atos da UFRGS – Av. Paulo Gama, 110 – Campus Centra

DAD UFRGS – Rua General Vitorino, 255

Instituto Goethe – Rua 24 de Outubro, 112

Casa de Cultura Mario Quintana – Rua dos Andradas, 736

Museu do Trabalho – Rua dos Andradas, 230

Teatro do Sesc – Av. Alberto Bins, 665

Mais informações sobre os espetáculos e ingressos: https://www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio

Inscrições e informações do seminário: http://brechtportoalegre.com

As inscrições para os workshops serão feitas após o credenciamento, no local do evento.

Assessoras de imprensa Bruna Paulin e Mariele Salgado